CM8 Internacional

Clipping Internacional - 01/10/2019

Notícias internacionais sobre o Brasil e especial: a carta de Lula; Notícias do Mundo; e Artigos

01/10/2019 09:57

(Carta de Lula ao povo brasileiro/Reprodução)

Créditos da foto: (Carta de Lula ao povo brasileiro/Reprodução)

1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

BOLSONARO
. Bolsonaro diz a alunos que leiam livro de torturador da era da ditadura. Presidente do Brasil acusado de 'beber dos esgotos da história' por recomendar o livro “A verdade sufocada”. O presidente de extrema direita do Brasil, Jair Bolsonaro, foi acusado de "beber do esgoto da história" depois de pedir aos estudantes adolescentes que leiam um livro de um notório torturador da era da ditadura acusado de dirigir sessões de interrogatório onde as vítimas foram açoitadas, dadas choques elétricos e outras torturas. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2ndpDTF

BOLSONARO
. Um manifesto retrógrado. É um enigma por quanto tempo a estratégia de Bolsonaro resistirá à busca de consenso em torno de interpelações ultraconservadoras. Jair Bolsonaro transformou sua primeira apresentação na Assembleia Geral da ONU em uma exposição sistemática do credo reacionário com o qual o Brasil governa. Como sempre, Bolsonaro identificou globalismo com socialismo e socialismo com corrupção e criminalidade. Ele justificou sua sentença "em defesa da família e dos valores religiosos que sustentam nossas tradições". No entanto, onde foi mais longe, foi na rejeição de qualquer política minoritária de defesa. Em particular, aqueles que garantem a igualdade de gênero. (El País, Espanha) | bit.ly/2nqTNmx

DESIGUALDADE
. os 5% mais ricos detêm a mesma fatia de renda que 95% da população. O Brasil “passa pela mais grave crise desde a década de 1880” e a renda per capita do ano de 2019 é “quase 9% menor ao do mesmo ano de 2014”, quando iniciou a recessão económica, diz o economista Márcio Pochmann. Apesar de a renda nacional não ter aumentado nos últimos anos, “a riqueza dos já muito ricos segue aumentando, uma vez que o ónus de toda a crise tem sido repassado para a classe trabalhadora. Em 2018, por exemplo, enquanto o PIB teria variado 1,1%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, os ganhos financeiros foram multiplicados por mais de sete vezes”, menciona. (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/2mBKD6l

MEIO AMBIENTE
. Ministro Ricardo Salles é recebido com protestos em Berlim. O ministro brasileiro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, está em Berlim, segunda etapa de seu giro na Europa destinado a atrair investimentos estrangeiros e, no caso da Alemanha, discutir o futuro das contribuições ao Fundo Amazônia, afetado pelas queimadas. Salles enfrenta nesta segunda-feira (30) protestos da ONG Greenpeace e de um grupo de resistência ao governo de Jair Bolsonaro, em frente à Câmara de Comércio e Indústria da Alemanha. (RFI, França) | bit.ly/2oe6mBy

A CARTA DE LULA SOBRE SUA SITUAÇÃO JURÍDICA

The New York Times, EUA. | O ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva rejeitou na segunda-feira o exercício de seu direito a condições semiabertas da prisão. Os procuradores que acusaram o político brasileiro solicitaram que agora ele recebesse condições mais flexíveis, que poderiaincluir prisão domiciliar. Mas Silva descartou essa possibilidade em uma carta publicada em seu site, dizendo que ele quer deixar a prisão por uma decisão do tribunal superior do Brasi. "Quero que você saiba que não aceitarei barganhar meus direitos e minha liberdade", escreveu o ex-presidente. Sua carta tinha um tom desafiador contra Moro, agora um alto ministro do gabinete do presidente de extrema direita Jair Bolsonaro e procuradores. | nyti.ms/2oYqs3i

El Desconcierto, Chile. |
Lula rejeita prisão domiciliar oferecida pelo Ministério Público e publica uma carta dizendo que ele sairá quando ficar claro que é inocente. Na mensagem, Lula escreve: “Digo ao povo brasileiro que não vou mudar minha dignidade por minha liberdade. O que os promotores deveriam realmente fazer é pedir desculpas ao povo, aos milhões de desempregados e à minha família, pelo mal que fizeram à democracia, à Justiça e ao país. Quero que saiba que não concordo em negociar meus direitos e minha liberdade. Eu já mostrei que as acusações feitas a mim são falsas. " | bit.ly/2ndM9vG

