CM8 Internacional

Clipping Internacional - 08/09/2019

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

08/09/2019 14:33

 

1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

LULA.
Cerca de 200 personalidades denunciam "julgamentos políticos" no mundo. Cerca de 200 personalidades, incluindo o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva e o ganhador do Prêmio Nobel da Paz argentino, Adolfo Pérez Esquivel, o espanhol Pablo Iglesias, José Mujica, Rafael Correa e Jean-Luc Mélenchon. "Um limiar está sendo ultrapassado" com "a tática da" lei "", ou seja, "a instrumentalização da justiça para eliminar concorrentes políticos", consideram, citando os casos Lula, o advogado egípcio MassoumMarzouk, o oponente camaronês Maurice Kamto e também Jean-Luc Mélenchon na França. (La Presse, Canadá) | bit.ly/2k42CRu

LULA
. Mélenchon, Lula e Iglesias chamam ao "fim dos processos políticos". Em uma "declaração" conjunta, mais de 200 personalidades fazem um chamado a "estar atentos para defender as vítimas" do "lawfare”, a instrumentação política da justiça. "Não, a justiça não deve ser utilizada como uma arma de violência política. Todavia, isto hoje está ocorrendo de forma corriqueira em quase todo o mundo”. A "Lawfare" começa com denúncias sem provas, é mantida por meio de campanhas degradantes, e obriga as vítimas a se justificarem interminavelmente, sem quailquer motivo. Logo, o assédio continua com prisões e multas. A "Lawfare" sequestra os debates políticos dentro dos tribunais. Enfim, ela distorce o papel das eleições que já deixaram de ser realmente livres. (JournalduDimanche, França) | bit.ly/2lKgikZ

LULA.
Lula da Silva e Pablo Iglesias denunciam com outras 200 personalidades da França os julgamentos de motivação política Entre os signatários da carta publicada hoje, solicitando a cessação dessas operações, há também o Nobel argentino Adolfo Pérez Esquivel e o ex-presidente do Uruguai, José Mujica. (El Mercúrio, Chile) | bit.ly/2lBj7F7

BOLSONARISMO.
Qual é o problema do governo brasileiro? Bando de grosseiros”, reage ex-ministra de Sarkozy a ofensa de Guedes. Várias lideranças da oposição na França, da esquerda radical à extrema direita, demonstraram indignação após o ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes, dizer que a esposa do presidente francês, Brigitte Macron, era "realmente feia". Os protestos vieram de nomes como Jean-Luc Mélenchon, da esquerda radical, até FlorianPhilippot, da extrema direita, passando por ValériePrécresse, da direita conservadora francesa. (RFI, França) | bit.ly/2koOin0

AMAZÔNIA
. Na Amazônia, a Igreja Católica ouve o "grito da terra e dos pobres". Ao denunciar as ameaças à floresta tropical e aos índios, a Igreja Católica se indispôs com o presidente Jair Bolsonaro, que denuncia interferência política.(Le Figaro, França) | bit.ly/2m1KsAs

AMAZÔNIA
. “Sem Bolsonaro, reunião de cúpula de países amazônicos anuncia pacto pela Amazônia. Seis dos nove países amazônicos reunidos na cidade colombiana de Letícia, fronteira com o Brasil e com o Peru, anunciaram uma declaração de preservação da Amazônia denominada "Pacto de Letícia pela Amazônia". O presidente Jair Bolsonaro será representado pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.(RFI, França) | bit.ly/2lEbgXm

AMAZÔNIA
. Agronegócio brasileiro se une a ONGs para exigir que Bolsonaro pare com o desmatamento. A deterioração do meio ambiente e a imagem do país os leva a exigir que o governo aplique a lei para impedir o corte de árvores. (El País, Espanha) | bit.ly/2m3qqpl

AMAZÔNIA
. Na Amazônia, o balanço incerto da luta contra incêndios. O governo brasileiro se orgulha de controlar incêndios, mas não mostra números. As observações de satélite não mostram qualquer regressão. (Le Monde, França) | bit.ly/2m7b1Vb

