Terça-Feira, 25 de Julho

24/02/2014 00:00 - Copyleft

Agenda internacional: direita vence em Quito; Maduro tenta diálogo com oposição

O presidente Rafael Correa sofreu uma derrota nas eleições municipais deste domingo, perdendo em importantes cidades como Quito, Guayaquil e Cuenca.


Redação
El Telégrafo

 

Agenda internacional: 24/02/2014 a 01/03/2014

 

EQUADOR – O presidente Rafael Correa sofreu uma derrota nas eleições municipais deste domingo, perdendo em importantes cidades como Quito, Guayaquil e Cuenca. Segundo o jornal El Telégrafo, as derrotas em Quito e Cuenca em especial representaram um revés político simbólico expressivo para a Aliança País, liderada por Correa. Além disso, indicam uma rearticulação da direita no país para as próximas eleições presidenciais.

VENEZUELA – O presidente Nicolas Maduro convocou uma conferencia nacional de paz e Henrique Capriles aceitou a ideia com limites. Nesta segunda-feira, haverá uma reunião do presidente com governadores da qual Capriles deve participar.

COLÔMBIA – O governo e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) retomam conversações sobre o combate ao tráfico ilegal de drogas.

HAITI – O presidente Mickel Martelly se reúne com o Papa como parte de seu giro pela Europa.

COSTA RICA – O setor público convoca uma grande greve por aumento salarial. Os sindicatos protestam contra um decreto do Executivo que dá aos trabalhadores públicos um aumento de 0,45% em 2014.

ESTADOS UNIDOS – O Secretário de Defesa, Chuck Hagel, faz uma revisão do orçamento do Pentágono para 2015. Hagel indicou que o gasto militar sofrerá cortes nos próximos anos apesar de um plano do Congresso para reduzir estes cortes.

Será retomado o julgamento de Abd al-Rahim, suposto cérebro do atentado de outubro de 2000 contra o navio da Marinha dos EUA, USS Cole, no qual morreram 17 marinheiros e dois atacantes suicidas.

GRÉCIA – Novo resgate à vista? O Fundo Monetário Internacional, a Comissão Europeia e o Banco Central Europeu, a Troika, volta a Grécia para examinar o progresso realizado pelo país no cumprimento do acordo de resgate financeiro. “O propósito é chegar a um acordo sobre as políticas necessárias que ajudem a completar esta quinta revisão do programa econômico do governo”, indicou a porta-voz do FMI, Angela Gaviria. Segundo o ministro de Finanças grego, o país implementou 78% das reformas exigidas pela Troika.

ALEMANHA – Angela Merkel visita Israel para a quinta reunião bilateral desde o acordo firmado pelos dois países em 2008. A última consulta governamental entre ambos ocorreu em 2012, em Berlim. Merkel também visitará o Reino Unido onde se reunirá com o primeiro ministro David Cameron, a rainha Elizabeth e vários parlamentares. Na pauta, o possível referendo britânico, em 2017, sobre a permanência na União Europeia e temas econômicos.

UNIÃO EUROPEIA – O parlamento europeu vota a prolongação de um fundo para os cidadãos mais pobres da União Europeia até 2020. O fundo é de 3,5 bilhões de euros.

Cúpula da União Europeia com o Brasil ocorre no marco da parceria estratégica firmada por ambas as partes em 2007. Na pauta, temas como segurança, mudança climática, os resultados da Conferência Rio 20 e as negociações do Mercosul para um acordo comercial.

COREIA DO SUL -  Greve geral contra a presidenta Park um ano depois do começo de seu governo. O slogan da convocatória da greve é: “Não aguentamos mais um ano depois de governo de Park”.





Créditos da foto: El Telégrafo



Siga-nos no Facebook

Cadastro

Revista digital

Saul Leblon

Leia Mais

PARCERIAS