CM8 Internacional

Clipping Internacional - 11/08/2019

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

11/08/2019 09:49

 

NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

MARIELLE FRANCO
. Quem mandou matar Marielle Franco? A questão que assombra o Rio de Janeiro. A morte da vereadora de 38 anos continua a flutuar no ar político viciado do Rio e do país. Mais de um ano após o crime do vereador do Rio de Janeiro, os assassinos estão na prisão. Mas quem queria a morte dela? (Le NouvelObservateur, França) | bit.ly/2YPHAsr

VAZAJATO
. Procuradores da Lava Jato retratam procuradora-geral do Brasil como uma inimiga. As conversas analisadas conjuntamente por EL PAÍS e The Intercept revelam que o chefe dos procuradores da Lava Jato sugeriu minar Raquel Dodge, inclusive com vazamentos para a imprensa. (El País, Espanha) | bit.ly/2Z0dbYi

AMAZÔNIA
. Berlim corta ajuda a projetos para salvar Amazônia em resposta à política de Bolsonaro.O governo alemão anunciou neste sábado (10) a suspensão de parte de seus subsídios a projetos de proteção da floresta amazônica. A medida é apresentada com uma resposta ao aumento do desmatamento no Brasil desde a chegada do presidente Jair Bolsonaro ao poder.(RFI, França) | bit.ly/2YAzRim

AMAZÔNIA
. A Alemanha suspenderá parcialmente os fundos enviados ao Brasil para financiar projetos destinados a preservar a floresta amazônica devido ao aumento do desmatamento. A decisão reflete "grandes preocupações com um crescente desmatamento na Amazônia brasileira", disse a embaixada alemã ao jornal, acrescentando que o corte não afeta o Fundo Amazônia, do qual a Alemanha é um doador chave.(The Sydney Morning Herald, Austrália) | bit.ly/2Z5fmtS

AMAZÔNIA
. Ricardo Galvão não tolerou a conversa de “botequim” de Bolsonaro contra a ciência e foi despedido. Depois de ver os dados sobre o desflorestamento da Amazónia postos em causa pelo Presidente, o físico que era diretor do INPE decidiu não se calar. A sua demissão é também a história da má relação do Governo brasileiro com a ciência. (Público, Portugal) | bit.ly/33jQsFU

BRASILEIROS EM PORTUGAL.
Em Portugal, brasileiros são os imigrantes que mais recorrem a programa de retorno ao país de origem. Na contramão dos brasileiros que não param de chegar para viver em Portugal, estão os que contam os dias para regressar ao Brasil. Sem dinheiro para a compra da passagem de volta, recorrem ao ARVoRe, o Programa de Apoio ao Retorno Voluntário e à Reintegração da Organização Internacional para as Migrações (OIM).(RFI, França) | bit.ly/2YYuC7m

ÍNDIOS.
Mulheres indígenas protestam contra Bolsonaro. Centenas de mulheres indígenas estão chegando à Brasília para protestar contra as políticas do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Muitas das mulheres usavam trajes tradicionais e pintaram seus rostos como parte de um acampamento de vários dias em Brasília, com o objetivo de destacar as questões dos direitos indígenas. Desde que assumiu o cargo em janeiro, a administração de Bolsonaro tem entrado em conflito de forma consistente com ambientalistas e outros países sobre a possível abertura da floresta amazônica ao desenvolvimento e ao agronegócio.(Sputnik News, Rússia) | bit.ly/2GZDXWK

MORO
. Sérgio Moro podem afetar projetos de Segurança Pública do governo Bolsonaro? Os vazamentos de conversas entre membros da Força-Tarefa da Lava Jato fizeram com que o ministro Sérgio Moro focasse mais em polêmicas ligadas ao tema, deixando projetos de sua pasta em segundo plano. Mas até que ponto isso pode afetar os projetos de Segurança Pública do governo? A principal proposta da gestão de Moro até o momento, o chamado pacote anticrime, vem acumulando derrotas no Congresso e foi deixado de lado publicamente até pelo próprio presidente, Jair Bolsonaro. (Sputnik News, Rússia) | bit.ly/2OPouig

LAVAJATO
.Justiça brasileira ordena a libertação do ex-bilionárioEike Batista. O empresário, o antigo dono da maior fortuna no Brasil, havia sido preso na quinta-feira, enquanto cumpria pena de 30 anos de prisão domiciliar por corrupção.(Le Monde, França) | bit.ly/33tGx0q

