CM8 Internacional

Clipping Internacional - 07/02/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

07/02/2020 07:46

Protesto em frente à Petrobras, no Rio de Janeiro (Sergio Moraes/Reuters)

Créditos da foto: Protesto em frente à Petrobras, no Rio de Janeiro (Sergio Moraes/Reuters)

 
1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

PETROBRÁS E BNDES
. Petrobras e BNDES, de gigantes a anões. O governo alega corrupção para justificar a venda de empresas históricas. O Brasil pode decolar novamente? Os dois principais pilares da economia brasileira administrados pelo Estado durante a década de governo do Partido dos Trabalhadores (PT) são o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a empresa petrolífera Petrobras. O governo de Jair Bolsonaro e seu ministro da Economia, Paulo Guedes, já iniciaram o desmantelamento dos dois poderes do estado empresarial brasileiro por meio da venda de ativos e, no caso do BNDES, a liquidação parcial de sua carteira de empréstimos. (La Vanguardia, Espanha) | tinyurl.com/ulmsjz4

DEMOCRACIA EM VERTIGEM. Petra Costa diz que acusações do governo Bolsonaro contra ela e seu filme são "inconstitucionais". Em meio à correria, ao glamour e à emoção de estar dentre os indicados a uma das mais cobiçadas estatuetas do cinema, Petra Costa passa por uma avalanche de críticas que questionam a qualidade de seu documentário, a maioria vindas do Brasil. No início dessa semana, o governo brasileiro disse que a cineasta "assumiu o papel de militante anti-Brasil e está difamando a imagem do país no exterior". Em um dos últimos eventos antes da grande noite do Oscar, ela respondeu às acusações. (RFI, França) | tinyurl.com/tpdesyx

GLEN GREENWALD

The New York Times, EUA | Um juiz federal do Brasil rejeitou nesta quinta-feira acusações criminais contra o jornalista americano Glenn Greenwald, poupando-o por agora de ser processado por seu papel na divulgação de mensagens de celular invadidas que embaraçaram promotores e autoridades importantes. O juiz Ricardo Leite disse em uma decisão de 10 páginas que o processo criminal contra Greenwald não poderia avançar porque ele foi protegido por uma ordem da justiça da Suprema Corte, emitida em agosto, que proibia os policiais de investigar o papel do jornalista na invasão. Especialistas em direito penal no Brasil criticaram a decisão de acusar Greenwald, por crimes cibernéticos, argumentando que a queixa criminal apresentada contra ele não implicou claramente o jornalista em conduta criminal. | tinyurl.com/udo8m94

El Mundo, Espanha. | A justiça do Brasil rejeita a denúncia contra o jornalista Glenn Greenwald. O magistrado afirmou que não encontrou nos autos, evidências de crime contra o jornalista e que uma liminar atual do Supremo Tribunal Federal impede sua investigação. | tinyurl.com/t2q6fze

Diário de Notícias, Portugal. | Juiz brasileiro rejeita denúncia do MP contra jornalista Glenn Greenwald. Jornalista norte-americano é o responsável pela investigação jornalística conhecida como 'Vaza Jato'. | tinyurl.com/w5lst6l

La Vanguardia, Espanha. | Um juiz brasileiro rejeitou "por enquanto" a queixa contra o jornalista americano Glenn Greenwald por suposta invasão de telefones celulares de várias autoridades, incluindo as do ministro da Justiça Sergio Moro e alguns promotores da operação Lava Jato. | tinyurl.com/tgpofp8

The Guardian, Inglaterra. |
Juiz rejeita acusações de crimes cibernéticos contra Glenn Greenwald. Um juiz brasileiro rejeitou as acusações contra o jornalista norte-americano Glenn Greenwald. Os promotores federais acusaram no mês passado Greenwald - um forte crítico de Bolsonaro - de fazer parte de um grupo "criminoso" de hackers que supostamente roubaram mensagens dos celulares de promotores e juízes brasileiros. O material extraído serviu de base para uma sucessão de relatórios politicamente explosivos publicados pela organização de mídia de Greenwald, o Intercept. Os relatórios pareciam sugerir que Sérgio Moro - um juiz proeminente que agora é ministro da Justiça de Bolsonaro e acredita-se ter aspirações presidenciais - colaborou repetidamente com os promotores durante investigações de corrupção de alto perfil, incluindo o caso polêmico que viu o ex-presidente de esquerda, Luiz Inácio Lula da Silva, preso. | tinyurl.com/voo37ot

GOVERNO BOLSONARO

Esquerda.net, Portugal. | Bolsonaro autoriza mineração e exploração de energia em terras indígenas. O presidente brasileiro declarou que, se pudesse, iria confinar os ambientalistas à Amazónia. Declarações feitas em antecipação às críticas por ter assinado o decreto que legaliza mineração e exploração de energia nas reservas indígenas. Os indígenas falam em invasão das suas terras. | tinyurl.com/qswa4jn

