CM8 Internacional

Clipping Internacional - 15/03/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Coronavírus, Notícias do Mundo; e Artigos

15/03/2020 09:45

Imagem de Marielle Franco no jardim que leva o nome da ex-vereadora do PSOL em Paris (RFI/Marcos Fernandes)

Créditos da foto: Imagem de Marielle Franco no jardim que leva o nome da ex-vereadora do PSOL em Paris (RFI/Marcos Fernandes)

 

1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

MARIELLE FRANCO
. Marielle Franco: o nascimento de um mito. Dois anos se passaram desde o assassinato da ativista brasileira. Em 14 de março de 2018, a militante pelos direitos das mulheres e minorias foi morta por bandidos contratados. "Muitas pessoas encontram nele a inspiração para combater as desigualdades", disse Renata Souza, amiga da ativista e vice do PSOL. (Página 12, Argentina) | tinyurl.com/wo9lrve | tinyurl.com/uzvgvo8

MARIELLE FRANCO. O local onde a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson foram assassinados amanheceu decorado com flores. A homenagem lembra os dois anos do crime na cidade do Rio de Janeiro e poucas respostas. O assassinato de Marielle Franco e de Anderson Gomes completa dois anos neste sábado (14) com mais perguntas do que respostas: "Dois anos é tempo demais de espera". A falta de resultados concretos na identificação dos autores intelectuais e das circunstâncias do homicídio que marcou este último ano de investigação é indício de que no Brasil defensores de direitos humanos podem ser mortos e esses crimes ficar impunes. (Sputnik News, Rússia) | tinyurl.com/uxrqhyp

MARIELLE FRANCO. Dois anos após mortes de Marielle e Anderson, Anistia Internacional cobra identificação de mandantes. O crime permanece sem solução e ilustra a impunidade no combate à violência contra defensores dos direitos humanos no Brasil, diz a Anistia Internacional em um documento divulgado neste sábado (14). "Dois anos de espera é muito tempo. A investigação realizada no ano passado se caracterizou pela ausência de elementos sólidos que permitissem identificar os mandantes e as circunstâncias desse assassinato, o que mostra que os defensores dos direitos humanos podem ser mortos no Brasil e que esses crimes ficam impunes”, afirmou Jurema Werneck, diretora-executiva da Anistia Internacional no Brasil. (RFI, França) | tinyurl.com/ubgne5r

MARIELLE FRANCO. A Anistia Internacional pressiona para que o crime de Marielle Franco seja esclarecido. Dois anos após o assassinato da ativista e vereadora, atos em homenagem a ela foram realizados dentro e fora do Brasil, embora limitados pela pandemia. O slogan "Quem matou Marielle?" não foi silenciado. (Tiempo Argentino, Argentina) | tinyurl.com/wwafnex

MARIELLE FRANCO. Segundo ano da morte de Marielle. Muito resta por esclarecer. Rio de Janeiro, a cidade onde a vereadora nasceu e morreu, será palco de atos simbólicos no "dia de luta contra o genocídio da mulher negra". Com dois supostos autores materiais detidos, ainda ninguém sabe responder à pergunta "quem afinal a mandou matar?" (Diário de Notícias, Portugal) | tinyurl.com/rt5agcr

MARIELLE FRANCO. Anistia Internacional considera o caso de Marielle Franco "símbolo de impunidade". A Anistia Internacional disse no sábado que a lenta e pouco transparente investigação do assassinato da ativista brasileira de direitos humanos Marielle Franco, ocorrida exatamente dois anos atrás no Rio de Janeiro, se tornou em um símbolo de impunidade no Brasil. "O crime permanece sem solução e se tornou um exemplo de impunidade para a violência contra defensores dos direitos humanos no Brasil", disse a organização internacional em comunicado divulgado por ocasião do segundo aniversário do assassinato. (La Vanguardia, Espanha) | tinyurl.com/teryxf8

MANIFESTAÇÃO 15/03. “Perigo sanitário e democrático”: juiz avalia o que está em jogo em protestos deste domingo no Brasil. O juiz de Direito Rubens Casara avalia os riscos de possíveis manifestações neste domingo (15) no Brasil, num contexto marcado pela pandemia de coronavírus e de fortes disputas políticas entre os poderes da República, com a convocação informal de "cidadãos brasileiros" feita por grupos conservadores em aplicativos como o WhatsWapp. (RFI, França) | tinyurl.com/wcbowye

