CM8 Internacional

Clipping Internacional - 04/10/2019

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

04/10/2019 11:15

(Adriano Machado/Reuters)

Créditos da foto: (Adriano Machado/Reuters)

 
1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

BOLSONARO
. Fotos do presidente do Brasil com um suspeito no assassinato de vereadora do Rio surgiram - sete meses após um incidente semelhante. Foi a segunda vez que o presidente foi fotografado ao lado de um suspeito do assassinato político mais conhecido do Brasil em uma década. Membros da oposição e observadores de direitos humanos estão indignados depois de uma foto do presidente de extrema-direita do país, Jair Bolsonaro, sorrir e dar o polegar ao lado de um homem preso em conexão com o assassinato da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2pLcHp4

ESTADO POLICIAL. Polícia do Brasil invade hospital do Rio para obter bala que matou criança. Entre 10 e 20 policiais brasileiros entraram em um hospital no Rio de Janeiro e exigiram que os médicos entregassem uma bala que teria matado uma menina de 8 anos durante uma operação policial. Segundo testemunhas, Agatha foi baleada durante uma batida policial, quando um policial a matou por engano enquanto mirava em um motociclista. Ela morreu mais tarde no hospital. A revista relatou que os médicos se recusaram a dar a bala aos policiais e agora temem represálias. Críticos acusam o presidente de extrema-direita Jair Bolsonaro e o governador do Rio Wilson Witzel de encorajar a polícia a atirar para matar. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/2LNOuqs

LULA. A cidade de Paris decidiu na quinta-feira conceder cidadania honorária ao ex-presidente brasileiro Lula, que atualmente está cumprindo pena de prisão, por seu compromisso de reduzir as "desigualdades sociais e econômicas" em seu país. Esse compromisso "permitiu que quase 30 milhões de brasileiros escapassem da pobreza extrema e acessassem direitos e serviços essenciais", afirmou o prefeito de Paris. O ex-presidente de esquerda sempre afirmou ser vítima de uma conspiração política para impedi-lo de voltar ao poder enquanto era o favorito da eleição presidencial de outubro de 2018 que viu a vitória candidato de direita Jair Bolsonaro. Este último fez do juiz Moro, que havia condenado Lula, seu ministro da Justiça." (Le Figaro, França) | bit.ly/2VaGEKC

LULA. O prefeito de Paris concedeu cidadania honorária ao ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva na quinta-feira em reconhecimento ao seu compromisso de reduzir as desigualdades sociais e econômicas no Brasil. O presidente do Brasil entre 2003 e 2011, 73 anos, está cumprindo uma sentença de oito anos e dez meses de prisão. A Prefeitura de Paris disse que, com sua ação em apoio aos desfavorecidos, Lula, que afirma ser inocente, ajudou a tirar cerca de 30 milhões de brasileiros da extrema pobreza e a acessar direitos e serviços essenciais. (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/2In2VQs

LULA. O Rock in Rio, os shows no Palco Sunset, um palco secundário que os organizadores usam para promover experimentos musicais, foram caracterizados nesta quinta-feira por seu alto tom político. No meio de um rock tipicamente latino-americano que não faltava trombetas, maracas e pandeiros, os dois grupos conquistaram a plateia com um concerto em que criticavam insistentemente o presidente brasileiro, o ultradireitista Jair Bolsonaro, e no qual pediam a liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/31OKZ98 | bit.ly/30NwHUC

LULA. Prefeitura de Paris concede a Lula título de cidadão honorário da cidade. A prefeitura de Paris concedeu o título de "cidadão honorário" ao ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde 7 de abril de 2018 na superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba. A menção honrosa, aprovada nesta tarde pelos membros do Conselho de Paris – órgão equivalente à Câmara de Vereadores – é atribuída pelo compromisso do ex-presidente com a redução das "desigualdades sociais e econômicas" no Brasil. (RFI, França) | bit.ly/2Veh8o7

