24/03/2013 - Copyleft

Por que a direita perde no Brasil?

por Emir Sader em 24/03/2013 às 09:14



A direita esgotou suas distintas modalidades de governo – ditadura militar, governos neoliberais – entre 1964 e 2002, ficou esvaziada de alternativas e tem que ver, passivamente, governos pós-neoliberais derrotá-la – de 2002 a 2010, muito provavelmente 2014, completando, pelo menos, 16 anos fora do governo.

Por que isso acontece? Em primeiro lugar, porque se equivoca nos diagnósticos dos problemas brasileiros e coloca em prática soluções equivocadas, sem capacidade de fazer autocritica e emendar seus caminhos.

Prévio ao golpe de 1964, o diagnóstico se voltava contra “a subversão”, acusando complôs internacionais que buscaria implantar no Brasil “o comunismo”. O Estadão, por exemplo, chamava, nos seus vetustos editoriais, o moderado governo Jango de governo “petebo-castro-comunista”.

Daí que o centro do regime militar foi a repressão, para extirpar todos os vírus da subversão, limpando o organismo brasileiro dos elementos infiltrados. Nasceu de um golpe apoiado consensualmente pelo bloco dominante – grande empresariado, imprensa, Igreja católica, governo dos EUA, FFAA.

Passada a euforia inicial, o regime se estabilizou apoiado sempre na repressão, mas também numa política econômica, em que o santo do “milagre” foi o arrocho salarial, que permitiu o crescimento exponencial da exploração dos trabalhadores e dos lucros das grandes empresas nacionais e estrangeiras.

A retomada do crescimento econômico se baseou num modelo com um marco classista evidente: se baseava no consumo das esferas altas do mercado e na exportação, relegando a grande massa da população, afetada pelo arrocho salarial. Foi uma lua de mel idílica para o grande capital, que recebia todo o apoio governamental e não encontrava resistência nos sindicatos – todos sob intervenção militar.

Foi um sucesso que, assentado também nos empréstimos externos – especialmente quando o capitalismo internacional passou do seu ciclo longo expansivo do segundo pós-guerra a seu ciclo longo recessivo, iniciado em 1973 –, o que fez com que o modelo se esgotasse com a crise da divida – na virada dos anos 1970 à década seguinte.

Passou-se a apostar na democracia como a solução de tantos problemas acumulados no Brasil. O bloco dominante fez uma tortuosa transição da passagem do apoio à ditadura para a democracia, ajudado pela fundação do PFL e pela aliança, pela derrota da campanha das diretas e pela eleição do novo presidente pelo Colégio Eleitoral, que consagrou a aliança entre o velho e o novo – este na sua modalidade mais moderada, com Tancredo Neves.

O governo Sarney funcionou como transição entre a temática ditadura/democracia para a temática Estado/mercado. A democratização reduziu-se ao restabelecimento formal dos direitos políticos, sem democratizar nenhuma outra estrutura da sociedade: nem as grandes corporações privadas, nem os bancos, a terra, a mídia.

Com Collor introduziu-se no Brasil o diagnóstico neoliberal: a economia não voltava a crescer por excesso de regulamentação. E, no seu bojo, vieram as privatizações, o Estado mínimo, a precarização laboral, a abertura do mercado. A queda do Collor deixou essas bandeiras disponíveis, que encontraram em FHC sua reformulação – naquela que passou, até hoje, a ser o diagnóstico da direita sobre os problemas do Brasil, resumidos num tema: o Estado não é a solução, mas o problema – como enunciado por Ronald Reagan há já mais de 30 anos.

Lula veio para desmontar esses diagnósticos. O Estado mínimo favoreceu a centralidade do mercado e, com ela, a exclusão social e a concentração de renda, pela falta de proteção que politicas sociais levadas a cabo pelo Estado poderiam levar adiante.

O sucesso dos governos Lula e Dilma deixa desarmados e desconcertados os próceres – partidários e midiáticos – da direita. A crise do capitalismo iniciada em 2008 e que segue sem hora para acabar, gerou um novo consenso na necessidade de intervenção anticíclica do Estado. A capacidade de resistência dos governos progressistas da América Latina pela prioridade das politicas sociais, dos processos de integração regional e dos intercâmbios Sul-Sul, e pela recuperação do Estado como indutor do crescimento econômico e garantia das dos direitos sociais da maioria – terminou de desarvorar a direita e deixá-la sem plataforma e sem alternativas.

Os candidatos que buscam uma brecha para se projetar – sejam Serra, Heloisa Helena, Alckmin, Marina, Plínio, Aécio, Eduardo Campos – se situam à direita do governo. Não conseguem reconhecer o extraordinário processo de democratização social que o pais vive há mais de 10 anos. Ou tentam aparecer como seus continuadores – como na primeira parte da campanha do Serra em 2010 –, ou desconhecem o novo panorama social brasileiro e atacam o Estado – de forma direta, como o Alckmin em 2006, ou de forma indireta, com a centralidade do combate à corrupção, outra forma do diagnostico de que o problema do Brasil é o Estado ou ainda na temática ecológica com a visão de que a “sociedade civil” é alternativa ao Estado, como a Marina.

Assim, a direita perdeu em 2002, 2006, 2010, e tem todas as possibilidades de seguir perdendo em 2014 e depois também. Porque não entende o Brasil contemporâneo, seu diagnóstico ainda é o neoliberal.