The Guardian, Inglaterra. | Bolsonaro divulga projeto de lei para permitir mineração comercial em terras indígenas. O projeto de lei para regulamentar a mineração, incluindo projetos de petróleo e gás, bem como barragens hidrelétricas, em reservas indígenas pela primeira vez, será enviado ao congresso nesta semana. A constituição do Brasil atualmente não descarta a mineração de reservas, mas não a permite porque não foi regulamentada. Bolsonaro há muito alegou que os povos indígenas do Brasil ocupam muita terra - 13% do país - e dificultam o desenvolvimento econômico de recursos minerais incalculáveis, de ouro e diamantes a nióbio e terras raras. Mas os líderes da maioria das 300 tribos do Brasil se opõem à mineração em suas reservas e dizem que permitir a mineração comercial prejudicaria suas comunidades e acabaria com suas culturas, que já estão ameaçadas pelo aumento de invasões de madeireiros ilegais e mineiros selvagens. | tinyurl.com/t62d4vp

Página 12, Argentina | Bolsonaro quer usar terras indígenas para mineração. O governo brasileiro enviou um projeto de lei ao Congresso. Antecipando as críticas, o presidente da extrema-direita dedicou algumas palavras aos setores ambientais: "Se eu pudesse, eu os confinaria à Amazônia, pois eles gostam muito". Organizações indígenas denunciaram que o governo quer seu extermínio. | tinyurl.com/va8vvq5

Sputnik News, Rússia. | Indigenista: nomeação de pastor para cuidar de índios isolados pode gerar o genocídio desses povos. A Fundação Nacional do Índio (Funai) confirmou a nomeação do ex-missionário evangélico Ricardo Lopes Dias para o cargo de coordenador-geral de proteção a índios isolados e de recente contato. Ricardo Lopes Dias foi ligado à Missão Novas Tribos do Brasil (MNTB), entidade conhecida por seu trabalho de evangelização de indígenas, prática criticada por antropólogos e indigenistas. "A nomeação do referido funcionário ou pastor vem ao encontro desse desejo do governo de descaracterizar essas frentes de proteção e voltar a uma dinâmica do período da ditadura de atração, de contato, desses povos, o que significa um verdadeiro genocídio porque esses povos são muito sensíveis a qualquer possibilidade de contato", afirmou Antonio Oliveira, secretário-executivo do Cimi (Conselho Indigenista Missionário). | tinyurl.com/tf6xo22

RFI, França. | “Governo brasileiro não se envergonha do seu autoritarismo”, diz historiador Paulo César Gomes, da UFF. A reflexão do historiador terá como um dos pontos de partida as manifestações que sacudiram a sociedade brasileira em 2013 e culminaram no impeachment da presidente Dilma Rousseff. Além disso, ele se apoia na experiência junto à Comissão Nacional da Verdade para explicar porque o tema da ditadura e os discursos de ódio ganharam força no país nos últimos anos. “Tudo o que envolveu esse período ditatorial brasileiro, de mais de 20 anos, foi muito presente na imprensa brasileira e isso começou a mexer com humores, não só da sociedade mas do Estado, de pessoas que se incomodavam com o excesso de visibilidade que esse tema da ditadura começava a ganhar publicamente”, diz. | tinyurl.com/rpr9kjf

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

GUATEMALA
. Seca e fome: porque milhares de guatemaltecos estão fugindo para o norte. Ameaça de fome e a batalha pela diminuição dos recursos naturais são cada vez mais reconhecidas como as principais razões do êxodo. Como resultado, um número recorde de famílias de agricultores de subsistência está passando fome: as autoridades de saúde registraram mais de 15.300 casos de desnutrição aguda em crianças menores de cinco anos no ano passado - um aumento de quase 24% em relação a 2018. É o número mais alto de casos de desnutrição aguda desde 2015, quando uma seca severa destruiu as colheitas na América Central. (The Guardian, Inglaterra) | tinyurl.com/ucyx7yr

ARGENTINA. Em viagem à Europa, o Presidente destacou o apoio europeu à renegociação de dívidas. Alberto Fernández: "Hoje estamos mais acompanhados do que antes". Na França, no final de sua turnê pela Europa, o presidente Alberto Fernández conversou com Página12 e outras mídias sobre a dívida, o FMI, a visão europeia sobre o CFK, a Venezuela e o fracasso macrista, também aos olhos de líderes estrangeiros. (Página 12, Argentina) | tinyurl.com/wdz56u6