GREENWALD
. A Corte Suprema do Brasil previne contra investigação do jornalista norte-americano. Segundo a decisão, as autoridades policiais não podem investigar Glenn Greenwald por seu trabalho ou por proteger suas fontes confidenciais. (HuffPost, EUA) | bit.ly/2yTurzH

QUILOMBOLA.
Os kalunga abrem-se ao mundo, mas querem ser senhores do seu destino. Um dia chegou ao meio da serra, no interior do Brasil, uma mulher branca. Vinha conhecer os kalunga, que viviam quase isolados e nem sequer estavam registados como cidadãos brasileiros. Esta é a história de um encontro entre dois mundos. (Público, Portugal) | bit.ly/2YWvfCE

DITADURA
. Santa Cruz. A saga da família que Bolsonaro atacou. Após as acusações do presidente, enquanto cortava o cabelo em direto na internet, sobre a causa do desaparecimento de um preso político na ditadura militar há 45 anos, a palavra impeachment voltou a ouvir-se no Brasil, esquerda e direita uniram-se em repúdio e até o Supremo quer explicações.(Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/31vWVf7

BOLSONARO
. O pedido incomum de Jair Bolsonaro para lutar contra as mudanças climáticas. Bolsonaro propõe esta solução para enfrentar a mudança climática: "Apenas coma um pouco menos. Fale-me sobre a poluição ambiental. Basta fazer cocô um dia em dois, isso seria melhor para todos."(Diário Correo, Peru) | bit.ly/2KslNPd

VIOLÊNCIA
. Este Estado brasileiro parece ter escapado da violência. Mas isso pode durar? O Ceará em 2018, foi uma das mais violentas do país. Muita coisa mudou. (AmericasQuaterly, EUA) | bit.ly/2Kpv1M7

NOTÍCIAS DO MUNDO

AMÉRICA LATINA
. Os níveis de pobreza na América Latina. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/2YPHLE7

AMÉRICA LATINA
. Outro atraso na recuperação da América Latina. Há vários trimestres que a recuperação da AL não se concretiza e adia a volta a taxas de crescimento médio acima de 2 %. O 2º trimestre do ano não foi exceção. (El País, Espanha) | bit.ly/2MVRXVd

PORTUGAL
. “Nazis fora”. Manifestantes juntam-se em Lisboa contra o fascismo. Em Lisboa, centenas de pessoas manifestaram-se contra o fascismo. O protesto, convocado pela Frente Unitária Antifascista, tinha o objetivo de impedir “a normalização do discurso de ódio”.A Frente Unitária Antifascista reuniu 65 organizações antifascistas num manifesto e uma petição pública que apelava à proibição de uma “conferência neonazi” em Lisboa. O objetivo era impedir “a normalização do discurso de ódio”.(Esquerda.Net, Portugal) | bit.ly/2ZR1dO1

HONG KONG
. Hong Kong volta a registrar protestos pelo décimo fim de semana consecutivo. Uma marcha de anciãos, outra de pais e filhos, uma nova sessão no aeroporto e uma demonstração não autorizada pela Polícia mostram novamente a insatisfação dos cidadãos com o Governo e com a ingerência chinesa.(El Diário, Espanha) | bit.ly/2TpnNL8

ARGENTINA
. Uma dívida insolúvel. A Argentina foi o país do mundo que mais elevou sua relação Dívida/PIB. A FAO adverte que há mais de dois milhões de argentinos subalimentados. (El Periódico, Argentina) | bit.ly/2ZRPhLZ

RÚSSIA.
Mobilização por "eleições livres" se expande em Moscou. Dezenas de milhares de pessoas se reuniram na capital russa no sábado para protestar contra a recusa de candidatos da oposição nas próximas eleições locais.(Le Monde, França) | bit.ly/2H0ljxD

ITÁLIA
.MatteoSalvini quer "plenos poderes". Como Benito Mussolini já havia dito. As palavras do líder da Liga do Norte no comício de Pescara são curiosamente comparáveis às pronunciadas pelo Duce em 16 de novembro de 1922 no famoso "discurso do bivaque".(L’Espresso, Itália) | bit.ly/2YUIyn0