Tags: Política




72 Comentários Insira o seu Coméntario !

Thais Rocha - 31/03/2013
Simples: quem o Bush apoia é de direita! Ou eu disse alguma bobagem? Enfim paz, amor e muot jogo de palavra


letra - 31/03/2013
o TCU está um antro, corrupção e cabidão de empregos. por isso que tem gente defendendo o indefensável "como o prato de comida", levando o debate a outros flancos como diria o filósofo: tem "muita coisa" rolando por trás dessa fachada raivosa e irracional


Aquino - 31/03/2013
lição de antidemocracia e do espírito desse governo petista: quem discordar que saia. nem leia nada, parta para outra. essa é a democracia, esse é o esquerdismo que o país precisa? a resposta está clara, e é o espetáculo patético que o Brasil tem assistido


Fatima Santos - 31/03/2013
eu gostei da avaliassao da Thais rocha que o Pt tem cor vermelha na imagem estrela do céu russo ciberiano nome de trabalhador por isso é do povo, isso que ela disse é a ideia do Emir sader e de quem está defendendo o Pt falando sem falar nada


José Carlos Alencar - 31/03/2013
Tem que avisar certos petistas que para depressão e esquizofrenia existe remédio - e para cara de pau, peroba nele (a)!


Juca Silva - 31/03/2013
Quem apoiou o Sarney e o calheiros para a presidência do senado foi a direita, foram Veja e Rede Globo? Esse subterfúgio está manjado!


Amauri - 30/03/2013
Jose C de Almeida, muito bom seu comentário, porém "começar pelos muncipios" é mais uma utopia, pelo simples fato de que só se elege prefeito se o sujeito pertencer a uma "tal sociedade secreta" e trabalha o tempo todo em prol dessa tal sociedade, ou seja COITADO DO POVO, está tudo dominado!


Amauri - 30/03/2013
A direita não perde nada, são POLÍTICOS como os da esquerda, quem perde mesmo é o POVO! como?

No supermercado os produtos sobem 4 a 5 vezes acima do indice oficial da inflação.

Veículos no Brasil, PIOR QUALIDADE MAIOR PREÇO.

Gasolina pior qualidade(cheia de alcool aguado e rafinado e o maior preço.

Aplique dinheiro e "ganhe" 4 a 5 vezes menos que a inflação real.

Pegue dinheiro emprestado nos bancos e pague 10 a 15 vezes acima da inflação real.

EMIR, quem ta perdendo de verdade é o POVO!!!!!


Jose Carlos de Almeida - 30/03/2013
e o jogo continua... para usar uma metafora bem ao gosto dos brasileiros. O Emir fazendo o possivel para convencer os leitores aqui, que ele e o governo que ele defende e o partido do qual ele e' um dos "teoricos, sao de esquerda. Os bons, os dignos representantes do bem.

Enquando que do outro lado do campo, estao as elites, a midia raivosa e golpista e um conglomerado de pessoas e entidades que nao gostam do BEM (esquerda) portanto sao do MAL (direita).

Como disse um comentarista: O Emir e' didatico

Uma pena que a realidade nao le estas joias de didatismo.

E o que vemos e' um baile, onde as mascaras ja' cairam ha' tempos mas onde o bem danca com o mal e todos enchem os estomagos (e os bolsos) 'a mesma mesa.

NAO ha' diferenca. Todos que ali (poder) chegam tratam logo de se arrumar. E alguns ainda tem tempo de arrumar a vida de parentes e amigos.

NAO ha' politico pobre. TODOS se arrumam de uma maneira ou de outra. Seja atraves da "sobras" de campanha, que sao devidamente embolsadas, a tal "verba de representacao" que TODOS embolsam, e um sem numero de outros esquemas vinculados 'as emendas do Orcamento, trafico de influencia, negocios particulares com o governo, enfim a lista vai longe...

Pode-se arrumar isso ?

Poder, podemos, mas nao vai ser esperando que os proprios politicos cortem a propria carne.

Ou que "teoricos" partidarios enxerguem a realidade.

Temos que comecar a nivel local - prefeituras - exercendo uma fiscalizacao intensa dos gastos publicos.

E' possivel ate' mesmo regredir os vereadores a um trabalho voluntario. Pelo que hoje fazem seria um bom comeco.

E nao precisamos de bem/mal, direta/esquerda, nos/eles.

Apenas senso comum.


Silva - 29/03/2013
Os 78% de aprovação do governo Dilma, é o retrato de quão mal está a imensa maioria da população brasileira, contemplada com as ações sociais tão anciosamente esperada da presidenta. Porém, espera-se muita dela, por exemplo, medidas pontuais referente à qualidade no gerenciamento das verbas destinadas aos Estados, para áreas de saúde, educação, moradias populares e outros.


Carlos - 29/03/2013
E até agora não deu saudade!


Wesley - 29/03/2013
A direita perderá novamente porque é: orgulhosa, egoísta, escravagista, racista, dentre outras abominações. O sistema capitalista é o sistema mais brutal criado pelo ser humando até hoje. Mata aos poucos, hoje pela fome e no passado pelo sistema de colonização do novo mundo, em que milhões de africanos foram dizimados em nome da prosperidade dos países ricos, diga-se os Ibéricos e Inglaterra e outros países europeus. Só a colonização do antigo Zaire custou a vida de mais de 10.000.000 de seres humanos da cor negra. Isso esses direitas não falam em seus blogs, para esconder e mascarar a verdadeira realidade que eles escondem. A direita é perversa. Os direitistas até comentam aqui, mas tente um esquerdista comentar naquele blog do Olavo Carvalho, te humilham ou não publicam seu comentário. Ainda bem que grande parte do mundo está caminhando em direção do progressismo. Só o progressismo pode trazer a paz e a igualdade a todos, vivendo em um mundo em que as pessoas não morram, por não terem nada para comer ou beber!


edson costa - 29/03/2013
O governo Lula dobrou-se diante do imperialismo e da burguesia brasileira como produto de uma estratégia política consciente. Lula foi um interlocutor do governo norte-americano para os governos venezuelano, boliviano e equatoriano, elogiado pela sua responsabilidade por ninguém menos do que Bush. Sua influência moderadora sobre Chávez, Evo Morales e Correa foi reconhecida por Washington, pelos governos europeus e até pelas burguesias locais. O PT beneficiou-se, em 2002, de um crescente mal estar social que vinha se acumulando desde o início do segundo mandato de Fernando Henrique Cardoso.





