Antifascismo

Vídeos de estudantes dançando revoltaram conservadores no Irã

 

15/05/2019 11:15

(Reprodução/Youtube)

Créditos da foto: (Reprodução/Youtube)

 
 
Sasy Mankan é um cantor pop que deixou o Irã há dez anos.
Sua nova música, o sucesso "Gentleman", está por trás de uma polêmica: vídeos de estudantes dançando a música tem incomodado os políticos conservadores do país. A Assembleia de Especialistas, que supervisiona o líder supremo, disse que se trata de um plano para enfraquecer a moral e combater os valores espirituais e religiosos no Irã.
Políticos pediram a demissão de professores que cantem a música na escola. O ministro da Educação Mohhammad Bathaei disse que os vídeos são "perturbadores" e que estão sendo espalhados pelo "inimigo".
O jornal linha-dura do país, Kayhan, classificou a música e as danças como "anticulturais". A agência de notícias Fars disse que a reação das crianças causa vergonha.
Em resposta, Sasy postou vários vídeos de jovens dançando a sua música no seu perfil do Instagram, seguido por mais de dois milhões de pessoas, e desafiou o líder conservador no Parlamento Ali Motahari a ouvir a música sem dançar.
A polêmica não parece incomodar os estudantes, que continuam dançando e cantando "Gentleman" pelo país.

*Com informações da Deutsche Welle Brasil





Conteúdo Relacionado