Sexta-Feira, 27 de Maio

23/08/2014 - Copyleft

Marina: a nova direita e a restauração conservadora no Brasil

A nova direita vai ganhando forma. O objetivo que os une é tirar o PT do governo, da forma que for. Alguns apresentam objeções, pelo aventureirismo da jornada.

por Emir Sader em 23/08/2014 às 16:15



Emir Sader


A direita brasileira parece aprender do seu passado e se dar conta de que de um labirinto se sai por cima, embaralhando de novo as cartas do jogo. Quando fracassou seu projeto com Fernando Collor, se atribuiu a Roberto Marinho à afirmação de que ele seria o ultimo candidato da direita que eles conseguiriam eleger. Foram buscar alguém no outro campo – FHC – para retomar, por outras vias o mesmo caminho

Demorou um tanto até que a direita se desse conta de que a polarização entre seus governos neoliberais e os governos do PT era uma via de derrota. Depois de três reveses, quando se configurava um quarto, apareceu a possibilidade de sair do labirinto em que se havia metido, com uma candidatura de risco, mas com maiores possibilidades de vitória – a de Marina.

Marina apresenta todas as ambiguidades de fenômenos recentes: ONGs, reivindicação da “sociedade civil” contra o Estado, promiscuidade com o empresariado, teses ecológicas nunca formuladas como estratégia. Com origem pessoal popular, politica no PT, ela apresenta as melhores condições para o surgimento de uma nova direita no Brasil.

Suas definições sao pouco ambíguas: Neca Setubal coordenando seu programa de governo. Isso mesmo! Nao so membro da família Setubal, como membro das instâncias diretivas do banco, se encarrega do programa da Marina. Para complementar, os gurus Eduardo Gianetti da Fonseca e Andre Lara Rezende. Um liberal e outro um neoliberal reconvertido às teses verdes.

Marina não escondeu a incorporação dessas teses: Banco Central independente, o objetivo de “tirar o PT e o bolivarianismo” do governo, nas suas próprias palavras. Além dos silêncios significativos sobre o fundamental dos governos do PT, como forma de expressar seu antagonismo: a prioridade das politicas sociais, a politica externa soberana, o resgate do papel ativo do Estado.

O pacote está pronto para ser vendido o velho como novo, o oligárquico como democrático, o antipopular como popular. A roupagem liberal nem trata de esconder seus traços: o anti-estatismo é sua bandeira central. A tal da sociedade civil, eixo da oposição ao Estado, tem no Itau e nos ideólogos liberais, seus esteios. Sociedade civil mal disfarça o mercado.

A nova direita vai ganhando forma. O objetivo que os une é tirar o PT do governo, da forma que seja. Alguns apresentam objeções, pelo evidente aventureirismo da empreitada: o Estadão, a Veja. A mão do serrismo aparece nos dossiês que começam a circular – sobre o avião em que morreu Eduardo Campos – e em outros que vão circular. Mas a polarização está projetada: Marina contra Dilma.

É o que em outros países da região se denomina de recomposição conservadora, como forma de enfrentamento a todos os avanços dos governos posneoliberais. No Brasil tem numa figura popular, que se apresentou como alternativa às formas tradicionais de fazer politica e que busca retomar dialogo com os jovens das manifestações de junho de 2013, como sua cara. Uma vez mais a direita teve que buscar no campo originalmente oposto, seu candidato.

Tudo contra a Dilma, o Lula e o PT. Esse o lema que orientou desde o começo a direita na campanha atual. Sobem a essa candidatura seguros de que, se chegarem a ganhar, Marina vai depender deles – das suas bancadas parlamentares, da mídia – e, como a entrega da coordenação do programa a Neca Setubal nao deixa nenhuma ambiguidade, Marina está disponível para ser tutelada. E pelo capital especulativo!

Como em outras circunstâncias históricas, as manipulações ideológicas podem fazer passar a imagem de um dirigente politico representando o oposto do que efetivamente representa. No XVIII Brumario de Luis Bonaparte, Marx já revelava esses mecanismos.