Bufão - 29/03/2013
Parabéns Emir. Você acertou em cheio. Todos esses aí são de direita e os piores são os que não assumem. Sua leitura é precisa.

É verdade que parte do governo ficou para a direita. Mas essa direita infiltrada no governo muitas vezes mostra mais compromisso com algumas mudanças que alguns que se julgam de esquerda e nada produzem de concreto, a não ser o enfraquecimento de um governo popular.


Thiago - 29/03/2013
Dizer que a direita está perdendo no Brasil é um dos maiores delírios que alguém poderia ter. Com todo o respeito, Emir, mas sua paixão incondicional pelo PT o deixou cego para a realidade. Basta ver como o Eike Batista, Antônio Ermírio de Moraes, Odebretch, Pão de Açúcar, Vale do Rio Doce etc, vêm sendo favorecidos pelo governo petista. O PT melhorou a vida dos pobres? Sem dúvida nenhuma. Mas o próprio Lula admitiu que nunca na história desse país os ricos ganharam tanto dinheiro. Detalhe: Lula falou isso porque estava chateado, alegando que esses caras estavam sendo ingratos com ele. A direita vai perder de verdade quando esse país fizer reforma agrária e urbana e direcionar mais recursos para a saúde e educação do que para o pagamento de juros da dívida. Sem contar que, logo logo, o movimento pela elevação dos juros vai se tornar majoritário no Banco Central, e sabe o que a Dona Dilma vai fazer? NADA. Aguardem, e verão.


Evandro Pinotti - 28/03/2013
Você só escreve direita, esquerda, esquerda, direita, direita, já percebeu? Para professor de ser tendencioso ideologizar e seja prático, fale do povo dia a dia e o que tem a ver com ele seu teórico míope, isso aí não enche barriga de ninguem!


Fatima Santos - 28/03/2013
"fazer críticas construtivas, pela esquerda". E fazer críticas pela educação, pelo saneamento básico, pela reforma agrária, pela saúde e segurança pública, pllo salário mínimo constitucional, pela limpeza política etc? O Brasil não tem jeito, mesmo, os delirantes defensores de interesses político-partidários dando seu show de politicagem, do outro até uns bem intencionados defendendo ideologia, dsviando e desviado de atenções primordiais. Bah, teóricos da sociedade, tecnocratas disfarçados de intelectualidade! Pobre Brasil!! Fragmentado pela ideologia idiotizadora, como dixia o próprio Marx. Jornalismo de esquerda, jornalismo dos religiosos para religiosos e por aí vai. Dessa mesma maneira, jornalismo deve ser limpo de vícios ideológicos e voltado a todos os interesses para ser imparcial, assim deveria ser uma discussão política, social., partir do princípio da igualdade, da democracia, da justiça social Qual a dificuldade? Por que bandeiras, por que rótulos em que os pontos apontados no início nem são mencionados???


texto - 28/03/2013
Sim. Plinio e PSOL estão na direita. Heloisa Helena foi candidata amplamente propagandeada pela Globo. Isto é claro.

Plinio votou em Serra.

É simples assim: Quem a Globo apoia é de direita.

Me alegra e fico orgulhoso deste governo do PT que é combatido pela Globo desde o primeiro dia e já fazem mais de 10 anos e continua melhorando a vida de todo o povo Brasileiro.

Quem não quer ler o Emir, vai ler a Veja.... Por favor.... Não polua este ambiente com seus comentários reacionários.


Wesley - 28/03/2013
Eu acredito numa derrota novamente da direita em 2.014. Nesses anos de governo do PT, devido as melhores condições de vida da população, mudou-se também o pensamento de toda uma sociedade. A sociedade brasileira que era outrora conservadora, devido anos de repressões, hoje é uma sociedade progressista, menos preconceituosa e mais humanista. Na minha opinião a direita vai espernear para sempre. A sociedade mudou e evoluiu e o pensamento direitista representa retrocesso em relação as mudanças progressistas. Parabéns ao professor Emir por mais um brilhante texto.


Ademir Moreira da Silva - 27/03/2013
Caro Emir.

Sabemos da sua competência analítica, que só tem quem possui uma visão ampla do cenário político que permeia nossas vidas. Alguns idiotas que não dominam ao menos o idioma português se metem a criticá-lo, apelando para essa baboseira de maniqueísmo e a falsidade contida na dicotomia direita/esquerda, quando sabemos que existem sim, direita e esquerda, muito bem delineadas. O resto é conversa mole para boi não dormir.

Um abraço.


João - 27/03/2013
Uma coisa que me deixa espantado é a incapacidade de alguns sujeitos de não aceitar a crítica pela esquerda e de confundí-las com as da direita. Tenho mtas críticas com relação aos governos do PT e não sou leitor de Veja e nem telespectador de Globo. Meu objetivo é fazer críticas construtivas, pela esquerda, com embasamento na realidade e, assim, contribuir, na maior das humildades, para o correto redirecionamento da atuação da esquerda, segundo minha simples opinião.