CORONAVÍRUS/BOLSONARO. Diagnóstico negativo de coronavírus em Bolsonaro provoca dúvidas. Secretário de comunicação que viajou com presidente do Brasil para os EUA está infetado; Fox News sustenta que filho de Bolsonaro informou que teste deu positivo, mas depois voltou atrás. Bolsonaro dissera antes que crise do coronavírus é fantasia. Estando ou não com a doença, Bolsonaro foi forçado em poucos dias a engolir tudo o que dissera antes sobre o coronavírus. Ainda no dia 10, quando as bolsas de valores de todo o mundo davam o seu primeiro trambolhão, o presidente do Brasil afirmava que “o poder destruidor desse vírus” estava a ser superdimensionado. “Muito do que tem ali é muito mais fantasia, a questão do coronavírus, que não é isso tudo que a grande mídia propaga”. (Esquerda.net, Portugal) | tinyurl.com/ufwc62t

CORONAVÍRUS/BOLSONARO. Bolsonaro passará por novo teste de coronavírus e deve permanecer em quarentena. O presidente brasileiro já havia passado por um teste negativo. Médico de Trump diz que nenhum teste é necessário, apesar de outro positivo nas proximidades. (ABC, Espanha) | tinyurl.com/qodget4

AMAZÔNIA. Grandes proprietários ameaçam uma grande reserva no Brasil. Aliados do governo buscam mudar o regime legal de Verde Para Sempre, lar de 13.000 pequenos agricultores. Ao percorrer parte de seus 1,3 milhão de hectares no município de Porto de Moz, no Estado do Pará, é comum ouvir histórias sobre grandes produtores de gado e madeireiros que tentam recuperar a terra que ocupavam ilegalmente de 1940 a 2004, quando o decreto de criação do território que os expulsou foi assinado. Esses gritos ganharam força com a chegada de Jair Bolsonaro à presidência, há 15 meses, e seu discurso contra as reservas extrativistas. (El País, Espanha) | tinyurl.com/spggjmx

DESASTRES AMBIENTAIS. Crise climática responsabilizada pelas chuvas e inundações que mataram 150 no Brasil. Cerca de 150 pessoas foram mortas ou estão desaparecidas após fortes chuvas, deslizamentos de terra e inundações em três estados brasileiros este ano. Os dados mostram que 'eventos extremos de chuva' dispararam nos últimos 30 anos. Os cientistas dizem que o aquecimento global está contribuindo para mais eventos de "chuvas extremas" no país e alertaram que esses desastres podem se tornar "o novo normal". (The Guardian, Inglaterra) | tinyurl.com/wgmwrzb

GUSTAVO BEBBIANO. Gustavo Bebianno, ex-aliado tornado crítico de Bolsonaro morre aos 56 anos. Gustavo Bebianno foi advogado pessoal de Bolsonaro e dirigiu a campanha presidencial de 2018. Saiu do Governo em rota de colisão com os filhos do Presidente e disse temer pela vida. Fora do Governo, Bebianno tornou-se um grande crítico de Bolsonaro, mas especialmente dos filhos. No início do mês, foi entrevistado no programa Roda Viva, um dos mais tradicionais e importantes da televisão brasileira, durante o qual disse recear uma “ruptura institucional” por parte do Governo e denunciou as tentativas de criação de uma “Abin paralela”, referindo-se aos serviços de inteligência brasileiros. (Público, Portugal; Diário de Notícias, Portugal) | tinyurl.com/s7snbr2 | tinyurl.com/t8x7f9q

IGREJA UNIVERSAL. IURD ameaça organizadores de marcha das mulheres contra vasectomia em Angola. A Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) em Angola desvinculou-se da marcha solidária com mulheres de pastores que fizeram vasectomia e ameaça agir criminalmente contra a organização, que diz ter usado ilegalmente os símbolos daquela organização religiosa. (Diário de Notícias, Portugal) | tinyurl.com/vg96brq

