CM8 Internacional

Clipping Internacional - 06/09/2019

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

06/09/2019 09:17

(Reprodução/El País)

Créditos da foto: (Reprodução/El País)

 
1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

LULA. "Sejamos todos Lula! No Brasil, Mélenchon visitou Lula na prisão. O ex-candidato ao Palácio do Eliseu é o primeiro líder político nacional francês a visitar Lula na prisão, com quem ele tem um antigo relacionamento pessoal. Jean-Luc Mélenchon, líder do La France Insoumise, "extraiu energia" do ex-presidente brasileiro Lula, preso em Curitiba, que visitou na quinta-feira. (Le NouvelObservateur, França) | bit.ly/2lABcmQ

LULA.
Lurian Cordeiro da Silva: "Eles invadiram minha casa e a de meus irmãos". Filha de Lula fala sobre a prisão de seu pai e o Brasil de Bolsonaro. Ao visitar Buenos Aires, ele falou do Brasil de Bolsonaro sobre o custo humano que ela e sua família pagaram pela perseguição ao pai. Apesar das tragédias familiares que a cercam, ela impõe seu sorriso. A jornalista e ativista política Lurian Cordeiro da Silva sorri luminosamente quando se lembra do pai.(Página 12, Argentina) | bit.ly/2lGnizk

LULA.
"Bolsonaro nunca se cansa de vomitar ignorância". Luiz Inácio Lula da Silva atacou as declarações do presidente brasileiro Jair Bolsonaro, que reivindicou a ditadura de Augusto Pinochet. “Bolsonaro não se cansa de vomitar a ignorância e envergonhar o Brasil diante do mundo. Minha solidariedade com a ex-presidente Michelle Bachelet e o povo chileno, que “hoje teve a memória de seus mortos e desapareceu violada por esse homem ", disse Lula da Silva, da prisão de Curitiba. Dessa forma, as repercussões pela agressão que Bolsonaro fez Michelle Bachelet, atual Alta Comissária da ONU e ex-presidente do Chile.(Página 12, Argentina) | bit.ly/2lXHq04

VAZAJATO
. O limbo legal dos investigadores da Lava Jato que confiaram cegamente no Telegram. Entre emojis e documentos confidenciais, as conversas entre promotores e investigadores da Operação Lava Jato viraram de cabeça para baixo as ações do grupo de Curitiba, expondo a informalidade da troca de informações sensíveis. As mensagenscomprometem a imparcialidade da maior operação anticorrupção brasileira. Mostra também que os promotores usaram a rede para enviar a proposta de delação do ex-ministro AntonioPalocci, um documento que deve estar em segredo e protegido pela lei de colaboração premiada. (El País, Espanha) | bit.ly/2lABlGU

TORTURA
. Ele foi torturado por roubar chocolates: a agressão brutal sofrida por um adolescente em um supermercado no Brasil O fato foi revelado nesta semana, mesmo que tenha acontecido em julho. Nas gravações, o implícito é visto amarrado de mãos, com uma mordaça na boca e seminu antes de ser chicoteado com um fioelétrico. (El Mercúrio, Chile) | bit.ly/2lABnP2

BACHELET
. Mais violência e menos diálogo: as razões de Bachelet para dizer que a democracia com Bolsonaro foi reduzida no Brasil. A Alta Comissária da ONU recebeu uma resposta violenta do Presidente do Brasil, depois de questionar a situação em seu país sobre direitos humanos desde que ele chegou ao poder, abrindo um novo confronto internacional. (El Mercúrio, Chile) | bit.ly/2kw1fLz

AMAZÔNIA.
Incêndios na Amazônia são 'verdadeiro apocalipse', diz arcebispo brasileiro. Erwin Kräutler diz esperar que o sínodo papal do próximo mês denuncie a destruição da floresta tropical. Os comentários de Erwin Kräutler colocarão nova pressão sobre o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, após críticas dos líderes do G7 no mês passado sobre a onda de desmatamento no maior sumidouro de carbono terrestre do mundo. As palavras do arcebispo também destacam uma divisão cada vez maior entre a igreja católica e o movimento pentecostal. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2klgaIJ