Ninguem que se creia minimamente progressista, de esquerda ou simplesmente democrático, pode apoiar a nova alternativa da direita. Ao contrário, tem que denunciá-la e se mobilizar ativamente – como se fez contra o Serra no final da campanha de 2010.

Tags: Política





roberto danunzio - 27/08/2014
Ataque pessoal é igual a falta de argumentos, os demais leitores observam muito bem a diferença, companheiro Rui.


Rui - 26/08/2014
Orlando essa tática é mais que conhecida, antes só tinha um, agora já são dois, é o exército virtual contratado pelo tucano de nariz grande, a conversa é sempre a mesma, votaram no Lula e a gora estão arrependidos, queriam muito mais, não se iluda, nunca votaram no PT porque são COXINHAS de extrema-direita.


roberto danunzio - 26/08/2014
Tudo bem Orlando, você quer que eu repita o que já disse, que eu elogie o que fizeram Lula e Dilma? Quer que eu tome benção? Tudo bem, eu elogio, eu peço a benção. Mas repito e repito, estamos nas portas das eleições. Que proposta Dilma tem para avançar? Por exemplo. Pode por um índio na presidência da Funai? Isto é uma enorme utopia? Pode sentar para conversar com o funcionalismo? Não? Porque? Porque não respeita sindicato independente, mostrando-se uma democrata de base? Porque joga sujo nas greves, como nunca jogaram os panguás do PSDB? Não estou jogando pedras em ninguém, amigão, estou só colocando algumas questões que ninguém me responde, levando tudo para o lado pessoal. Mais requinte, por favor.


Pedro de Alcantara Figueira - 25/08/2014
A ciranda financeira é o cabo eleitoral da Marina. Contra o PT, Dilma e Lula não há outro caminho. Este é o caminho do dinheiro a que repugna o trabalho e a produção de riquezas. Ao contrário, seu objetivo é exatamente destruir riquezas. Esta força política é inimiga da sociedade e principalmente do povo.


Emerson Xavier da Silva - 25/08/2014
Não há direita no Brasil, o que temos é uma extrema-direita histórica. É a mesma do escravismo, dos golpes, das torturas, dos assassinatos políticos. Quando alguém trai o campo da resistência à essa direita, como Marina Silva, Eduardo Campos, Roberto Freire e outros, acaba, querendo ou não, juntando-se a essa mesma extrema-direita histórica. O programa econômico de Marina Silva, digo, do Banco Itaú, resultaria em desemprego em massa, fome, devastação ambiental. Quer mais extremismo do que isso? O que viria com esta senhora, diretamente filiada ao sionismo cristão, que apóia as barbáries cometidas contra os Palestinos, seria uma forma de uribismo (vide Colômbia), com uma implacável repressão aos trabalhadores e movimentos sociais. A extrema-direta histórica quer retomar o poder para não perdê-lo nunca mais. Erundina e Marina Silva prestam-se a isso. Navegam sobre a mentira, sobre o ódio, ninados pela Rede Globo e outros meios de desinformação, estes mesmos com canais diretos com o que a ditadura militar teve de pior. O discurso às vezes pode ser de cordeiros, mas estamos lidando é com lobos raivosos.


jose carlos lima - 25/08/2014
Marina não é a secularista que diz ser, ela é boa mesmo é de gogó, Collor tmbm era,,.Não me iludo com essa gente tutelada por essa direita vagabunda...Marina não tem a menor condição de bancar qualquer projeto, a base dela que seria formada no Congresso não seria secularista, muito pelo contrário...como diz Emir Sader, trata-se de apenas mais uma pessoa que caiu do céu para essa direita sem voto

http://www.jornalggn.com.br/blog/iv-avatar/marina-nao-e-a-secularista-que-diz-ser


José de Oliveira Santos - 25/08/2014
Antes tarde do que nunca, após as manifestações de junho de 2013, o governo Dilma começou a entender e promover o que escrevi abaixo, mesmo de forma limitada, decreto de participação social, marco legal das organizações da sociedade civil, Lei Cultura Viva, que nem o Emir Sader compreendeu quando estava cotado para ser ministro.

