Quarta-Feira, 17 de Setembro

09/03/2012 - Copyleft

Comissão Europeia criticada por propaganda “racista” em vídeo


The Guardian
The Guardian





A Comissão Europeia foi forçada a tirar do ar o vídeo-propaganda sob a acusação de que a União Europeia (UE) tratou de forma racista outras culturas. O problema eclodiu após a mesa diretora da Comissão Européia, que é responsável pela expansão da UE, ter liberado um video-clipe que foi montado para atingir o público jovem eleitor.

O video, entitulado “Growing Together”(Crescendo Juntos), conta com a participação de uma mulher branca vestida de amarelo – cor das estrelas da bandeira da União – andando calmamente por um depósito. Quando um gongo soa, a atriz olha para trás e vê um chinês agressivo fazendo movimentos da arte marcial kung fu, como no filme O Tigre e o Dragão.

Assim que o chinês para em frente da atriz, um homem indiano, com trajes tradicionais e empunhando uma espada, levita em direção dela. Ele, o indiano, é um mestre na arte marcial kalaripayattu, que é proveniente do estado de Kerala, sul da India. Assim que ela o encara, um homem negro com dreadlocks dá mortais até a frente da mulher no estilo da capoeira, arte marcial brasileira.

A mulher, então, olha os homens. Multiplica-se em várias de si mesma, fazendo um círculo em volta deles, que guardam suas armas e se sentam. Logo depois, cada uma das mulheres multiplicadas se torna uma estrela da bandeira europeia.

O vídeo mostra a seguinte frase: “The more we are, the stronger we are” (Quanto mais somos, mais fortes somos) após isto aparece: “Click here to learn more about UE enlargement” (Clique aqui para saber mais sobre a expansão da União Europeia).

Raoul Ruparel, da Open Europe, disse: "esta foi uma decisão mal-aconselhada da Comissão Europeia. É estranho porque normalmente há algo de ritualesco na Comissão. Mas o vídeo produzido mostra uma mulher branca sendo ameaçada por estrangeiros armados. Isso é de gosto e julgamento duvidosos.
Em primeiro lugar, questionamos se era necessária a produção do vídeo. Nós somos a favor da expansão da União Europeia, mas não achamos que fazer clipes virais é o melhor caminho para isso.”

Stefano Sannino, o diretor geral da divisão de expansão da Comissão Europeia, disse: “nós recebemos muito feedback no último vídeo, inclusive de pessoas preocupadas com a mensagem que ele transmitia. Era um viral que mirava, através de redes sociais e novas mídias, um público jovem (16-24) que compreende as tramas de filmes de arte marcial e videogames. Com efeito, as reações do público alvo foram positivas.

O vídeo mostrava personagens de artes marciais: kung fu, capoeira e kalaripayattu - começava com as personagens demonstrando suas habilidades e concluía com elas manifestando respeito mútuo, terminando numa posição de paz e harmonia. O gênero foi escolhido para atrair pessoas jovens e fazê-las atentar para uma importante política da União Europeia. Este clipe não pretendia ser racista e nós obviamente lamentamos que ele tenha sido percebido assim. Pedimos desculpas a todos que se sentiram ofendidos. Dadas essas controvérsias, nós decidimos interromper a campanha imediatamente e retirar o vídeo”.

Fonte:
http://www.guardian.co.uk/world/2012/mar/06/european-commission-criticised-racist-ad

Tradução: Redação





Vitor - 12/03/2012
Isto é apenas mais um pequeno item no forte movimento fascista que cresce na europa. Basta ver o discurso de campanha de Sarkosy. Sempre que a europa se viu ameaçada as idéias de cunho fascista vieram a tona. Faz parte da história do subcontinente. Os EUA também absrovem e agregam os migrantes quando tudo vai bem. Quando a coisa piora a mídia e os "financistas" em geral precisam de alguém para botar a culpa. Culpam a política de outros países e os invadem. Culpam os migrantes que exercem serviços que os povos norte americanos e europeus não querem por salários inferiores. Mas NUNCA culpam os especuladores e parasitas das banca financista. Estes ganham cada vez mais. Agora mesmo na Grécia já a fome em nível inaceitável. Em algumas cidades as pessoas já consomen metade das vitaminas e calorias recomendadas pela Unesco.


Marlene - 11/03/2012
A Europa está em decadência e mesmo assim não perde a arrogância. Acho que essa propaganda foi inspirada no filme,KILL BILL.


Fabiano Araujo - 11/03/2012
Será que a Europa, autoritária, inventora do colonialismo, produtora da miséria em que a África se debate, introdutora da escravidão negra na América, praticante do genócídio dos incas, aztecas, etc., criadora do racismo, assassina de seus proprios cidadãos (judeus, ciganos, incapacitados, homossexuais, etc.,) pelos nazistas se metamorfoseou de criminosa monstruosa em inocente donzela ? PS. Fiquei neutro diante do aritgo, porque este se limita a comentar este filmete fascista, logo racista.


Bonifácio - 10/03/2012
Por que retratar os emergentes como adversários da Europa maravilha? Eles deveriam saber - e basta observar o caso da Grécia - que seu principal inimigo é a própria UE.


José Ricardo Romero - 10/03/2012
O círculo tem, simbolicamente, o significado de incorporação , de trazer para dentro, de integrar. Mas logo a seguir os três agressores se submetem e desaparecem. Foram absorvidos? O perigo foi eliminado pela multiplicação do amarelo (que tem também forte significado simbólico, entre eles o da traição, dissimulação, interpretação muito comum na Europa. As pessoas lá não gostam de vestir amarelo por esta razão). O público jovem pode estar, como no resto do mundo, imbecilizados pelo barulho ensurdecedor da cultura pop, de modo que só subrepticiamente este vídeo pode "fazer a cabeça" deles, mas os criadores e divulgadores deste vídeo não ignoram todas estas mensagens, senão elas não estariam presentes. Há alguma diferença, em significados simbólicos, entre este vídeo, o círculo de estrelas amarelas, e a suástica?


Ronaldo Irion - 10/03/2012
Procuram disfarçar, mas a Europa não deixou de ser nazista.

Mais Lidas

Editorial

Blog do Emir

Leia Mais

PARCERIAS