CM8 Internacional

Clipping Internacional - 19/03/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

19/03/2020 09:08

(Reprodução/Twitter/@_anatriz/ @semetiquetabr)

Créditos da foto: (Reprodução/Twitter/@_anatriz/ @semetiquetabr)

 

1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

BOLSONARO/PANELAÇO
. Bolsonaro ouve seu primeiro "panelaço". Nas duas maiores cidades do país, São Paulo e Rio de Janeiro, na capital federal Brasília, em Belo Horizonte e no Recife, populares foram às janelas bater panelas em protesto contra o presidente. E hoje há mais. A notícia de que o Palácio do Planalto pedirá ao Congresso Nacional para declarar estado de "calamidade pública" instantes depois de Jair Bolsonaro ter classificado de "histeria" as reações ao impacto do Coronavírus, levou milhares de brasileiros nas principais cidades do país a efetuar um "panelaço" na noite de terça-feira. (Diário de Notícias, Portugal) | tinyurl.com/uh37mpm

BOLSONARO/PANELAÇO. Panelaço contra Bolsonaro para pedir sua renúncia por sua gestão contra o coronavírus. O panelaço foi convocado após a indignação pública que levou o presidente no domingo passado a promover e participar de uma manifestação em Brasília em apoio e a favor do fechamento do parlamento. Não apenas porque dois dias antes o Ministério da Saúde havia aconselhado as multidões, mas também porque o presidente ainda era suspeito de ser portador do vírus. Também na terça-feira, com algumas horas de intervalo, ocorreram as duas primeiras mortes pelo vírus no Brasil, que, com 291 infecções até poucas horas atrás, é o país com os casos mais confirmados na América Latina e no Caribe. No entanto, o presidente continuou ignorando a gravidade da crise da saúde e, em uma entrevista de rádio, descreveu a preocupação como "histeria", criticando alguns governadores estaduais que, devido à paralisia causada pelo vírus "tomam medidas que vão prejudicar muito ”para a economia brasileira”. (La Vanguardia, Espanha) | tinyurl.com/ty8j5am

BOLSONARO/PANELAÇO. Bolsonaro continua desafiando o COVID-19 em meio a críticas à sua gestão. Ontem à noite, milhares de cidadãos, muitos deles em quarentena voluntária, bateram em panelas e caçarolas de suas janelas e varandas como um símbolo de protesto contra a atitude do presidente, que consideram irresponsável por não fazer o suficiente contra o avanço do patógeno. Nesta quarta-feira, o protesto foi repetido, embora de maneira mais intensa que no dia anterior, ao grito de "Fora Bolsonaro" e "assassinato de idosos" em cidades como São Paulo (em Bela Vista, Pinheiros ou Vila Mariana), Rio de Janeiro (Laranjeiras e Copacabana), Brasília e Recife (em Pina e Boa Viagem), entre outros. (El Periódico, Espanha) | tinyurl.com/s8r8q7m

BOLSONARO /PANELAÇO. Panelaço contra Bolsonaro mostra que população sabe da gravidade da COVID-19, diz especialista. São Paulo, Rio, Recife, Belo Horizonte, Distrito Federal, Fortaleza e Niterói registraram panelaços na noite desta quarta-feira (18). Em entrevista coletiva nesta quarta, Bolsonaro afirmou que o governo "está ganhando de goleada" e pediu que o trabalho da presidência seja exaltado. Em entrevista à Sputnik Brasil, Christopher Mendonça, cientista político do Ibmec, disse que os panelaços são sinais de que a população já sabe a gravidade da pandemia da COVID-19. Segundo ele, a população brasileira demonstra que está insatisfeita com a maneira como o governo federal conduz a crise do novo coronavírus. (Sputnik News, Rússia) | tinyurl.com/tovdw5o

