CM8 Internacional

Clipping Internacional - 08/01/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo e conflito EUA-Irã; e Artigos

08/01/2020 08:11

Manifestantes anti-guerra se manifestam próximo à sede da ONU, em 2003, contra um ataque ao Iraque liderado pelos EUA (Shawn Baldwin/AP)

Créditos da foto: Manifestantes anti-guerra se manifestam próximo à sede da ONU, em 2003, contra um ataque ao Iraque liderado pelos EUA (Shawn Baldwin/AP)

1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

AUSTRÁLIA.
Fumaça dos incêndios na Austrália está sobre Chile e Argentina e deve chegar nesta terça ao Brasil. A nuvem de fumaça dos incêndios na Austrália percorreu mais de 12 mil Km, entrou na Argentina, via Chile, e deve chegar nesta terça-feira (7) ao Sul do Brasil. No entanto, segundo os especialistas, o fenômeno não deve prejudicar a saúde nem afetar o tráfego aéreo. (RFI, França) | tinyurl.com/yewzaxgj

TERRORISMO. Caso Porta dos Fundos: Brasil pede à Rússia a extradição de suspeito de ataque. O Ministério de Relações Exteriores do Brasil pediu que a Rússia prenda e extradite o empresário Eduardo Fauzi Richard Cerquise, de 41 anos, apontado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro como um dos participantes do ataque contra a produtora Porta dos Fundos. A expectativa é que a extradição saia nos próximos dias, já que os dois países possuem um acordo do gênero. m uma entrevista à rádio BandNews FM, o empresário afirmou que foi passar o Natal com o filho na Rússia e que a viagem já estava programada. Anteriormente, Fauzi havia indicado que pediria um asilo ao governo russo, mas na mesma entrevista confirmou que se entregaria. (Sputnik News, Rússia) | tinyurl.com/yfaws34h

EUA/IRÃ. Bolsonaro quer manter negócios com Irã, mas reage à convocação de diplomata em Teerã. O presidente Jair Bolsonaro reagiu nesta terça-feira à convocação feita pelo governo do Irã da encarregada de negócios da embaixada do Brasil em Teerã, Maria Cristina Lopes, para prestar esclarecimentos a respeito da nota do Itamaraty sobre a morte do general Qassem Soleimani. Alinhado com os Estados Unidos desde o início do seu governo, Bolsonaro acrescentou que quer continuar fazendo negócios com o Irã – principal parceiro comercial do Brasil no Oriente Médio e no golfo Pérsico –, e que Brasília rejeita todas as formas de terrorismo "em qualquer lugar do mundo". "O Brasil está igualmente pronto a participar de esforços internacionais que contribuam para evitar uma escalada de conflitos neste momento", acrescentou o comunicado, endossado nesta segunda-feira por Bolsonaro, que foi além e disse que Soleimani "não era general". (Sputnik News, Rússia) | tinyurl.com/ygqauh46

BOLSONARISTAS. Eles votaram em Bolsonaro, nós os entrevistamos há um ano, voltamos agora para descobrir o que eles pensam. EL País retorna a cinco cidades do Brasil para pedir a vários brasileiros que avaliem sua gestão em economia, segurança, corrupção e valores e estabeleçam prioridades para 2020. "Temos que reconstruir uma nação e faremos isso juntos", proclamou um ano atrás, quando a presidência do Brasil assumiu o oficial militar aposentado Jair Bolsonaro, 64, que conseguiu capitalizar o desejo de mudança, a raiva em relação à classe política e o cansaço com o poder. Corrupção, esse apelo à unidade acabou em nada. Como presidente, ele ainda está instalado no frentismo, ele testa instituições democráticas, a polarização cresce e sua popularidade não para de diminuir, mas a economia se recupera lentamente e os assassinatos caem. (El País, Espanha) | tinyurl.com/ygu4fryg

LULA. A receita mística de Lula para ganhar os votos dos evangélicos. Lula quer conquistar e atrair o Partido dos Trabalhadores (PT) para os 40 milhões de evangélicos que hoje seguem massivamente o presidente da extrema direita, Jair Bolsonaro. O popular e carismático Lula, hoje livre, está tentando reorganizar seus apoiadores que se sentiram órfãos e abandonados com ele na cadeia. (El País, Espanha) | tinyurl.com/yg9bbzcw

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

ARGENTINA
. Início de uma nova política de preços. Acordo com marcas líderes e reversão em novembro e dezembro aumenta. Relançamento dos preços. Cuidados com a recuperação do consumo como objetivo. Ocorre a substituição da maioria dos produtos da última lista por outras marcas importantes e inclui mais de 300 itens. Tente ser uma referência de preço para todo o mercado, disse Paula Español, secretária de Comércio. (Página 12, Argentina) | tinyurl.com/yjgb6dgs

PERU. A campanha eleitoral no Peru chega ao trecho final com racismo e mentiras. Cerca de 25 milhões de peruanos vão às eleições parlamentares em 26 de janeiro. O Congresso foi dissolvido há mais de 100 dias. Um ato de discriminação manchou o trecho final das eleições legislativas no Peru. Mario Bryce, candidato do partido Nacional de Solidariedade da direita, deu um sabão a Julio Arbizu, da formação esquerdista “Todos por Peru”, durante um debate transmitido na Internet na terça-feira. "Quero deixar um sabonete para você", disse Bryce ao oponente em tom irônico e deu dois sabonetes logo após o moderador começar a encerrar o debate. "Isso é racismo. Somos contra todas as formas de discriminação, está sugerindo a cor da minha pele, dizer que não estou tomando banho", disse Arbizu, que anunciou que tomará uma ação criminal contra Bryce. (El País, Espanha) | tinyurl.com/yjn7sqy5

