CM8 Internacional

Clipping Internacional - 01/11/2019

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

01/11/2019 09:08

 

 

1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

LULA.
Lula denuncia que o Brasil perdeu sua soberania e culpa Bolsonaro. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva alertou que o Brasil perdeu sua soberania porque o governo do atual presidente Jair Bolsonaro se dedicou a vender os recursos do país sul-americano. O presidente “fala suas bobagens para entreter as pessoas, entreter a imprensa enquanto Guedes está vendendo o Brasil, e em breve não seremos mais uma nação. Perdemos nossa soberania ”, lamentou Lula. (Telesur, Venezuela) | bit.ly/338d1Nj

FERNANDO HADDAD
. Fernando Haddad: "Bolsonaro não é democrata". "Sobre o governo de Bolsonaro não havia muitas expectativas, ele é uma pessoa que não se preparou para ocupar o cargo mais alto da República. Bolsonaro não é um democrata, ele não tem democracia como valor, você o vê em seu comportamento , na dificuldade pessoal, ele tem que lidar com a diferença ", diz Haddad em entrevista ao EL MUNDO. Sobre o suposto vínculo entre o atual presidente e o assassinato da vereadora Marielle Franco, ele não quis entrar em avaliações. (El Mundo, Espanha) | bit.ly/2PEb9Ie

DERRAMAMANTO DE ÓLEO.
Recuperação de praias atingidas por óleo no Brasil pode levar até 20 anos, dizem especialistas. O Nordeste vive uma grave crise ambiental há dois meses. Mais de 2.500 km do litoral brasileiro foram atingidos por um vazamento de óleo de origem misteriosa, prejudicando o meio ambiente, a saúde dos moradores e a economia de 9 dos 27 estados brasileiros. Em menos de um ano, é a terceira catástrofe ambiental no país, depois do rompimento da barragem de Brumadinho e dos incêndios na Amazônia. Em Boipeba, no arquipélago de Tinhare, na Bahia, a população da pequena ilha está limpando as praias com a força de seus braços. (RFI, França) | bit.ly/321TJaZ

MEIO AMBIENTE
. Brasil enfrenta uma nova ameaça ecológica: incêndios no Pantanal. O governo brasileiro reforça o combate ao fogo nesta região reconhecida como Patrimônio Mundial pela Unesco e onde os chamas devoraram mais de 50.000 hectares nos últimos dias. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/2NtDH4w

BOLSONARO
. Uruguai pediu explicações ao Brasil. Bolsonaro expressou seu apoio ao candidato à presidência Lacalle Pou. O Ministério das Relações Exteriores do Uruguai convocou o embaixador brasileiro para pedir uma explicação para as declarações de Jair Bolsonaro. O presidente do Brasil disse esperar o triunfo do oponente do governo uruguaio, o candidato do Partido Nacional Luis Lacalle Pou, porque está mais próximo de "sua equipe". Longe de agradecê-lo por seu apoio, o candidato saiu para criticá-lo. (Página 12, Argentina) | bit.ly/2JFTJYa

BOLSONARO
. Mídia francesa impressionada com ataque de Bolsonaro à TV Globo. A imprensa francesa desta quinta-feira (31) dá espaço para as repercussões da reportagem do Jornal Nacional que revelou uma possível ligação dos assassinos da vereadora Marielle Franco com a família Bolsonaro. As matérias destacam principalmente ao ataque do presidente brasileiro contra a TV Globo. (RFI, França) | bit.ly/2JFpznI

BOLSONARO
. Uruguai convoca embaixador brasileiro para dar explicações sobre declaração de Bolsonaro. O Ministério de Relações Exteriores do Uruguai convocou o embaixador do Brasil no país para dar explicações sobre declarações feitas pelo presidente Jair Bolsonaro em apoio à candidatura de Lacalle Pou. Bolsonaro declarou: "Esperamos, torcemos, para que seja escolhido alguém mais associado às nossas ideias, para que o Uruguai fique mais alinhado conosco". Por sua parte, Lacalle Pou disse que não parecia "bom" para Bolsonaro dizer que esperava sua vitória. (Sputnik News, Rússia) | bit.ly/2NvQCD3

BOLSONARO
. "Podridão! Canalhas sem escrúpulos!”: Bolsonaro explode em raiva com a TV Globo, que o cita em uma investigação por assassinato. A TV Globo revelou na terça-feira que o nome do chefe de estado seria citado na investigação policial sobre o assassinato da conselheira municipal de esquerda Marielle Franco em 2018. "Merda! (...) Putaria! (...) Podridão! Canalhas sem escrúpulos! (...) É uma verdadeira porcaria!”. Foram nesses termos que o presidente brasileiro dirigiu, direta e sem formalidade, ao seu povo, em uma mensagem pública transmitida nas redes sociais, quarta-feira, 30 de outubro. É certo que Jair Bolsonaro não sabe segurar a língua, mas o líder da extrema direita parecia ter tomado um golpe real. (Le Monde, França) | bit.ly/2PBUPrB