Espero que Dilma vença as eleições para avançar por aí......

-----------------------------

http://www.overmundo.com.br/overblog/outro-brasil-somente-com-participacao-e-arte-1

----------------------------

Certa feita, conversando com um amigo educador/artista, que reside na cidade de Olinda, em Pernambuco, sobre o modo de a esquerda governar, ele externou para mim algumas preocupações referentes ao modelo de gestão de muitas administrações progressistas que ele conheceu e que se moldam facilmente à cultura política das oligarquias locais e realizam, mesmo que de forma mais eficiente, uma gestão cuja prioridade são apenas as grandes obras, os programas assistenciais e os shows com grandes artistas ligados à cultura de massa, o que acaba lembrando uma canção do Cazuza: "Um museu de grandes novidades" ou parafraseando Belchior: "Minha dor é perceber que apesar de tudo que fizemos, ainda somos os mesmos, "pensamos" e administramos a coisa pública como os velhos coronéis."


Orlando F. Filho - 25/08/2014
Como alguém que diz entender de política pode chamar dilma de dama de ferro e gerentona?: Gente que analfabetismo é esse? Fico indignado quando alguém usa este blog para destilar seus ódios pessoais. Isto demonstra um total esquerdismo, " a doença infantil do comunismo" como dizia o velho Lenin. Não vou citar o nome mas todos devem saber a quem me refiro. É muito fácil ser pedra: afinal, não precisa pensar sobre nada, apenas vamos jogar as pedras. Mas, cuidado, vc pode ter telhado de vidro. Eu tinha um amigo que sempre se dizia comunista, anarquista enfim. Um dia o questionei dizendo se ele fosse mesmo um anarquista deveria vender seu carro do ano, sua chácara em um lugar nobre de Arujá e partisse prá luta. A conversa acabou aí. Quem não tem visão política para perceber que Dilma não é igual a Lula e estes não são iguais a Aécio e Marina, pos Dilma arriscou sua vida, foi torturada, quase morreu na tortura lutando para que todos nós pudéssemos expressar nossas idéias, inclusive criticá-la, Portanto, "esquerdista radical" que só sabe ser pedra e não apresenta nenhuma idéia. Hoje tenho 60 anos e meu pai 86 anos. Foi torturado no doi-codi e viu seus companheiros de luta serem assassinados por um canalha chamada Brilhante Ulstra, responsável por 50 mortes no doi-codi e, em depoimento a comissão da verdade, disse que faria tudo novamente. Essas são as pessoas nocivas ao brasil, inclusive as netas de Ulstra ficaram chocadas quando souberam quem o avô é(notem o verbo NO PRESENTE). Fico imaginando como seria estes caras que sofrem de esquerdismo exercendo o poder. Marx dizia que quem não aprende com a História, está condenado a repetí-la, mas como farsa. Vide Israel e sua perseguição aos palestinos utilizando os mesmo métodos que os nazistas utilizaram com os judeus: campos de concentração(Shabra e Shatilla) onde centenas de palestinos foram assassinados por um grupo de cristãos maronitas, aliados de Israel. Mataram sem distinção: homens, mulheres, crianças igualzinho os nazistas fizeram nos campos de morte. Posso não concordar com todas as diretrizes do PT, mas querer jogar na lata do lixo as conquistas juntamente com o povo brasileiro, é não ter a maior capacidade para analisar friamente e, caso nos deixemos levar pela paixão política, isso vai virar um flaxflu, timãoxpalmeiras e por aí vai.