VENEZUELA. O governo argentino retira as credenciais ao representante diplomático de Guaidó em Buenos Aires. Alberto Fernández considera Nicolás Maduro como o único presidente legítimo da Venezuela. Com essa decisão, Alberto Fernández considera Nicolás Maduro como o único presidente legítimo da Venezuela e devolve a legação diplomática em Buenos Aires. (El País, Espanha) | tinyurl.com/yfveukq5

VENEZUELA. A crise na oposição venezuelana enfraquece Guaidó: autocrítica e mais divisão institucional. A divisão na oposição provoca uma crise parlamentar na qual o deputado Luis Parra afirma ser o legítimo presidente da Câmara em substituição a Guaidó. O enviado especial de Juan Guaidó para a ONU e o autoproclamado presidente da Venezuela reconheceram "erros" na estratégia de derrubar Maduro. "Não alcançamos a mudança política que todos queremos e cuidamos dos sucessos e erros", disse o enviado de Guaidó à ONU. O enviado de Guaidó prometeu que a oposição tentará "controlar as expectativas" e entender que "a ditadura não é derrubada apenas por desejos". (El Diário, Espanha) | tinyurl.com/ygn3cz4y

ESPANHA. Pedro Sanchez é reconduzo a chefe de governo pelos deputados. O primeiro-ministro socialista poderá formar um governo de coalizão minoritário com a esquerda radical de Podemos. Mas a pequena margem obtida na terça-feira sugere uma legislatura complicada para Sanchez. (Le Monde, França) | tinyurl.com/yflan98n

CONFLITO EUA/IRÃ

The Guardian, Inglaterra | 'Errado então, errado agora': confronto entre EUA e Irã ecoa marcha para a guerra do Iraque. Enquanto um novo presidente republicano busca a reeleição, figuras importantes de Washington alertam que a história pode estar se repetindo. Foi assim no final de 2002, quando o governo do presidente George W. Bush construiu um momento incontrolável para invadir o Iraque, prometendo destruir armas de destruição em massa (ADM) que nunca existiram. Quase duas décadas depois, o alvo em potencial não é o Iraque, mas o Irã, com muitas das mesmas preocupações com falsos pretextos e mentiras oficiais. (The Guardian, Inglaterra) | tinyurl.com/yholwcv4

Página 12, Argentina | "Estátudo bem!" O presidente Donald Trump declarou após os ataques com mísseis balísticos lançados pelo Irã contra duas bases dos EUA no território iraquiano. "Neste momento, a avaliação das vítimas e dos danos está sendo feita. Até aí tudo bem! Temos o exército mais poderoso e mais bem equipado do mundo, de longe!", Escreveu Trump em sua conta no Twitter, onde também disse que nessa quarta-feira fará uma declaração sobre isso.” | tinyurl.com/yjltltyl

Esquerda.net, Portugal | Irã retalia com lançamento de mísseis contra bases militares mas diz que não quer guerra. Duas bases militares iraquianas com presença dos EUA foram atacadas com o lançamento de mísseis pelo exército iraniano. Do lado do Iraque foi confirmado que não existiram vítimas. Do lado dos EUA os relatos iniciais dão conta do mesmo. Responsáveis governamentais iranianos afirmam não querer uma escalada da guerra. | tinyurl.com/yzl3n6oe

The New York Times, EUA | “Uma estratégia para o Oriente Médio que até os aliados de Trump estão coçando a cabeça. Declarações conflitantes, sinais cruzados e mensagens confusas deixaram o presidente e seus principais assessores lutando para explicar sua missão e objetivos após a morte do Major-General Qassim Suleimani.” | tinyurl.com/yegtgcac

El País, Espanha | Alemanha e OTAN retiram parte de suas tropas do Iraque em meio a crescente tensão na região. Berlim alerta contra uma retirada rápida de tropas por seu impacto na luta contra o ISIS. | tinyurl.com/yzvnrp3e

El Periódico, Espanha | Trump alimenta dúvidas sobre a justificativa para matar Suleimani. Ele menciona um suposto ataque evitado, mas também fala de "retaliação" por ações passadas. Ele relutantemente reverte sua ameaça de bombardear os enclaves culturais do Irã. (El Periódico, Espanha) | tinyurl.com/ydqfnlet

Le Figaro, França | No Iraque, diante de um risco sem controle, os europeus estão observando. As crescentes tensões entre o Irã e os Estados Unidos não são um bom presságio para os soldados estrangeiros enviados para o Oriente Médio. (Le Figaro, França) | tinyurl.com/yhmw95h7

The Washington Post, EUA | Em meio a confusão e contradições, a Casa Branca de Trump tropeça na resposta pública inicial ao assassinato de Soleimani. Um presidente que se orgulha de rejeitar a colaboração e os processos institucionais em favor de ações e impulsividade unilaterais está enfrentando o teste mais severo dessa abordagem. | tinyurl.com/yg8feq8m

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

George Monbiot - Meio Ambienta (The Guardian, Inglaterra) | “Alimentos cultivados em laboratório em breve destruirão a agricultura - e salvarão o planeta” | tinyurl.com/yfg4acqq

Harold Hingju Koh – EUA (The New York Times, EUA) | “A arrogância dos apoiadores de Trump. O seu desprezo pelo Congresso deve receber uma fuzilaria política e legal.” | tinyurl.com/yj48lbfv

Sasha Abramsky – EUA (The Nation, EUA) | “A distração de Trump por assassinato – o assassinato do major General iraniano levou a atenção do público para longe do julgamento próximo no Senado.” | tinyurl.com/yjssauyp

Guilherme Casarões – Brasil (Americas Quaterly, EUA) | Para entender a política externa de Bolsonaro no seu primeiro ano | tinyurl.com/yz2fw2kk



Conteúdo Relacionado