CM8 Internacional

Clipping Internacional - 06/12/2019

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

06/12/2019 09:20

(Adriano Machado/Reuters)

Créditos da foto: (Adriano Machado/Reuters)

 
1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

ESTADO POLICIAL
. 'Alguém declarou guerra': ativistas brasileiros temem repressão após prisões. ONGs temem que poderes de Estado estejam sendo usados para criminalizar suas atividades após bombeiros acusados de incendiar. Para os ativistas da sociedade civil em conflito no Brasil, a distorção da verdade do governo tomou várias formas desde que o militarista de extrema direita Jair Bolsonaro assumiu o poder no início deste ano. Mas atingiu um novo nível ameaçador após o ataque policial da semana passada a uma ONG amazônica e a prisão de quatro bombeiros voluntários. Mesmo para os padrões dos últimos 11 meses, as detenções em Alter do Chão e o confisco de equipamentos na sede da Saúde e Alegria, ou o Projeto Saúde e Felicidade, em Santarém, foram chocantes para os envolvidos - e para aqueles que temem eles podem ser os próximos. (The Guardian, Inglaterra) | tinyurl.com/t4d6dh4

ESTADO POLICIAL. Lucas Santos: “Saí da favela, mas não posso ficar de fora enquanto matando negros e pobres”. O jogador de futebol brasileiro, atacante do CSKA de Moscou, critica a violência policial nesta entrevista. (El País, Espanha) | tinyurl.com/uja3wea

ESTADO POLICIAL. Youtuber entre os mortos de uma operação policial em favela do Rio de Janeiro. Uma operação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) resultou esta quinta-feira na morte de quatro pessoas no Morro do Dendê, uma favela localizada na Ilha do Governador, zona norte do estado brasileiro do Rio de Janeiro, segundo fontes policiais. (Diário de Notícias, Portugal) | tinyurl.com/w6tgaru

LAWFARE. Lula e Dilma absolvidos: fazer política não é crime. O juiz decidiu que o processo só procurava criminalizar a atividade política. Uma das causas que causou o maior impacto em 2017 após a demissão de Dilma em que os ex-líderes foram acusados de usar a caixa da Petrobras para financiar a campanha do PT. Usando essa causa como base, outros com os quais eles acusaram vários membros do PT de formar uma associação ilícita foram destacados. Mas o juiz do caso, Marcus Vinicius Reis Bastos, concluiu que o processo só procurava criminalizar a atividade política dos ex-presidentes brasileiros. (Página 12, Argentina) | tinyurl.com/wu8gmvb

AMAZÔNIA. 'A Amazônia é completamente sem lei': a floresta tropical após o primeiro ano de Bolsonaro. O desmatamento na maior floresta tropical do mundo, um importante amortecedor contra as mudanças climáticas, disparou sob o presidente Jair Bolsonaro do Brasil. Quando a fumaça desapareceu, a Amazônia pôde respirar com facilidade novamente. A imagem que emergiu foi tudo menos tranquilizadora: a agência espacial do Brasil informou que em um ano mais de 3.700 milhas quadradas da Amazônia foram arrasadas - uma faixa de selva quase do tamanho do Líbano arrancada da maior floresta tropical do mundo. Ele prometeu abrir a floresta tropical para a indústria e reduzir suas proteções, e seu governo seguiu adiante, cortando fundos e pessoal para enfraquecer a aplicação das leis ambientais. Na ausência de agentes federais, ondas de madeireiros, fazendeiros e mineiros entraram, encorajadas pelo presidente e ansiosas para satisfazer a demanda global. (The New York Times, EUA) | tinyurl.com/uwsv2rw

AMAZÔNIA. Novos dados apontam para uma violência impressionante na Amazônia. Um estudo mostra 2.500 incidentes violentos separados visando atingir defensores ambientais. O governo, as empresas e a sociedade deveriam agir. As reservas florestais protegidas do Brasil e as pessoas que as habitam estão recebendo pouca simpatia do presidente de direita do país, Jair Bolsonaro. Desde que assumiu o poder em 2019, o governo Bolsonaro desregulamentou sistematicamente as proteções das reservas indígenas e reduziu os gastos com entidades públicas como o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e o Fundo Nacional Indígena (FUNAI), principais agências responsáveis por investigando e processando crimes ambientais e protegendo terras indígenas. (Americas Quaterly, EUA) | tinyurl.com/spbl5o4

BOLSONARISMO. Deputada denuncia grupo difusor de ‘fake news’ ligado a Bolsonaro. A ex-aliada de Bolsonaro, a deputada Joice Hasselmann, apresentou no congresso o que acredita ser um esquema de criação e difusão de notícias falsas na internet, que vigora no Palácio do Planalto, sede da Presidência da República, em Brasília. (Diário de Notícias, Portugal) | tinyurl.com/r7lrymd