BOLSONARO
. A investigação sobre a vereadora Marielle Franco salpica em Bolsonaro. Os presumíveis autores materiais da execução se reuniram em um domicílio dentro do mesmo condomínio onde vivem Jair Bolsonaro e seu filho Carlos. O porteiro da urbanização declarou que o presidente da empresa autorizou os autores entrarem no condomínio. O presidente respondeu com um vídeo repleto de gritos, insultos e ameaças ao principal grupo de comunicação do Brasil. (El Diário, Espanha) | bit.ly/2JGo6xl

BOLSONARO
. Um filho de Bolsonaro fala em restaurar a ditadura. O deputado Eduardo Bolsonaro causou problemas na quinta-feira no Brasil ao mencionar a possibilidade de restaurar um regime repressivo como a ditadura militar (1964-1985) "se a esquerda for radicalizada", antes de voltar atrás, acreditando ter sido mal compreendido. O parlamentar de 35 anos afirmou que, se o atual protesto no Chile se estender ao Brasil, a resposta poderia ser restabelecer o Ato Institucional No. 5 (AI-5), pelo qual o regime militar fechou o Congresso em 1968 e suspendeu as liberdades constitucionais. (Le Figaro, França) | bit.ly/2JV0up9

BOLSONARO
. O presidente brasileiro Jair Bolsonaro proibiu a assinatura de órgãos do governo no diário Folha S.Paulo, um dos líderes do país, e ameaçou de maneira velada seus anunciantes, em um novo episódio de seu confronto com a imprensa, à imagem de seu modelo norte-americano, Donald Trump. (Le Figaro, França) | bit.ly/2pyO6nv

BOLSONARO
. O filho de Bolsonaro evoca uma ditadura "se a esquerda radicalizar". O deputado Eduardo Bolsonaro causou problemas na quinta-feira no Brasil ao mencionar a possibilidade de restaurar um regime repressivo como a ditadura militar (1964-1985) "se a esquerda for radicalizada", antes de voltar atrás, acreditando ter sido mal compreendida.. (La Press, Canadá) | bit.ly/2JGn6t6

BOLSONARO
. Filho de Bolsonaro defende aplicação de leis repressoras da ditadura “se a esquerda se radicalizar”. Eduardo Bolsonaro disse que “se a esquerda se radicalizar será necessário aplicar o AI-5”, um pacote de medidas que deu início aos “anos de chumbo” da ditadura. (Público, Portugal) | bit.ly/326DJVk

BOLSONARO
. Caso do porteiro agrava crise entre Bolsonaro e governador do Rio de Janeiro. Presidente da República acusa Wilson Witzel de ser responsável, com intuito político, pela fuga de informação sobre a execução de Marielle Franco. Considerado outrora um ultra-bolsonarista, o governante carioca é pré-candidato assumido ao Planalto em 2022. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/34drCr0

BOLSONARO
. Bolsonaro furioso, a briga do filho e Moro investiga: citação no caso Marielle abre crise no governo. Vice-presidente Hamilton Mourão diz que "o caso não derruba mas perturba" o governo. Governador do Rio, acusado de ser responsável pela fuga de informação, desmente o presidente. Carlos Bolsonaro admitiu à polícia ter brigado com assessor da vereadora em depoimento. Sergio Moro é nomeado pelo chefe de Estado para investigar o depoimento explosivo. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/2NrcCPu

BOLSONARO
. Forte repúdio no Brasil à ameaça de mão dura do deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente. Ele ameaçou impor leis da ditadura antes de possíveis protestos da "esquerda". E até seus aliados e o chefe de Estado o questionaram. (El Clarín, Argentina) | bit.ly/36rpe1x

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

PERU
. Acusações de assassinato "sem precedentes" para madeireiros em mortes de ativistas indígenas. Dois executivos madeireiros e três madeireiros foram acusados de assassinar ativistas que combatiam a extração ilegal de madeira na Amazônia peruana, ao longo da fronteira do Peru com o Brasil. Promotores do Peru acusaram cinco homens da indústria madeireira pelos assassinatos de 2014 de quatro ativistas indígenas que haviam combatido a extração ilegal de madeira na floresta amazônica. Ambientalistas dizem que o caso não tem precedentes no Peru, onde anos de exploração ilegal de madeira e, às vezes, suspeitos de ataques por parte de quem o realiza, muitas vezes foram recebidos com uma resposta ineficaz das autoridades. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2N6AzNe

