CM8 Internacional

Clipping Internacional - 22/08/2019

Notícias internacionais sobre o Brasil - especial 'Fogo na Floresta Amazônica'; Notícias do Mundo; e Artigos

22/08/2019 08:54

 

 

1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

LULA
. Candidato à presidência da França em 2017, Mélenchon vai visitar Lula na prisão. O líder do partido de esquerda “França Insubmissa”, Jean-Luc Mélenchon, avisou seus correligionários que não participará das tradicionais “universidades de verão” do partido. O motivo? Ele irá ao Brasil visitar o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, preso na sede da Polícia Federal de Curitiba. (RFI, França) | bit.ly/2TYLqKL

MEIO AMBIENTE
. Especialista da FAO alerta para contaminação do Aquífero Guarani no Brasil. A exploração e utilização do Sistema Aquífero Guarani (SAG) segue sem uma legislação transnacional que regulamente o acesso às águas subterrâneas compartilhadas por Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai. A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) adverte para as consequências desastrosas em caso de contaminação das águas profundas. (RFI, França) | bit.ly/2Zl7gx4

COAF
. Bolsonaro anula independência do Coaf com nova medida provisória, diz o cientista político Antônio Jackson da Universidade Federal de Ouro Preto. Criado em 1998 pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), o Coaf sempre esteve vinculado ao Ministério da Economia, mas chegou a ser transferido ao Ministério da Justiça após pedido do ministro Sergio Moro. Ele voltou ao Ministério da Economia e agora vai ao Banco Central porque, segundo Bolsonaro, é preciso "tirar o Coaf do jogo político". (Sputnik News, Rússia) | bit.ly/2Zht5xD

ARGENTINA
. A última obsessão de Jair Bolsonaro: dinamitar as eleições na Argentina. .O presidente do Brasil prevê calamidades bíblicas todos os dias após o triunfo do peronismo em seu parceiro do Mercosul. Neste domingo, ele repetiu a dose, comparando a Argentina com a Venezuela, mesmo recorrendo a citações bíblicas para continuar provocando o Kirchnerista que pode suceder Mauricio Macri. "Com o possível retorno do povo do Fórum de São Paulo para a Argentina, o povo vai em massa para retirar seu dinheiro dos bancos. É a Argentina, cada vez mais próxima da Venezuela", escreveu em seu Twitter. (El País, Espanha) | bit.ly/2HhYnuc

LEI DA “LIBERDADE ECONÔMICA”.
Senado do Brasil aprova pacote de desregulamentação. Medidas enfrentam a oposição de grupos que temem uma redução dos direitos trabalhistas e nas proteções ambientais. (The Wall Street Journal, EUA) | on.wsj.com/2Np5fcX

BOLSONARO.
Bolsonaro acusa ONG de incendiarem a Amazônia para o prejudicar. O Presidente brasileiro não apresentou provas. E, quando questionado sobre a propagação de incêndios descontrolados, disse que é a época das queimadas. (Público, Portugal) | bit.ly/2Zn263G

CULTURA
. O Secretário da Cultura renunciou e criticou fortemente as "políticas de censura" de Jair Bolsonaro. Henrique Pires comunicou a sua decisão depois de o Governo ter cancelado um concurso público com o qual se destinava a financiar a produção de material audiovisual com temas LGBT. (El Clarín, Argentina) | bit.ly/2ZizGDS

PRIVATIZAÇÕES
. Brasil anuncia a venda de nove empresas estatais, incluindo o enorme Correio. Eles fazem parte de um plano de privatização que também inclui prisões e parques nacionais. O governo procura, assim, impulsionar a economia. Fortes aumentos no mercado de ações. (El Clarín, Argentina) | bit.ly/2Hkx9mr

