CM8 Internacional

Clipping Internacional - 29/10/2019

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

29/10/2019 13:31

 

 

1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

BOLSONARO
. Bolsonaro, irritado com o triunfo de Alberto Fernández disse: "Eu não vou parabenizá-lo"."Desculpe, eu não tenho a bola de cristal, mas acho que a Argentina escolheu mal", disse Bolsonaro dos Emirados Árabes Unidos. Nos últimos meses, o presidente do Brasil fez campanha pela reeleição do presidente Mauricio Macri.(Página 12, Argentina) | bit.ly/31SlRxb

BOLSONARO
.Os gostos simples do “presidente miojo" de Bolsonaro. Essa postura antigastronômica é pensada para apelar ao eleitorado do "Brasil profundo" e faz parte de uma estratégia de comunicação eficaz. Em suas viagens internacionais, há uma coisa que Jair Bolsonaro nunca esquece de levar com ele em sua mala. Seria um livro? Um amuleto da sorte? Uma arma? Nada disso. É simplesmente pacote de macarrão instantâneo.(Le Monde, França) | bit.ly/2qN1yEz

BOLSONARO.
Le Monde analisa motivações por trás de "Bolsonaro, o presidente-miojo”. Segundo o correspondente do jornal francês no Brasil, Bruno Meyerfeld, a postura antigastronômica do presidente brasileiro não teria nada de ingênua. Ela seria executada para apelar ao eleitorado do "Brasil profundo", e faria parte de uma estratégia de comunicação eficaz. (RFI, França) | bit.ly/2MW11J1

BOLSONARO.
O Jornal La Presse no Brasil: um amanhã difícil para o "Trump dos trópicos". Um ano após a eleição de Jair Bolsonaro à frente do Brasil, que impacto esse político de extrema direita teve na democracia mais populosa da América Latina? O "Trump dos trópicos" prometeu "salvar" o país da crise econômica, corrupção e violência, mas hoje seu governo se encontra em apuros. Primeiro de uma série de três relatórios no coração de um Brasil profundamente dividido.(La Presse, Canadá) | bit.ly/321t9ix

BOLSONARO.
Bolsonaro não vai parabenizar Fernández e espera para ver qual linha ele adota. Bolsonaro lamentou a eleição do líder da Frente de Todos, que venceu no primeiro turno neste domingo contra o atual chefe de estado, Mauricio Macri, e enfatizou que ele aguardará os próximos passos de Fernández antes de definir o relacionamento bilateral com a Argentina. "Não pretendo parabenizá-lo. Agora, não vamos nos indispor. Vamos esperar o tempo para ver qual é sua verdadeira posição na política, porque ele assumirá, ele verá o que está acontecendo e veremos que linha ele adotará. ", disse o líder de extrema direita brasileiro.(El Telégrafo, Equador) | bit.ly/2JxKzN9

BOLSONARO
. O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, diz que não vai parabenizar Fernández. Felizmente, a maioria da população argentina fala mal do primeiro e não do segundo, enquanto para Macri havia sido um apoio desconfortável. (Isso não significa olhar para o outro lado, porque o Brasil é um parceiro comercial importante para a Argentina. Funcionários e diplomatas terão trabalho lá). (El País, Espanha) | bit.ly/2BUDyBI

INDÍGENAS
. Sínodo da Amazônia renova esperança dos indígenas, avalia imprensa francesa. A imprensa francesa desta segunda-feira (28) repercute a decisão histórica do Vaticano sobre a possibilidade de ordenar homens casados na região da Amazônia. Reunidos na sede da Igreja Católica durante as últimas três semanas, 184 bispos se pronunciaram sobre a revolucionária proposta, e votaram a favor de outras estratégias para fortalecer a presença da instituição na floresta e junto aos povos indígenas. (RFI, França) | bit.ly/34b0mct

ASSÉDIO RELIGIOSO
. 40 dias de assédio. Um grupo religioso no Brasil persegue mulheres vítimas de estupro. Sua missão é envergonhá-las e pressioná-las para que não abortem. O grupo é pequeno, mas barulhento. Algumas pessoas murmuram orações e amaldiçoam mulheres que se aproximam do hospital de aborto legal em São Paulo. Eles se autodenominam "40 dias para a vida", mas há um uso indevido de identidade no título: eles são católicos, doutrinados pelo imperialismo religioso americano e usam o tempo produtivo da vida para perseguir mulheres. Eles ignoram os direitos ou os cuidados da dignidade de uma mulher vítima de estupro. (El País, Espanha) | bit.ly/2q1FAgL

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

ARGENTINA
. Macri e Fernández iniciaram a agenda de transição. O presidente eleito esperará para revelar seu gabinete, mas já avançou quatro negociadores. Com uma reunião de uma hora na Casa Rosada, Mauricio Macri e Alberto Fernández iniciaram a transição que culminará com a transferência de comando em 10 de dezembro. Para as dúvidas, eles enfatizaram que não tinham nada a ver com o endurecimento radical das ações decididas pelo Banco Central na noite de domingo, o que destaca o difícil equilíbrio que terão de manter nos próximos 43 dias. "Macri é o presidente até o último dia de seu mandato e vamos agir de maneira responsável", afirmou Fernandez.(Página 12, Argentina) | bit.ly/2Nt7BpM