BOLSONARO/PANELAÇO. Panelaços expressivos no Brasil contra Jair Bolsonaro por sua forma de lidar com a crise que causou o coronavírus. Aconteceram em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro e outras cidades importantes, enquanto o Presidente anunciava medidas. O país tem 428 casos confirmados e quatro mortes. Muitos brasileiros não esquecem as palavras do presidente há uma semana, quando ele se referiu ao coronavírus como "uma fantasia" que, graças ao jornalismo, havia gerado "histeria" entre a população. (El Clarín, Argentina) | tinyurl.com/sqz5557

BOLSONARO. Bolsonaro: «Na Itália, há muitas mortes porque é um país de idosos». "A Itália é uma cidade ... um país cheio de homens idosos, em todos os edifícios há pelo menos um casal, como em Copacabana, por esse motivo há muitas mortes". «Eles são muito frágeis e muitas pessoas morrem. Eles têm outras doenças, mas dizem que morrem de coronavírus ”, disse o presidente brasileiro Jair Bolsonaro sobre a emergência de coronavírus na Itália. "O coronavírus que chega ao fim não os mata, essas pessoas já estão debilitadas", acrescenta Bolsonaro em entrevista coletiva. (Il Messaggero, Itália) | tinyurl.com/ratfjk6

GOVERNO BOLSONARO/ CORONAVÍRUS/. Brasil está repetindo os piores erros de coronavírus dos Estados Unidos. As teorias de negação e conspiração do presidente Jair Bolsonaro estão colocando em risco milhões de cidadãos vulneráveis - e a economia. Na tarde de domingo, quando o número de casos confirmados de coronavírus no Brasil passou de 100, o presidente Jair Bolsonaro deixou o palácio presidencial em Brasília para se misturar com milhares de manifestantes pró-governo do lado de fora. Bolsonaro decidiu que o surto de coronavírus é apenas mais uma conspiração da mídia destinada a prejudicar sua presidência, em vez de uma pandemia global de saúde que causou milhares de mortes, fechou cidades, estados e países e martelou economias em todo o mundo. E ele manteve essa visão - mesmo que 17 membros de seu governo tenham testado positivo para o COVID-19 depois de uma viagem aos Estados Unidos no início de março. Apesar de dizer que "o vírus pode se transformar em um problema bastante sério" na terça-feira, Bolsonaro ainda disse à CNN Brasil que os pedidos de proibição de eventos esportivos e grandes encontros não passavam de "histeria". (HuffPost, EUA) | tinyurl.com/rsrswxg

CLÃ BOLSONARO/CHINA. Filho de Bolsonaro abre uma crise diplomática com a China devido ao coronavírus. O embaixador chinês no Brasil reage enfurecido protestando contra um "insulto maldoso" e diz que o deputado contraiu um "vírus mental" nos EUA. “Quem se lembra do que aconteceu em Chernobyl vai entender o que aconteceu aqui. Substitua a usina nuclear pelo coronavírus e a ditadura soviética pela chinesa. Mais uma vez, a ditadura preferiu esconder algo sério, em vez de expor e desgastar-se, mesmo que isso salvasse inúmeras vidas. Culpar a China e a liberdade seria a solução”, havia tuitado Bolsonaro. (La Vanguardia, Espanha) | tinyurl.com/rsh8rf4

CLÃ BOLSONARO/CHINA. Embaixada da China no Brasil, furiosa com o filho de Bolsonaro: "Você tem um vírus mental que infecta nosso relacionamento". O deputado Eduardo Bolsonaro comparou o surto de coronavírus ao acidente nuclear de Chernobyl e provocou raiva dos asiáticos. Por meio de uma mensagem ofensiva no Twitter, na qual ele comparou o surto de coronavírus com o acidente nuclear de Chernobyl em 1986, o deputado brasileiro Eduardo Bolsonaro culpou o governo de Xi Jinping pela pandemia. (El Clarín, Argentina) | tinyurl.com/uyxcyzx

CORONAVÍRUS. Brasil se declara em estado de calamidade após confirmar sua primeira morte por coronavírus. O Ministério da Saúde confirma 300 casos positivos e projeta 20 semanas "extremamente difíceis". (El País, Espanha) | tinyurl.com/vxc4nrt

