Sábado, 19 de Agosto

01/08/2017 12:24 - Copyleft

Doria reduz horário de atendimento em unidades de saúde da zona sul

Estabelecimentos passam a fechar às 17h, e não mais às 19h. Medida prejudica principalmente os trabalhadores que procuram atendimento no final do dia


Rodrigo Gomes, da RBA
MARCELL RONCON/FUTURA PRESS/FOLHAPRESS

São Paulo – A gestão do prefeito da capital paulista, João Doria (PSDB), anunciou nessa segunda-feira (31), nas redes sociais da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), a redução do horário de funcionamento de 11 serviços de atenção básica à saúde que funcionam no extremo sul da cidade. A partir de hoje (1º), as unidades vão ter o horário de atendimento à população reduzido em duas horas, passando a fechar às 17h, e não mais às 19h. Para o ex-secretário municipal da Saúde Alexandre Padilha, “essa medida demonstra a total falta de sensibilidade da gestão Doria para com a população da periferia, que precisa desse horário estendido para ter acesso ao serviço de saúde”.
 
O horário do atendimento das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) foi estendido na gestão do ex-prefeito Fernando Haddad (PT), com o objetivo de garantir o acesso às pessoas que estão chegando do trabalho. A gestão Doria alega que essa mudança “não irá diminuir a oferta de serviços, uma vez que a grade de agendamento de consultas foi reformulada e não houve redução nas equipes”. A redução no horário de funcionamento foi motivada, principalmente, pelo baixo movimento no final do expediente, explicou a secretaria, em nota.
 
“Só fala isso quem nunca pisou em uma UBS as 17h30, 18h. Se fosse, ia ver a quantidade de pessoas atendidas nesse horário, pegando medicamentos, buscando orientação, levando os filhos para tomar vacina”, criticou Padilha.
 
Dez UBSs e um serviço Multidisciplinar de Assistência Domiciliar (EMAD) vão ter o horário reduzido (confira a lista abaixo). Para o ex-secretário, a única preocupação que justifica uma redução de horário é quanto à segurança dos trabalhadores da unidade, em regiões onde a criminalidade domina uma região. “Infelizmente acontece de uma unidade fechar mais cedo por isso. Mas a ação aí devia ser cobrar do governo estadual que garanta a segurança dessas unidades, reforçando o policiamento”, pontuou.
 
A gestão Doria congelou R$ 1,17 bilhão de um total de R$ 8 bilhões do orçamento da saúde municipal, equivalente a quase 15% da verba. Os principais montantes congelados foram R$ 351,4 milhões de Operação e Manutenção para Atendimento Ambulatorial Básico e de Especialidades; R$ 13,6 milhões de Administração de Material Médico Hospitalar e Ambulatorial; R$ 70,1 milhões de Operação e Manutenção de Unidades de Saúde; R$ 27 milhões de Operação e Manutenção da Assistência Farmacêutica; R$ 93 milhões do Sistema Municipal de Regulação, Controle, Avaliação e Auditoria do SUS; além de toda a verba destinada a melhorias e ampliações de unidades.
 
Outro problema é a constante queda no quadro de servidores da saúde municipal desde o início do ano. Em dezembro, no final da gestão Haddad, havia 13.033 médicos na rede, tanto da administração direta quanto de organizações sociais de saúde. O número caiu em todos os meses, tendo um pequeno aumento em maio, chegando a 12.733 médicos atualmente. São 300 profissionais a menos. Também houve redução nas demais funções, caindo de 65.752 servidores, em dezembro de 2016, para 64.951 no mês de maio. Os dados são da SMS.

 



Confira a lista completa de serviços reduzidos:
UBS Jardim Novo Pantanal - Avenida Professor Cardoso de Mello, 674 Jd. Santa Terezinha
UBS Vila Império II - Rua Dr. Nestor Sampaio Penteado, 181/189
UBS Mata Virgem - Estrada da Saúde, 47, Eldorado
UBS Cidade Júlia - Rua Paschoal Grieco, 366, Cidade Júlia
UBS São Jorge - Avenida Eduardo Pereira Ramos, 810; Jd. S. Jorge
UBS Vila Aparecida - Avenida Batista Maciel, 430, Vila Portela
UBS Vila Guacuri - Rua Valentino Fiorevanti, 416, Vila Guacuri
UBS Jardim São Carlos - Rua Cláudia Muzio, 163, Jd. São Carlos
UBS Jardim Niterói - Rua Samuel Arnold, 596, Jd. Niterói
UBS Jardim Selma - Rua Pedro Fernandes Aragão, 305, Jd. Selma
Equipe Multidisciplinar de Assistência Domiciliar (EMAD) Santo Amaro - Av. Prof. Vicente Rao, 429 (7h às 18h)



Créditos da foto: MARCELL RONCON/FUTURA PRESS/FOLHAPRESS



Siga-nos no Facebook

Cadastro

Revista Digital

Saul Leblon

Leia Mais

PARCERIAS