P.S.: Claro que crítica pela crítica não constrõe nada, há que ser militante e realizar trabalho de base juntos aos movimentos de massa contribuindo para a construção de poder popular. Não basta ser professor, defender um governo, ter um blog e fazer comentários num canal de TV público.


orlando para Isa Godoy - 27/03/2013
Isa, agradeço sua referência mas realmente, sem querer parecer arrogante, esse pessoal parece não ter condições culturais para fazer análises políicas. Não é questão de ter razão ou não, mas dizer que o PSDB acabou com o Brasil para o Lula consertar ai, eu peço meu boné. Que primarismo, gente. Como alguém ainda acredita nestas teorias absurdas!!!


ulisses - 27/03/2013
Será que os Evangélicos irá significar o retorno da direito com outro discurso?


Amauri - 27/03/2013
Emir, estão sugerindo a vossa pessa ler os artigos do MAURO SANTAYANA alí ao lado, me desculpe a cinceridade, mas o pesssoal que sugeriu está coberto de razão, voce está muito preso na POLITICAGEM politico/partidario, bem alienado mesmo, a margem da realidade do Brasil e da governança nacional.


Fatima Santos - 26/03/2013
Uma comentrista afirmou, histericamente, que quem critica este articulista e o PT lè apenas Veja e O Globo. Pois a sugiro que leia A Nova Democracia, Caros Amigos entre alguns outros (ela só lê Sader): que lideranças o PT tem formado, para ser mais "técnica" do ponto de vista ideológico. Da retórica à prática, abra as páginas deste veículo e verá o quanto... o PT tem reprimido classes operárias e camponesas nestes mais de 10 anos no poder. Apenas para não ir mais longe, como eu mesma disse mais abaixo, em questões práticas. Mais vale para ficar na retórica para sobreviver.


Fatima Santos - 26/03/2013
João, você acredita mesmo que se escreve e diz o que se acredita? Não seja ingênuo com essas perguntas: é claro que se tem pleno domínio da realidade (e situação, principalmente). Acontece que tal jogo de palavras faz parte do show do 6 por meia dúzia. Há muito tempo!


Amauri - 26/03/2013
Muito bem JOÃO, disse tudo.

Sempre votei e apoiei o GOVERNO DOS ULTIMOS 10 anos e 3 meses, mas estou DECEPCIONADO, no começo até entendia que era preciso por a casa em ordem, ter aprovação e apoio do povo, costurar alianças, mas AGORA? já passou e muito de começar um projeto REALMENTE DE ESQUERDA, o LULA E A DILMA e toda a equipe está muito mais afinada com a direita e seus projetos do que um governo genuinamente de esquerda.

Se continuar assim, de minha parte o ano que vem vão ter o TROCO.


celso romeu - 26/03/2013
ADEUS EMIR,



VOCÊ ESTÁ JOGANDO NO RALO SUA HISTÓRIA AO SE ESFORÇAR COM ESTES JOGOS DE PALAVRAS INÚTEIS. A DIREITA NÃO VENCE PORQUE O PT A INCORPOROU, EVIDENTE COM PEQUENAS VARIAÇÕES, TAMBÉM NEFASTAS: AGORA O ENDIVIDAMENTO É DADO COMO DISTRIBUIÇÃO DE RENDA, ETC... EMIR , UM CONSELHO: SAIA DAS REDAÇÕES E VÁ AS PERIFIERIAS, AOS CANTEIROS DESTAS OBRAS MONSTRUOSAS, COMO COPA DO IMUNDO, BELO MONSTRO E DIVIRTA-SE....


GILDO ALVES BEZERRA - 26/03/2013
Só Gostaria de refletir se realmente O Governo Atual Infelizmente não tem muito de direita. Afinal, Muitos que Participaram da DITADURA CIVIL-MILITAR e NEOLIBERAIS NÂO AINDA FAZEM PARTE DO GOVERNO? AS OLIGÁQUIAS Não dominam os espaços de poder e constrói uma RESprivada! A JUSTIÇA e IGUALDADE encontra muitos obstáculos para serm os princípios para uma efetivação das políticas públicas: SAÚDE, EDUCAÇÃO, REFORMA AGRÁRIA...


Amauri - 26/03/2013
Parece até que tudo estava programado, no final do governo FHC o Brasil estava a ponto de ter uma GUERRA CIVIL devido as injustiças do "neoliberalismo internacional", daí colocaram "o salvador da pátria", viabilizou um pouco de pão e bastante circo, e os "donos do mundo" continuaram mandando de verdade, e o povo sempre sendo ENGANADO e as mudanças realmente nescessárias ficam apenas em duas esféras a do IMAGINÁRIO e da ESPERANÇA.


Thais Rocha - 26/03/2013
Isso mesmo, Pablo! E como o PT leva cor vermelha, nome dos trabalhadores e estrela do céu russo-siberiano no logotipo, é social-democrata!


Pablo Oyarzún - 26/03/2013
É estranho que a mídia direitista se esforce tanto para atacar e denegrir o Governo do PT que alguns comentaristas globoalizados afirmam ser de direita! Que incoerência! Quem não está encarando a realidade???

Plínio vota no Serra, portanto é de direita!!!


edson - 26/03/2013
A direita é o PT/PMDB no governo do Brasil Sr. Emir, a quem o Sr. tenta enganar? Podemos até dizer que a outra face da direita, a face neoliberal e fascista esta acuada, mas ela não perdeu nada, até pq. boa parte da ação política e administrativa do Partido dos Trabalhadores se baseia na linha demarcada por PSDB/DEM, outra coisa é dizer que a esquerda de verdade, a esquerda revolucionária e socialista não tem acumula de forças ou representatividade para aplicar seu programa de transição, mas chamar o PT/PC do B de esquerda é falta de seriedade................


