CM8 Internacional

Clipping Internacional - 21/08/2019

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

21/08/2019 08:53

O ex-chanceler Celso Amorim (à esquerda), ao lado do candidato à presidência da Argentina, Alberto Fernández, durante visita a Lula em Curitiba, em 4 de julho de 2019 (Comitê Lula Livre/DR)

Créditos da foto: O ex-chanceler Celso Amorim (à esquerda), ao lado do candidato à presidência da Argentina, Alberto Fernández, durante visita a Lula em Curitiba, em 4 de julho de 2019 (Comitê Lula Livre/DR)

1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

LULA.
Concentração em Lisboa exigiu liberdade para Lula. Dezenas de pessoas concentraram-se esta terça-feira em Lisboa para assinalar os 500 dias da prisão do ex-presidente brasileiro Lula da Silva. O protesto voltou a chamar a atenção para a “farsa judicial” que levou à prisão de Lula da Silva em abril de 2018, impedindo a sua participação nas eleições presidenciais que levaram Jair Bolsonaro ao poder. (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/2zgfEPG

LULA
. Lula, 500 dias diante das adversidades. 500 dias da prisão de Luiz Inácio Lula da Silva, em meio a uma crise político-econômica de dimensões que o Brasil vive. As revelações de Glenn Greenwald mostraram que a Lava Jato era a ferramenta judicial para uma dupla operação em formato de pinças: a saída do Partido dos Trabalhadores do Governo, por meio do impeachment da então presidente Dilma Rousseff, e a prisão de Lula, que liderava as pesquisas e subsequente impedimento de disputar o governo. O produto dessa deformidade foi eleito Bolsonaro, da extrema direita. (Página 12, Argentina) | bit.ly/31Yfzg9

LULA
. Lula: 500 dias presos em um Brasil injusto. Organizações políticas, sociais e jurídicas pedem sua libertação imediata. "Eu só quero datar 100 por cento de inocência e daqui provarei que eles são bandidos e eu não sou", disse ele em referência ao ex-juiz Moro e ao promotor Dallagnol. Luiz Inácio Lula da Silva completa 500 dias na cadeia. Em 7 de abril de 2018, o ex-presidente brasileiro deu seu último discurso em público antes de ser transferido para a prisão de Curitiba, onde ainda está na prisão. (Página 12, Argentina) | bit.ly/30mCotl

LULA
. Favoritos à presidência argentina, Fernández e Kirchner pedem a libertação de Lula. O candidato à presidência da Argentina, Alberto Fernández, e sua companheira de chapa, Cristina Kirchner, pediram nesta terça-feira (20) a liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, assinando uma petição com mais de cem personalidades. A formação peronista Frente de Todos é favorita para as eleições de outubro. (RFI, França) | bit.ly/2HgcZKm

BOLSONARO
. ‘Game of Thrones’ do Brasil: as tensões dentro do círculo interno de Bolsonaro. Presidente da extrema direita se rodeou de uma mistura conflituosa de ideólogos e pragmáticos. (Financial Times, EUA) | on.ft.com/2TOdG2I

DESIGUALDADE. O desemprego é o principal fator para aumento da concentração de renda no Brasil. Um estudo divulgado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostra que a desigualdade social no Brasil cresceu nos últimos 17 trimestres, equivalente a aproximadamente 4 anos. O levantamento intitulado “A Escalada da Desigualdade” mostra que esse é o mais longo período de aumento de desigualdade desde o início da série histórica. (Sputnik News, Rússia) | bit.ly/2P4WE1u

FOGO NA FLORESTA
. São Paulo anoitece às três da tarde. Os numerosos incêndios que queimam a Amazônia emitiram uma fumaça forte que deixou a cidade brasileira no escuro. São Paulo, a maior cidade brasileira, escureceu nesta segunda-feira por volta das três da tarde, um horário incomum para o anoitecer. A razão para o estranho fenômeno se deve à soma de dois fatores: a chegada de um forte nevoeiro e os incêndios florestais da Amazônia a milhares de quilômetros da cidade. (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/2KZk1o0

FOGO NA FLORESTA
. Dezenas de incêndios devoram a Amazônia. O Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso, já perdeu 12% de sua vegetação, (El Periódico, Espanha) | bit.ly/31UlZgk

FOGO NA FLORESTA. Enquanto a Amazônia queima, o presidente do Brasil sente o fogo. Os incêndios na floresta amazônica atingiram um número recorde este ano, com 72.843 detectados até agora pelo Centro de Pesquisa Espacial do Brasil, INPE, à medida que crescem as preocupações com a política ambiental do presidente Jair Bolsonaro. | bit.ly/33ITGTL

