CM8 Internacional

Clipping Internacional - 18/08/2019

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

18/08/2019 09:08

(Ippóliti)

Créditos da foto: (Ippóliti)

NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

ARGENTINA
. Argentina, parceiro comercial e político ainda necessário para o Brasil. Quão necessária é a Argentina hoje para o Brasil? Depois das eleições primárias do último domingo, Jair Bolsonaro, de extrema-direita, apontou sua pesada artilharia retórica contra a fórmula presidencial da oposição de Alberto Fernández e Cristina Kirchner. Ele os chamou de "bandidos de esquerda". A julgar pelo tom estridente de Bolsonaro e seu ministro da Economia, Paulo Guedes - que ressaltou que o Brasil não precisa da Argentina para crescer - os brasileiros poderiam ficar sem o vizinho sem problemas. No entanto, analistas brasileiros não concordam com essa visão. (La Nacion, Argentina) | bit.ly/2KFMNep

ARGENTINA
. Brasil ameaça deixar o Mercosul se o Kirchnerismo retornar à Argentina. O previsível retorno do peronismo à Casa Rosada rompe com a consolidação dos governos de direita na América Latina nos últimos anos e pode abalar as bases do Mercosul. O presidente ultradireitista do Brasil, Jair Bolsonaro, não ajustou bem a grande vitória do justicialista Alberto Fernández no domingo. "Não acho que eu queira seguir os princípios da liberdade e da democracia", disse o presidente brasileiro. "Se problemas forem criados, o Brasil sairá do Mercosul". Com o ultraliberal Guedes pilotando a economia, Bolsonaro passou de protecionista a defensor do livre comércio. (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/2Hf6GGS

LULA
. Lula da Silva em entrevista a Bob Fernandes: "Eu não preciso de um favor, preciso de justiça". Lula da Silva: "Eu não preciso de um favor, preciso de justiça". Lula diz que há quatro pessoas que sabem que estão mentindo. "Primeiro Deus. segundo eu. terceiro (promotor Deltan) Dallagnol e o quarto é (ex-juiz Sérgio) Moro, que sabe que mentiu na sentença ”. (Últimas Notícias, Venezuela) | bit.ly/2Z7MuNj

BOLSONARO
. Revista revela que militares criticam diplomacia e privatizações de Bolsonaro. Em troca, a cúpula das Forças Armadas apoia a política ambiental e entende que a preocupação externa com a Amazônia é devida a interesses econômicos. De acordo com um relatório publicado pela revista semanal Época, há divergências entre as mais altas hierarquias das Forças Armadas brasileiras em relação à gestão do governo que o presidente Jair Bolsonaro vem realizando. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/2ZfEzBy

BOLSONARO. Um passado obscuro. Bolsonaro reconhece os antecedentes judiciais de vários familiares de sua esposa. A avó materna de Michelle Bolsonaro foi presa em 1997 com um derivado de cocaína e cumpriu dois anos de prisão. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/2Pbu6Ui

BOLSONARO
. Um problema para Jair Bolsonaro. O desconfortável passado judicial da família da primeira dama do Brasil. A mãe de Michelle Bolsonaro foi denunciada por falsificar documentos. E sua avó foi presa por posse de drogas. Dois tios também estão no centro das atenções. Os dados que o presidente e sua esposa preferem esconder. (El Clarin, Argentina) | bit.ly/30fXp8W

AMAZÔNIA
. Política de Bolsonaro põe em perigo o milionário Fundo Amazônia para combater o desmatamento. A Noruega, o maior doador, congela a contribuição de 30 milhões. A Alemanha, que já suspendeu uma ajuda, debate a revisão de sua contribuição. (El País, Espanha) | bit.ly/31FDMYj

NEPOTISMO
. Consultoria do Senado: indicação de Eduardo Bolsonaro à embaixada dos EUA seria nepotismo. O Parecer, assinado pelos técnicos do Senado, considera que o cargo de embaixador é comissionado, ou seja, a indicação de parentes até o terceiro grau é vetada. "A proibição se estende a parentes até o terceiro grau, o que, obviamente, inclui filhos da autoridade nomeante, cujo vínculo de parentesco é o mais próximo possível", informou o documento. (Sputnik News, Rússia) | bit.ly/2ZdEmz4