2 - CORONAVÍRUS, NOTÍCIAS DO MUNDO

EUA/TRUMP
. Tropeços de Trump e falhas nos testes abrem caminho para o desastre, dizem especialistas. Esforços para evitar o pânico saem pela culatra, diz cirurgião, enquanto o país se prepara para uma onda de infecções sem resposta coerente do governo. Por que o teste de coronavírus nos EUA foi um desastre? O governo Trump está lutando para fornecer mais testes, deixando muitos se perguntando como é que a resposta do Covid-19 foi tão errada. (The Guardian, Inglaterra) | tinyurl.com/qvxm5es | tinyurl.com/rfecw8z

EUA/TRUMP.
Disputas internas, erros e um genro faminto por resultados: por dentro da resposta problemática do governo Trump. O esforço da Casa Branca foi tão aleatório quanto os primeiros dias caóticos da presidência Trump - se transformando em uma espécie de operação de resposta à pandemia por familiares e amigos. (The Washington Post, EUA) | tinyurl.com/r6ntmzy

EUA. Lacunas de licença por doença pagas: "Há um buraco gigante na lei de coronavírus de Pelosi". De fato, o projeto garante licença médica apenas para cerca de 20% dos trabalhadores. (Common Dreams, EUA) | tinyurl.com/vd6gsma

EUA. O Covid-19 está se espalhando rapidamente nos Estados Unidos. O país não parece pronto. Existem razões estruturais pelas quais a América encontra uma resposta à pandemia difícil. (The Economist, Inglaterra) | tinyurl.com/slhduop

ECONOMIA GLOBAL. As companhias aéreas enfrentam um colapso à medida que as proibições globais de viagens se multiplicam. A indústria internacional de viagens enfrenta uma paralização generalizada devido aos temores de coronavírus depois que as companhias aéreas anunciaram novas reduções de voos e mais países introduziram proibições de viagens e requisitos de isolamento. (The Guardian, Inglaterra) | tinyurl.com/tcbstd4

ECONOMIA GLOBAL. O epicentro da crise econômica também se mudou para o Velho Continente. Um fantasma atravessa a Europa, a recessão. O impacto da atual catástrofe da saúde ameaça atingir mais a Europa do que a China, de onde irradiaria para o resto do mundo. Itália, à beira do abismo. (Página 12, Argentina) | tinyurl.com/wlrhood

MERCADO FINANCEIRO. Diário de uma semana louca nos mercados. Negociadores, banqueiros e investidores veteranos apenas tentaram sobreviver por uma semana selvagem que foi o primeiro grande teste do valor de Wall Street desde a crise financeira global que o reformulou. (The Wall Street Journal, EUA) | tinyurl.com/r599es2

SUPERRICOS. Para os superricos, isolamento social é outra coisa. Na saúde e na doença não todos somos iguais. No isolamento social também não. É o que nos mostra um artigo do Guardian desta quarta-feira: viagens de jato privado, testes ao Covid-19 no estrangeiro, bunkers de isolamento de luxo, médicos pessoais são alguns algumas das formas dos mais ricos enfrentarem a crise. (Esquerda.net, Portugal) | tinyurl.com/qt5lsop

NÚMEROS
. Pandemia em números. Coronavírus: 5.764 mortes em todo o mundo e mais de 151.760 infectadas. 417 pessoas morreram desde sexta-feira. A situação mais séria é enfrentada pela Itália, Irã e Espanha. (El Clarín, Argentina) | tinyurl.com/vdztbwo

CONTÁGIO
. Por que surtos como o coronavírus se espalham exponencialmente e como "achatar a curva". O fluxo inicial de novas infecções por coronavírus se transformou em uma corrente constante. Ao criar simulações simples, podemos ver como desacelerar. (The Washington Post, EUA) | tinyurl.com/uedp4go

ARGENTINA. Primeiras prisões na Argentina por violar a quarentena de coronavírus. Alberto Fernández anunciou na quinta-feira um decreto pelo qual deixou de ser uma recomendação e o autoconfinamento de cidadãos nacionais ou estrangeiros tornou-se obrigatório. (La Vanguardia, Espanha) | tinyurl.com/sodfjah

ITÁLIA. A Itália não pode lamentar seus mortos. Os hospitais italianos estão sobrecarregados, mas também casas funerárias, que não devem vestir os falecidos por Covid-19. (La Vanguardia, Espanha) | tinyurl.com/uzl43tl