MORO. Congresso brasileiro tira força à reforma penal de Sergio Moro. Deputados aprovaram o “pacote anticrime” proposto pelo ministro da Justiça, mas deixaram de fora medidas como a ampliação do “excludente de ilicitude” ou a prisão após condenação em segunda instância. (Público, Portugal) | tinyurl.com/ss84dod

PRIVATIZAÇÕES. Bolsonaro privatiza três parques nacionais. Inclui o lado brasileiro das Cataratas do Iguaçu. Os parques foram incluídos no Programa Nacional de Desestatização (PND), através do qual o presidente brasileiro espera gerar novas receitas. Este é apenas o começo de um plano mais amplo de privatizações, disse o ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes. (Página 12, Argentina) | tinyurl.com/tsycggg

DIPLOMACIA. Rodrigo Maia é recebido por Alberto Fernández na Argentina e inaugura "diplomacia parlamentar". O presidente da Câmara de deputados, Rodrigo Maia, tornou-se a primeira autoridade brasileira em ser recebida pelo eleito Alberto Fernández, a cinco dias da sua posse como presidente da Argentina. O encontro foi o primeiro capítulo de uma estratégia para salvar a relação Brasil-Argentina, eixo da integração regional, do embate ideológico entre Jair Bolsonaro e Alberto Fernández. Além de falar da "Diplomacia Parlamentar", Maia também indicou que "a sintonia entre os Jair Bolsonaro e Donald Trump não gerou benefício para o Brasil". (RFI, França) | tinyurl.com/w4lzayx

ECONOMIA. Juros e cenário regional explicam fuga de dólares do Brasil, diz economista. A saída de dólares do Brasil superou a entrada em US$ 27,156 bilhões nos onze primeiros meses de 2019, de acordo com balanço divulgado na quarta-feira (4) pelo Banco Central. Trata-se do maior valor da série histórica da instituição, iniciada em 1982, ou seja, 38 anos. É o quarto mês consecutivo no vermelho. No mesmo período do ano passado, o país registrou saldo positivo de US$ 11,760 bilhões. O professor de MBA da Fundação Getúlio Vargas (FGV) disse à Sputnik Brasil que questões políticas de Brasília influenciam "de certa maneira" esse cenário, mas são "fatores objetivos" que "ajudam a entender esse quadro de maneira mais abrangente". (Sputnik News, Rússia) | tinyurl.com/uf4h497

EXPORTAÇÕES. Brasil subnotifica exportações após falha de dados. O serviço de processamento de dados Serpro se responsabiliza por não ter detectado erros. Uma falha de US$ 7 bilhões no Brasil que, provavelmente, fará com que o real se enfraqueça e force as autoridades a revisar outros indicadores econômicos. Serpro disse que os técnicos da agência são responsáveis por não detectar os erros, que se seguiram a uma grande atualização de hardware e software no ano passado. (The Wall Street Journal, EUA) | tinyurl.com/vhnnohf

CARNE. Bolsonaro e China transformam carne em um produto quase de luxo no Brasil. O preço do gado sobe 11% em um mês no segundo maior produtor do mundo. Os motivos: aumento da demanda do país asiático e tentativa do governo de estimular a economia. (El País, Espanha) | tinyurl.com/uzta2ef

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

FRANÇA
. França em greve massiva contra a reforma das reforma. Macron quer acabar com os regimes especiais, igualar pelas reformas por baixo e aumentar a idade de reforma de forma encapotada. A greve paralisou transportes, escolas e hospitais e muito mais. Esta quinta-feira há 245 concentrações e manifestações marcadas em França. Estudantes e “coletes amarelos” juntam-se aos protestos. (Esquerda.net, Portugal) | tinyurl.com/wy3rpux

FRANÇA. A reforma previdenciária, porque os franceses protestam? Macron promete eliminar os 42 esquemas de aposentadoria diferentes e instalar um sistema universal com os mesmos direitos mundiai. Funcionários ou trabalhadores dos transportes serão os mais afetados pela reforma, mesmo na fase de consulta. (El Periódico, Espanha) | tinyurl.com/v6p2so2

FRANÇA. "Há algo na atmosfera ...": de Paris à Reunião, a massiva mobilização de 5 de dezembro. Mais de 800.000 pessoas marcharam pelo país, de acordo com o Ministério do Interior, neste primeiro dia de ação contra a reforma previdenciária. (Le Monde, França) | tinyurl.com/qs4rsgl