CHILE. sete policiais chilenos foram suspensos por dar uma surra em um jovem de 18 anos. Os fatos aconteceram após um protesto pelo atropelamento mortal de um jovem torcedor do Colo Colo por uma viatura policial. (El País, Espanha) | tinyurl.com/u8tzc49

VENEZUELA. Nos EUA embargo ao petróleo venezuelano, a Rússia é uma clara vencedora. No ano em que o governo Trump declarou o que equivalia à guerra econômica contra o governo venezuelano do presidente Nicolas Maduro - um embargo de petróleo que o interrompeu de seu maior comprador de petróleo, os Estados Unidos -, a medida rendeu alguns perdedores, incluindo os EUA. Seus investidores agora estão fora do mercado. Também produziu um vencedor claro: a Rússia de Vladimir Putin. (The Washington Post, EUA) | tinyurl.com/wn 9dsbq

BOLÍVIA. Evo Morales convoca bolivianos a um "grande acordo nacional" pela paz. O ex-presidente da Bolívia apresentou em Buenos Aires um decálogo de "iniciativas coletivas" para erradicar o discurso de ódio, notícias falsas e discriminação com vistas às próximas eleições. (El Periódico, Espanha) | tinyurl.com/uanmfvb

ALEMANHA. Chefe do governo da Turíngia demite-se após ser eleito com votos da extrema-direita. Thomas Kemmerich apresentou a demissão no dia seguinte a ter sido escolhido para liderar o governo regional alemão da Turíngia. A indignação provocada pelo resultado da votação dos candidatos à liderança do governo regional da Turíngia provocou esta quinta-feira a queda do chefe do governo eleito na véspera. (Esquerda.net, Portugal) | tinyurl.com/wbqmko7

FRANÇA. Reforma previdenciária: mobilização renovada diante do "desprezo insondável do governo". Cansado, mas determinados. Quando a Assembleia Nacional começou a examinar a reforma previdenciária nesta semana, os manifestantes negaram falta de fôlego, mobilizando mais manifestantes ontem do que durante a manifestação interprofissional anterior. (Le Monde, França) | tinyurl.com/uk34rrv

EUA. Primárias do Partido Democrático dos EUA: cabeça a cabeça entre Buttigieg e Sanders. Mas a notícia é o fracasso de Biden. Do caótico escrutínio de Iowa emerge o jovem forasteiro, logo acima do candidato socialista. Mau resultado para o ex-vice de Obama, que atualmente é o quarto colocado. E agora o establishment do partido está se perguntando se ainda precisa apostar nele ou mudar de cavalo. (L’Espresso, Itália) | tinyurl.com/vv89fjt

PALESTINA. Plano de Trump desencadeia violência na Palestina ocupada e Jerusalém. Quatro palestinos mortos por balas e 12 soldados israelenses feridos em um ultraje. (La Vanguardia, Espanha) | tinyurl.com/tn9unk8

CHINA/CORONAVIRUS. Médico "denunciante" de vírus em Wuhan morre de coronavírus. O médico chinês Li Wenliang, um dos oito "denunciantes" que tentaram alertar outros médicos sobre o surto de coronavírus, mas foram repreendidos pela polícia local, morreu de coronavírus no início da sexta-feira, o hospital onde recebeu tratamento anunciado. Li estava entre os oito residentes de Wuhan que foram repreendidos pela polícia local no início de janeiro por espalhar "rumores" sobre o surto do novo coronavírus. (Global Times, China) | tinyurl.com/vcugjt5

CHINA/CORONAVIRUS. China aperta bloqueio de Wuhan na batalha de 'guerra' com coronavírus. Com as infecções dobrando a cada quatro dias e mais de 600 mortes, a China intensificou sua resposta em Wuhan, com verificações de temperatura de casa em casa e confinamentos em massa em centros de quarentena. As buscas de casa em casa foram ordenadas e as que adoeceram foram recolhidas e armazenadas em grandes centros, com cuidados médicos mínimos. (The New York Times, EUA) | tinyurl.com/w575qap

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Eric Nepomuceno – Brasil (Página 12, Argentina) | “Bolsonaro avança sobre os índios” | tinyurl.com/qv35733

Paul Krugman – EUA (The New York Times, EUA) | “O triunfo da hipocrisia fiscal. O que aprendemos sobre o ‘deficitpalooza’ de Trump.” | tinyurl.com/vkfd8h6

John Cassidy – EUA (The New Yorker, EUA) | “O desafio dos democratas agora.” | tinyurl.com/tgjej85

Alexandra Vieira – Discriminação (Esquerda.net, Portugal) | “Elevador social, o conceito predileto do eduquês neoliberal.” | tinyurl.com/rhl5mrn

Cécile Marin – França (Le Monde Diplomatique, França) | “75 anos do sistema de aposentadorias” | tinyurl.com/rsmf396



Conteúdo Relacionado