Quinta-Feira, 28 de Agosto

06/11/2004 - Copyleft

P.S. Seu Gato Morreu


Agência Carta Maior
Agência Carta Maior


Estreou ontem, 5 de novembro, no Auditório Augusta, a peça P.S. Seu Gato Morreu, de Jammes Kirwood, com tradução de Teco Tavares (na foto) e direção de Jarbas Homem de Mello. O espetáculo que poderá ser visto de sexta a domingo, fica em cartaz até 19 de dezembro. No elenco, Eduardo Estrela (na foto), Luiz Araújo, Paula Picarelli e Teco Tavares.

Um homem com mais ou menos trinta anos de idade, morador de uma grande metrópole, perde seus dois empregos, a namorada e seu animal de estimação na mesma noite.



O personagem principal, que tem um relacionamento familiar construído sobre chantagens emocionais e um relacionamento amoroso vivido pela metade e sem entrega, encontra uma relação de amizade e companheirismo no mais inusitado acontecimento de sua vida, o mesmo ladrão que já assaltou sua casa duas vezes, joga sobre ele todas as frustrações e injustiças que vem sofrendo.




É um texto muito bem construído, com diálogos ágeis e inteligentes, uma comédia de situações com uma mensagem positiva de como a “rasteira que a vida nos prega nos faz amadurecer e retomar as rédeas da vida”. “Quando decidi montar este texto, agi movido pela necessidade de falar de algo que tivesse não só a ver com minha experiência de vida, mas que também fosse comum a maior parte das pessoas que verão este espetáculo. E PS - Seu Gato Morreu fala de algo bem comum à maioria das pessoas: a frustração”. – conta Teco Tavares.

O personagem central é um ator frustrado, mas a sensação de ter passado pela vida sem tê-la vivido é universal. Queria falar de algo que fizesse as pessoas refletirem sobre a maneira como tocam suas vidas, e se o fazem movidas pela necessidade de atingir a realização pessoal no que é melhor para si próprias, ou buscando corresponder a expectativas alheias. A maioria de nós age como o personagem central, escolhendo sempre a maneira mais cômoda para se viver, até perceber, geralmente depois de uma rasteira da vida, que não dá mais pra continuar do jeito que está e que é hora de mudança.



Não por acaso, o autor optou por mostrar essa visão em uma comédia, dando à situação uma leveza e bom-humor que nos faz perceber o quão ridículo é o ser humano, e que é geralmente nos momentos mais trágicos que mostramos nosso lado mais patético.



“Essa é mais ou menos a história de cada um de nós, das concessões que fazemos, dos pactos fracassados em nome de uma vida mediana, empurrada com a barriga, sem altos e baixos, sem decisões drásticas, sem emoções e sentimentos verdadeiros” – conta o diretor Jarbas Homem de Mello.



Jammes Kirwood, o autor, oferece, ao longo da peça, vários elementos para a encenação que vão desde uma comédia de situação até o teatro do absurdo, o que imprime ao espetáculo uma riqueza de sensações que favorece a identificação do espectador.




PS SEU GATO MORREU (90 MINUTOS)


Teatro Augusta (320 lugares)

Rua Augusta, 943

Telefone: 3151.4141


Recomendação etária: 14 anos


Sexta-feira, 21:30 h - R$ 30,00

Sábado, 21:00 h - R$ 40,00

Domingo, 19:00 h - R$ 30,00


Até 19 de dezembro



foto: João Caldas





PARCERIAS