roberto danunzio - 25/08/2014
Desde FHC a direita vai buscar no lado pretensamente o posto seu candidato. Primeiro escolheu o pseudo intelectual social democrata. Depois escolheu o ex-operário que perdeu o dedo no torno mecânico. Depois a guerrilheira que mais parece a dama de ferro gerentona da economia. Agora a direita continua apoiando Dilma. Kátia Abreu e produtos similares a apoiam para que siga barrando a reforma agrária, atravancando as demarcações de terra indígena e quilombola, levando o Ibama e a Funai para o CTI. As grandes empreiteiras a apoiam pois seu governo está impondo as grandes obras do período militar tal como Belo Monte sem o menor cuidado com índios, ribeirinhos e habitantes pobres das cidades afetadas e mandando inclusive as tropas federais de elite para baixar o pau, quando necessário (o leitor precisa ir a publicações mais isentas para saber o que estão fazendo, sugiro o Brasil de Fato, o Correio da Cidadania, entre outros, o Almir Sader e o Saul Leblon não falam destas questões pois só repetem o mantra eleitoreiro). A direita está também muito feliz porque o PT neutralizou as grandes centrais sindicais e combate ferozmente os sindicatos independentes e combativos, como fazia Getúlio Vargas (não é à tôa que o Emir e outros gostam de comparar Lula com Vargas, além de que os dois compartilham a tática liberal populista). Então, correção: a direita foi buscar no lado dito oposto o Lula e a Dilma, mas pode também apoiar quem lhe oferecer algo ainda melhor, no caso, pouco importa, Marina ou Aécio, quem oferecer mais cacife. Vamos colocar os pingos nos is.


Marcia Eloy - 25/08/2014
Sr. Axel

O senhor pode votar em quem quiser e ninguém tem nada com isto, mas dizer que Dirceu e Genoíno são mensaleiros, aí o senhor extrapolou. O que eles cometeram foi o "crime" de possuir caixa 2 no partido que todos os partidos possuem e companhias brasileiras e estrangeiras também. A ação 470 foi um show midiático. Nunca antes, um processo foi tão comentado pela mídia como este, uma verdadeira campanha contra o PT. E O Supremo se comportou de modo diferente no julgamento do ex deputado Azeredo, encaminhou o processo para o Tribunal de origem por ele ter se demitido do deu cargo de deputado. Logo usou dois pesos e duas medidas, pois Dirceu também não possuía cargo eletivo. A Marina até agora não apresentou um programa e no governo Lula sempre se posicionou contra o progresso defendendo a "natureza". Não vejo nada de substancial no que ela diz, e pelo que sei o perfil do seu eleitor é jovem, rico e morador do sudeste. O que este tipo de jovem tem a ver com natureza até agora não entendi.


Orlando F. Filho - 25/08/2014
Prestem atenção na tática baixa daqueles que votarão em Marina, como Axel Terdeiro: Primeiro desqualifica Dilma e o PT e diz, claro, que já votou no PT e está desiludido e diz-se de esquerda, mas(vejam a contradição) votará na candidata cuja coordenadora de programa e a filha dos setúbal. Nossa, que coerência, hein. Axel, as pessoas que frequentam este blog são inteligentes. Por favor, não venha com esse discurso do "guerrilheiro arrenpendido" tal qual aquele japonês que a ditadura pegou para posar de "radical arrependido". Para com isso, cara. Declare seu voto com clareza, objetividade pois desqualificar primeiro o adversário é tática suja e baixa.


jose carlos lima - 25/08/2014
Axel, Lula afirmou que nunca se ganhou tanto dinheiro nesse pais, e disse isso ao mostrar que o lulodilmismo foi bom para todos, o que não poderia ser diferente com esse fortalecimento do mercado interno que percebemos a olhos visto. Quanto a corrupção não caia na besteira de achar que o PSB é um partido limpo, pois apesar de nanico está bem perto de PMDB e PSDB no ranking da corrupção. No Congresso Marina ficou em cima do muro e não se posicionou quanto a obrigatoriedade de bíblia nas escolas, ou seja, ela não é secularista e sim uma teocrata não assumida. http://4.bp.blogspot.com/--mFt5ns06tM/UEvhWBjXCiI/AAAAAAAA3e4/nv_mvS6zeg4/s1600/rankcorrup%C3%A7%C3%A345o.png


