CM8 Internacional

Clipping Internacional - 04/08/2019

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

04/08/2019 11:13

Vista aérea da favela de Rio das Pedras, onde fica o Escritório do Crime (Yashuyoshi Chiba/AFP)

Créditos da foto: Vista aérea da favela de Rio das Pedras, onde fica o Escritório do Crime (Yashuyoshi Chiba/AFP)

NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

BOLSONARO.
Os esgotos de Bolsonaro. Alegações de corrupção e conluio com grupos paramilitares apertam cada vez mais o presidente brasileiro. Jair Bolsonaro, passou esta semana na defensiva ao contra-atacar as críticas sobre dois escândalos que ameaçam o futuro do seu governo presidencial de extrema direita. Primeiro, as suspeitas de que seu filho Flávio, quando era deputado pelo estado do Rio de Janeiro, recebesse dinheiro ilegalmente de grupos paramilitares em bairros da parte ocidental da capital. Em segundo lugar, o ministro da Justiça de Bolsonaro, Sérgio Moro é acusado de ter violado os princípios da independência judicial. Essa acusação é baseada em centenas de mensagens e conversas telefônicas vazadas para o meio investigativo americano The Intercept, no qual o juiz concordou com estratégias com promotores para condenar o ex-presidente Lula da Silva e destruir o Partido Trabalhista (PT). (La Vanguardia, Espanha) |  bit.ly/2Kl9rr2

ÍNDIOS. Missionários no Brasil dizem que o assassinato de um líder indígena na floresta tropical do país soa o alarme em políticas recentes que abriram o território protegido da Amazônia para a mineração. Missionários Scalabrinianos no Brasil dizem que o assassinato de um líder indígena na Amazônia ilumina uma situação “verdadeiramente alarmante” que permite a destruição de um habitat extraordinário para ganhos econômicos. Emrya Wajãpi, líder do povo indígena Wajãpi, foi morto em 23 de julho no Amapá, uma região no extremo norte do Brasil, na fronteira com a Guiana Francesa. Segundo testemunhas, ele foi esfaqueado até a morte por garimpeiros que entraram na reserva protegida da comunidade Wajãpi. (Vatican News, Vaticano) |  bit.ly/31bNfq2

POLÍCIA POLÍTICA
. PSOL denuncia invasão de reunião pela Polícia Militar. A Polícia Militar entrou numa reunião do PSOL em São Paulo, pediu identificação às presentes e avisou estar a monitorizá-las. O partido denunciou o ocorrido como um "grave ataque ao direito de livre organização partidária". (Esquerda.net, Portugal) |  bit.ly/2GLkHvT

DEMISSÃO
. O diretor do Inpe foi demitido por apontar o desmatamento na Amazônia. O líder de extrema-direita Jair Bolsonaro afirmou que os dados apontados por satélite sobre o desflorestamento “mentem”. Ricardo Galvão, que defendeu o instituto e criticou o ataque de Bolsonaro, foi demitido na sexta-feira após uma reunião com o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes. “Demitir o diretor do INPE é apenas um ato de vingança contra alguém que mostrou a verdade”, disse o coordenador de políticas públicas do Greenpeace Brasil, Márcio Astrini, em um comunicado. (The Guardian, Inglaterra) |  bit.ly/2KcHEdm

DEMISSÃO. Diretor de Instituto é demitido após relatório que mostra o aumento do desmatamento na Amazônia. O presidente Jair Bolsonaro afirmou ser mentirosa a estatística que mostra um aumento de 88 % no ritmo de desflorestamento na Amazônia, sem que qualquer evidência ampare sua declaração. (The Wall Street Journal, EUA) |  on.wsj.com/2yBpICC

DEMISSÃO
. O desflorestamento da Amazônia acelera sob Bolsonaro. Uma área maior que Luxemburgo foi derrubada, apenas em julho. (Financial Times, Inglaterra) |  on.ft.com/2GMpL2Y

DEMISSÃO
. Diretor de Instituto é demitido por revelar os números do desmatamento. Para Jair Bolsonaro, os dados do INPE estão "a serviço das ONGs". Silêncio diante dos danos ao meio ambiente. Acusado pelo presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, de exagerar a extensão do desmatamento na Amazônia para jogar o jogo das ONGs, Ricardo Galvão, diretor de um órgão público de referência nesta área, anunciou que foi finalmente demitido. (L’Express, França) |  bit.ly/2LZ6M9J

DEMISSÃO
. Bolsonaro demite presidente da agência governamental que registra o desmatamento na Amazônia. O presidente alega que a agência de monitoramento divulgou os dados com a intenção de prejudicar a imagem do Brasil no exterior, uma decisão que provocou protestos de organizações ligadas ao meio ambiente. (The New York Times, EUA) |  nyti.ms/2KhF8Ts

DEMISSÃO
. Cientista brasileiro demitido após anunciar crise de desmatamento. Depois que dados de satélite do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais mostraram um aumento de 88% no desflorestamento da Amazônia, o presidente Bolsonaro negou que estivesse acontecendo. Quando o diretor do instituto respondeu, ele foi demitido. (Brasilwire, EUA) |  bit.ly/2T548zT

