Carta Maior 20 anos

Carta Maior: 20 anos nesta noite

 

25/01/2021 11:20

(Reprodução/Youtube)

Créditos da foto: (Reprodução/Youtube)

 
Os salões do centro de eventos da PUC-RS foram palco, no dia 25 de janeiro de 2001, do nascimento do Fórum Social Mundial e da Agência Carta Maior, iniciativas carregadas de esperança e de energia política para enfrentar as políticas neoliberais dominantes na América Latina e no mundo como um todo. Porto Alegre era então uma referência para a esquerda mundial, acumulando uma série de governos do PT na cidade e, naquele momento, também no governo do Estado. O Orçamento Participativo e o Fórum Social Mundial eram sinônimos de Porto Alegre. Foi neste solo que a Carta Maior nasceu.

20 anos depois, vivemos um cenário com o qual ninguém sonharia naquela data. Apesar das trevas que vivemos hoje, ou justamente por isso, essa é uma data a ser comemorada. Um veículo de comunicação de esquerda completar 20 anos de vida é, por si só, motivo de comemoração. Mais do que nunca, a sobrevivência é um valor. Não apenas para seguir existindo, mas para, a partir de um aprendizado com os erros e acertos deste período, seguir essa caminhada com força e propósitos renovados.

Em uma das tantas conversas que animaram aqueles dias, Francisco Louçã disse que precisávamos de ideias fortes para enfrentar o neoliberalismo. Lembrando Louçã, penso que o mais importante nesta data é saudar os valores e ideias que embalaram os nascimentos naquele 25 de janeiro de 2001: defesa da democracia, dos direitos e da vida, solidariedade, cooperação, internacionalismo e coragem para seguir caminhando, em meio à noite de trevas que atravessamos hoje. Que a luz daquele janeiro de 2001 ilumine essa caminhada.

Marco Weissheimer trabalhou como repórter e, mais tarde, editor da Carta Maior no período entre janeiro de 2001 e fevereiro de 2015



Conteúdo Relacionado