CM8 Internacional

CM8 Internacional - 05/12/2018

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

05/12/2018 08:24

Fotomontagem com as manifestações no Brasil em 2013 na Av. Paulista em 20/06/13 e protestos em Paris em 24/11/18 (Marcelo Camargo/Agência Brasil/REUTERS/Benoit Tessier)

Créditos da foto: Fotomontagem com as manifestações no Brasil em 2013 na Av. Paulista em 20/06/13 e protestos em Paris em 24/11/18 (Marcelo Camargo/Agência Brasil/REUTERS/Benoit Tessier)

 

1 - NOTÍCIAS DO MUNDO

ARÁBIA SAUDITA.
Exposição da CIA ao Senado sobre Khashoggi deixa os senadores mais certos do papel do príncipe. Um grupo bipartidário de senadores disse que um comunicado da CIA solidificou sua crença de que o príncipe herdeiro saudita ordenou o assassinato de Jamal Khashoggi. "Acho que ele é cúmplice no assassinato de Khashoggi ao mais alto nível possível", disse o senador Lindsey Graham a jornalistas sobre Mohammed bin Salman. (THE NEW YORK TIMES, EUA) https://goo.gl/7nYYpT 

CHINA. A China dissidente - parte 1. Jovens comunistas, a minoria muçulmana, novos pobres urbanos, LGBTQ , feministas, grevistas e sindicalistas. São uma China diferente, tão longe das imagens orientalistas ocidentais quanto dos discursos oficiais. (ESQUERDA.NET, Portugal) https://goo.gl/dDF84A 

REINO UNIDO. 'Humilhação em escala histórica': o que dizem os jornais sobre o primeiro dia do debate sobre o Brexit. As primeiras páginas pintam uma imagem sombria do dia de terror de Theresa May no parlamento. (THE GUARDIAN, Inglaterra) https://goo.gl/ZXVRC2 

ARGENTINA. Vitória do povo e das manifestações. A Suprema Corte do país voltou atrás em sua própria sentença anterior de 2 a 1 a favor dos repressores.. A reviravolta anunciada foi o produto da rejeição maciça que foi expressa nas ruas e no Parlamento. A Suprema Corte ontem reverteu sua decisão embaraçosa no caso do repressor Luis Muiña, que permitiu o benefício do cálculo para o genocida. Certos benefícios legais não são mais aplicáveis a penas por delito de lesa humanidade. (PÁGINA 12, Argentina) https://goo.gl/gPzAcZ 

CHILE. Chile julgou ex-agentes da ditadura de Pinochet  53 repressores, ex agentes da DINA foram condenados. A Justiça do Chile condenou ontem a prisão a 53 agentes da ditadura do general Augusto Pinochet por sua responsabilidade no sequestro, a aplicação de torturas e o assassinato de oito militantes do Partido Comunista em 1976. O juiz especial do Tribunal de Apelações de Santiago, Miguel Vázquez Plaza, impôs penas entre três e 20 anos de prisão pelo acusado de sequestro qualificado e homicídio qualificado. (PÁGINA 12, Argentina) https://goo.gl/6viLRd 

FRANÇA. Num eixo entre de Mélenchon em Le Pen, onde se situam as reivindicações dos "coletes amarelos"? Comparamos passo a passo as principais reivindicações feitas por representantes ou grupos de "coletes amarelos" às propostas dos principais candidatos presidenciais de 2017. (LE MONDE, França) https://goo.gl/3V1qnF 

FRANÇA. Macron recua pela primeira vez em seu mandato e cede ante os ‘jalecos amarelos’ e suspende o aumento do imposto sobre os combustíveis. A França anuncia uma moratória de seis meses na introdução das novas tarifas, marcada para janeiro, depois de vários dias de agitação. (EL PAÍS, Espanha) https://goo.gl/KuBazA 

CUBA. A Internet móvel em Cuba a partir de quinta-feira. Os cubanos terão acesso à internet móvel a partir de quinta-feira. As taxas permanecerão altas, no entanto. (TRIBUNE DE GENÈVE, Suíça) https://goo.gl/YJ7tAA 

MÉXICO. Claudia Sheinbaum, chefe do governo da cidade do México. Claudia Sheinbaum, uma mulher da esquerda em frente à grande cidade de língua espanhola. A nova chefe de governo da Cidade do México toma posse sob a sombra de López Obrador. (EL PAÍS, Espanha) https://goo.gl/EKXVRV 

