Quarta-Feira, 26 de Julho

14/07/2017 14:53 - Copyleft

Cinema e Realidade em Casa 2

Na segunda edição do projeto, Carta Maior apresenta as resenhas dos filmes "A grande aposta", "Seção especial de justiça" e "Cidadão quatro"


Da Redação - Carta Maior
Reprodução

Na semana passada iniciamos o Projeto Cinema e Realidade em Casa sugerindo aos leitores de Carta Maior três filmes - o chileno O botão de pérola, A conexão francesa e o italiano O monstro da primeira página - que estimulam a reflexão sobre a realidade no Brasil e no mundo.
 
No Brasil, enquanto a mídia golpista esbanja recursos em seu noticiário, renovando o seu aparato em defesa da agenda da austeridade, nós da Mídia Alternativa tentamos sobreviver. As eleições de 2018, como aponta a pesquisa Reuters-Oxford, serão decididas na Internet que vem se tornando cada vez mais controlada pelas corporações.
 
Como você sabe, há mais de um ano a nossa permanência no ar só é possível graças à parceria com os nossos leitores.Sua ajuda, portanto, é de fundamental importância neste momento. Precisamos de você como um parceiro da Carta Maior (saiba aqui como fazê-lo).
 
Dando continuidade ao projeto e tendo em vista a sua receptividade entre os que nos acompanham, sugerimos para este fim de semana outras três produções: A grande aposta, Cidadão quatro e Seção especial de justiça, este um clássico do diretor grego Costantin Costa-Gavras.
 
Propomosque assistam esses filmes com seus amigos e parentes para, após a sessão, debater com eleso que viram. Se desejarem, enviem um texto resumindoesse debate.
 
reprodução 
Em A grande aposta, são denunciadosos efeitos da avassaladora crise financeira de 2007/2008 cuja origem ocorreu nos Estados Unidos e ainda agora repercute no mundo. Na ocasião, cinco trilhões de dólares de aposentadorias de idosos americanos viraram pó e oito milhões de indivíduos perderam os empregos. O filme aponta como, durante o período anterior à crise, apesar de perceberem o que acontecia, as agências de risco e outros agentes do mercado financeiro ajudaram, como normalmente fazem, a esconder o desastre anunciado. Confira a resenha aqui:
http://www.cartamaior.com.br/?/Editoria/Cultura/Como-ganhar-dinheiro-a-custa-de-oito-milhoes-de-empregos/39/35456
 
Reprodução
Seção especial de justiça mostra o processo de deterioração do caráter de protagonistas da vida pública diante das pressões econchavos para legalizar o assalto ao poder, durante a ocupação daFrança, na Segunda Grande Guerra.Os diálogos do consagrado escritor comunista Jorge Semprún, roteirista do filme, descortinam a naturalidade das tenebrosas transações no mundo sombrio dos donos ilegítimos do poder; como ocorre no Brasil.Ele mostra como se pode tornar a Justiça ilegal e cobrir de vergonha a magistratura. Confira a resenha aqui:
http://www.cartamaior.com.br/?/Editoria/Cultura/Leis-de-excecao-e-a-vergonha-da-magistratura/39/37016
 
.
E no fascinante filme Cidadão quatro (Citizenfour), de Laura Poitras, Melhor Documentário no Festival de Cannes/2015,  Edward Snowden em pessoa é a grande estrela. O doc relata o encontro do americano com a escritora e cineasta, em Hong Kong, e com jornalistas do The Guardian que acompanharam a entrega de informações sobre vigilância global, até então secretas. O cidadão quatro, pseudônimo de Snowden na internet, desejava que ela e o jornalista Glenn Greenwald fossem depositários de suas perigosas revelações levando-as adiante caso sofresse alguma violência quando os vazamentos se tornassem públicos. Uma reflexão de Snowden, no filme: “Para haver liberdade de expressão é preciso que ela seja protegida.”
Confira a resenha aqui:
http://www.cartamaior.com.br/?/Editoria/Cultura/Snowden-o-Cidadao-Quatro-contra-o-Grande-Irmao/39/33508
 
 
Bons filmes e um excelente fim de semana.
 
CartaMaior
 
*Estes filmes estão disponíveis em DVD, no Now, Netflix ou Youtube



Créditos da foto: Reprodução



Siga-nos no Facebook

Cadastro

Saul Leblon

Leia Mais

PARCERIAS