AMAZÔNIA. Incêndios na Amazônia: Sete países prometem ajudar o Brasil, apesar das tensões com Bolsonaro. O Pacto assinado na sexta-feira inclui o pedido de Jair Bolsonaro de reafirmar esses "direitos soberanos". (Le Soir, Bélgica) | bit.ly/2m7b2Zf

AMAZÔNIA
. Taxa de desflorestamento cresce pelo quarto mês consecutivo na Amazônia brasileira. (The Global and Mail, Canadá) | tgam.ca/2kzbMWs

AMAZÔNIA
. Arcebispos brasileiros denunciam incêndios na Amazônia. No Brasil, os líderes católicos romanos estão condenando uma série massiva de incêndios na Amazônia, aumentando a pressão contra o presidente de extrema-direita Jair Bolsonaro para impedir que mineradores, fazendeiros e fazendeiros ilegais destruam a floresta tropical crítica para retardar a crise climática. (DemocracyNow, EUA) | bit.ly/2m7mkwv

AMAZÔNIA
.Desmatamento: a Amazônia devorada pela impunidade. No estado de Rondônia, como em outros lugares, a chegada de Jair Bolsonaro teve o efeito de incentivar o desmatamento. O fenômeno transcende as divisões entre pequenos e grandes proprietários de terras.(Libération, França) | bit.ly/2kzVcFY

MEIO AMBIENTE. Mick Jagger e Roger Waters atacam Bolsonaro e Trump pela política ambiental. A lenda do rock, Mick Jagger, encerrou neste sábado (7) sua participação no Festival de Cinema de Veneza com um ataque contra o presidente americano Donald Trump, a quem criticou por ter levantado os controles ambientais nos Estados Unidos. Roger Waters, da banda Pink Floyd, também se manifestou contra líderes que chamou de "porcos". Além de Trump, ele alfinetou Boris Johnson, o ex-ministro do Interior italiano MatteoSalvini e presidente brasileiro Bolsonaro. (RFI, França) | bit.ly/2m7muE7

CENSURA
. Dois homens se beijam em uma revista em quadrinhos e um prefeito ordena uma invasão. O prefeito Marcelo Crivella é pregador evangélico e no ano passado afirmou: "Livros como esse precisam ser embalados em plástico preto e selados. A equipe funcionários destacada pelo prefeito para “defender a família” desceu no evento internacional e vasculhou as bases de seu alvo: cópias de uma história em quadrinhos com dois jovens se beijando. Na sexta-feira, um juiz proibiu Crivella de mais esforços de apreensão ou qualquer tentativa de retirar a permissão do festival, uma decisão que foi parcialmente anulada no sábado. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/2m5hMqq

CENSURA
. O prefeito do Rio de Janeiro manda retirar uma história em quadrinhos com um beijo gay. A justiça e a resistência da Bienal do Livro restringem a tentativa de censura do evangélico Marcelo Crivella contra uma história em quadrinhos da Marvel. (El País, Espanha) | bit.ly/2lEIAxo

CENSURA. Prefeito do Rio faz busca a "livros impróprios" em bienal. Marcelo Crivella, sobrinho de Edir Macedo, já mandara organizadores do evento recolherem banda desenhada da Marvel em que dois homens se beijavam. Na sequência mandou funcionários vistoriarem o local. Editoras repudiam ato e falam em censura. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/2lCnRuj

RESISTÊNCIA
. Estudantes brasileiros organizam grande dia de mobilização contra o governo de Jair Bolsonaro neste sábado. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/2kARziV

BOLSONARO.
Bolsonaro tenta mudar sua imagem em meio a protestos. (El Telégrafo, Equador) | bit.ly/2k42KjW

