CM8 Internacional

Clipping Internacional - 28/07/2019

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

28/07/2019 12:20

(Dinho Lascoski)

Créditos da foto: (Dinho Lascoski)

 

NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

BOLSONARO
. Jair Bolsonaro e seu governo são um flagelo para o Brasil. Desmantela direitos, devasta o meio ambiente, persegue os índios, aumenta privilégios. Depois de sete meses a lua de mel parece ter acabado. ‘Eu não nasci para ser presidente, nasci para ser soldado’. Diante das críticas e da crescente decepção de seus próprios torcedores, Jair Messias Bolsonaro abre os braços e se refugia no destino que "lá em cima", diz ele, erguendo os olhos para o céu "Ele me confiou". (L’Espresso, Itália) | bit.ly/2SCAge4

BOLSONARO
. O filho do presidente protegido pelo Ministro da Justiça? O ministro da Justiça brasileiro, Sérgio Moro, já abalado em junho pela divulgação de mensagens pessoais levantando dúvidas sobre sua imparcialidade, agora é suspeito de querer proteger o filho do presidente, Jair Bolsonaro, em um caso de corrupção. (La Presse, Canadá) | bit.ly/2LKGyHN

ÍNDIOS. Mineradores de ouro da Amazônia invadem aldeia indígena no Brasil depois que seu líder é morto. A polícia do Brasil foi instada a investigar uma "situação muito tensa" no estado do Amapá. Dezenas de garimpeiros invadiram uma remota reserva indígena na Amazônia brasileira, onde um líder local foi esfaqueado até a morte e assumiu o controle de uma vila depois que a comunidade fugiu com medo, disseram políticos locais e líderes indígenas. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2OxyZGW

AMAZÔNIA. Ambientalistas preocupados: 'guru ambiental' de Bolsonaro aprova exploração estrangeira na Amazônia. Tido como "guru ambiental" do presidente Jair Bolsonaro, o engenheiro agrônomo Evaristo Eduardo de Miranda, diretor da Embrapa Territorial, disse à Sputnik Brasil nesta sexta-feira ver com bons olhos o anúncio feito pelo ex-capitão a respeito da abertura da biodiversidade brasileira para a exploração em parceria com estrangeiros. (Sputnik News, Rússia) | bit.ly/30Txx2O

QUEIROZ. E agora que Queiroz também fale. O segundo tenente da polícia militar, Fabricio Queiroz, acabou acumulando os segredos da família Bolsonaro, tornando-se ao mesmo tempo seu maior pesadelo. Por Juan Arias. (El País, Espanha) | bit.ly/2Yl4fsc

LULA
. E Lula me disse: “Já viram um preso tão contente? Os estamos desmascarando”. O politólogo brasileiro Emir Sader relata sua visita a Lula na prisão junto ao ex-presidente argentino Eduardo Duhalde. (El Diário, Espanha) | bit.ly/2OpMFDD

DAMARES
. Uma ministra brasileira diz que meninas pobres são estupradas porque não usam roupas íntimas. O nome de Damares Alves pode não soar para você, mas com certeza você se lembra dessas declarações feitas por um dos membros do governo brasileiro de Jair Bolsonaro após sua posse: "Uma nova era começa no Brasil: as crianças usam roupas azuis e meninas de rosa”. Apesar da enxurrada de críticas recebidas pelo chefe da pasta Mulheres, Família e Direitos Humanos, a ministra não mudou seu discurso. E ela argumentou que "dentro de sua concepção cristã" a mulher deve ser submissa ao homem no casamento e que ver o sucesso infantil da Disney, "Frozen", transforma meninas em lésbicas. (El Mundo, Espanha) | bit.ly/2Oxz51g

FORO DE SÃO PAULO.
Fórum de São Paulo denuncia "agressões sistemáticas". O fórum foi formado em 1990 e denunciou os casos da Venezuela e Cuba. Dados alguns eventos nos últimos meses, o Fórum de São Paulo, que surgiu em 1990 e que é um mecanismo para coordenar formações políticas e movimentos sociais de esquerda e progressistas na América Latina e no Caribe, disse que há "agressões sistemáticas". do imperialismo com foco na condução de uma guerra judicial contra os líderes esquerdistas na região da América Latina, enfatizando os ataques contra a Venezuela através de sanções, "o ressurgimento do bloqueio injusto de Cuba" e o "assassinato sistemático de líderes sociais" em Colômbia. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/2YC5N5r

GREENWALD
. Bolsonaro admite prisão de Greenwald no Brasil mas nega deportação. "Malandro para evitar um problema desse tipo [deportação] casa-se com outro malandro ou adota uma criança no Brasil. Ele [Greenwald] não vai ser, pode estar tranquilo. Talvez seja preso aqui, mas não lá fora", disse o chefe de estado brasileiro. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/2Ysyth6

BOLSONARO
. Viagem ao incrível mundo dos "lives" de Bolsonaro. Desde 7 de março, todas as quintas-feiras às 19 horas, o presidente do Brasil fala ao país, ladeado por colaboradores, em gravações de baixa qualidade sobre temas como os radares nas estradas, a pesca da tilápia ou a banana do Equador. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/2LKGtny

MORO
. Sergio Moro publica portaria que críticos dizem poder levar à deportação de Glenn Greenwald. Presidente do Supremo Tribunal diz que mensagens que revelaram interferência do antigo juiz na Lava-Jato vão ser destruídas por decisão de Moro. O que, dizem outros juízes, pode ser destruição de provas. (Público, Portugal) | bit.ly/2MrZnyW