El Periódico, Espanha
. | Lula se recusa a ir em liberdade condicional por "dignidade". Promotores haviam oferecido ao presidente brasileiro sair da prisão sob condições. "Eu não troco minha dignidade por minha liberdade." Lula escreveu uma nova carta ao povo brasileiro em um tom coloquial e através de uma folha manuscrita em que disse a seus apoiadores e a toda a sociedade que "não aceito degradar meus direitos e minha liberdade". Lula usou o verbo "barganhar", que aceita outros significados de forte peso político: "desvalorizar", "rebaixar", mas também pode ser entendido como desconsiderando a "barganha" oferecida por um setor do judiciário. | bit.ly/2p0dDWl

Diário de Notícias, Portugal. |
Lula da Silva recusa sair da prisão para regime semiaberto. Ex-presidente afirma que aceitar um acordo seria abdicar da sua "dignidade". O ex-Presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva disse esta segunda-feira, numa carta: "Ao povo brasileiro: não troco a minha dignidade pela minha liberdade. (...) Quero que saibam que não aceito barganhar os meus direitos e a minha liberdade. Já demonstrei que são falsas as acusações que me fizeram. São eles e não eu que estão presos às mentiras que contaram ao Brasil e ao mundo", afirmou Lula, numa carta redigida manualmente e publicada nas redes sociais do ex-chefe de Estado. O Ministério Público Federal (MPF) havia pedido na sexta-feira à Justiça para que Lula da Silva passe para o regime semiaberto, para cumprir o resto da sua pena, pelo que poderá deixar a cadeia durante o dia para poder trabalhar. | bit.ly/2nqiLlS

El Mundo, Espanha
. | Lula não quer sair da prisão: "Não mudo minha dignidade por minha liberdade". O ex-presidente brasileiro rejeita o pedido do promotor de ir para a prisão domiciliar porque ele quer que todo o processo seja anulado. "Não mudo minha dignidade por minha liberdade", diz ele em uma carta manuscrita divulgada por seus advogados. "Tudo o que os promotores da Operação Lava Jato realmente devem fazer é pedir desculpas ao povo brasileiro, aos milhões de desempregados e à minha família pelos danos que causaram à democracia, à justiça e ao país", diz ele. | bit.ly/2ntdGJz

The Washington Post, EUA. |
Lula da Silva rejeita condições de prisão semiaberta. O ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva rejeitou na segunda-feira o exercício de seu direito a condições semiabertas da prisão depois de passar um ano e meio em uma cela. Os promotores que lideraram o caso de corrupção contra o político brasileiro solicitaram na semana passada que agora ele recebesse condições mais flexíveis, que poderiam incluir prisão domiciliar. Mas Lula descartou essa possibilidade em uma carta postada em seu site, dizendo que ele quer deixar a prisão com uma decisão do tribunal superior do Brasil em seu caso. "Quero que você saiba que não aceitarei barganhar com meus direitos e minha liberdade", escreveu o ex-presidente. | wapo.st/2o84YRc

La Diária, Uruguai
. | "Eu não troco minha dignidade por minha liberdade", disse Lula antes da possibilidade de sua libertação antecipada da prisão. O ex-presidente disse que os promotores de Lava Jato "deveriam pedir desculpas ao povo brasileiro". Segundo Lula na carta, “tudo o que os promotores de Lava Jato realmente devem fazer é pedir desculpas ao povo brasileiro, aos milhões de desempregados e à minha família, pelos danos que fizeram à democracia e à justiça disso. País". "Eu não mudo minha dignidade por minha liberdade", reiterou o ex-presidente, que também disse que cabe ao Supremo Tribunal Federal rever o processo pelo qual ele foi preso em uma unidade policial na cidade de Curitiba em abril do ano passado. | bit.ly/2ob1s8F

Sputnik News, Rússia. |
Lula diz que não aceita regime semiaberto: 'Não troco minha dignidade pela minha liberdade. O ex-presidente Lula anunciou nesta segunda-feira (30) que não pretende cumprir pena no regime semiaberto, conforme procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato haviam indicado. "Diante das arbitrariedades cometidas pelos procuradores e por Sergio Moro, cabe agora à Suprema Corte corrigir o que está errado, para que haja justiça independente e imparcial", escreveu o ex-presidente em carta. Na sexta-feira (27), os procuradores da Lava Jato, incluindo Deltan Dallagnol, pediram à Justiça que Lula, por ter bom comportamento, receba progressão de pena, o que lhe daria direito a cumprir prisão domiciliar. | bit.ly/2oWCgD3

El Mercúrio, Chile | bit.ly/2oeaTny


La Nación, Argentina | bit.ly/2nqZLUs


2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

PERU
. O presidente peruano Martín Vizcarra dissolveu o Congresso para encerrar uma batalha de um ano com os parlamentares de direita por causa de sua campanha anticorrupção, mas os legisladores rebeldes se recusaram a deixar a câmara quando protestos contra eles começaram em todo o país. Ele prometeu convocar novas eleições legislativas para permitir que os eleitores avaliassem uma disputa que, segundo ele, impediu sua tentativa de acabar com a corrupção na classe dominante. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2nbUuAa

