CM8 Internacional

Clipping Internacional - 18/07/2019

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

18/07/2019 08:48

Silvia Souza (ao lado, Douglas Belchior) é uma das atriculadoras de ações nacionais brasileiras de incidência do movimento negro (Reprodução)

Créditos da foto: Silvia Souza (ao lado, Douglas Belchior) é uma das atriculadoras de ações nacionais brasileiras de incidência do movimento negro (Reprodução)

 

NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

BOLSONARO
. Movimento Negro denuncia pacote de Moro-Bolsonaro. Documento enviado à Comissão de Direitos Humanos da OEA expõe genocídio contra população não-branca brasileira – com crescentes dados de morte no campo. Para denunciar violações de direitos humanos nas propostas que visam facilitar o acesso ao porte e a posse de armas por parte da população, promovidas pelo presidente Jair Bolsonaro, o Movimento Negro enviou documento à Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH). (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/2YaBSAO

BOLSONARO
. Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (17) que, se dependesse apenas dele, seu filho seria designado imediatamente embaixador do Brasil nos Estados Unidos. Segundo o presidente brasileiro, o chefe da Casa Branca, Donald Trump, aceitaria as credenciais de Eduardo Bolsonaro com um simples telefonema. (RFI, França) | bit.ly/2XNkX85

ACORDO EU-MERCOSUL
. Acordo UE-Mercosul protege Europa e deixa Brasil vulnerável. Para especialista, agricultores europeus não devem sofrer com o acordo UE-Mercosul, pois o documento fragiliza o produtor sul-americano. Luis Carlos Prado, professor de Economia Internacional da UFRJ. Para ele, os europeus não precisam se preocupar. Além do texto definitivo ainda não estar pronto, "o acordo prevê uma quantidade grande de possibilidades de defesa da agricultura europeia.” (Sputnik News, Rússia) | bit.ly/2SnpxDY

FORÇAS ARMADAS.
EUA recebem chefe do Estado-Maior do Brasil para fortalecer laços militares. O Comando Militar norte-americano do Sul (SOUTHCOM), informou nesta quarta-feira (17), que recebeu o Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas do Brasil, o tenente-brigadeiro Raul Botelho e teve como objetivo o fortalecimento dos laços militares entre Brasil e EUA, que são referidos pelo SOUTHCOM como os dois maiores exércitos do hemisfério ocidental. (Sputnik News, Rússia) | bit.ly/2YaC03g

BOLSONARO
. Os filhos do presidente brasileiro Jair Bolsonaro estão conseguindo posições de grande influência graças a seu pai, em decisões que geraram dúvidas e críticas sobre o compromisso de seu governo na luta contra a corrupção. O presidente da Suprema Corte, Antonio Dias Toffoli, surpreendeu ao suspender uma investigação sobre a corrupção contra o senador Flavio Bolsonaro, impedindo não só os procedimentos contra o filho do presidente, mas também prejudicando outras investigações em andamento suspeitas de lavagem de dinheiro. (ABC, Espanha) | bit.ly/2Y9vdXI

BOLSONARO.
Caetano Veloso partilhou um vídeo nas redes sociais que causou furor na internet brasileira: na imagem, de poucos segundos, o músico não consegue segurar o riso perante uma entrevista de Eduardo Bolsonaro à cadeia de televisão americana Fox News. Eduardo Bolsonaro, deputado federal mais votado nas últimas eleições, foi nomeado pelo pai, o presidente da República Jair Bolsonaro, embaixador do Brasil nos Estados Unidos. Para se mostrar habilitado, citou ter fritado hambúrgueres no país norte-americano. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/2JMcWqk

MERCOSUL
. O Mercosul se rejubila com o acordo com a EU. Não os sindicalistas, entretanto. (L’Humanité, França) | bit.ly/2YaoY5Q

STF.
O presidente do STF brasileiro acusado de proteger a família Bolsonaro. O líder do PT na Câmara dos Deputados, Paulo Pimenta expressou em vídeo através de sua conta no Twitter que "O presidente do STF, durante ou processo, em uma decisão monocrática, determinou que todas as instâncias do poder judiciário parem de investigar Flávio Bolsonaro (filho do chefe de Estado) e (Fabricio) Queiroz. Qual é o medo? “ (Últimas Notícias, Venezuela) | bit.ly/2Sr6hFW