INPE
. Alberto Galvão, o cientista torpedeado por Bolsonaro por dados sobre desmatamento: "Não vamos calar a boca". O ex-diretor da agência que monitora o estado da Amazônia foi derrubado pelo presidente em 2 de agosto: ele revelou que o desmatamento aumenta drasticamente. Ricardo Galvão apelou hoje aos cientistas para que não sejam silenciados. "Os cientistas não podem permanecer em silêncio! Devemos nos expressar com força. Não podemos baixar a guarda", disse o físico e engenheiro de 71 anos, durante uma reunião na Universidade de São Paulo, onde recebeu uma ovação alunos e professores. (La Repubblica, Itália) | bit.ly/2z54HAB

DIREITA
. WhatsApp está radicalizando a direita no Brasil de Bolsonaro. O aplicativo foi usado para espalhar desinformação que ajudou a eleger o autoritário de extrema-direita Jair Bolsonaro. E ainda está servindo como uma plataforma para a radicalização. (HuffPost, EUA) | bit.ly/2KPVG3O

DIREITA
. Efeito Frota. São cada vez mais os bolsonaristas arrependidos. Como o deputado e ex-ator, também um governador, dois músicos, um movimento popular, um realizador, um jurista e um par de comentadores já se desiludiram com o presidente da República. No total, dizem as sondagens, são, pelo menos, 7% dos seus eleitores de há dez meses. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/2TFXa4P

GOVERNO BOLSONARO.
Bolsonaro reduz horário do exército: "Não há comida, nem dinheiro". O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, disse esta sexta-feira que todo o país "está sem dinheiro", o que levará o Exército a trabalhar em horário reduzido, acrescentando que há falta de comida para os recrutas. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/2YYSGvV

AMAZÔNIA
. Noruega nega 30 milhões de euros para o Fundo de Conservação da Floresta Amazônica. (Libération, França) | bit.ly/30fdLPl

NOTÍCIAS DO MUNDO

ARGENTINA.
“Macri nos desapontou, afundou tudo”. Parte do eleitorado argentino que votou pelo presidente em 2015 lhe vira as costas pelo impacto da crise. (El País, Espanha) | bit.ly/2YUkIsg

ARGENTINA
. O peso desabando e a pobreza triturando: a Argentina ouve ecos de 2001. A crescente paróquia de Torre reflete o abismo que se abriu na Argentina nas últimas duas décadas entre os que têm e os que não têm. Longe de encolher, essa lacuna se ampliou durante o atual governo do presidente conservador Mauricio Macri, cujo partido Cambiemos sofreu uma retumbante derrota nas primárias abertas no último domingo. (The Guardian, Argentina) | bit.ly/2KO6i3e

ARGENTINA.
Entrevista com Alberto Fernández. “O mundo já se deu conta que o problema é Macri”. "Sinto-me muito desconfortável ter que ser eu quem explica as violações de Macri com o Fundo Monetário", disse o candidato a presidente da Frente de Todos. "Era necessário que eu explicasse as coisas minimamente para que o mundo se acalmasse e agora a preocupação é como Macri fará para realizar tudo isso", disse ele. Seus planos de reforma ministerial, inserção internacional e renegociação com o FMI. (Página 12, Argentina) | bit.ly/31JPqkV

ARGENTINA
. O ministro das Finanças argentino renuncia após o terremoto financeiro pós-eleitoral. Nicolás Dujovne apresentou sua renúncia após a reação adversa dos investidores à derrota do partido no poder nas primárias. Em sua carta, Dujovone disse que renunciou convencido de que, sob as circunstâncias, a direção liderada por Macri "precisa de uma renovação significativa na área econômica". (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/2YZT5hB

ARGENTINA
. Axel Kicillof pode renovar o Kirchnerismo. O ex-ministro da Economia da Argentina poderia ser o próximo governador da província de Buenos Aires. Seu perfil moderado seria uma resposta para o peronismo da esquerda. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/2z4nKuN