CORONAVÍRUS. Brasil se declara em estado de calamidade após confirmar sua primeira morte por coronavírus. O Ministério da Saúde confirma 300 casos positivos e projeta 20 semanas "extremamente difíceis". (El País, Espanha) | tinyurl.com/vxc4nrt

CORONAVÍRUS. Dois ministros de Bolsonaro testam positivo para o coronavírus. Da comitiva que visitou oficialmente os Estados Unidos há duas semanas, 17 membros estão infetados. O presidente da República não é um deles. (Diário de Notícias, Portugal) | tinyurl.com/w847e7m

CORONAVÍRUS. Dois ministros brasileiros declararam terem testado positivo para o COVID-19. O general Augusto Heleno, chefe do gabinete de segurança institucional do presidente brasileiro Jair Bolsonaro, e Bento Albuquerque, ministro de Minas e Energia, testaram positivo para o novo coronavírus na quarta-feira. (La Presse, Canadá) | tinyurl.com/tpf7bta

FAVELA/RJ. Rene Silva, a voz das favelas do Rio. Jornalista cidadão, o jovem é o chefe da revista que ele fundou quando tinha 11 anos. Ele relata o cotidiano dos distritos operários do Rio, de onde veio. No Complexo de Alemão, um vasto conjunto de tijolos e lençóis que reúne treze favelas e 70.000 habitantes, no norte do Rio, René Silva não é apenas alguém. Aos 26 anos, o fundador do jornal Voz das Comunidades é uma das figuras mais famosas deste distrito, mas também das outras inúmeras favelas da cidade, das quais se tornou ao longo dos anos. um dos megafones mais importantes. (Le Monde, França) | tinyurl.com/qtd46mq

HISTÓRIA. Historiadora conta vida de Páscoa, a escrava angolana perseguida pela Inquisição no Brasil. Professora da Université Paris-Diderot, Charlotte Castelnau-L’Estoile mergulhou nos arquivos brasileiros e portugueses para entender como a Igreja Católica adaptou as regras do casamento para a realidade da colônia brasileira. Durante a pesquisa, descobriu Páscoa, uma escrava angolana vendida ao Brasil como castigo e perseguida pela Inquisição por ter se casado novamente em Salvador. (RFI, França) | tinyurl.com/wbtbafz

CRISE ECONÔMICA. Bolsa tem queda de mais de 10% e novo 'circuit breaker' é acionado. A bolsa de valores teve uma queda de mais de 10% nesta quarta-feira (18) e novo 'circuit breaker' foi acionado no começo da tarde desta quarta-feira (18). (Sputnik News, Rússia) | tinyurl.com/w2wq5dg

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

CORONAVÍRUS/CUBA/EUA.
EUA fecha e Cuba se abre para o desafio do coronavírus. O coronavírus vem com misérias e gestos altruístas incluídos. A ilha permitiu que um navio de cruzeiro britânico atracasse com infectados. Trump teria oferecido ao laboratório alemão CureVac a compra de uma vacina para ser usada exclusivamente em seu país. A negativa da empresa de produtos farmacêuticos não acalmou a raiva do governo de Merkel. (Página 12, Argentina) | tinyurl.com/r29wba3

CORONAVÍRUS/CHINA. China atinge um marco no coronavírus: nenhuma nova infecção local. Todos os novos casos relatados na quinta-feira envolveram pessoas que vieram para a China de outros lugares, disse o governo. (The New York Times, EUA) | tinyurl.com/rjr7sku

CORONAVÍRUS/EUA. Trump assina projeto de coronavírus pedindo testes gratuitos e ajuda aos trabalhadores. A medida introduzida pelos democratas expandirá o Medicaid e os benefícios de desemprego e determinará licença médica paga por alguns. (The Guardian, Inglaterra) | tinyurl.com/vdou98b

