Segunda-Feira, 24 de Julho

 

15/05/2016 00:00 - Copyleft

WikiLeaks: Temer cedeu informações 'sensíveis' aos EUA

O WikiLeaks em uma mensagem no Twitter alegou que Temer agiu como um 'informante para a embaixada e para a inteligência norte-americana'


The Daily Star - Líbano
VPR

BRASÍLIA: O site de denúncias WikiLeaks publicou um telegrama diplomático na sexta-feira mostrando que o atual presidente em exercício do Brasil, Michel Temer, concedeu informações “sensíveis” à diplomatas dos Estados Unidos antes das eleições de 2006.
 
O telegrama publicado online – datado de 11 de Janeiro de 2006, e marcado como “sensível mas não confidencial” – contém resumos de conversas que Temer, deputado federal na época, teve com oficiais representantes dos EUA.
 
O WikiLeaks em uma mensagem no Twitter alegou que Temer agiu como um “informante para a embaixada para a inteligência norte-americana”.  O telegrama está marcado como compensado pela embaixada dos EUA em Brasília mas não nomeia ou informa as pessoas que Temer brifou.
 
Nas informações cedidas estavam possíveis planos para o seu partido, o PMDB, de montar um desafio eleitoral ao então presidente de esquerda do país, Luiz Inácio Lula da Silva, de acordo com os resumos do telegrama.
 
Lula é o principal aliado de Dilma Rousseff, que foi retirada do cargo de presidente na quinta-feira devido a um processo de impeachment.
 
Temer saiu do posto de vice-presidente para preencher o cargo de Dilma enquanto é realizado o julgamento.
 
Rousseff chamou o movimento de “golpe” e Temer de traidor por abandonar a coalizão do governo e apoiar o processo de impeachment contra ela.
 
O governo de Temer teve sua primeira reunião de gabinete na sexta-feira para tratar sobre a profunda crise econômica do país.
 
O Brasil  irá sediar os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro de 5 a 21 de Agosto.
 



Créditos da foto: VPR



Siga-nos no Facebook

Cadastro

Revista Digital Carta Maior

Saul Leblon

Leia Mais

PARCERIAS