AMAZÔNIA.
Brasil precisa de compensação para proteger a Amazônia. Salvar as florestas as torna mais valiosas para seus países que as possuem intactas. (Financial Times, Inglaterra) | on.ft.com/2k6zpWf

AMAZÔNIA. Ecologistas marcham no Brasil contra Bolsonaro e a favor da Amazônia. Centenas de manifestantes realizaram atos no Rio de Janeiro e São Paulo para protestar contra as ações do governo e a retórica antiambientalista do presidente brasileiro.(El Periódico, Espanha) | bit.ly/2m2IQqi

AMAZÔNIA
. O couro brasileiro está fora de moda? H&M para de comprar do Brasil em razão do fogo na Amazônia. Um dos maiores varejistas do mundo deixará de comprar couro do país, onde os criadores de gado são responsabilizados por sua parte na aceleração do desmatamento.(The New York Times, EUA) | nyti.ms/2m3Q0uo

AMAZÔNIA
.Gigante da moda H&M suspende compras de couro do Brasil na Amazônia. Os incêndios deste mês de agosto queimaram quatro vezes mais superfície do que há um ano, é o equivalente a 4,2 milhões de campos de futebol. (El País, Espanha) | bit.ly/2lWAgJr

BOLSONARO
. Jair Bolsonaro disse que "imporá" militarização nas escolas públicas. Em uma cerimônia marcada por um forte cunho ideológico em que foi assinado um acordo para a implementação de 216 escolas militares daqui até 2023, o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, atacou seus adversários políticos e disse que, se lhe dissessem um lugar que um governo de esquerda fizesse as coisas direito, ele sairia e gritaria "Lula Livre". (La Diária, Uruguai) | bit.ly/2kyapap

BOLSONARO
. Bolsonaro perde apoio em grupos-chave após “frases e atitudes controversas”. Segundo a pesquisa do Datafolha, a avaliação do presidente foi erodida entre os eleitores mais instruídos, mais ricos e do sul. Se as eleições fossem hoje, o PT venceria. (La Tercera, Chile) | bit.ly/2kwxSc8

BOLSONARO
. Baixeza de Bolsonaro ao atacar Bachelet. Em seu ataque pessoal mais violento - e virulento -, o presidente neofascista brasileiro, Jair Bolsonaro, elegeu como alvo a ex-presidente chilena e atual alta comissária de Direitos Humanos da ONU, Michelle Bachelet. (La Jornada, México) | bit.ly/2m4xLVP

BOLSONARO
. “Lula não disse novidade, governo Bolsonaro é muito ruim”, disse o cientista político Carlos Ranulgo. Se Lula estivesse fora da cadeia, a situação de Bolsonaro seria mais complicada e o país estaria mais polarizado. Lula, em carta, acusa a atual administração de destroçar o país, "entregando criminosamente as empresas, os bancos públicos, o petróleo, os minerais e o patrimônio" que pertencem ao povo e fazendo sofrer os trabalhadores e os mais pobres e acusa o atual e seus aliados de entregar nossa política externa aos Estados Unidos.(Sputnik News, Rússia) | bit.ly/2kjxo9j

BOLSONARO
. Bolsonaro escolhe "esquerdista" para procurador-geral da república. O professor de direito Augusto Aras desagrada à ala bolsonarista mais radical por Dilma Rousseff ter cogitado nomeá-lo para o Supremo. Por isso, o presidente chegou a pensar em deixar o luso-brasileiro Alcides Martins, atual número dois da PGR, como interino no cargo.(Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/2m2DsU3