HADDAD
. A polêmica que aponta para o uso político da justiça na condenação contra Fernando Haddad no Brasil. “Passei quatro anos tentando provar que a testemunha mentiu, então o magistrado me condenou por uma acusação pela qual eu não tinha sido acusado (…) agora, vou ter que enfrentar outros dois, e como é o impacto que isso terá em minha vida? No meu trabalho? Em minha família? Terei que explicar agora que fui condenado por algo que não fui acusado. Como resistir a isso? ”Lamentou o acadêmico e ex-candidato presidencial Fernando Haddad. (El Desconcierto, Chile) | bit.ly/320eRix

MEIO AMBIENTE
. Ministro brasileiro do Meio Ambiente vaiado em evento sobre mudanças climáticas. Com o mundo de olhos postos na Amazônia, o ministro brasileiro do Meio Ambiente foi vaiado, esta quarta-feira, enquanto participava na Semana Latino-Americana sobre Mudança do Clima que se realiza em Salvador da Bahia e tem o apoio da Organização das Nações Unidas. (Euronews, Portugal) | bit.ly/2KPZQKh

ESPECIAL: FOGO NA FLORESTA AMAZÔNICA

The Guardian, Inglaterra) | Jair Bolsonaro acusa as ONGs de atear fogo na floresta amazônica. Presidente do Brasil culpa grupos verdes por aumento de ataques, mas não oferece evidências para alegação, enquanto tenta evitar críticas internacionais crescentes sobre sua incapacidade de proteger a maior floresta tropical do mundo. Uma onda de incêndios em vários estados da Amazônia neste mês seguiu relatos de que os agricultores estavam se sentindo encorajados a limpar a terra para plantações e fazendas de gado porque o novo governo brasileiro estava ansioso para abrir a região para a atividade econômica. | bit.ly/2Ldrr7l

The Sydney Morning Herald, Austrália |
O fogo na Amazônia se espalha, provocando um debate político no Brasil. Enormes extensões da Amazônia, que servem como os pulmões do planeta absorvendo dióxido de carbono, armazenando-o em solos e produzindo oxigênio, estão em chamas. A fumaça dos incêndios generalizados intensificou a controvérsia sobre as políticas de uso da terra do governo brasileiro e acrescentou combustível aos rumores de fumaça se espalhando pelo sul do país. | bit.ly/2KPZVxz

Página 12, Argentina
. | Alarme por incêndios que arrasaram 68 reservas naturais. Enquanto a Amazônia é incendiada, Bolsonaro faz piada. Entre janeiro e agosto, 72.843 fontes intermitentes de incêndios florestais foram registradas devido à "política de desenvolvimento" do presidente brasileiro para agricultura e mineração. Bolsonaro argumentou que "é a estação do fogo" e debochou: "Eles costumavam me chamar de Capitão Chainsaw e agora eu sou Nero incendiando a Amazônia." | bit.ly/2Zej9AR

Página 12, Argentina
. | Com a Amazônia pegando fogo, Bolsonaro culpa ONGs. Ele contradisse seu ministro, que concedeu o fogo a causas naturais. O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, denunciou duramente contra organizações nãogovernamentais, implicando que elas poderiam estar por trás dos incêndios desencadeados na Amazônia, o maior registrado nos últimos anos. Desde sua chegada ao poder em 1º de janeiro passado, o presidente realiza uma política ambiental baseada na defesa da exploração da floresta em mãos privadas, na legalização da mineração em reservas indígenas e na redução do controle em áreas protegidas. | bit.ly/2KLVP9D

Esquerda.net, Portugal |
Fumaça dos incêndios da Amazônia já cobre sul do continente sul-americano. Incêndios na região só podem ter mão humana, garantem técnicos. Bolsonaro diz que culpa dos fogos é das ONGs, sem dar provas da afirmação nem citar qualquer nome. Por Luis Leiria. | bit.ly/2KMzzwu

Le Figaro, França. |
Amazônia: Governadores da região criticam política de Bolsonaro. Os governadores dos estados amazônicos do Brasil criticaram as iniciativas do governo do presidente Jair Bolsonaro que levaram à suspensão, pela Noruega e Alemanha, de suas contribuições para o Fundo Amazônia, que financia a preservação do "pulmão do planeta". | bit.ly/30rVdLI