Orlando F. Filho - 24/08/2014
Como essa mulher pode descer tanto? Como uma pessoa estraga sua biografia maravilhosa desse jeito? Cair no colo dos banqueiros, uma pessoa se diz verde, digamos, também de esquerda? Chamar o governo dilma de bolivarianista? Que analfabetismo político. Não pensem que sou ingênuo mas coloco analfabetismo como uma figura de linguagem, pois Marina não é analfabeta,, claro. Primeiro: ela deveria declarar-se incapacitada para concorrer mas nem esperou o cadáver do eduardo campos esfriar e lá estava ELA, a paladina da economia sustentável aliada aos banqueiros e a essa elite que, pesquisem, estão acabando com a ecologia do país(pesquisem e vejam que a maioria desses figurões são donos de vastíssimas extensões de terras. Só para citar os mais famosos: itau, silvio santos e por aí vai. Depois que passar tudo isso, Dilma voltará a liderar com primeiro turno direto, pois a última pesquisa deu 17% de vantagem para Dilma no primeiro turno e no segundo, ela ganha disparado. A mentira vai durar pouco e o povo brasileiro não é composto por essa elite golpista, racista e outras "istas" que não posso mencionar aqui.


Axel Terceiro - 24/08/2014
Discordo em gênero, número e grau em relação a esse texto do Emir. Aliás, discordo de quase tudo que esse senhor fala e faz, mas aí já é outra história... Dizer que a candidatura de Marina tem o objetivo de ''tirar o PT do governo, da forma que seja'' é de um exagero absurdo. Por acaso Marina ou alguém de sua chapa está propondo pegar em armas e aplicar um golpe? Em algum momento falaram em usar de algum método para chegar ao poder que não seja via eleições livres e democráticas? Se tem, me perdoem, porque até agora eu não observei. Acusar Marina de ser ''de direita'' e ''oligárquica'' também é outra cegueira. Por acaso é ela quem está associada a Sarney, Maluf, Collor e Renan Calheiros? Ela, em algum momento, fez vistas grossas a casos comprovados de corrupção, assim como o PT e seu líder-mor Lula fizeram para com os mensaleiros Zé Dirceu, Genoíno e cia? Falar de promiscuidade por parte da chapa da Marina e Neca Setubal é algo que merece até uma reflexão válida, mas que perde completamente a credibilidade quando quem aponta isso é um porta-voz confesso do PT. Não é o próprio Lula que dizia ''nunca antes na história desse país os banqueiros lucraram tanto'' quando se referia ao próprio governo? Não foi durante o governo PT que a quantidade de bilionários brasileiros saltou como nunca? Não foi o governo petista que cansou de salvar mega-ricos como o sr. Eike Baptista? Não é o Partido dos Trabalhadores que se alia aos ruralistas? O prof Emir poderia até falar do fato de Marina pertencer a um grupo cristão fundamentalista, mas isso também descambaria na contradição, já que o próprio PT vem alimentando o discurso fanático desses setores (em nenhum momento o partido de Dilma e Lula teve colhões de enfrentá-los). Já votei em PT, não voto mais. Me considero de esquerda e até agora estou decidido a votar em Marina Silva. Não acredito que PSB, caso eleito, vá criar o país dos sonhos, mas também creio que seu governo não será de forma alguma mais conservador e corrupto como aquele que o Sr. Emir Sader parece não cansar de defender.


veronica miranda - 24/08/2014
Na verdade todas as principais candidaturas serão tuteladas pelo capital financeiro e do agronegócio. E nunca saímos de fato do coronelismo ou do absolutismo, portanto os dois não serão privilégio de nenhuma candidatura. Para sobreviver hoje muitos precisam beijar o tapete dos monarcas e outros que não beijam não têm como sobreviver. A dificuldade no momento é saber qual governo será mais conservador. Acho que as pessoas realmente de esquerda não terão nenhuma chance nas próximas eleições. Estou tão desesperada com a situação do país e como isso leva a situações difíceis e desesperadoras em nível individual, além do coletivo, que já estou esperando um milagre. Se existem candidatos que não suportam o pessimismo é bom saber que as pessoas, pra não dizer cidadãos, já estão no nível do desespero. Mas, como quem está no poder tem dificuldades de enxergar e ouvir...


Marcia Eloy - 24/08/2014
Mas afinal, qual é o programa de governo da marina? O Eduardo campos disse que estava sendo planejado. logo deve ser apresentado. Veremos...