João - 26/03/2013
Emir, o que é direita e esquerda para você? Vc acredita mesmo que os governos Lula e Dilma são de esquerda? Forteleceram o Estado e sua intervenção no mercado tornou-se maior, mas esquerda...? Para mim, os governos de Lula e Dilma são mais uma faceta da direita, mais "esclarecida", mais ainda sim direita, em detrimento de alguns setores do PT que ainda são de esquerda. Na luta de classes, o discurso é em cima do muro e a prática está do lado dos dominantes, por mais que haja bolsa família e uma atenção maior aos mais necessitados.


edi - 25/04/2013
"fui e continuo sendo Lula por uma razão muito simples: ele tem o cheiro de povo ". Gagá, essa afirmação ufanista, vazia, além de jogar na lata do lixo sua própria observação, feliz por sinal, é, pelo ufanismo mesmo, matéria prima de regimes ditatoriais que se apoiam na ignorância da sociedade. Atenção. E lembre-se que o Lula disse, por exemplo quando chefe de Estado com o tal "cheiro do povo" sobre a Lei de Anistia: "passado é passado". Atenção, meu velho!


Fatima Santos - 25/03/2013
Há muito tempo o senhor está um perfeito "técnico" das análises sintáticas da teoria social, teoria política, teoria filosófica, teoria da esquerda, teoria da direita, exemplifico: o futuro das esquerdas, o papel das esquerdas, o desempenho da direita e por aí vai. Não cede às torrentes de sugestões para que desça do pedestal filosófico e passe a analisar o futuro DEMOCRÁTICO, a atualidade social (saneamento básico, moradia, segurança pública, meio ambiente, educação, saúde pública etc). Bah! Deixe de fazer militância, MÍDIA ALTERNATIVA APENAS NO TAMANHO! Jornalecos em contraposição aos jornalões. Em nome da ideologia, não publique esta mensagem. A democracia e justiça social, outro departamento...


sidnei - 25/03/2013
A receita neoliberal; Nordestino comendo palma de tunas e ratos, desemprego a 23% .salário menos que 100 dólares,

juros na estratosfera,,um presidente que chama aposentado de vagabundo .

Mas infelizmente existem pessoas que não lembram desse desgoverno chamado, PSDB.


eduardo - 25/03/2013
olha concordo com boa parte amir. Mas classificar Plinio Arruda Sampaio como de direita, o senhor esta equivocado, uma das mentes mais brilhantes da esquerda sem duvida é a do plinio. o problema é que jogaram ele em um partido considerado pequeno que nao tem muita projeçao no cenario politico, e quanto ao PT os ideais sao bons, o partido começou com uma proposta de comunismo e hoje temos um partido que mantem suas diretrizes guardadas, praticando uma politica de centro-esquerda, nao penso ser ruim isso pelo contrario considero que é necessaria essa politica mas tenho convicçao que esse sistema de governo tem prazo de validade tambem pois nao se trata verdadeiramente de uma revoluçao, quue perdura eternamente, as melhorias que foram feitas no governo Lula-Dilma apenas minimizaram os efeitos do capital descontrolado e reforçaram a força de aquisiçao da populaçao e consequentemente enriqueceram as industrias e as forças burguesas!


Isa Godoy - 25/03/2013
Parabéns, Emir, por este apanhado sucinto da nossa história. Prefiro ignorar a debater com certos comentaristas acima (exceto com o Hernan, talvez com o Keyloser). O resto é ruim demais.


Vera - 25/03/2013
Pois eu assino embaixo em tudo o que o Sr diz, é isto mesmo.... Acontece que essas pessoas que o criticam só lêem a VEJA e assistem a GLOBO, mais nada. Só lêem as mentiras que a VEJA publica, não sei pq essa revista ainda sobrevive...já deveria virar lixo há muito tempo. E essas pessoas acima devem estar em seus escritórios confortáveis com ar condicionados, não sabem o que é uma melhor distribuição de renda no Brasil, fato em que só o PT se preocupou até hoje, e que resolve a maioria dos problemas em nosso país.


ZABS - 25/03/2013
Realmente,

Eu gosto do Emir, mas dizer que a direita perdeu é forçar demais!! Não podemos deixar de criticar este tipo de diagnóstico, pois ele reduz as perspectivas de construção de novos avanços. A direita está viva e forte dentro da base aliada e infelizmente, cada vez mais, dentro do próprio PT. Concordo com os avanços sociais, impossível não valorizar o que foi construído até o momento, mas em função do projeto de poder do grupo hegemônico do partido a agenda de aprofundamento das transformações políticas que devem dar sustentação para a agenda social não avançou. Criticar a visão do PT que define as prioridades da agenda das Reformas política e do Estado (no sentido da sua democratização) é fundamental, inclusive para a sobrevivência e fortalecimento do PT no longo prazo.


gilberto gomes moreira - 25/03/2013
Ao ilustre mestre com carinho,sábias palavras.Meu respeito e admiração.


pedrinho adeniro sscher - 25/03/2013
Parabéns Emir. Cresce o número de admiradores da sua sabedoria. Também cresce o preconceito e o ódio daquela minoria que outrora apoiavam a ditadura e usurparam os privilégios. Apesar das repetidas derrotas eleitorais mesmo assim têm a caradura de julgar-se donos da verdade, tentar golpes de mil maneiras, perseguir militantes da democracia,e os pobres.


carlos boeira - 25/03/2013
O Emir é um homem pragmático. Dizer que os 10 anos de governo petista melhorou as condições do povo mais pobre é verdadeiro, mas não dizer que faltam coisas fundamentais (da ideologia de esquerda) é ser no mínimo omisso. Onde está reforma agrária? Onde está o novo modelo mediático (fim dos oligopólios) sem apoio do governo ao PIG? Onde estão as mudanças estruturais no sistema financeiro e industrial? O governo do Lula e da Dilma é melhor que o governo do FHC, do Collor, do Sarney e dos militares, mas ainda está longe de ser o governo dos trabalhadores. Infelizmente não temos no horizonte outros partidos políticos capazes de fazer melhor (PSTU, PSOL, Rede, etc) não passam de utópicos ou deslumbrados sem causa.