Le Figaro, França |
Brasil "reza" pela floresta amazônica. A cidade de São Paulo foi mergulhada na escuridão na segunda-feira por causa dos enormes incêndios que ocorreram desde o início de julho na Amazônia. Enquanto os usuários da Internet chamam maciçamente Jair Bolsonaro para agir, o presidente insinuou que as ONGs eram responsáveis pelos incêndios. | bit.ly/2TOgJba

Sputnik News, Rússia |
Desmatamento é principal causador de incêndios na Amazônia, diz especialista. A cidade de São Paulo observou um fenômeno estranho na tarde desta segunda-feira (19). Era por volta de 15 horas quando a tarde se transformava em noite e as ruas ficaram completamente escuras. No início, muitos pensaram que a escuridão fosse causada pelo mau tempo, mas o principal fator para o céu ter ficado escuro foi na verdade a fumaça de incêndios que se espalham pelas florestas do Norte do Brasil e que foram transportadas pelo vento em direção a região Sudeste. | bit.ly/33QQmWu

The New York Times, EUA |
Incêndios na Floresta Amazônica explodiram este ano. Os incêndios, a maioria dos quais foram feitos por fazendeiros limpando suas terras, estão devastando áreas desabitadas da floresta tropical e invadindo áreas povoadas no norte do país, incluindo os estados de Rondônia e Acre. O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, que monitora incêndios usando imagens de satélite, informou na quarta-feira que detectou 39.194 incêndios este ano na maior floresta tropical do mundo, um aumento de 77% em relação ao mesmo período de 2018. Os incêndios são tão grandes e difundidos que a fumaça chegou milhares de quilômetros ao litoral atlântico e a São Paulo. | nyti.ms/2Hjz7U7

El País, Espanha |
Amazônia brasileira queima a um ritmo recorde. Bolsonaro sugere que as ONGs causam incêndios deliberadamente. | bit.ly/33OLa5x

La Vanguardia, Espanha |
São Paulo anoiteceu às três da tarde. Os numerosos incêndios que queimam a Amazônia emitiram uma fumaça forte que deixou a cidade brasileira, situada a milhares de quilômetros das queimadas, no escuro. | bit.ly/2KZk1o0

El Periódico, Espanha |
Por que a Amazônia queima? O desmatamento, que disparou com o governo da extrema direita Bolsonaro, é a principal causa dessa onda de incêndios | bit.ly/33MALHv

El Periódico, Espanha |
A fumaça dos incêndios na Amazônia avança em direção ao Peru. O fogo que consome milhares de hectares na selva que é considerado o pulmão da América do Sul, começa a ter impacto nos países de fronteira do Brasil e da Bolívia | bit.ly/2TRgL1O

Le Monde, França |
Incêndios na Amazônia: fotos tiradas do contexto para ilustrar um verdadeiro desastre. Atenção às imagens, às vezes muito antigas, circulando para alertar sobre os incêndios ocorridos atualmente na floresta brasileira. | bit.ly/31SeJBq

Le Soir, Bélgica |
Brasil: incêndios florestais na Amazônia desencadeiam uma tempestade antiBolsonaro. Por várias semanas, a floresta amazônica está repleta de incêndios violentos. | bit.ly/2KZsyHz

La Presse, Canadá |
Incêndios na Amazônia desencadeiam uma tempestade antiBolsonaro. Imagens impressionantes de incêndios florestais, aparentemente na Amazônia, provocaram uma tempestade viral nas mídias sociais, agravada pelas insinuações do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, de que as ONGs provocaram incêndios. | bit.ly/2L3m6PE