FOGO NA FLORESTA
. A briga de Bolsonaro na Amazônia com a Alemanha e a Noruega ameaça o acordo comercial UE-Mercosul. Primeiro, o Brasil anunciou que retiraria a ajuda externa dos projetos para proteger a floresta amazônica e, em vez disso, passaria para os criadores de gado e soja. Em seguida, a Alemanha e a Noruega congelaram dezenas de milhões de dólares em assistência planejada. O acordo entre a União Européia e o bloco comercial sul-americano Mercosul exige que o Brasil cumpra o acordo climático de Paris. O pacto climático tem como objetivo acabar com o desmatamento ilegal na Amazônia até 2030. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/2Nnv5ho

FOGO NA FLORESTA. #prayforamazon (reze pela Amazônia) bomba, enquanto Jair Bolsonaro é demolido em críticas por inação por fogos nas florestas por 3 semanas que devastam ‘o pulmão do nosso planeta”. (Newsweek, EUA) | bit.ly/31UpEuy

ÍNDIOS. Mulheres indígenas tomam a capital do Brasil: "Nossa conexão com o passado curará essa sociedade". A Primeira Marcha Nacional de Mulheres Indígenas no Brasil foi realizada na capital de 9 a 13 de agosto. Elas apostam em uma reconexão com a cultura e identidade do país em face da fratura social e do ódio disseminado nos últimos anos. Suas principais demandas são demarcação territorial e educação diferenciada e atenção à saúde. (El Diário, Espanha) | bit.ly/2TRnCs9

SEQUESTRO
. Mídia francesa destaca sequestro de ônibus no Rio que terminou com morte de agressor. Sites franceses repercutem o sequestro de um ônibus com 31 passageiros na ponte Rio-Niterói nesta terça-feira (20). Depois de cerca de quatro horas mantendo reféns, um homem foi atingido por disparos de atiradores de elite e morreu no hospital. (RFI, França) | bit.ly/2TPum9U

SEQUESTRO.
Witzel é 'oportunista diante da tragédia', diz Talíria Petrone após sequestro na Rio-Niterói. A deputada federal Talíria Petrone (PSOL-RJ) estava na ponte Rio-Niterói no momento em que ocorreu um sequestro a um ônibus que paralisou a via e terminou com a morte do sequestrador. (Sputnik News, Rússia) | bit.ly/33Yj4Fc

SISTEMA CARCERÁRIO.
Como o crime organizado impõe sua lei nas prisões brasileiras. A revolta da prisão de Altamira, em julho, foi de 62 mortos o segundo pior do país e destaca o enorme poder das facções atrás das grades. As chamadas facções se tornaram fortes diante do vácuo do Estado, que geralmente aparece apenas para conter a violência. (El País, Espanha) | bit.ly/2HjO2h9

SAÚDE.
Governo brasileiro recomenda vacinação em bebés após aumento de casos de sarampo. Além das incluídas no programa de vacinação, com 12 e 15 meses, a tutela pretende "alcançar 1,4 milhões de crianças" sem dose extra contra o sarampo. Brasil registou 1 680 casos de sarampo nos últimos 90 dias, entre 19 de maio a 10 de agosto, um aumento que levou o Ministério da Saúde brasileiro a recomendar a vacinação em bebés. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/30tdTuQ

BOLSONARO
. O presidente brasileiro pode abandonar seu plano de tornar seu filho embaixador nos EUA em razão das reações negativas. O presidente de extrema direita encontraria o caminho bloqueado no Senado após relatório que aponta nepotismo na indicação. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2zbBX9l

HADDAD
. Ex-candidato presidencial Fernando Haddad condenado a quatro anos e meio de prisão. Haddad lamentou o episódio, declarando não entender a decisão do juiz. "Levei quatro anos da minha vida para provar que o Ricardo Pessoa [ex-presidente da UTC] havia mentido na delação premiada (benefício legal concedido a um réu que aceite colaborar na investigação criminal). O juiz afastou essa acusação. E o que é fez agora? Condenou-me por algo de que nem sequer fui acusado", garantiu Haddad. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/2Zgkw1Z

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

ARGENTINA
. O governo Macri mudou pessoas, mas ratificou a mesma política que levou ao colapso econômico. Com o modelo de inflação, desvalorização e recessão até o último dia. Os discursos de Lacunza e Sandleris refletem que o governo, em seu período mais difícil, insiste com a mesma política. Seduzir o capital especulativo e sacrificar o trabalho e o emprego. (Página 12, Argentina) | bit.ly/30l0kNX

EUA
. Trump acusa judeus norte-americanos de "deslealdade" por votarem democratas, em arenga antissemita. As observações do presidente pareciam se referir a uma percepção de que os judeus americanos têm uma dupla lealdade à América e a Israel. Os comentários vieram como parte de uma enxurrada de comentários depreciativos que ameaçam reacender uma contenda em curso com congressistas democratas Ilhan Omar de Minnesota e Rashida Tlaib. Eles pareciam referir-se a uma percepção de que os judeus americanos têm uma dupla lealdade à América e a Israel. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2NmPMtV