MARIELLE FRANCO. Morte de Marielle continua pairando na vida política do Brasil, diz revista francesa. A revista francesa L’Obs traz em sua edição desta semana uma reportagem de quatro páginas sobre a morte da vereadora brasileira Marielle Franco. No texto, o enviado especial da publicação ao Rio de Janeiro relata os detalhes do crime e o mistério sobre os mandantes do assassinato. (RFI, França) |  bit.ly/2KdyVrr

MASSACRE NA PRISÃO
. Por dentro do motim mortal em Altamira: membros de gangues decapitam em rivais enquanto os guardas observam. Uma briga mortal explodiu entre gangues. Mas, ao invés de restaurar a ordem, os guardas – superados em 1 para 10 pelos presos – preferiram assistir o conflito como se fosse um jogo de futebol, registrando-o em seus celulares e escrevendo comentários. É o que mostra um vídeo de um advogado de presos. (The Washington Post, EUA) |  wapo.st/2MEwvni

DESMATAMENTO
. O presidente Jair Bolsonaro, um notório cético sobre as questões do clima, prometeu combater o “desmatamento ilegal” no país. Na sexta-feira, o diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Ricardo Galvão, anunciou que seria demitido, depois de uma disputa com o presidente da extrema direita sobre números que mostram o aumento de áreas desmatadas na região. Galvão relatou um aumento de 88% no desmatamento na Amazônia em junho, em comparação com o mesmo mês de 2018. (Tribune de Genève, Suíça) |  bit.ly/2KgZKeo

NOTÍCIAS DO MUNDO

ARGENTINA
. Macri cumpriu seu objetivo. A economia macrista se somou ao ranking das piores históricas para os trabalhadores. O golpe no salário real é fulminante. Em questões econômicas, o governo não tem conquistas para mostrar. Mas o colapso dos salários reais foi uma das missões propostas e ele conseguiu. Também é precário e fragmenta ainda mais o mercado de trabalho. É por isso que o establishment o apoia. (Página 12, Argentina) |  bit.ly/2GLRy3v

MÉXICO
. O terceiro jornalista no México foi morto a tiros em uma semana. Jorge Ruiz, repórter do "El gráfico de Xalapa", de Veracruz, morreu nesta sexta-feira após ser ameaçado recentemente. Nove homicídios contra repórteres ocorreram até agora em 2019. (El País, Espanha) |  bit.ly/31jCz98

EUA
. Assim ‘mal vive’ a força de trabalho da grande lavoura norte-americana. Miséria, calor sufocante, pesticidas, perseguição policial e as leis repressivas de Trump são o contexto em que milhares de trabalhadores braçais mexicanos vivem no vale californiano de San Joaquin, uma das grandes fazendas agrícolas dos Estados Unidos. (El País, Espanha) |  bit.ly/2KmW0a0

RÚSSIA
. Em Moscou, 828 prisões durante uma nova manifestação da oposição. Uma semana depois de uma manifestação que resultou na prisão de 1.400 pessoas, incluindo as principais figuras do movimento, a oposição não se desarmou. (Le Monde, França) |  bit.ly/2Yo6gsl

ITÁLIA.
Salvini, lança ataque racista contra a mulher "cigana suja": "O trator está chegando em breve". O Ministro do Interior da extrema direita foi rotulado como 'fora de controle' após comentário contra a comunidade cigana. A explosão racista no Twitter veio em resposta a uma reportagem que mostrou que a mulher, que mora em um acampamento de ciganos em Milão, disse que Salvini merecia "balas na cabeça". (The Independent, Inglaterra) |  bit.ly/2Kp4jSJ

EUA
. Beto O'Rourke culpa o 'racista' Trump por inflamar o ódio pelo massacre em El Passo. A retórica antimigrante de Donald Trump alimentou o racismo nos Estados Unidos e levou diretamente ao aumento da violência, como o tiroteio em massa em El Paso, no sábado, que deixou pelo menos 20 mortos, segundo o candidato democrata Beto O'Rourke. “Tivemos um aumento nos crimes de ódio todos os últimos três anos durante uma administração em que você tem um presidente que chamou militantes de estupros e criminosos, embora imigrantes mexicanos cometam crimes a uma taxa muito menor do que as pessoas nascidas neste país”. (The Guardian, Inglaterra) |  bit.ly/2YLGWvG

ARTIGOS/ENTREVISTAS

Eliane Brum – Brasil (El País, Espanha) | “Doente do Brasil – como resistir à enfermidade de um país (des)controlado pela perversão da autoverdade?” |  bit.ly/2YJGzO9

Andrew Simms
– Teoria Econômica (The Guardian, Inglaterra) | “A Teoria Econômica é uma disciplina falha que causa grandes danos – assim, vamos repensá-la” |  bit.ly/2YG9LFM

Carlos Heller
– Argentina (Página 12, Argentina) | “Recessão ou crescimento” |  bit.ly/2T2crMU

Natalie Untestell
– Brasil (Americas Quaterly, EUA) | “Por que a política de Bolsonaro para a Amazônia pode afundar as ambições comerciais do Brasil” |  bit.ly/2OAI29Q


Conteúdo Relacionado