ESPANHA. Vox: o que vai fazer o partido que quer acabar com as regiões autónomas de Espanha? Partido de extrema-direita espanhola surpreendeu com a conquista de 12 deputados para o Parlamento andaluz. Que impacto terá o resultado a nível nacional, à porta de um ano de municipais, regionais e europeias? (DIÁRIO DE NOTÍCIAS, Portugal) https://goo.gl/QnmRU8 

PANAMA PAPERS. O Departamento de Justiça acusa nos EUA a 4 pessoas por esquemas tributários no caso “Panama Papers”. O Departamento de Justiça acusou quatro pessoas na terça-feira de planejar durante décadas para sonegar dezenas de milhões de dólares. É a primeira acusação dos EUA sobre suposta evasão fiscal revelada em 2016 por meio dos “Panama Papers”. As quatro pessoas acusadas incluem um ex-gerente de investimentos, um ex residente dos EUA, um contador americano e um advogado panamenho que já trabalhou para a empresa no centro do caso, a Mossack Fonseca. (THE WASHINGTON POST, EUA) https://goo.gl/CZn3po 

EUA. No Colorado um estudante do colegial de Colorado vestindo uniforme nazista foi espancado  por um colega negro. Ambos os estudantes foram acusados de crimes. (THE INDEPENDENT, Inglaterra) https://goo.gl/R5tmJ7 

BOLÍVIA. A autoridade eleitoral aprova a candidatura presidencial de Evo. O tribunal eleitoral boliviano deu na segunda-feira o sinal verde para uma nova nomeação do presidente Evo Morales para um quarto mandato, em meio a protestos exigindo a desqualificação da candidatura do presidente, considerada inconstitucional pela oposição. (LA JORNADA, México) https://goo.gl/DNL3Vk

2 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

RFI, França |
Entenda as diferenças e semelhanças entre protestos de 2013 no Brasil e “coletes amarelos” na França. Eles conseguiram se impor como pauta de protesto e indignação social como nenhum outro movimento havia conseguido fazer, desde Maio de 68 na França. A RFI conversou com Thomas Coutrot, e a Angelina Peralva, sobre até que ponto as “jornadas de junho” de 2013 no Brasil e a febre dos “coletes amarelos” na França se parecem, dialogam ou se diferenciam. Qual análise poderia ser feita destes protestos, separados por cinco anos de diferença, dos dois lados do Atlântico? https://goo.gl/7nhYtN

RFI, França | STF adia decisão sobre libertação de Lula. Dois ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votaram nesta terça-feira (4) pela rejeição do pedido de libertação do ex-presidente, que quer anular sua condenação alegando atuação política de Sérgio Moro. Gilmar Mendes pediu mais tempo para avaliar o caso. https://goo.gl/RvVRJH

LES ECHOS, França | No Brasil, o Ministério do Trabalho será abolido. As novas atribuições serão distribuídas entre vários ministérios, anunciou um futuro membro do governo. https://goo.gl/8gRoAH

SPUTNIK NEWS, Rússia | Gilmar Mendes pede vista no julgamento do pedido de habeas corpus para Lula. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes pediu vista do pedido de habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Segunda Turma da Corte. Segundo o ministro, o caso deve ser retomado antes do recesso de fim de ano na Corte. https://goo.gl/FyzCnA

SPUTNIK NEWS, Rússia | Alerj aceita pedido de impeachment contra Pezão. A mesa diretora da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aceitou nesta terça-feira (4), por 6 votos a 1, a solicitação do PSOL para abertura de impeachment contra o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (MDB), e seu vice Francisco Dornelles (PP). https://goo.gl/V8EWYf

EL TELÉGRAFO, Equador | Bolsonaro abre a possibilidade de uma reforma previdenciária por partes no Brasil. O presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, afirmou na terça-feira, 4 de dezembro, que a reforma do sistema previdenciário pode ser apresentada pelos partidos e que a primeira questão que levaria ao Congresso seria o estabelecimento de uma idade mínima. https://goo.gl/ipmJ6A

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Mario Wainfeld – Estado Democrático de Direito, Argentina (Página 12, Argentina): “Um revés histórico para a impunidade” https://goo.gl/egjyub

Emir Sader – Política, Chile (Página 12, Argentina): “A nova esquerda chilena” https://goo.gl/x8jVAX

Eric Nepomuceno – Soberania Nacional, Brasil (Página 12, Argentina): “Satélite de Washington” https://goo.gl/ee6gae

Jorge Almeida Fernandes – Política, Espanha (Público, Portugal): “A reemergência (tóxica) do nacionalismo espanhol” https://goo.gl/AYqx6c

Joseph Stiglitz – Economia Política (Project Syndicate, EUA): “Além do PIB” https://goo.gl/J72AaQ

Conteúdo Relacionado