CORONAVÍRUS/ÁFRICA. Relativamente poupada, a África está se preparando para o pior. Antecipando a provável devastação, vários países africanos adotaram medidas estritas nos últimos dias, na esperança de conter a propagação da epidemia de covid-19 em seu território. O número de casos está aumentando lenta, mas firmemente. (Le Soir, Bélgica) | tinyurl.com/tvhczpq

CORONAVÍRUS/ALEMANHA. Cerca de 10 milhões de pessoas na Alemanha podem ser infectadas com o novo coronavírus nos próximos meses se medidas preventivas rigorosas não forem observadas por todos, alertou o chefe do centro de controle de doenças da Alemanha na quarta-feira. (Der Spiegel, Alemanha) | tinyurl.com/uwflac6

CORONAVÍRUS/MUNDO. Qual é a taxa de mortalidade do coronavírus nos países em que os casos foram detectados? Diferentes estudos indicam que a doença tem uma mortalidade entre menos de 1% e 4%, mas depende de cada país e do número de exames realizados. (El Mercúrio, Chile) | tinyurl.com/yx7ex2br

CORONAVÍRUS/AMÉRICA LATINA. Na América Latina a pandemia inflama a crise. Do Chile ao Brasil, países já enfraquecidos pelas políticas neoliberais, as pessoas se encontram na linha de frente, desamparadas, diante do vírus Covid-19 e seus impactos. As medidas tomadas, em ordem dispersa, são contrastadas: elas sustentam o 'essencial, nesta fase, para fechamentos parciais ou totais das fronteiras, quarentenas direcionadas, escolas fechadas, campanhas que incitem as populações a regras de higiene e distância social seguidas de maneira desigual. Ali, sem dúvida, mais do que em outros lugares, a pandemia agrava os antagonismos, provoca crises, lança uma luz dura sobre as desigualdades sociais e a precariedade dos sistemas de saúde pública esmagados pelas políticas neoliberais. (L’Humanité, França) | tinyurl.com/yx6f5lmo

CORONAVÍRUS/ESPANHA. Os hospitais de Madri estão à beira do colapso devido à chegada de casos e à escassez de material para combater o coronavírus. A pressão sobre os centros e centros de saúde acelera com o triplo de casos e internações na UTI em cinco dias: "Estamos em uma situação dramática", descrevem os profissionais. (El Diário, Espanha) | tinyurl.com/qwywpse

CORONAVÍRUS/ITÁLIA. A mortalidade continua a crescer na Itália: 475 mortes em um único dia. O coronavírus não dá trégua à Itália. Nas últimas 24 horas, 475 pessoas morreram com esta doença, o que eleva as mortes na península transalpina a 2.978. O vírus já se espalhou para 35.713 italianos, dos quais 4.025 foram curados, 28.710 ainda estão doentes e destes 2.257 em terapia intensiva. As medidas de isolamento ainda não entraram em vigor na Lombardia. A região mais afetada pela Covid-19 na Europa já possui 17.713 casos, dos quais 1.959 morreram, os últimos 319 em um único dia. É uma porcentagem muito alta, 11%, o que significa que certamente existem muitas pessoas que não foram diagnosticadas. (La Vanguardia, Espanha) | tinyurl.com/vyt7bhu

ARGENTINA. “Somos um só nesta pandemia”. A oposição cerrou fileiras com o governo na luta contra o coronavírus. O presidente Alberto Fernández se reuniu na Casa Rosada com os chefes dos blocos de oposição no Parlamento para disponibilizar as informações sobre a expansão do coronavírus e, para dar a ideia, foi repetido várias vezes na conferência de imprensa subsequente, que "não há rachaduras" em face da pandemia. Hoje, na mesma direção, o presidente receberá em Olivos os governadores com os quais avançará no objetivo de realizar uma quarentena total no país, que será analisada nas próximas semanas, com vários feriados que poderão ser realizados. O objetivo da medida, com a qual os oponentes estavam em total concordância, é achatar, tanto quanto possível, a "curva" do número de infectados, para que os infectados possam ser assimilados pelo sistema de saúde e, assim, evitar o pico de pacientes. Foi visto em países como Itália e Espanha, que agora sofrem um número chocante de mortes diárias. (Página 12, Argentina) | tinyurl.com/t9yz2nc

