Sábado, 24 de Junho

13/04/2017 15:37 - Copyleft

Ataque preventivo à Coreia do Norte: preparação para guerra ou propaganda de Trump?

Parecia que a instalação do sistema antimíssil na Península Coreana iria "cimentar" o apoio aos EUA contra a Coreia do Norte por parte de Seul; só parecia


sputniknews.com
© AP Photo/ Ahn Young-joon

Japão avalia muito positivamente a posição da administração de Trump que não exclui a aplicação da força contra a Coreia do Norte, comunicou na terça (11) o secretário-geral do governo japonês, Yoshihide Suga.
 
A Coreia do Sul, por seu lado, se manifestou contra um ataque preventivo à Coreia do Norte, afirmando que isso poria em causa a segurança e estabilidade da sua própria população.
 
Parecia que a instalação do sistema antimíssil norte-americano na Península Coreana iria "cimentar" o apoio a qualquer política dura norte-americana contra a Coreia do Norte por parte de Seul. Mas as posições dos dois aliados principais dos EUA na região se revelaram contrárias.
 
"Em caso de um ataque preventivo contra a Coreia do Norte, o nível de risco para Seul é mais elevado do que para o Japão. Para atingir o território da Coreia do Sul os mísseis norte-coreanos têm que voar apenas 60 quilômetros. Entretanto, o míssil terá de voar mais de mil quilômetros até ao Japão. E não é certo que chegue lá", comunicou à Sputnik Japão o analista Vitor Pavlyatenko.
 


 


 






Créditos da foto: © AP Photo/ Ahn Young-joon



Siga-nos no Facebook

Cadastro

Revista digital

Saul Leblon

Leia Mais

PARCERIAS