MEIO AMBIENTE
. Sob o líder de extrema direita no Brasil, Bolsonaro, a proteção da Amazônia é reduzida e as florestas são derrubadas. Quando o líder populista Jair Bolsonaro se tornou o presidente do Brasil, seu governo reduziu os esforços para combater a extração ilegal de madeira, pecuária e mineração. Proteger a Amazônia foi política no Brasil nos últimos 20 anos. Cortar árvores no ritmo atual poderia levar ao desmatamento desenfreado. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/2SIE4KV

GREENWALD
. Presidente do Brasil levanta prisão como possibilidade para Greenwald. O presidente do Brasil levantou a possibilidade de prisão para o jornalista Glenn Greenwald alguns dias depois que membros de seu partido disseram que a publicação americana de internet do Brasil estava "alinhada com hackers criminosos" por reportar sobre telefonemas hackeados. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/2ygR6G5

MORO
. Críticas de Sergio Moro por seus comentários sobre a investigação de hackers em seu telefone. A atuação do ministro "aniquila" a independência da polícia para investigar. A investigação sobre a pirataria do telefone do ministro da Justiça, Sérgio Moro, e outras autoridades, que teria ocorrido antes que o site Intercept Brasil começasse a publicar polêmicas conversas realizadas pelo ex-juiz na rede social Telegram. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/2ZhkWWz

DAMARES
. Nova polêmica no Brasil em razão da frase da ministra da mulher, Damares Alves. Ela disse: "Meninas são estupradas porque não usam roupas íntimas". Ela voltou a ser foco de críticas, depois de explicar seu plano para combater esses tipos de crimes. Entre suas medidas, está a criação de uma fábrica de calcinhas para gerar empregos e, assim, a aquisição dessas peças "sai mais barata". (El Mercúrio, Chile) | bit.ly/32Rb6gx

LULA
. Lula pede aos partidos progressistas para criar um projeto em defesa da soberania do Brasil. O ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva reiterou sua preocupação com a necessidade de defender a soberania nacional e para isso sugere a criação de um projeto pelos partidos progressistas. (Últimas Notícias, Venezuela) | bit.ly/2MgkR1J

VAZAJATO
. "O risco é bem pago, rsrsrs". Procurador brasileiro anticorrupção teve uma conversa secreta com banqueiros e recebeu dinheiro de uma empresa que ele estava investigando. (The Intercept, EUA) | bit.ly/2YwBRY9

NOTÍCIAS DO MUNDO

EUA
. O ataque de Trump contra o deputado negro Elija Cummings chamando seu distrito de “infestado de ratos”, foi racista, afirmou Nancy Pelosi, presidente da Câmara. Ele ofendeu tanto o deputado quanto os moradores do distrito de Baltimore. O distrito é majoritariamente afro-americano e é ocupado pelos democratas desde 1953. De acordo com o Escritório do Censo dos EUA o distrito, como muitos outros nos EUA, tem problemas de desemprego e pobreza. Também tem problemas com crimes relacionados a armas. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2Zjd3Qu

REINO UNIDO
. Johnson, o mentiroso excêntrico serial. Na Grã-Bretanha, ninguém pode dizer que foi enganado por um prodigioso charlatão. O anedotário do novíssimo primeiro-ministro conservador é tão profuso e público que dá para um assunto de ciências políticas ou uma tese de doutorado. (Página 12, Argentina) | bit.ly/2ykOSoV

PORTO RICO. O escândalo político agrava a ampla crise de Porto Rico. O conflito que levou à demissão do governador se junta à complexa relação com os EUA e com o declínio financeiro. (El País, Espanha) | bit.ly/3134Pwe

COLÔMBIA. Colômbia grita "não mais" mortes de líderes sociais. Só neste ano morreram 68 pessoas que lutaram por direitos e liberdades. Para protestar contra os assassinatos, milhares de colombianos protestaram em Bogotá e outras 60 cidades. Um grupo mais radical gritava "Assassino" a Ivan Duque na concentração de Cartagena das Índias. Embora os assassinatos tenham disparado na esteira do pacto entre o governo de Juan Manuel Santos e as FARC, em dezembro de 2016, foi durante seu governo que se concentrou o maior número de mortes - mais de 200 ou o dobro desse número. (El Mundo, Espanha) | bit.ly/2YtHDWF

EUA
. A campanha de Trump enxerga ganho em apelo divisivo à classe trabalhadora branca. Enquanto as condenações vêm ocorrendo nas últimas duas semanas acusando o presidente Trump de fanatismo, sua campanha tentou transformar suas observações ofensivas em uma vantagem política com sua base. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/2ZhmxMe

HONDURAS.
Pobreza e violência levam milhares de hondurenhos a emigrar. (La Jornada, México) | bit.ly/32ZgNsX

ARTIGOS/ENTREVISTAS

Eric Nepomuceno – Brasil (Página 12, Argentina) | “Bolsonaro destruidor” | bit.ly/2LKpmCo

The Guardian, editorial
– Reino Unido (The Guardian, Inglaterra) | “A visão do The Guardian sobre Boris Johnson: uma perspectiva tóxica” | bit.ly/2Zmmejq

Mário Weinfeld
– Argentina (*Página 12, Argentina) | “O programa trabalhista do macrismo” | bit.ly/2GBwhd0

Atilio A. Boron
– Porto Rico (Página 12, Argentina) | “Porto Rico em chamas. Caberia perguntar se as grandes mobilizações dessas últimas semanas tiveram em sua agenda a questão do status colonial de Porto Rico. Infelizmente não, e por muitas razões.” | bit.ly/2Zhl2xp

Alícia Gonzalez – EUA (El País, Espanha) | “A doutrina Trump se expande – até agora as sanções econômicas contra um país eram impostas contra um Estado que representasse ameaça à paz; O inquilino da Casa Branca mudou isso também.” | bit.ly/2Keq73g


Conteúdo Relacionado