CHILE. Hino antiestupro chileno se torna fenômeno feminista internacional. Uma canção de protesto chilena sobre a cultura de estupro e a vergonha das vítimas se tornou um hino viral para feministas em todo o mundo. “Un Violador en Tu Camino” é cantado por mulheres em protestos em massa. Apresentações se espalham pela América Latina e Europa. Os vídeos da música - e os movimentos de dança que a acompanham - rapidamente se tornaram virais, se espalhando pela América Latina e pelo mundo, com apresentações no México, Colômbia, França, Espanha e Reino Unido. (The Guardian, Inglaterra) | tinyurl.com/ww95xx8

ARGENTINA. Uma pesquisa mostra uma rejeição unânime de Macri. Mauricio Macri ofereceu através da rede nacional um discurso em que ponderou as "realizações" de sua administração. A percepção dos argentinos também não acompanha a pintura oferecida pelo presidente. Uma pesquisa de Hugo Haime aponta que Macri sai com uma imagem negativa de 67% e uma imagem positiva de 30. Algo semelhante acontece com sua gerência: 68% a avalia desfavoravelmente e 27 a resgata. (Página 12, Argentina) | tinyurl.com/utj35ez

ARGENTINA. Mauricio Macri deixa a Argentina na pior crise de sua era moderna. Nada do que o presidente argentino Mauricio Macri prometeu em sua campanha em 2015 foi cumprido como pobreza zero, aumento de salário, transparência, liberdade de imprensa, crescimento econômico para transformar o país, uma chuva de investimentos, uma profunda transformação, considerando que o combate à inflação seria uma tarefa muito fácil, entre outros compromissos. A revisão da gestão econômica de Macri em seus quatro anos de governo revela reveses sociais muito graves: cinco milhões de novos pobres e uma deterioração produtiva constante, com um aumento progressivo e permanente da inflação e o maior endividamento externo da história do país. (La Jornada, México) | tinyurl.com/w2cd58e

VENEZUELA. As denúncias de corrupção abalam a oposição venezuelana e forçam Guaidó a agir. A Assembleia Nacional intervém no Comitê de Controladoria e suspende 10 deputados enquanto o líder do Parlamento enfrenta uma tempestade política. (El País, Espanha) | tinyurl.com/rkawbe4

COLÔMBIA. Colômbia, os protestos dos jovens contra o presidente Duque estão aumentando. O diálogo entre sindicatos e a presidência é aberto. Mas a tensão continua alta. Convocado hoje para mais uma manifestação contra a disparidade social, pela vida e o livre acesso à universidade. (Corriere della Sera, Itália) | tinyurl.com/tegsh86

ALEMANHA. A cúpula do Partido Social Democrata (SPD) exige políticas mais sociais para a grande coalizão, mas sem rompê-la. Walter-Borjans e Esken propõem aumentar o salário mínimo, mais investimento público e mais políticas ambientais. (El País, Espanha) | tinyurl.com/uxqfqlx

ISRAEL. O direito ao meio ambiente, outra vítima da ocupação israelense. A interdependência entre direitos humanos e meio ambiente tornou-se inegável. Um ambiente saudável, livre de riscos, limpo e sustentável é necessário para o pleno gozo dos direitos humanos, incluindo os direitos à vida, saúde, alimentação, água e desenvolvimento. Direitos sempre em risco para a população de refugiados da Palestina há mais de 70 anos. (El Diário, Espanha) | tinyurl.com/umetpeg

EUA. Pelosi diz que a Câmara elaborará acusações de impeachment contra Trump. A presidente da Câmara disse que estava instruindo os presidentes das comissões da Câmara para avançar com artigos de impeachment contra o presidente Trump; outra audiência está marcada para segunda-feira. (The New York Times, EUA) | tinyurl.com/sw63kys

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Eric Nepomuceno – Brasil (Página 12, Argentina) | “É assim a política ambiental de Bolsonaro” | tinyurl.com/unfyve4

Jorge Galindo – América Latina (El País, Espanha) | “Desigualdade latino-americana começa na escola - Os dados do último relatório do PISA revelam a capacidade segregadora dos sistemas de ensino nos principais países da região” | tinyurl.com/wk4bwsn

Melissa Gira Grant – EUA (New Republic, EUA) | “Os policiais são militantes culturais: na luta pela reforma do sistema de justiça criminal, a polícia têm jogado o papel de vítimas” | tinyurl.com/s4mg7y8

Julio Calzada – Uruguai (Esquerda.net, Portugal) | “Uruguai no século XXI: nada nos é estranho” | tinyurl.com/u5pgbr4

Silvia Ayuso – França (El País, Espanha) | “Um protesto que vai muito além da reforma previdenciária” | tinyurl.com/tpl8yp9

Grupo Fragata – Argentina (Página 12, Argentina) | “’Cambiemos’, o fracasso de uma elite” | tinyurl.com/taexs32

Paul Krugman – EUA (The New York times, EUA) | “Por que Trump é o homem das tarifas? É tudo sobre poder – e fisiologismo” | tinyurl.com/wjt734o



Conteúdo Relacionado