IRAQUE. A tripla crise do Iraque 17 anos após a invasão dos EUA. O presidente do Iraque nomeou o ex-governador de Najaf para formar um novo governo, quando o país enfrenta uma longa crise política, que agora também passa a económica e sanitária. (Diário de Notícias, Portugal) | tinyurl.com/smj64js

EUA. Grupos de ódio nacionalistas brancos cresceram 55% na era Trump, segundo relatório, de acordo com um novo relatório do Southern Poverty Law Center (SPLC), e um movimento racista "crescente" continua a ser impulsionado por "um profundo medo de mudanças demográficas ”. Nacionalmente, havia 155 desses grupos contados no ano passado, e eles estavam presentes na maioria dos estados. Esses grupos foram contados separadamente dos grupos Ku Klux Klan, skinheads racistas, grupos de identidade cristã e grupos neoconfederados, todos os quais também expressam alguma versão das crenças supremacistas brancos. (The Guardian, Inglaterra) | tinyurl.com/vgbxq64

EUA. O estímulo de US $ 1 trilhão de Trump é uma aposta pela reeleição - e uma mudança radical para os republicanos que antes se opunham aos resgates. O novo coronavírus está redefinindo a presidência de Donald Trump oito meses antes de ele ser reeleito, ao apostar que o maior pacote de resgate da história dos EUA poderia proteger o povo americano da carnificina econômica provocada pela pandemia. Trump será testado nas urnas não apenas por sua gestão da crise de saúde pública, mas também por sua capacidade de navegar no que o presidente diz que provavelmente será uma recessão - um desafio que está revivendo o debate de uma década sobre o uso de dinheiro público para apoiar empresas privadas. (The Washington Post, EUA) | tinyurl.com/vfe5u7o

CRISE ECONÔMICA. Estoques e moedas deslizam à medida em que a escassez de caixa piora. Ações e muitas moedas caíram, enquanto outra liquidação agressiva põe em dúvida a capacidade dos bancos centrais globais de aliviar a escassez de caixa e combater a desaceleração do crescimento causada pela pandemia de coronavírus. (The Wall Street Journal, EUA) | tinyurl.com/rg6qv9b

EUROPA. Covid-19: Banco Central Europeu lança plano histórico de emergência para acalmar mercados. Diante do fantasma de uma nova crise na zona do euro, o BCE anuncia recompras de ações por 750 bilhões de euros, um nível sem precedentes. (Le Monde, França) | tinyurl.com/wxjlnm9

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Yannis Varoufakis – Coronavírus/Europa (Project Syndicate, EUA) | “A Europa não está preparada para a recessão do Covid-19” | tinyurl.com/saa7hmw

Mariana Mazzucato – Coronavírus/Capitalismo (The Guardian, Inglaterra) | “A crisde do Covid-19 é a chance de fazer um capitalismo diferente | tinyurl.com/stcr4su

Mariana Mazzucato e Azzi Momenghalibaf – Indústria Farmacêutica/EUA (The New York Times, EUA) | “A menos que se corrija o sistema, os pagadores de impostos norte-americanos estarão sendo usurpados em uma vacina que eles pagaram para produzir” | tinyurl.com/rz36stf

Kurt M. Campbell e Rush Doshi – Ordem Mundial (Foreign Affairs, EUA) | “O coronavírus pode remodelar a ordem global.” | tinyurl.com/sg9d8so

Wendell Potter – Capitalismo (Common Dreams, EUA) | “A pandemia do coronavírus revela quão devastador é a ganância por lucros em que a indústria de seguro saúde se tornou.” | tinyurl.com/smghjvp

Conteúdo Relacionado