ARGENTINA
. FMI testa o novo líder da Argentina. O presidente eleito Alberto Fernández deve conciliar suas promessas de gastos com campanhas com as rigorosas exigências fiscais do Fundo Monetário Internacional. Depois de derrotar seu rival político nas eleições presidenciais da Argentina, o presidente eleito Alberto Fernández agora enfrenta outro adversário e inimigo de longa data do movimento nacionalista peronista: o Fundo Monetário Internacional. (The Wall Street Journal, EUA) | on.wsj.com/2PvRVV1

URUGUAI
.Uruguai: nasce uma coalizão de direita e ultra direita, para enfrentar a Frente Ampla no segundo turno em 24 de novembro. Segundo o escrutínio oficial, Daniel Martínez, da Frente Frente Amplio, centro-esquerda, obteve 39,1% e enfrentará LuisLacallePou, que conquistou 28,5% dos votos. O candidato do Partido Nacional (Branco) começa com uma vantagem, apoiado pelo neoliberal Colorado Ernesto Talvi (ganho de 12,3%) e pelo soldado aposentado Guido ManiniRíos, com 10,8% dos votos. Mas a aliança de LacallePou com o líder do Open Cabildo é claramente repudiável. Seria como imaginar Sarkozy formando uma coalizão com Le Pen.(Página 12, Argentina) | bit.ly/32Vh9jC

COLÔMBIA
. Grande derrota do partido do presidente nas eleições municipais. Os resultados são uma grande derrota do partido de Ivan Duque e Uribe, Centro Democrático. Claudia López, apoiada pela esquerda, é a primeira presidente da Câmara de Bogotá eleita nas urnas. Um candidato independente ganhou a Câmara de Medellín, baluarte do uribismo.(Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/31ZidSe

EUA
. Um funcionário da Casa Branca vai dizer aos investigadores do impeachment que ele temia que as demandas de Trump pela Ucrânia minariam a segurança nacional. Um oficial do Exército designado para a Casa Branca planeja dizer aos investigadores do impeachment na terça-feira que ele ficou perturbado com a demanda do presidente Trump de que a Ucrânia investigasse um de seus rivais políticos e temia que isso prejudicasse a segurança nacional dos EUA.(The Washington Post, EUA) | wapo.st/36hhMpZ

BOLÍVIA.
Protestos de oposição e marchas em apoio a Evo Morales convulsionaram a Bolívia. Uma semana após as eleições, os opositores se dividem entre aqueles que reivindicam um segundo turno e aqueles que solicitam novas eleições. (El País, Espanha) | bit.ly/36hhPSH

TRUMP.
Vaias a Donald Trump durante um jogo de beisebol em Washington. Os fãs presentes no National Park começaram a gritar e vaiar o presidente dos EUA quando ele estava focado na tela do estádio. O líder continuou sorrindo e batendo palmas até que sua imagem parou de aparecer na tela. (El Diário, Espanha) | bit.ly/2qWyvyD

CHILE
. Presidente chileno substitui um terço dos ministros para tentar aliviar crise social. O presidente chileno, Sebastian Piñera, substituiu os ministros do Interior, Economia e Finanças, entre outros. (Le Monde, França) | bit.ly/2NlAKTv

CHILE
.o presidente reorganiza seu governo, novas violências. O presidente chileno, Sebastian Piñera, na segunda-feira reorganizou o governo, mas ainda não conseguiu aliviar a crise social, à medida que novas violências irromperam em Santiago. (La Presse, Canadá) | bit.ly/2WnOhOB

ISRAEL
. Cristãos evangélicos, os melhores aliados de Israel. Dos Estados Unidos, África e Ásia, milhares de pessoas convergem em Jerusalém a cada ano para celebrar a Festa dos Tabernáculos e mostrar seu apoio ao povo judeu, cujo retorno à Terra Santa eles veem. como um evento anunciando o fim dos tempos. Mais de 5.000 cristãos de 100 nações participam do 40º Festival anual do Tabernáculo, patrocinado pela Embaixada Cristã Internacional em Jerusalém (Icej), uma organização de apoio a Israel que apóia e financia os assentamentos judaicos na Cisjordânia ocupada. (Le Figaro, França) | bit.ly/31VeMMo

BREXIT
. Brexit: Deputados do Reino Unido recusam-se a convocar eleições a 12 de dezembro. Incapaz de reunir dois terços dos votos necessários, Boris Johnson anunciou que enviaria uma alteração legislativa na terça-feira, que decidirá a realização de tal votação por maioria simples.(Le NouvelObservateur, França) | bit.ly/2BRu8Hf

HAITI
. Situação humanitária perturbadora no Haiti. A ONU está preocupada com as questões de saúde e de desnutrição no país, onde os protestos contra o presidente JovenelMoses se ampliam. (Tribune de Genève, Suíça) | bit.ly/2Wye86J

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Eric Nepomuceno – Brasil (Página 12, Argentina) | “A coerência de Bolsonaro” | bit.ly/369ROVj

Washington Uranga
– Argentina (Página 12, Argentina) | “Difícil, mas não impossível” | bit.ly/2MUOiqc

Paul Krugman
– EUA (The New York Times, EUA) | “Dívida, pessimistas e duplo padrão – A histeria seletiva do déficit tem causado danos imensos.” | nyti.ms/2pYkgsH

IshaanTharoor
– América Latina (The Washington Post, EUA) | “A onda anti neoliberal que revira a América Latina” | wapo.st/2qQ37l7

Ramón Lobo
– Chile (El Periódico, Espanha) | “O Chile se cansou da mentira” | bit.ly/2WmNpd0


Conteúdo Relacionado