LULA. O culto a Lula sobrevive no Brasil de Bolsonaro. A oposição ao controverso presidente do Brasil ainda se ampara no ex-presidente preso. (Financial Times, Inglaterra) | on.ft.com/332FTWL

MARIELLE FRANCO. Quatro presos por se livrarem da arma que matou a vereadora Marielle no Brasil. Entre os presos estão a esposa e um cunhado do policial aposentado acusado de assassinar a política e seu motorista em 2018. O caso tem ligações aparentes com as milícias, grupos criminosos compostos por agentes e ex-agentes, um elo que tem salpicado sobre o clã Bolsonaro. O senador Flavio Bolsonaro, filho do presidente, tinha em seu gabinete a esposa e a irmã de um miliciano conhecido. Um dos detidos divulgou fotos dele com vários políticos, incluindo Jair Bolsonaro, tiradas quando ele era deputado. (El País, Espanha) | bit.ly/2IqXCzw

MARIELLE FRANCO. Marisa apresenta candidatura de Marielle, Claudilice e Raoni ao Prémio Sakharov. Sublinhando que “é urgente falar do Brasil”, a eurodeputada Marisa Matias apresentou, em nome do GUE/NGL, a candidatura de Marielle Franco, Claudelice Silva dos Santos e Raoni Metuktire ao Prémio da Liberdade de Pensamento do Parlamento Europeu. (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/2LJKqaX

MARIELLE FRANCO. A polícia brasileira prendeu hoje quatro suspeitos de terem descartado no meio do mar as armas usadas no assassinato da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco, e de seu motorista, Anderson Gomes, segundo as autoridades. Ilustra a matéria a foto de um dos presos ao lado de Jair Bolsonaro. (La Nación, Argentina) | bit.ly/2LJuDZD

MARIELLE FRANCO. Detidos mais quatro suspeitos de participar do assassínio. Quatro suspeitos de terem participado no assassínio da política e defensora dos direitos humanos brasileira, Marielle Franco, foram presos esta quinta-feira no Rio de Janeiro, incluindo a mulher e o cunhado do ex-polícial acusado de ser o atirador. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/2Vepn3a

MARIELLE FRANCO. Quatro pessoas foram presas durante a investigação do assassinato de Marielle Franco. Ainda não se sabe quem foi o autor intelectual do ataque contra a ativista, que morreu em março do ano passado. Por outro lado, a revista Veja revelou que Djaca, que trabalha como instrutor de artes marciais, aparece em suas redes sociais em várias fotos com o atual presidente, Jair Bolsonaro, e também com um dos filhos do presidente, o vereador Carlos Bolsonaro. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/2VhxEDQ

INDÍGENAS. Cotidiano das tribos Tembe na Amazônia - em imagens. Os guerreiros Tembe no Brasil usam cocares coloridos de arara e outras penas, e empunham arco e flechas para caçar e proteger sua terra natal, que está constantemente ameaçada na região amazônica globalmente vital. Como seus ancestrais, os Tembe plantam árvores para ensinar aos filhos o valor de preservar a maior floresta tropical do mundo, que é um baluarte crítico contra o aquecimento global. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2LLgw5Z

BOLSONARISMO. “Desmonte da cultura é um verdadeiro pesadelo no Brasil” diz Julio Bressane, homenageado no Festival de Biarritz. Julio Bressane faz cinema há cerca de 50 anos. Ele ganhou a sua primeira câmera aos 12 anos de idade e desde então nunca mais parou de filmar. Mas sua obra foi sempre singular, com filmes autorais classificados de “cinema marginal”, o que para ele parece ser nada mais do que um elogio. Essa carreira única na cinematografia brasileira é celebrada agora no Festival Biarritz América Latina, onde ele nos concedeu uma entrevista para falar de sua trajetória, de seus projetos e do que ele considera o “momento trágico” atual que fulmina a cultura. (RFI, França) | bit.ly/2ViToPx

IGREJA CATÓLICA. Papa Francisco encontra oposição no Sínodo na Amazônia. Ela vem da oposição conservadora de direita da Igreja Católica, por um grupo de religiosas que se reuniu em Roma, insatisfeitas por não terem direito a voto, e pelo governo brasileiro. (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/331b2dg