FRANÇA. Covid-19: França votará durante a pandemia. As eleições municipais deste domingo foram mantidas na França, enquanto protestos com mais de 100 pessoas são proibidos. (Tribune de Genève, Suíça) | tinyurl.com/vs7wdkr

ESPANHA. Coronavírus: em alerta, a Espanha é enclausurada. Desde a noite de sábado, os espanhóis não podem mais deixar suas casas, exceto nos casos de necessidade que terão que justificar para a polícia e os militares mobilizados para monitorar o cumprimento do confinamento. (Le Monde, França) | tinyurl.com/qvdg86q

ALEMANHA. Por dentro da resposta fragmentada da Alemanha ao coronavírus. A Alemanha finalmente decidiu encerrar a vida pública diante do coronavírus. Mas sua resposta hesitante aos perigos impostos pela pandemia ilustra as deficiências da autoridade descentralizada e a abordagem federalista. (Der Spiegel, Alemanha) | tinyurl.com/vsbh44v

FRANÇA. Coronavírus: Edouard Philippe anuncia o fechamento de negócios não essenciais. As medidas anti-Covid 19 estão apertando. O primeiro-ministro, e depois o diretor-geral da Saúde, subiram um degrau: bares, cafés, restaurantes, cinemas devem fechar. E o civismo predomina. (Libération, França) | tinyurl.com/yx5e9knm

CHINA.
Enquanto o resto do mundo está parando, a China está saindo. O grupo financeiro japonês Nomura estimou nesta semana que 62% das empresas mais afetadas pelo vírus haviam retomado o trabalho em 8 de março. No restante da economia, esse número era de 74%. O maior Universal Studios do mundo está sendo construído no sudeste de Pequim. O trabalho parou no parque temático de US $ 3 bilhões. Agora, trabalhadores migrantes como Qiao estão recuperando as ferramentas no Universal Studios novamente. Sua rival, a Disneylândia, fechou suas portas na Califórnia na sexta-feira, quando o resto do mundo começou a se acostumar com um vírus que varreu mais de US $ 6 trilhões das bolsas de valores, bloqueou fronteiras e sobrecarregou unidades de terapia intensiva. (The Sydney Morning Herald, Austrália) | tinyurl.com/w47zbmx

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Emir Sader – América Latina (Página 12, Argentina) | “Turbulências do neoliberalismo” | tinyurl.com/wk9nx55

Eliane Brum – Brasil (El País, Espanha) | “Por que Bolsonaro tem problema com ‘furos’ – para entender a misoginia brutal do antipresidente, teremos que falar de Cassia e Dilma” | tinyurl.com/vnkxjej

David Cufré
– Argentina (Página 12, Argentina) | “Gradualismo ou choque keynesiano – as opções do governo frente à crise internacional, a reestruturação da dívida e o FMI” | tinyurl.com/r36p4m7

Joseph Stiglitz
– EUA (Projetc Syndicate, EUA) | “Atormentado pelo trumpismo” | tinyurl.com/s83x2j2

Nomi Prins
– Donald Trump (The Nation, EUA) | “Trump não o salvará desta pandemia mesmo se pudesse. Seu governo sempre priorizou Wall Street sobre os trabalhadores dos EUA.” | tinyurl.com/spxqmz7

Renée Backmann – Israel (Mediapart, França) | “A sociedade israelense diante de dois flagelos: o coronavírus e a peste do racismo.” | tinyurl.com/s9fwbal

Owen Jones
– Coronavírus/Reino Unico (The Guardian, Inglaterra) | “Estamos à beira de ter uma lição terrível do coronavírus: desigualdade mata” | tinyurl.com/u8x3clk

Simon Wren-Lewis – Coronavírus/economia (Social Europe, Europa) | “Os efeitos econômicos de uma pandemia” | tinyurl.com/vqlwc8s

Mario Wainfeld – Coronavírus (Página 12, Argentina) | “Toda pandemia é política” | tinyurl.com/r3tu82r

Carlos Heller – Coronavírus/Economia (Página 12, Argentina) | “Duas pandemias: coronavírus e o capitalismo financeiro globalizado” | tinyurl.com/rz5ay2v

Conteúdo Relacionado