Carta Maior 20 anos

Em defesa da democracia

 

25/01/2021 12:10

(Reprodução/Facebook)

Créditos da foto: (Reprodução/Facebook)

 
Aquele 2001 foi um ano de efervescência. Não apenas pelo Fórum Social Mundial, que reuniu milhares em Porto Alegre. Mas havia algo no ar, trazido por ventos de mudança que ajudaram a semear veículos de comunicação com vozes irrequietas e insatisfeitas. Entre eles, a Carta Maior.

Tive o prazer de conviver com a sua redação e vê-la provar não apenas que outro mundo era possível, mas necessário e factível.

Para tanto, a Carta Maior colocou no centro de suas reportagens, notícias, análises e opiniões brasileiros e brasileiras que têm suas liberdades e direitos negados diariamente. E que sequer eram conhecidos porque não cabiam na imprensa tradicional. Isso ajudou a pautar o país e a colocar transformações em movimento.

Os 20 anos de história da agência são celebrados num momento em que o país está sob ataque de um autoritário que não terá pudores em dar um golpe de Estado se tiver a oportunidade.

Isso lembra que vozes como a da Carta Maior, reunindo os insatisfeitos e irrequietos, são fundamentais. E que a batalha da comunicação é o primeiro front para a defesa da democracia.

Leonardo Sakamoto foi colunista de 2003 a 2007



Conteúdo Relacionado