BOLSONARO.
Enquanto Bolsonaro participa de um desfile militar, estudantes se mobilizam. Enquanto o presidente brasileiro Jair Bolsonaro participava ativamente de seu primeiro desfile militar no Dia da Independência do Brasil como chefe de estado, chamando o povo de “usar verde e amarelo”, milhares de estudantes demonstraram nas principais cidades de O Brasil se vestiu de preto, como forma de protesto, principalmente, contra cortes educacionais e políticas ambientais do governo.(Página 12, Argentina) | bit.ly/2lFfjTg

BOLSONARO
. Bolsonaro, um presidente sem limites no comando do Brasil. Ao deixar a Amazônia explodir, insultar Brigitte Macron, o ex-soldado de direita mostrou ao mundo do que ele era capaz. Uma atitude que não data apenas de ontem. (Le Parisian, França) | bit.ly/2lCnX59

BOLSONARISMO.
Após declaração de Guedes, filha de Brigitte Macron lança movimento contra misoginia. TiphaineAuzière, filha do primeiro casamento de Brigitte Macron, se irritou com os comentários de autoridades brasileiras visando a primeira-dama francesa. Em um vídeo divulgado nas redes sociais, ela lançou um movimento no qual pede que a população denuncie atos misóginos. (RFI, França) | bit.ly/2lYnXwe

INDÍGENAS
. 'Estamos sendo destruídos': em carta, indígenas Kayapó pedem socorro. Indígenas Kayapó da Aldeia Gorotire, em Cumaru do Norte, no Pará, pedem socorro através de carta e anunciam medidas judiciais contra mineradora. Em um documento enviado à Sputnik Brasil pelo Instituto KenourukwareKayapo, uma associação civil indígena, são denunciadas ações ilegais de uma mineradora dentro do Território Indígena Kayapó, no Pará. (Sputnik News, Rússia) | bit.ly/2lJ04sm

INDÍGENAS
.Chefe indígena Raoni esperado na marcha da República em Bordeaux. Este personagem da luta contra o desmatamento deve intervir no final do jornada. Sua vinda foi preparada com o maior sigilo.(Le Monde, França) | bit.ly/2lFfoGy

INDÍGENAS.
Entrevista de capa com o cacique Raoni. Uma figura emblemática da proteção das florestas brasileiras, o cacique nativo americano, passando por Bordeaux, espera se mobilizar, trinta anos após sua turnê com Sting. (Libération, França) | bit.ly/2m1KJmY

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

ARGENTINA
. Desindustrialização: crônica de um resultado anunciado. Destruição da rede produtiva na macroeconomia. No final de 2019, a indústria de transformação exibirá um nível de produção 17% menor que no início do governo Macri. (Página 12, Argentina) | bit.ly/2lFrRu1

REINO UNIDO.
A ministra britânica do Trabalho se demite em razão da expulsão de 21 deputados do Partido Conservador. AmberRudd acusa o primeiro ministro Boris Johnson de fazer um ‘expurgo’ em membros (‘Tories’) do partido. (El País, Espanha) | bit.ly/2k1ImQq

PARAGUAI
. Paraguai investiga restos humanos encontrados na antiga propriedade do ex-ditador Stroessner. Ossos de um número estimado de quatro pessoas encontradas sob o banheiro da casa que pertencia a ele, durante cujo regime autoritário de 35 anos pelo menos 423 pessoas foram mortas ou desapareceram à força.María Stella Cáceres, diretora do Museu das Memórias - uma instituição dedicada a exibir os crimes da ditadura Stroessner - disse ao Guardian que era extremamente importante verificar cuidadosamente se os restos mortais pertencem às vítimas do regime. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2kqjzGb

REINO UNIDO
.Boris Johnson acha que os partidários de seu partido não são tão leais quanto os de Trump. Em Londres, rebeldes do Partido Conservador realizaram uma insurreição dramática na semana passada contra o primeiro-ministro Boris Johnson, bloqueando seu plano de retirar a Grã-Bretanha da União Europeia, mesmo sem acordo. Em Washington, poucos republicanos se opuseram ao presidente Trump, mesmo quando ele desrespeitou a ortodoxia partidária em questões como comércio, imigração e déficit.(The New York Times, EUA) | nyti.ms/2lGgkdN