PERU
. Guerra dos poderes no Peru: O presidente ordenou a dissolução do congresso e nomeou sua vice como mandatária. As forças de segurança expressaram seu apoio ao presidente. A crise política pela qual o Peru está passando há meses parece acelerar, depois que o Congresso decidiu suspender o presidente do país, Martín Vizcarra, que por sua vez havia ordenado a dissolução do legislativo. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/2ohaosT

ARGENTINA.
Macri, uma fábrica de pobreza. 35,4% da população não alcança a cesta básica. . Em termos absolutos, existem mais de 16 milhões de pessoas pobres no país, das quais 3,4 milhões estão em situação de miséria. A comparação com o primeiro semestre do ano passado mostra um aumento na taxa de pobreza de 8,1 pontos percentuais, equivalente a quase 4 milhões de pessoas. Entre os menores de 14 anos, a taxa de pobreza subiu para 52,6%. No segundo semestre, a pobreza continuará aumentando, estimam especialistas. É o equilíbrio de uma política econômica que, desde o primeiro dia, visava recompor a lucratividade dos negócios, diminuindo os salários e entrando no capital estrangeiro, que mais tarde resultou em aumento da dívida e do ajuste como o único resgate. (Página 12, Argentina) | bit.ly/2oJkoLY

REINO UNIDO.
Reino Unido: uma crise parlamentar sem solução parlamentar. O atoleiro do ‘mainstream’, patente nas peripécias parlamentares em torno do Brexit na semana passada, não consegue ocultar que a política é mais que o que se passa em Westminster. (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/2oWDmPb

HONG KONG
. Enquanto a China celebra o aniversário da revolução chinesa, na ilha de Hong Kong o povo está a parte. Enquanto a China orgulhosamente comemora o 70º aniversário de sua fundação moderna, uma pesquisa mostra que apenas 11% dos hongkongers se consideram chineses. (Asian Times, Cingapura) | bit.ly/2mAFLyb

CHINA
. Grande celebração mostra intenção pacífica, unidade da sociedade chinesa. Um evento comemorativo, incluindo uma parada militar, comemorando o 70º aniversário da fundação da República Popular da China (RPC), foi realizado na manhã de terça-feira na Praça Tiananmen, em Pequim. Este ano é incomum. Em vista da guerra comercial em curso que durou mais de um ano e meio e dos tumultos contínuos em Hong Kong, algumas forças externas querem fazer da China um objeto de ridículo. No entanto, a sociedade chinesa não se dividiu, mas tornou-se mais unida. (Global Times, China) | bit.ly/2ntgW7L

CHINA.
No dia 1 de outubro de 1949, “o povo se levantou”. Quando Mao Zedong proclama a República Popular da China, o país fora drenado por invasões estrangeiras e pela guerra civil contra o Kuomintang. Do feudalismo, o Reino do Meio passa, em setenta anos, a segunda potência mundial. (L’Humanité, França) | bit.ly/2nqmC2k

EUA
. Impeachment: Donald Trump enfraquecido por novas revelações. Duas pesquisas de opinião mostram um aumento claro nos últimos dias na porcentagem de entrevistados que favoreceram o processo de impeachment do presidente. (Le Monde, França) | bit.ly/2nrKi6C

EUA
. Barr teria solicitado a governos estrangeiros que ajudassem na investigação das atividades da CIA e do FBI relacionadas às eleições de 2016. O procurador-geral William P. Barr realizou reuniões privadas no exterior com autoridades de inteligência estrangeiras buscando sua ajuda em uma investigação do Departamento de Justiça que o presidente Trump espera desacreditar o exame das agências de inteligência dos EUA sobre possíveis conexões entre a Rússia e os membros da campanha de Trump durante a eleição de 2016, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/2o2u0AQ

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Robert Reich – EUA (The Guardian, Inglaterra) | “Trump pode provocar mais danos que Nixon. Seu impeachment é imperativo.” | bit.ly/2nhyofH

Eric Nepomuceno –
Brasil ( Página 12, Argentina) | “E Lula disse não ao ardil” | bit.ly/2ngQz58

Eduardo Febbro –
Jacques Chirac ( Página 12, Argentina) | “Homenagem a Jacques Chirac, um aristocrata popular” | bit.ly/2obfuHc

Yin Ciaotong –
América Latina e China (Página 12, Argentina) | “O ‘milagre chinês’, uma oportunidade para a América Latina” | bit.ly/2ohbuov

Paul Krugman
– EUA (The New York Times, EUA) | “Elizabeth Warren versus os pequenos plutocratas. Por que a odeiam? É por conta de seus egos.” | nyti.ms/2nerRCg

Conteúdo Relacionado