Terezinha Pereira Lecompère - 24/08/2014
Obrigada pela excelente analise, espero que tera muito leitores.

Terezinha


roubrdario diniz valerio - 24/08/2014
Como diz Nino Carta a direita pega em fio desencapado contra qualquer governo progressista. Foi assim como Collor de Melo e agora com Marina Silva. Depois providencia-se um impedimento como no caso Color quando o mesmo ameaçou alguns privilégios. O mesmo acontecerá com Marina na hipótese de ser eleita. Só que desta vez a esquerda deveremos estar atentos para não sermos massa de manobra e mobilização como fomos no caso Collor. Nada me tira da cabeça que Collor foi destituído não pelos erros mas pelos seus acertos.


wilmar santos - 23/08/2014
A extrema direita, herança do antigo coronelismo brasileiro,conforme noticiava o saudoso sociólogo Raimundo Faoro, está de cara nova e vestindo o modelito Marina Silva.Já estão vendo que Aécio será derrotado, se agarrarão a candidata surgida de um escombro fatídico,está na campanha para com plicar o jogo político eleitoral de outubro!Os direitistas farão de tudo em nome da velha oligarquia : vencer as eleições de qualquer maneira: se ganha no braço,no tiro, na compra de votos, na pressão e na marra! Assim era no passado. Muito próximo disso teremos agora em 2014! Entram ainda em cena, neste momento, os banqueiros, como nos programas beneficentes da mídia televisiva, chegam no final, com polpudas doações e resolvem a parada! Viva o povo brasileiro!


jose carlos lima - 23/08/2014
Vejo por ai pessoas dizendo que Marina é uma caixainha de surpresas. Uma absurdo dizer que Marina é uma incognita mesmo se sabendo está na sua equipe econômica: Neca Setubal, Andre Lara Rezende, Eduado Giannetii, enfim, os neoliberais da santa do avião são bem piores do que os do santo do aeroporto, por favor, essa mulher não é mistério nenhum

http://josecarloslima85.blogspot.com.br/2014/08/politica-economica-o-conservadorismo-de.html


marivalda soares - 21/10/2014
Eu não consigo acreditar na situação da ex-candidata Marina QUE FOI DESCOBERTA NOS SERINGAIS BRASILEIROS, e foi e incentivada pelo PT (Partido dos), que lhe incentivou até a aprender a ler e até a evoluir. Depois de muito sucesso, desentendimento, descontentamento e revolta, Marina resolve desprezar o Partido que a acolheu e passou para o partido que representa o contrario do PT, sendo caracterizado inclusive por ser representante da direita neoliberal brasileira. O que me deixa incrédula, ´pensar em como é possível que uma pessoa que se diz progressista, preocupada em melhorar a situação da população brasileira unir-se ao grupo neoliberal, simplesmente com o objetivo de derrubar o PT do governo, pouco se importando com as consequências do seu ato, para sí e para a população brasileira, o que me deixou muito decepcionada com a mesma. foi refletir em como é possível que a ex-candidata a presidência da REPÚBLICA DO BRASIL pode se deixar levar por objetivos tão mesquinhos, tão difícil de se imaginar em relação a uma pessoa que já foi ministra e que óbviamente é uma forte liderança brasileira. Como fica o seu projeto de melhorias de vida para a população campesina, para atendimento ás minorias excluidas , os grupos de sem terras e muitos outros. AFINAL, O QUE ACONTECEU COM A Dona Marina da Silva que de uma hora para outra se deixou "seduzir" pelas ofertas neoliberais. Eu sei que as pessoas são livres para mudar de opinião sempre que quiser, mais compactuar com o inimigo, para mim é uma prova de traição e até mesmo de corrupção. Será que ela foi corrompida pelo inimigo? E será que o prêmio que recebera é mais importante de que as suas convicções e de que o seu país.


vicente torres mourão - 17/09/2014
Precisamos correr contra o tempo e alertar o povo deste perigo E uma corrida da verdade contra a mentira da Direita travestida de lobo.

PARCERIAS