ÍNDIA
. Índia planeja grandes campos de detenção para migrantes. Muçulmanos estão com medo. Mais de quatro milhões de pessoas na Índia, a maioria muçulmana, correm o risco de serem declaradas migrantes estrangeiras à medida que o governo impõe uma linha dura de agenda nacionalista hindu que desafia as tradições pluralistas do país e visa redefinir o que significa ser indiano. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/2z7udoU

MÉXICO
. Milhares de mulheres protestam no México contra a polícia por duas supostas violações por policiais. "Vivemos em constante perigo, as autoridades nos causam o mesmo medo do crime", denunciam as organizadoras. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/31EviAO

PERU
. Nem uma a menos: Mulheres no Peru marcham e exigem justiça. Até o momento, existem 105 feminicídios que ocorreram no país sul-americano. Combate à impunidade. (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/2Z9Zl5P

EUA
. Presidente Trump, ano III: a revolta dos números. As perspectivas econômicas para os Estados Unidos estão se deteriorando, mas o ocupante da Casa Branca se recusa a ver as consequências de sua guerra comercial com a China. (Le Monde, França) | bit.ly/2THxggO

HONG KONG
. O medo de intervenção da China em Hong Kong aumenta. Pequim está mobilizando tropas na fronteira e o movimento de protesto espera atrair milhares de manifestantes após a ocupação do aeroporto nesta semana. A ameaça de uma intervenção militar parece estar crescendo em Hong Kong. (Der Spiegel, Alemanha) | bit.ly/2NefgcI

DINAMARCA
. Na Dinamarca, a ideia de Trump de comprar a Groenlândia provoca protestos. Segundo vários assessores do presidente americano, Donald Trump estaria pensando em comprar a Groenlândia na Dinamarca. Uma ideia que foi mal recebida em Copenhague. (Le Journal du Dimanche, França) | bit.ly/2Z96PSx

ECONOMIA GLOBAL
. Os consumidores americanos estão segurando a economia global. Mas por quanto tempo? Mas, como vários sinais apontam para uma possível desaceleração nos Estados Unidos, os economistas estão ficando mais céticos quanto à possibilidade de os consumidores continuarem a abrir suas carteiras gratuitamente. Uma falha em fazê-lo poderia acelerar a chegada da primeira recessão americana em uma década. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/2YWgQr2

RÚSSIA
. Comunistas se manifestam em protesto em Moscou. Eles protestaram contra as próximas eleições municipais com uma manifestação em que atacaram tanto o partido Rússia Unida de Vladimir Putin quanto sua oposição liberal. A reunião estava cheia de bandeiras e faixas que chicoteavam a chuva e o vento frio, mas o comparecimento foi de apenas 4.000, menos de um décimo da grande manifestação da oposição da semana passada. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/2P0uSDm

ARTIGOS/ENTREVISTAS

Luis Leiria – Brasil ( Esquerda.net, Portugal) | “Devemos ser indiferentes a Bolsonaro?” | bit.ly/2L5UWb9

Eric Alterman
– EUA e Israel (Le Monde Diplomatique, França) | “Israel aliena os judeus norte-americanos.” A reboque da política do Oriente Próximo de Donald Trump. | bit.ly/2Z6NpxC

Juan Arias
– Brasil (El País, Espanha) | “Bolsonaro não precisa ser um ‘presidente banana’, mas tampouco um imperador”. O Brasil é uma democracia e nele existem instituições independentes com poderes próprios, que o presidente deve respeitar. | bit.ly/2KFKEPM

Martin Granovski
– Argentina (Página 12, Argentina) | “Um plebiscito cozinhado em fogo brando” | bit.ly/31IXIcQ

Carlos Heller
– Argentina (Página 12, Argentina) | “O plano anabolizante II: é a herança (macrista)” | bit.ly/2P21nkC

David Cufré
– Argentina (Página 12, Argentina) | “Para que Macri entenda: por que o governo encurralou a Argentina. Uma explicação futebolística” | bit.ly/33EwfLa


Conteúdo Relacionado