Arte

Em São Paulo, espetáculo expõe a luta de trupe em vias de perder o seu teatro

Em tempos nebulosos e de incertezas para a cultura do nosso país, o espetáculo musical 'Cantos de Coxia e Ribalta' fala da dificuldade de uma trupe de teatro condenada a perder o seu teatro por conta da especulação imobiliária

26/10/2018 18:18

(Divulgação/Lusco-Fusco)

Créditos da foto: (Divulgação/Lusco-Fusco)

 
Sob os sussurros da coxia e as luzes de ribalta, um grupo de atores se reúne para contar uma história.

Entre o corre-vida e as chegadas e partidas dos trilhos de uma estação de trem, o público é apresentado a uma trupe em crise financeira, que corre o risco de ter seu teatro tomado por conta da especulação imobiliária.

Um Poeta então é encarregado de criar uma grande obra teatral a fim de trazer de volta aos artistas os tempos áureos: é a última chance do teatro sobreviver.

Neste cenário, personagens tipificados, inspirados pelos tipos commedia dell'arte - o Dono da Cia., um Poeta, um Músico, uma Primadonna, um Jovem Ator sonhador e uma linda e ambiciosa Jovem Atriz - passam a viver seus próprios conflitos, que misturam-se com a própria história da peça que estão montando. Enquanto tentam contar a história, a realidade mistura-se com a ficção até que se tornem uma coisa só.

A abordagem poética da paixão, da desilusão, da entrega, da inveja e competição, da morte e, sobretudo, da sensação de estar sempre tentando permanecer "de pé" e superar os obstáculos impostos pelo destino - sensação tão comum ao Teatro e também à vida cotidiana - são os ingredientes que movem o espetáculo.

A autoria é de Alef Barros e Gustavo Dittrichi, que também dirige o espetáculo. Realização e produção da Lusco-Fusco Produções Artísticas.



Complexo Cultural Funarte SP
Alameda Nothmann, 1058, Campos Elíseos
Telefone: 3662-5177

Horário da Bilheteria: Apenas no dia da apresentação com 1 hora de antecedência.
Ar condicionado. Acesso e banheiro para deficientes físicos. Estacionamento conveniado uma quadra após Funarte esquina com Av. São João. Não aceita cartões.

Último final de semana - até 29 de outubro
Sábados, às 20h; Domingos, às 19h

Mais informações no site da Companhia Lusco-Fusco

Conteúdo Relacionado