BOLSONARO
. Ele reivindicou a ditadura novamente. Jair Bolsonaro quer militarizar escolas para melhorar educação. Ele disse que o modelo deve ser imposto e exaltado a disciplina escolar e a educação nos valores morais e cívicos que existiam durante o regime militar que governou o Brasil entre 1964 e 1985.(El Clarín, Argentina) | bit.ly/2lZ1saw

BOLSONARO
. Osdiplomatas brasileiros temem boicote a Jair Bolsonaro na Assembleia da ONU. No Itamaraty, eles acreditam que a luta por incêndios na Amazônia e as queixas contra Bachelet podem obscurecer seu discurso de abertura nas Nações Unidas.(El Clarín, Argentina) | bit.ly/2k1kpc0

BOLSONARISMO
. Ministro brasileiro se desculpa pela chacota sobre a primeira dama da França. O ministro brasileiro da Economia, Paulo Guedes, se desculpou pelas declarações que afirmou ter declarado em tom de piada, na qual descreveu como “realmente feia” a esposa do presidente francês Emmanuel Macron.(La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/2kmbYsa

BOLSONARISMO
. Brigitte Macron novamente insultada no Brasil, por ministro de Bolsonaro. Paulo Guedes, ministro da Economia, disse que a primeira dama da França “é realmente feia”. (Tribune de Genève, Suíça) | bit.ly/2k3uvJr

BOLSONARISMO.
Um ministro de Bolsonaro reincide: Brigitte Macron é "realmente feia". O ministro da Economia do Brasil reiterou comentários ofensivos contra a primeira francesa, depois daqueles mantidos pelo presidente de extrema direita Jair Bolsonaro. (Le Figaro, França) | bit.ly/2lBzl0Y

BOLSONARISMO.
Brigitte Macron é "realmente feia", diz um ministro brasileiro. O ministro da Economia do Brasil disse quinta-feira que Brigitte Macron, esposa do presidente francês, era "realmente feia", lançando uma nova carga contra a primeira-dama já atacada por seu presidente pelo presidente Jair Bolsonaro. (La Presse, Canadá) | bit.ly/2m4y17f

BOLSONARISMO.
Brigitte Macron novamente insultada por um ministro de Bolsonaro. O ministro da Economia, Paulo Guedes, diz que a primeira-dama francesa "realmente feia". (Le Soir, Bélgica) | bit.ly/2lWywQr

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

ARGENTINA
. A outra economia. Devido ao aumento do preço dos alimentos, mais de 5 milhões de argentinos não têm acesso a alimentos básicos. Cadeias de comércio alternativos crescem com movimentos sociais e prefeituras buscando tornar a comida mais acessível. Para não acabar no supermercado. Em meio à crise econômica, o avanço da fome e a retirada dos governos nacionais e provinciais, cadeias alternativas de produção e distribuição de alimentos são desenvolvidas. Apoiados em algumas prefeituras, eles permitem o acesso a alimentos para os setores mais desprotegidos.(Página 12, Argentina) | bit.ly/2kvuRsz

ARGENTINA
. Milhares de argentinos nas ruas contra a fome e a austeridade de Macri. As ruas de Buenos Aires foram tomadas por milhares de pessoas que reclamaram o fim da austeridade imposta por Macri. Contra a fome que atinge cinco milhões de pessoas, exigiu-se a declaração de emergência alimentar.(Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/2k3uKEl

ARGENTINA
. O controle de câmbio traz uma relativa calma. A medida tomada pelo governo Macri ajudou a conter a queda do peso. Mas os poupadores e mercados financeiros argentinos continuam nervosos.(LesEchos, França) | bit.ly/2lCGle9