ARGENTINA
. Preços desembalados. Após a campanha do governo pela reeleição de Mauricio Macri, uma catarata de aumentos de preços está chegando. Há degelo nos preços de alimentos, gasolina e telefone celular, aumentos de farinha e derivados e carne. Além disso, foram aprovados novos aumentos nas cotas de medicamentos pré-pagos. A província de Buenos Aires está planejando um aumento da luz e toda a gama de serviços públicos que dependem do estado nacional aguarda uma definição, após o freio nos aumentos que o governo aplicou para obter mais votos. No final do ano, a redução do IVA em alimentos também expira, o que pode gerar um aumento maior nos preços se a próxima administração reverter a medida. Em suma, há uma inércia inflacionária adicional que constitui outro capítulo da herança macrista. (Página 12, Argentina) | bit.ly/339Vu7m

LÍBANO
. Por que o Líbano também diz basta! Primeiro ministro renunciou esta semana, mas gesto não parece capaz de encerrar revolta. População reage contra imposto regressivo, cortes nos serviços públicos e sistema político que aliena os cidadãos, ao dividir poder entre partidos religiosos. Por Nizar Hassam. (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/2C4Mc0w

EUA.
Democratas se preparam para a fase pública de investigação. A Câmara aprovou regras para orientar o inquérito de impeachment contra o presidente Trump, estabelecendo uma fase pública crítica. A resolução sinalizou que os democratas têm confiança suficiente nas evidências reunidas até agora para prosseguir com as objeções republicanas. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/2JFU7pA

EUA
. A sombra sinistra dos linchamentos nos EUA. Quando Trump reclamou do processo de impeachment lançado contra ele, ele usou uma palavra amaldiçoada: "linchamento", que se refere a um passado de violência racista nos Estados Unidos. (El Mundo, Espanha) | bit.ly/2C044ty

BOLÍVIA
. A crise política amplia as atitudes racistas na Bolívia. O clima de tensão que vive no país após as eleições tem origem em confrontos violentos entre oficiais e opositores. Nos últimos dias, as redes sociais e as concentrações são exibidas como campo de batalha para seguidores do oficialismo e oposição ao insulto a todos os tipos de improcedentes, alusões a procedimentos, classes sociais ou étnicas a que se refere. Se houver registros, adições, intenções de destruição de símbolos como o whipala, bandeira que representa as etnias dos Andes. (El País, Espanha) | bit.ly/324uRzE

PALESTINA
. Israel aprova construção de mais de 2.300 unidades habitacionais em assentamentos nos territórios palestinos. As autoridades israelenses também aprovaram a construção de 382 unidades habitacionais em Dolev, outro assentamento na Cisjordânia ocupada. (Le Soir, Bélgica) | bit.ly/2PEWjB9

FACEBOOK
. Publicidade política: por que o Facebook está encurralado. Embora Mark Zuckerberg se recuse a bloquear qualquer publicidade para fins políticos, mesmo que sejam falsas, o Twitter decide bani-las, tudo sem exceção. (Le Nouvel Observateur, França) | bit.ly/34rekaB

BREXIT
. Donald Trump critica o acordo de Boris Johnson. O presidente dos EUA acredita que este acordo não permite um tratado comercial entre o Reino Unido e os Estados Unidos e pediu uma aliança com apoiadores de um Brexit duro nas eleições legislativas de dezembro. (L’Express, França) | bit.ly/2N6AKYU

CHILE
. Dirigentes da oposição chilena insistem que é necessária uma nova Constituição para combater a crise. Os partidos da oposição chilena lamentaram que o governo "não tem nada claro" sobre iniciar o trabalho para elaborar uma nova constituição. Advertem que sem isto, “O diálogo será inútil”. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/324QuzL

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Timothy Garten Ash – Europa (The Guardian, Inglaterra) | “A democracia está sob ataque na Europa pós-muro – mas o espírito de 1989 está contra-atacando” | bit.ly/2C2Ikxd

Luis Bruschtein –
Argentina (Pagina 12, Argentina) | “Que se coloque a boina” | bit.ly/34m11bm

Paul Krugman
– EUA (The New York Times, EUA) | “A indústria manufatureira novamente não é forte. Por quê? O coração da indústria sofre outra mini recessão.” | nyti.ms/320QmkI

Andrew Marantz
- Facebook (The New Yorker, EUA) | “Facebook e a desculpa do ‘discurso livre” | bit.ly/2C4i1Xk

Robert Fisk
– Oriente Médio (The Independent, Inglaterra) | “As novas revoluções no Oriente Médio não são as mesmas, mas têm a mesma deficiência. Não têm lideranças e nenhuma identificação reconhecível de integridade. E a maior tragédia de todas, não parecem interessadas em encontrá-las.” | bit.ly/2Wuvbqa


Conteúdo Relacionado