MÉXICO
. No coração da guerra no México. A violência e a crueldade dos combates entre os grupos de autodefesa e o sanguinário Cartel Jalisco Nueva Generación em Michoacán retratam a dimensão do problema enfrentado por López Obrador. (El País, Espanha) | bit.ly/2lKSFJ5

ITÁLIA
. A nova ministra do Interior italiano, todo ao contrário de Salvini. O ultradireitista italiano MatteoSalvini ficou sem o seu amado Ministério do Interior. Sua substituta, Luciana Lamorgese, jurou ontem na posse do cargo, junto ao restante da equipe do segundo executivo de Giuseppe Conte, que rapidamente começou a trabalhar na organização do primeiro Conselho de Ministros.(La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/2k9uzHK

TURQUIA
. Um juiz condena o chefe da oposição em Istambul por dez anos. “Antes da sentença, eles olham para o palácio presidencial”, denunciou CananKaftancioglu. Ela é considerada a arquiteta da recente vitória do Partido Popular Republicano (CHP) na prefeitura de Istambul, que estava sob o controle direto ou indireto do Recep Tayyip Erdogan por vinte e cinco anos.(La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/2koPTcx

ARGENTINA.
A Crise autoinfligida da Argentina. O país está no caminho do terceiro ano de recessão, com a atividade industrial desacelerando, sem gerar emprego, com os salários atingidos pela inflação e com uma maior lacuna entre ricos e pobres. Com a autoproclamada "melhor equipe dos últimos 50 anos", apesar de colocar "Zero Pobreza" como eixo e promessa de campanha em 2015, o presidente argentino Mauricio Macri chegará ao final de seu mandato com mais de 34% de pobres. A questão que surge é se as medidas desesperadas das últimas semanas são suficientes para conter a situação diante da fragilidade de um modelo econômico que já entrou em transição (embora não se saiba bem o que). (El Diário, Espanha) | bit.ly/2m0AG1r

EUA.
a "crise climática" entra na campanha presidencial. Dez candidatos democratas apresentaram suas posições para lutar contra as mudanças climáticas na quarta-feira durante um show da maratona da CNN. A criação de um imposto sobre o carbono nos Estados Unidos e o óleo de xisto estão entre as falhas. Poupar energia ou mudar o estilo de vida, no entanto, dificilmente é a questão.(LesEchos, França) | bit.ly/2lCRZpo

EUA
. Os americanos estão azedando com a economia. A parcela que pensa que está "piorando" está no seu máximo durante a presidência de Donald Trump. (The Economist, Inglaterra) | econ.st/2m1KVmc

RÚSSIA. Russos votam após um verão agitado. Os russos elegem seus representantes locais no domingo após um verão de manifestações e uma onda de prisões.(Tribune de Genève, Suíça) | bit.ly/2lCokN5

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Eric Nepomuceno – Brasil (Página 12, Argentina) | “Absurdo, incontrolável e muito perigoso” | bit.ly/2lDSDTs

LuisBruschtein
-Argentina (Página 12, Argentina) | “O sacrifício. Quando os mais ricos pedem esforços aos mais pobres” | bit.ly/2m52vpz

A.F.
– Portugal (Página 12, Argentina) | “As chaves de uma receita antiausteridade” | bit.ly/2kARwnf

Alfredo Zaiat
- Argentina (Página 12, Argentina) | “Estourou a bolha macrista. A corrida cambial destruiu um imenso capital especulativo. O dinheiro bursátil derreteu 92 bilhões de dólares.” | bit.ly/2koQaw5

Davis Cufré
- Argentina (Página 12, Argentina) | “O ajuste fiscal aumentou a pobreza e não baixou a inflação. Cortes de gastos públicos aprofunda a recessão e, portanto, a crise social” | bit.ly/2m500DH



Conteúdo Relacionado