REINO UNIDO
. Shakespeariano? Freudiano?Jo Johnson, irmão do primeiro-ministro, abandona o Parlamento. Eles têm o mesmo choque de cabelos loiros ofuscantes e um pouco desgrenhados. Eles estavam em lados opostos do referendo do Brexit de 2016, mas consertaram as coisas depois, como fazem as pessoas certas. Os irmãos Johnson, Boris e Jo sempre tiveram a volta um do outro. Até quinta-feira, de qualquer maneira, quando Jo Johnson anunciou sua renúncia, tanto de seu assento no Parlamento britânico quanto do governo conservador que seu irmão lidera. Sua renúncia, chegando perto do final de uma semana desastrosa para seu irmão, o parecia programada para infligir dor máxima.(Teh New York Times, EUA) | nyti.ms/2lFRvhW

CHILE
. Polêmica no Chile sobre as críticas mornas do presidente à apologia da ditadura feita por Bolsonaro. Piñera disse não compartilhar "de maneira alguma" as palavras do presidente do Brasil "a respeito de um ex-presidente do Chile e, especialmente, sobre um assunto tão doloroso quanto a morte de seu pai". No entanto, Piñera queria ficar bem com Bolsonaro e acrescentou que pode haver "visões diferentes" com em relação à ditadura de Pinochet e questionou o relatório de Bachelet sobre direitos humanos no Brasil. A oposição de centro-esquerda reagiu com indignação à morna de Piñera e pediu maior força contra as desculpas da ditadura chilena feita por Bolsonaro. (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/2lBzxNK

REINO UNIDO
. "Um forte nacionalismo inglês intolerante surgiu com aqueles de fora". A principal ministra da Escócia diz que o Brexit acelera a dissolução do Reino Unido. Hoje o Reino Unido é formado pela Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. (El País, Espanha) | bit.ly/2kuMtot

ITÁLIA
. O novo governo pró-UE da Itália enfrenta um caminho difícil para o orçamento e para as reformas. A nova coalizão diminui o risco de atritos na UE, diz Fitch.(La Stampa, Itália) | bit.ly/2kvSIs7

ITÁLIA
. A Itália expele com sucesso o líder da extrema-direita de Salvini à medida que um novo governo é empossado. O novo governo da Itália tomou posse na quinta-feira depois que o Partido Democrata pró-europeu se juntou ao Movimento Cinco Estrelas (M5S), em uma aliança improvável que forçou a extrema-direita a sair do poder. A primeira coalizão de 14 meses de Conte entrou em colapso depois que seu parceiro de direita da Liga, liderado por MatteoSalvini, desistiu na esperança de desencadear uma eleição antecipada que ele tinha certeza de que seu partido venceria. (The Independent, Inglaterra) | bit.ly/2kyozIy

MOÇAMBIQUE
. Papa saúda acordo de paz em Moçambique. Em Maputo, o pontífice pregou "reconciliação" e "igualdade de oportunidades" após um acordo histórico de cessar-fogo no país.(Tribune de Genève, Suíça) | bit.ly/2lBeCdI

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Eduardo Febbro – Desigualdade (Página 12, Argentina) | “Para Thomas Piketty a desigualdade é ideológica e política. Em ‘Capital e ideologia’, o economista francês derruba as narrativas do liberalismo” | bit.ly/2m10RoN

Marcia M.Heredia, Soledad González e Maria J. Eliosoff
– Argentina (Página 12) | “Os efeitos da crise. A ditadura do capital financeiro, uma realidade que não casualmente se apresenta incompreensível e suas consequências na vida quotidiana” | bit.ly/2k241Ii

Stephanie Savell
– Somalia (The Guardian, Inglaterra) | “Quando os EUA terminarão com sua guerra ‘sombra’ na Somália?” | bit.ly/2k1mBjJ

João Ferreira Dias
– Brasil (Esquerda.net, Portugal) | “Bolsonaro e o cinema como instrumento de doutrinação” | bit.ly/2k8ueoM

Paul Krugman
– EUA (The New York Times, EUA) | “O trumpismo é ruim para os negócios. É difícil planejar quando as regras mudam todo o tempo.” | nyti.ms/2kl77HI




Conteúdo Relacionado