NOTÍCIAS DO MUNDO

ARGENTINA
. Macri dá um decreto ao amigo americano. Macri nos passos de Menem, duas vezes com a mesma pedra. Ansioso para satisfazer os desejos de Trump, o presidente trouxe o país de volta ao conflito do Oriente Médio chamando em decreto a organização libanesa Hezbollah de terrorista. Apenas alguns países subordinados aos Estados Unidos fizeram o mesmo. (Página 12, Argentina) | bit.ly/2JE9krB

BOLÍVIA
. "Ou estamos com o império ou estamos com o povo". Evo Morales, presidente da Bolívia, fez campanha na cidade de Escobar. Jallalla, expressão ayára quechua que simboliza a unidade do povo e seu sentido de pertença, foi o grito que se sentiu mais e mais forte em referência a Morales. (Página 12, Argentina) | bit.ly/2xZsVvn

ITÁLIA
. Salvini prepara “plano de expulsão” de ciganos. O Vice-Primeiro-Ministro italiano considera que grande parte dos ciganos que vivem em acampamentos no país estão em situação de “ilegalidade” e que é preciso expulsá-los. O político que tinha jurado varrer os acampamentos ciganos do país a bulldozer ordenou relatórios sobre eles em todo o país. (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/30G6YxT

EUA
. Os republicanos bendizem o racismo de Trump como uma trunfo eleitoral. Neste momento há um caminho livre para "o ocupante da Casa Branca”, como descrito pelas quatro mulheres atacadas. Mas a Câmara dos Representantes não pretendem levar Trump para um juízo político por racismo (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/2LWLV64 | bit.ly/2Y9JHHa

EUA
. “Qual sua origem étnica?”, pergunta a assessora de Trump a uma jornalista. O desatino ocorreu dias após que Trump atacasse 4 congressistas mulheres a voltarem a seus países. A jornalista perguntou que importância isso tinha e que se negava a dizer por não tinha nada a ver com a pergunta. Conway respondeu que seus antepassados estavam na Irlanda e na Itália. Ao que o repórter respondeu: "Você está dizendo que o presidente estava dizendo a um palestino-americano para retornar aos territórios ocupados?" (El Periódico, Espanha) | bit.ly/2NZGNAF

EUA
. A campanha de 2020 será mais racista que a de 2016. Há um método por trás dos tweets "vá para casa" de Donald Trump. (The Economist, Inglaterra) | econ.st/2O0WIyT

EUA
. A maioria dos americanos acha que os recentes tweets de Donald Trump que atacaram quatro congressistas democratas de cor são racistas e antiamericanos, segundo uma pesquisa. A pesquisa acontece depois que uma pesquisa separada constatou que o índice de aprovação do presidente dos EUA aumentou entre os republicanos depois que o presidente dos EUA disse às mulheres do congresso para "voltarem" ao local de onde vieram. (The Independent, Inglaterra) | bit.ly/2Y93pCD

EUA
. Em desafio a Trump, a Câmara dos EUA vota para bloquear as vendas de armas sauditas. Medidas relacionadas a US $ 8 bilhões em vendas de armas para a Arábia Saudita agora vão para Trump, que deve vetar as resoluções. (Al Jazeera, Catar) | bit.ly/2JRm4K4

ARTIGOS/ENTREVISTAS

George Monbiot – Reino Unido (The Guardian, Inglaterra) | “Locatários pobres pagam para seus senhorios viverem como reis. Mas, não precisa ser assim.” | bit.ly/2YXySVy

Adam Slee e outros
– EUA (The Guardian, Inglaterra) | “A hipocrisia do racismo de Trump” [Os autores dissecam os abusos racistas recentes de Trump dirigido a 4 congressistas mulheres] | bit.ly/2GeEeV1

Jorge Alemán
– Espanha(Página 12, Argentina) | “Podemos e a Social Democracia” | bit.ly/2Z023HF

Conteúdo Relacionado