Fernando - 25/03/2013
Lamentável artigo Emir, cada dia está ficando mais afastado da realidade e mais apologista do PT. Uma decadencia total...


OSWALDO ROLIM DA SILVA JUNIOR - 25/03/2013
Emir, meu querido! não force a barra!!!


Vladimir Martins Coutinho - 25/03/2013
Dizer que o Plínio está a direita do PT é uma piada.

Aí não tem graça um autor só sabe elogiar o PT.


reynaldo - 25/03/2013
"A democratização reduziu-se ao restabelecimento formal dos direitos políticos, sem democratizar nenhuma outra estrutura da sociedade: nem as grandes corporações privadas, nem os bancos, a terra, a mídia".

Grandes corporações e bancos são a própria expressão da ditadura, a terra não está sendo democratizada com o arremedo de reforma agrária que o PT de Dilma só veio precarizar e o PT está boicotando a aprovação do marco regulatório para a grande mídia. Então silêncio por favor.

"Com Collor introduziu-se no Brasil o diagnóstico neoliberal: vieram as privatizações, o Estado mínimo, a precarização laboral, a abertura do mercado". As privatizações continuam, explicitamente, nas estradas fedeais, e indiretamente, com incentivos fiscais e financiamentos generosos do BNDES. A precarização laboral permanece, e está aumentando na medida em que o PT cooptou os grandes sindicatos, enfraquecendo assim a luta dos trabalhadores, sobretudo no serviço público, e dá-lhe reforma da previdência, associação com a grande mídia para demonizar movimento grevista e outras sacanagens que os panguás do PSDB não sabiam fazer porque não foram sindicalistas, mas devem estar aprendendo. Abertura de mercado? Mas não é a Dilma e o Lula que vão ao exterior chamar empresários para investir no Brasil com ajuda do BNDES e sem garantias de que os lucros ficarão em solo nacional? Será que estou ficando burro ou será que é a propaganda que pensar que sou burro ou quer me deixar burro?


Raphael Tsavkko Garcia - 24/03/2013
Plínio à DIREITA do PT? HAHAHAHAHAHAH Acabou o remedinho do Emir? A direita tem perdido? MAs o PT está ganhando, ou seja, a direita está vencendo de lavada! Direita representada pelo PT, PP, PMDB, PSC, PTD, PSD e TODOS os aliados do governo!



LEr esse blog é diversão garantida, quanta falta de noção e de realidade!


AMAURI - 24/03/2013
As vezes é melhor ficar com o RUIM do que com o PIOR AINDA, é o que acontece hoje no Brasil:

iNFLAÇÃO galopante, 3 a 4 vezes maior do que o indice oficial divulgado.

Custo de vida exorbitante, alimentação, saude, mradia(propalado lei da oferta e da procura).

Economia não está crescendo nada.

Alcool na gasolina para estragar os motores e o consumo (agora vai aumentar a %)

-HORARIO de verão sabidamente patologico, fisico e mental, perssistente em todo o governo progressista(continuismo do neoliberalismo/ditadura).

-SERVIÇO MILITAR continuismo dos modelos anteriores.

-VOTO OBRIGATORIO continuismo dos regimes anteriores.

-SUPERAVIT PRIMÁRIO para pagar dívida externa criada, não real, continuismo do modelo anteror.

-CIRCO DA COPA DO MUNDO, dinheiro público em GRANDES ELEFANTES BRANCOS, continuismo dos regimes anteriores.

Ou seja, menos ruim está, mas ainda péssimo.


João Gabriel Vieira Bordin - 24/03/2013
Mais uma vez, com férrea determinação, Sader agarra-se a um maniqueísmo grosseiro ao delinear o cenário político brasileiro. A questão é: até quando a intelectualidade petista se aferrará a essa tábua à medida em que o barco petista afunda?


Fernando - 24/03/2013
Prof. Emir, o senhor é, de longe, o pior articulista do Brasil! Meus pêsames!


keyloser - 24/03/2013
Olha, classificar o Plínio como direita está errado. Agora também classificar o PT como direita é não ter noção do que é política. Se vices leram aquele livrinho do Lenin, "O que fazer?", ele discorre sobre a política de alianças. Inclusive ele escreve que achava o sstema eleitoral americano ideal. Por que? Porque quem decide as eleições não é o povo, mas os delegados eleitos nas convenções. Não se esqueçam que Bush foi eleito mesmo não atingindo a votação popular, porém teve maioria entre os delegados e levou. Estas idéias equivocadas me lembram a atitude dos EUA em relação à Cuba: O bloqueio econômico fracassou faz tempo e tio sam continua achando que ele existe. Alguns leitores desse blog parecem viver no passado e esquecem que, às vezes, o pragmatismo é necessário para podermos avançar um pouco. Não esqueçam que atualmente os partidos de esquerda tentam encontrar um caminho novo e ao mesmo tempo conciliável com nossas idéias de filosofia política. Pior é pessoas aqui criticarem o PT por não abolir o voto obrgatório. Ora, ora, ora, vejam só!!! Se querem o voto livre, então saiam às ruas, organizem um movimento, pressionem o congresso. Acho engraçado essas pessoas acharem que política só é feita por quem está no governo!!! Assim é facil. Para finalizar, cito Jean Paul Sartre que disse: "Política não é a arte de enfiar a mão na merda, mas enfiar o braço inteiro." fui