Diário de Notícias, Portugal |
A Amazónia está a arder. Qual a responsabilidade do Capitão Motosserra? "Nenhuma", diz Bolsonaro, o autor da sua própria alcunha. Ele atribui o aumento de 83% dos incêndios em 2019 ao vento, a queimadas e até a fogos postos por organizações não Governamentais. Mas os institutos públicos ambientalistas apontam o dedo ao Planalto. A ex-ministra da área e ex-candidata à presidência Marina Silva fala em "barbárie". | bit.ly/30qdPMh

THE WASHINGTON POST, EUA |
A floresta amazônica no Brasil está em chamas, transformando o dia em noite na cidade de São Paulo. | wapo.st/2HiLC2o

El Espectador, Colômbia |
Fumaça dos incêndios na Amazônia e na Bolívia chega ao Peru. A fumaça do que é conhecido como um dos piores incêndios florestais na Amazônia brasileira e também na Bolívia chegou ao Peru. O desastre causou a rejeição da gestão do presidente Jair Bolsonaro em vários países. | bit.ly/2KNDr03

- OUTROS:

Le Nouvel Observateur, França | bit.ly/2ZpJT5s

Corriere della Sera, Itália | bit.ly/30rmNZs


DIÁRIO DE Notícias, Portugal | bit.ly/2zgCLKi


Libération, França |
bit.ly/2ZjbRjh

The Independent, Inglaterra | bit.ly/31T6ogS


La Diária, Uruguai | bit.ly/31U6VPz


La Diária, Uruguai | bit.ly/31U6VPz


The New York Times (ed.espanhol), EUA | nyti.ms/2ZhHs0V


El Telégrafo, Equador | bit.ly/2P6BMa8


El Mercúrio, Chile | bit.ly/2ZmWWou


El Mercúrio, Chile | bit.ly/2Zl7y79


La Jornada, México | bit.ly/2KZyzUB


Telesur, Venezuela | bit.ly/2zdMiBH


El Desconcierto, Chile | bit.ly/2KMlqiK


Diário Correo, Peru | bit.ly/2zaMbqu


Últimas Notícias, Venezuela | bit.ly/2zaMTEj


La Naciín, Argentina | bit.ly/2NqkF0G


Al Jazeera, Catar | bit.ly/2Zujh3D


RTVE, Espanha | bit.ly/2MwcZdx


2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

EUA
. Donald Trump repetiu na quarta-feira uma alegação anti-semita que provocou consternação entre os proeminentes judeus americanos, dizendo que o voto democrata era "desleal ao povo judeu e ... muito desleal a Israel". Judeus norte-americanos proeminentes reagiram com choque e desdém à adoção renovada de Trump de um antigo mote antissemita que implicava que os judeus americanos haviam dividido a lealdade entre os EUA e Israel. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2NosaoP

EUA. Assessores veem poucas opções se a recessão chegar. Em meio a um debate sobre se os EUA estão entrando em uma recessão econômica, há poucas boas opções para lidar com um caso isso aconteça | on.wsj.com/2Nq6zfA

ARGENTINA
. Um outro chute no peito. Patricia Bullrich, a ministra da segurança argentina, disse que o policial que acertou Juan Gómez com um chute no peito e causou a morte dele batendo a cabeça dele no chão "fez a coisa certa". Imediatamente, o policial foi libertado. Os argumentos de Bullrich eram os mesmos que ele apelou defender o policial Luis Chocobar que matou um homem jovem pelas costas que tinha cometido um roubo na Boca. (Página 12, Argentina) | bit.ly/2Nl2JEF

ARGENTINA .
As medidas anticrise de Mauricio Macri chocam os governadores peronistas. Os líderes alertam que levarão à justiça o uso não autorizado de fundos que correspondem às províncias. as últimas decisões econômicas de Macri são financiadas com dinheiro das províncias e advertiram que levarão a queixa à Suprema Corte. Os governadores indicaram a descida invisível do imposto de renda e a eliminação do IVA sobre alguns alimentos básicos, dois impostos cobrados pelo governo central e depois distribuídos entre as províncias. (El País, Espanha) | bit.ly/2NpNJoM