GUERRA COMERCIAL.
Trump faz da moeda uma arma na sua luta contra a China. O presidente dos EUA, Donald Trump, está aproveitando todas as oportunidades para intensificar a guerra comercial com a China. Agora, ele está acusando seu rival de manipulação cambial, um movimento que pode exacerbar ainda mais as tensões - e pode até empurrar a economia global para a recessão.(Der Spiegel, Alemanha) | bit.ly/2KI8KIo

EXTREMA DIREITA
. A máquina global por trás da ascensão do nacionalismo de extrema-direita. A Suécia foi vista há muito tempo como uma utopia progressista. Depois vieram ondas de imigrantes - e as forças do populismo em casa e no exterior.(The New York Times, EUA) | nyti.ms/2yMOMa2

VENEZUELA
. O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, liderou neste sábado a marcha maciça do chavismo em Caracas (capital), para repudiar o ressurgimento do bloqueio econômico, comercial e financeiro dos Estados Unidos (EUA) contra o país sul-americano. (Telesur, Venezuela) | bit.ly/2OSq0QC

ELEIÇÕES NA ARGENTINA (Primeiro turno)

The New York Times (espanhol), EUA | A credibilidade eleitoral da Argentina está em jogo. O fantasma da fraude eleitoral reapareceu no país pouco antes das eleições primárias. Este é um alto risco democrático. O escrutínio provisório de todas as eleições do extenso ciclo eleitoral argentino, que é de responsabilidade do governo, foi parcialmente responsável por uma nova empresa, a Smartmatic, sobrecarregada por registros duvidosos. | nyti.ms/2yNSJeC

PÁGINA 12, Argentina |
O peso do primeiro passo. A eleição primária, simultânea e obrigatória, arma o cenário para as eleições de outubro. Pouco mais de 32 milhões de argentinos podem votar hoje. Só em Buenos Aires, são 12,1 milhões, 38 % do total. A primária aberta simultânea e obrigatória deixará o cenário das eleições de outubro armado hoje. Os candidatos que polarizam: Macri e Fernández. | bit.ly/2OQi8z8 | bit.ly/2Z0eDWs | bit.ly/2YWLFXy | bit.ly/2OQkrCi | bit.ly/2yPVuMj

EL PAÍS, Espanha | As eleições primárias na Argentina explicadas em dois minutos. A nação sul-americana votará em um contexto de crise econômica e polarização marcada entre o atual presidente, Mauricio Macri, e a ex-presidente Cristina Kirchner. | bit.ly/2YGaLP3 | bit.ly/2H0v674

Público, Portugal |
As Primárias argentinas de domingo são uma grande sondagem para as eleições de Outubro. Desde 2011 que os argentinos escolhem os candidatos de cada partido. Como todas as formações políticas têm candidatura única, este domingo vão ser aferidas as popularidades. O Presidente não está na melhor posição. Cristina Kirchner está de volta. | bit.ly/31zS3WG

El Clarín, Argentina | bit.ly/2Kqsu4p


El País, Uruguai | bit.ly/2Ksmyrx


El Mercúrio, Chile | bit.ly/2MbXxTJ


El Telégrafo, Equador | bit.ly/2M9vDro


ARTIGOS/ENTREVISTAS

Eric Nepomuceno – Brasil (Página 12, Argentina) | “Bolsonaro destrói a Amazônia” | bit.ly/2YDP1U9

Alvaro Guzmán
– Argentina e Brasil (El País, Espanha) | “Bolsonaro e Macri. A cogumelos ou a Rolex (neoliberais)? | bit.ly/2Z1NaDL

Juan Arías
– Brasil ( El País, Espanha) | “Estará Moro aprendendo machismo na escola de seu chefe Bolsonaro?” | bit.ly/2YZi0Nk

Carlos Heller – Argentina (Página 12, Argentina) | “O pior ainda não passou” | bit.ly/2TlXvJN

Sergio Kiernan
– EUA (Página 12, Argentina) | “Quando os nazistas se apaixonaram pelas armas. As ideias políticas por detrás de atentados como o de El Paso, Texas.” | bit.ly/2GZ2GKL

MatteoPucciarelli
– Itália (Le Monde Diplomatique, França) | “Nacionalistas europeus encontraram seu arauto” | bit.ly/2WenIP0

Conteúdo Relacionado