TRUMP.
Trump acusa os democratas judeus de "grande deslealdade". O presidente Trump disse na terça-feira que qualquer judeu que vote por um democrata é culpado de ignorância ou "grande deslealdade", intensificando seus esforços para criar uma divisão partidária sobre a religião e apoio a Israel, mesmo quando ele parecia usar um jargão antissemita. O Sr. Trump não entrou em detalhes sobre o que ele considerava ser a deslealdade dos judeus, mas sua linguagem lembrava a difamação antissemita de que os judeus têm uma "dupla lealdade" e são mais devotados a Israel do que a seus próprios países. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/2Hc44tx

EUA.
Preso um fanático neonazista que ameaçou "exterminar" todos os latinos em Miami. Eric Lin enviou mensagens ameaçadoras via Facebook expressando seu apoio a Hitler e seu desejo pelo "genocídio" de pessoas de língua espanhola e outros grupos étnicos. "Agradeço a Deus todos os dias que Donald John Trump é presidente e lançará uma guerra racial e cruzada" contra as minorias raciais, étnicas e religiosas, diz ele em uma das mensagens. (El Clarín, Argentina) | bit.ly/30o3ZdJ

ARGENTINA
. Alberto Fernández e Cristina reivindicaram a liberdade de Lula. Eles assinaram uma petição junto com mais de cem personalidades da política nacional e cultura. 500 dias depois da prisão do líder do PT Lula da Silva na prisão federal de Curitiba, foi lançada uma campanha internacional chamada "500 dias de injustiça" que multiplicou o apoio de figuras políticas e culturais regionais e internacionais para que O ex-presidente é libertado. (Página 12, Argentina) | bit.ly/31T5lO6

ARGENTINA
. O voto jovem: a chave do sucesso de Alberto Fernández na Argentina. (El País, Espanha) | bit.ly/33Yjewi

ITÁLIA
. A renúncia do primeiro-ministro agrava a crise política na Itália. Giuseppe Conte apresenta sua renúncia ao presidente da Itália, Sergio Mattarella, que iniciará uma rodada de consultas com os partidos. (El País, Espanha) | bit.ly/2L0uI9D

EGITO
. A ONU suspende a conferência contra a tortura no Cairo. A decisão foi tomadaapós a denúncia de ONGs indignadas com a escolha de realizar a reunião em um país que faz uso indiscriminado de tortura. Como o caso de Giulio Regeni mostra. (La Repubblica, Itália) | bit.ly/2ZbxthN

VENEZUELA
. Maduro confirma contatos em mais alto nível com Governo dos EUA. "Durante meses houve contatos entre altos funcionários do Governo dos EUA, Donald Trump e Governo Bolivariano", admitiu o líder venezuelano. Ou objetivo é "buscar um processo de regularização do conflito com ou império norte-americano". (Público, Portugal) | bit.ly/2L0uXl3

DINAMARCA
. Dinamarqueses, furiosos com o adiamento da visita de Trump, chamam seu comportamento de "insultante". Parlamentares e ex-ministros do governo criticaram o comportamento do presidente como juvenil, não-diplomático e insultante, embora o próprio governo ainda não tenha feito comentários sobre o cancelamento da visita e agendou uma coletiva de imprensa para a tarde. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/2zcXi29

TURQUIA
. Os protestos se multiplicam após a destituição de prefeitos curdos pelo governo da Turquia (L’Humanité, França) | bit.ly/2z9VTtc

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Celso Amorim - Brasil (L’Humanité, França) | “No país de Bolsonaro, 500 dias de injustiça com Lula” | bit.ly/2KJf83s

Joseph Stiglitz, entrevista –
Argentina (Página 12, Argentina) | “Macri tomou emprestado em excesso. Apostou demais e apostou mal.” | bit.ly/2MtwGTe

Martin Granovsky
– Argentina (Página 12, Argentina) | “Macri tomou um chute no peiro”. | bit.ly/2MvLO2u

Thomas L. Friedman
– EUA (The New York Times, EUA) | “Como o processo de paz Palestina-Israel se tornou uma farsa” (Os EUA têm planos sem parceiros e as ações não têm um plano de paz) | nyti.ms/2KMtujJ

Maurício Santoro
– Brasil (The New York Times, EUA) | “A tragédia do Rio de Janeiro é política. A violência policial na cidade é evitável. O drama que vive é político: deriva de uma estratégia equivocada e perigosa” | nyti.ms/2Znq2DY

Conteúdo Relacionado