Hernan - 24/03/2013
Certos comentários são até bonitinhos de se ler, e as vezes, muito raramente leva a mente não tendenciosa a reflexão. E vemos como as pessoas usam a (falsa) liberdade que a internet proporciona de uma forma "plugada" (démodé) ou antenada. Os ativistas cibernéticos são até hilários, usam Facebook, Twitter, Wordpress, Goooooogle, de seu Ipad ou Note HP rodando Windows (na maioria pirata), raramente conhecem Avaz, Tor, gopher, archie ou newsgroup. Não sabem a diferença entre software livre, opensource ou o que é FOSS. Não gastam mais de três linhas ou 110 caracteres, para manifestar sua indignação com qq coisa q lhe dê visibilidade de cima de seu Nike ou Adidas. Acordem seus M... para o q está acontecendo no mundo como um todo, não só aquilo que "querem" que nos indignemos para certamente ganharem com isto. Vejam a rota da google e sua "indignação" a adoção do sistema da Alibaba em uma marca de celular, e também a sua postura em relação ao mercado chinês. Vejam a grande "preocupação" norteamericana com nosso mercado, Israel, Irã e Assad, mas o completo silencio do que acontece em países nos quais não há o interesse, os africanos e a faixa de Gaza que os digam. Não os chineses não serão melhores, mas tem um diferencial, tem 3 mil anos a mais de civilização, e estão provando esta sabedoria na África (com ressalvas, claro), mas provaram que o "comunismo" foi e é melhor para a cultura deles, e qual é a nossa ??!! assistir pela telinha da TV Ipad ou smartphone e dizer OOOHHHH .... que horrivel, temos q twittar algo. postar no Face e pedir para curtirem??!!. Pega seu idealismo cibernético transforma em algo real, sai do ar condicionado e vai a luta. Pq não faz (ou compra) um drone e filma realidade de um fiscal de 30 anos de trabalho e posta pra gente. É uma forma "segura" de realmente mudar, já que pegar em armas já esta démodé.


Luis Estenssoro - 24/03/2013
Bom, vamos ser francos: se Collor "introduziu um diagnostico liberal no Brasil", creio que também o Brasil introduziu um "pensamento único" no Collor. Acho que tem que ser assim mesmo: o Estado como expressão da sociedade civil organizada e como resultante da votação universal que incide sobre o sistema político-partidário. A direita, na verdade, não precisa ser o grupo dirigente do Estado para ver os seus interesses representados - e falo aqui também da burguesia internacional... A Dilma esta enxugando o gelo da economia nacional vitima de uma reconfiguração da divisão internacional do trabalho que relega o nosso pais, de novo, aa condição de uma grande fazenda. Enquanto isso, a economia vai se desnacionalizando com o capital que chega aqui apenas para comprar empresas nacionais. Falta um planejamento de mudancas politicas, economicas e sociais digno dos estadistas que diagnosticam os nossos problemas.


Eleitor - 24/03/2013
Sarney, Renan, Collor, Maluf, Delfin e outros proeminentes esquerdistas participam efetivamente do Governo progressista do PT. Mais alguns anos, e com o sucesso da política econômica atual, cujo crescimento nunca houve neste Pais e com as parcerias publico-privadas em andamento, jamais teremos ou precisaremos da direita no Governo.


loduca jornalista - 18/04/2013
Será que estou ficando louco, ou gagá, nos meus 80 anos? Será que o mundo não está vendo que esse governo de consenso é o governo que não governa, da governo do estado mínimo (o sonho paradisíaco das oligarquias) onde manda quem pode e obedece quem tem juízo?

Que a direita continua direita, não tenho dúvida. São os grandes capitais e seus capitães-do-mato Que eles mandam no país, menos ainda. Um congresso saco-de-gatos, onde tudo é negociado, sem nenhum espirito publico, um total desinteresse pela pátria, pelo país, pela nação, pelo povo. Me admira muito que gente esclarecida ainda acredita nessas balelas de esquerda e direita no comando do país e na politica.

Eu, por mim, fui e continuo sendo Lula por uma razão muito simples: ele tem o cheiro de povo e as2jb7zg marcas do trabalho. Loduca jornalista


Branca - 12/04/2013
Vale recordar ainda, sobre este tema do Marco Feliciano já que o Rui abaixo esquivou seu partido de responsabilidades, jogando-a para as armas e, é claro, para o povo, que essa grande palhaçada é fruto dos circos eleitoreiros que a Dilma fez à ´poca da campanha presidencial. Aí está o resultado do orgíaco toma lá dá cá das formiguinhas


Juca Romao - 11/04/2013
"É necessário deixar muitos coronéis da política ainda se sintam com prestígio" Eu nao acredito que li isso! A sociedade em peso (inclusive a que tem votado no PT, os tantos porcento dos brasileiros) se indignam em peso com Calheiros, Sarney etc! Apoio popular e conscientização da sociedade para diversos pontos existe!


Branca - 11/04/2013
Prof Emir e alguns comentaristas neopetistas precisam fazer aulas de política (e de brios) na vizinha Argentina (aproveitando o barateamento do custo de vida por lá, para não ira além...). Por favor levem esse país a serio!


Juca Romao - 11/04/2013
"Quem vai derrubá-los não é uma revolução popular pelas armas (que estão na mão da burguesia)", "Seria bom tirar Feliciano da Comissão pela força das armas". que observações infelizes desse Rui petista roxo, para justificar as omissões e equívocos neoliberais do atual governo!


AMAURY - 10/04/2013
Essa sujeita abaixo que falou que tem gente de esquerda que não entende de luta de classes já definindo a questão foi fantástica! sabe tudo de teoria politica! nunca li antes uma definição tao sabia para luta de classes como essa! dá um tempo né?