LAVA JATO. Supremo anula sentença de Moro mas mantém suspense sobre aplicação a mais casos. Precedente desta anulação pode afectar mais de 30 processos da Lava-Jato e levar à libertação de mais de cem condenados. (Público, Portugal) | bit.ly/2AEw1Xj

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

EQUADOR.
Equador decreta estado de exceção diante dos protestos contra aumento dos preços dos combustíveis. Existem estradas e ruas bloqueadas em várias cidades, o transporte público iniciou uma parada total de atividades e as aulas foram suspensas em todo o país. (El País, Equador) | bit.ly/31Q9LFW

EQUADOR. Equador nas ruas contra a austeridade. O presidente Lenin Moreno proclama estado de emergência Equador. O presidente tenta conter a revolta popular que começou na quinta-feira em várias cidades durante as próximas reformas econômicas. Confrontos entre manifestantes e polícia no país paralisados pela greve geral dos transportes. (La Repubblica, Itália) | bit.ly/2AFT8Ra

ARÁBIA SAUDITA. O silêncio ainda envolve o assassinato do meu noivo, Jamal Khashoggi. Quem vai falar? Um ano depois, nenhuma ação foi tomada sobre o assassinato. O governo Trump tem muito a responder por isso. Por Hatice Cengiz (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2nzsLcR

CANADÁ. Como a extrema direita do Canadá está usando propaganda anti-muçulmana para atacar Trudeau. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2pMUIPb

IRAQUE. 19 mortos em manifestações contra o Governo do Iraque. Manifestantes criticam a falta de emprego e serviços básicos, como água e eletricidade. Governo impôs recolher obrigatório após segundo dia de manifestações. O acesso à internet encontra-se bloqueado em grande parte do país. (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/357m2Ys

BREXIT. A UE não aceita o plano Johnson, mas negociará. Juncker vê problemas e Tusk "ainda não está convencido". (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/2o54kUX

LAWFARE. Baltasar Garzón: Cristina, Lula, Correa e Dilma sofrem "perseguição política". Respeitando a independência do Judiciário, ele acha que há elementos mais do que suficientes para afirmar que há “uma perseguição política ". Para Garzón, o que aconteceu nos últimos anos nesses três países e em outros países da América Latina é o uso da lei como "outro instrumento de combate político", uma tendência que, na sua opinião, "se estende" por toda parte. o continente. (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/2Orcodr

MÉXICO. A renúncia de um ministro da Suprema Corte sacode a política no México. Eduardo Medina Mora foi indicado por ter recebido transferências financeiras que não correspondem aos seus níveis de renda. (El País, Espanha) | bit.ly/31NgYGx

ESPANHA. O governo espanhol afirma: "Se os EUA iniciarem a guerra comercial, responderemos". O Ministro da Agricultura sustenta que a defesa dos interesses dos agricultores espanhóis em Bruxelas deve ser firme. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/2AE1vwH

EUA. Administração Trump usou potencialmente uma reunião para pressionar a Ucrânia no caso Biden, mostram textos. Presidente também pediu à China que investigue o ex-vice-presidente e seu filho. (The Wall Street Journal, EUA) | on.wsj.com/35dWRnc

PORTUGAL. Os portugueses preparam-se para reeleger Costa. O socialista António Costa parece pronto para ser reeleito como chefe do governo português nas eleições legislativas de domingo. (Tribune de Genève, Suíça) | bit.ly/2McxWaS

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Luis Bruschtein Argentina (Página 12, Argentina) | “Novos cenários” | bit.ly/352SlaR

Paul Krugman – EUA (The New York Times, EUA) | “Aí vem a queda de Trump. E ele tem apenas a si mesmo para culpar” | nyti.ms/2LKiu6Y

Antonio Guterres – Crise Climática (The Nation, EUA) | “Um movimento incontrolável está se formando” | bit.ly/2ngHlWm






Conteúdo Relacionado