ARGENTINA.
Crise da Argentina mostra os limites da tecnocracia. O que deu errado para Mauricio Macri. (The Economist, Inglaterra) | econ.st/2Nm02Cy

G7
. Um G7 com agenda carregada. Golfo Pérsico, Brexit e guerra comercial: questões que os líderes na França vão discutir. (Página 12, Argentina) | bit.ly/2NuWnCN

EUA.
Déficit orçamentário a caminho de superar US $ 1 trilhão sob Trump. O déficit orçamentário federal está crescendo mais rápido do que o esperado, à medida que os gastos e as políticas fiscais do presidente Trump forçam os Estados Unidos a emprestar mais dinheiro. O déficit - a diferença entre o que o governo absorve através de impostos e outras fontes de receita e o que gasta - chegará a US $ 960 bilhões no ano fiscal de 2019, que termina em 30 de setembro. Essa diferença aumentará para US $ 1 trilhão para o ano fiscal de 2020. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/2NzxGoP

ITÁLIA
. A possível multa do governo para o navio “Open Arms” conflita com a obrigação internacional de resgatar vidas em perigo. "Eles não têm permissão para resgatar", disse Carmen Calvo sobre a possível abertura de um processo de sanções contra a ONG. Especialistas analisam a encruzilhada antes de um possível processo de sanção contra as armas abertas quando a lei internacional determina que o resgate é um dever. (El Diário, Espanha) | bit.ly/2NzxINt

TRUMP
. Groelândia, o último capricho de Donald Trump. O presidente dos EUA cancelou no último minuto sua visita à Dinamarca depois que o país se recusou a vender a ilha. Se o interesse neste território não é ilegítimo, a forma como Trump o fez foi desastrosa. Editorial. (Le Monde, França) | bit.ly/2Nm0pNs

TRUMP
. Mal-estar após as observações de Trump sobre a "deslealdade" dos democratas judeus. (L’Express, França) | bit.ly/2NqfSfM

EMPRESAS BIG TECH
. A taxação dos “Gafa” (Google, Amazon, Facebook e Apple ) pela França. Macron denuncia que as grandes empresas de tecnologia querem “um status de paraíso fiscal permanente” | bit.ly/2Nm0Pn0

ALEMANHA
. Os laços que unem a Alemanha aos EUA estão sendo rompidos. Nunca desde a fundação da Alemanha do pós-guerra as relações entre Berlim e os Estados Unidos foram tão frágeis como são hoje. Há um silêncio virtual entre a chanceler Angela Merkel e o presidente Donald Trump. E o embaixador norte-americano Richard Grenell está fazendo mais para agitar a situação do que para mediar. (Der Spiegel, Alemanha) | bit.ly/2NpEiGc

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Emir Sader – Brasil (Página 12, Argentina) | “As marionetes de Trump” | bit.ly/2Nqh6HU

Ashifa Kassam –
Canadá (The Guardian, Inglaterra) | “Justin Trudeau: ascensão e queda de uma marca política”. | bit.ly/2NuX6E1

Owen Jones
– Reino Unido (The Guardian, Inglaterra) | A violência de extrema direita está crescendo. Onde está a indignação? (Políticos e a mídia parecem contentes em alimentar as ideologias carregadas de ódio daqueles que eram uma pequena e desprezada minoria) | bit.ly/2NlGo9X

Mario Wainfeld
– Argentina (Página 12, Argentina) | “O novo ministro Lacunza presta juramento na Macrilândia: o que não se viu na televisão. Mensagens, silêncios, ausências.” | bit.ly/2NlGoGZ

Rita Sarrico –
Brasil (Esquerda.net, Portugal) | “A Amazônia e o dia que virou noite.” | bit.ly/2NqJIAw

João Almeida Moreira
- Brasil (Diário de Notícias, Portugal) | “O governo do pai do Flávio” | bit.ly/2Zc9VKo

Conteúdo Relacionado