Francisca Bernardes - 10/04/2013
"Quem vai derrubá-los é o povo conscientizado, por meio do voto". gozado que falou, falou, esqueceu que o voto tem sido amplamente dado... hein! "A conscientização se dá pela educação". tb esqueceu de dizer, entre a eloquente retórica, o que se tem feito pela educação... Af!!!


edi - 08/04/2013
"como o PT leva cor vermelha, nome dos trabalhadores e estrela do céu russo-siberiano no logotipo, é social-democrata!". Achei ótima essa!! Não sou de direita nem esquerda, não voto em partido mas em pessoas e dizer que o PT governa voltado ao social é hilariante! Investimentos em educação? Saneamento? Saúde? Segurança? Sistema prisional? Combate à corrupção???? Espaço para resposta prática não falta o que falta é vontade (política).


NUNES - 07/07/2013
Parece tudo muito insensato o que acontece no Brasil um Pais de 500 e poucos anos e em plena era da informação, nadando ainda em um mar de lama, os poderes que deveriam se manifestar mais a favor do povo esta permeado por motoristas de carroça pilotando avião ha décadas ! Muitos dos que lutaram desde 1964 permeiam o poder Hoje e o que escrevem são biografias malditas e imundas ! As classe artísticas são mais as formas culturais dos cifrões ! Os intelectuais parecem uma cortina de papel mache e o povo financia tudo isto que tipo de estrutura é esta em que o que sustenta é oprimido ? esta incógnita reflete em todas as camadas pois não vai adiantar se ter só o dinheiro, Fulano Beltrano Cicrano são quem formam as Famílias PPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPP TEM MAIS P AI nos partidos brasileiros que também fazem parte da Família que forma o Povo Brasileiro O CERTO É QUE PRECISAMOS MELHORAR REFLETIR .


Alex Souza - 07/04/2013
Olha Emir, foi deselegante se aproveitar da senilidade do Plínio e botá-lo no meio daquela listinha singular. Foi um grande homem e merecia um desconto agora que está acabando de descer a serra. Já basta a canalha da mídia corporativa haver se aproveitado disso.

Não há capital político verdadeiro e consistente para conduzir mudanças estruturais bruscas. Os 70, 80% de aprovação de Lula e Dilma apesar de chamativos, são tênues, qualquer desatenção aos interesses dos grandes, pode ser a gota d’agua.

Por outro lado, Lula é a única figura da esquerda atual, com a capacidade de “domar o urso”, influenciar a massa. É muito ruim para a fé e a esperança do povo vê-lo lamber as botas dos Malufs da vida. Também deveria ter escolhido uma teúda e manteúda mais bonita e menos burra que a Rose.

Afora estes e mais meia dúzia de agravantes, também continuo como você, defendendo a centro-esquerda e o Zé Dirceu nos debates públicos e nos almoços de família.

Só os espaços de mobilização popular trarão alma e espírito ao povão e o governo PT bem ou mal, permite e por vezes, auxilia, este movimento.

Para encerrar só gostaria de relembrar aquilo que no fundo, todos sabemos muito bem: o governo de esquerda que realmente queremos, lá no fundo, nunca virá. Nunca.

Viva o TerraForte, o Software Livre e o Fórum de Economia Solidária!!!



Thais Rocha - 07/04/2013
Quando é esquerda fora do PT, é reacionário, de direita. Quando é o PT apoiado pelo Bush, apoiando Sarney, Calheiros, Estadao, é formiguinha puritana da esquerda pela luta de classes. BAH!!!


Rui Pizarro - 07/04/2013
É impressionante como leitores que se dizem de esquerda desconhecem a luta de classes que caracteriza a política e como a correlação de forças, muitas vezes, impede que se faça o que quer o nosso idealismo. A burguesia elitista está entranhada no poder desde que o Brasil é Brasil. Para derrubá-la é necessário, ainda, negociar com ela. É necessário deixar muitos coronéis da política ainda se sintam com prestígio. Quem vai derrubá-los não é uma revolução popular pelas armas (que estão na mão da burguesia), nem um governo 100% purista. Quem vai derrubá-los é o povo conscientizado, por meio do voto. A conscientização se dá pela educação e a educação leva tempo. A direita desconfia da educação e da cultura. O trabalho, por isso, é de formiga, o que nos leva a conviver com o que há de pior na política. Mas democracia também é isso. Seria bom tirar Feliciano da Comissão pela força das armas, não seria? Mas o jeito certo é por meio do protesto, dos abaixo-assinados e das pressões sobre os políticos. Mas isso cabe a nós fazermos. Sem medo. Saudações fraternas a você, Emir. Continue seu trabalho de 'formiga' de conscientizar mentes e corações!


flavio - 05/04/2013
Se a direita perda a esquerda ganha. Certo. Vejamos, ganha o que mesmo? O que eu vejo na real é a direita governando. Os Jaders, Felicianos, Renans, Sarneis ditando as regras. Bela vitoria esta da esquerda.


Cleusa - 03/04/2013
Emir, torço para que suas previsões estejam corretas! Para mim a Dilma deixa a desejar - mas se compararmos suas ações com esses direitistas da mídia conservadora, PSDB e derivados, que são totalmente entreguistas, egoístas, crueis, covardes - a atual presidente e o nosso querido Lula ainda são os melhores!!! Abaixo todas as forças reacionárias, que não desejam a soberania para o nosso amado Brasil. Viva o Brasil e os brasileiros que realmente amam este País!!!


Fabrício - 02/04/2013
O Emir escreve hoje em dia literatura, obras de ficção científica, e tem como fulcro um (sur)realismo ou irrealismo bem ordinário. Deixou de ser sociólogo, cientista, pois filosofa no mundo da lua, faz abstrações lunáticas e maniqueístas (hollywoodianas, eu diria), sem qualquer contato com a realidade.