Carta Maior 20 anos

Rumo ao Fórum Social Mundial de 2001

 

27/01/2021 12:57

(Reprodução/Youtube)

Créditos da foto: (Reprodução/Youtube)

 
O ano de 1990 foi terrível. A destruição do bloco socialista na Europa decretou a vitória da globalização neo-liberal. Tudo indicava que por décadas qualquer processo de lutas sociais estaria bloqueado. Mas assim não foi. Nasciam novas redes internacionais. Farei referência apenas a algumas, que acabariam por desembocar em Porto Alegre.

O nacionalismo e colonialismo europeu resolveram cantar suas glórias preparando festas, monumentos, convênios, viagens para celebrar a chegada de Colombo na América em 1492. Seriam 500 anos da descoberta e dominação pelo velho continente. Porém mesmo dentro da Europa surgiram núcleos que combatiam este conceito e recordavam o genocídio indígena. Os indígenas do Canada até a Patagônia se insurgiram, e acabaram envolvendo também aqueles das ilhas do oceano pacifico. Os africanos negros recordaram a escravidão. E floresceu “Quinhentos anos de resistência Indígena, Negra e Popular’. Nações e idiomas de quatro continentes que não se conheciam se encontram discutiram e se ergueram contra a globalização neo liberal.

O milênio terminava e o do resolveu celebrar seus fastos com um jubileu papal para o ano 2.000. Sua preparação exigiria 5 anos.

Com grande argúcia núcleos católicos progressistas recordaram que o jubileu é uma festa bíblica onde os judeus eram obrigados a perdoar as dívidas e repartir a terra. Uma nova imensa mundial rede surgiu “Quinhentos anos bastam” que exigiam a eliminação das dividas dos países pobres e a realização da reforma agrária.

Uma rede marxista é estruturada em 1999, o “Forum Mundial das Alternativas”, que tem entre seus maiores nomes Samir Amin, François Houtart e Istvan Mészáros. Traz consigo um grande número de intelectuais árabes e da Índia.

E assim poderíamos continuar... A necessidade do encontro de tantas redes era uma imposição. Mas como e onde realizar tarefa destas dimensões? Disso se discutia em uma reunião de ONGs em Genebra, quando um ainda jovem vice governador brasileiro Miguel Rossetto colocou um pouco timidamente: porque vocês não vem a minha cidade, Porto Alegre? Nascia o Fórum Social Mundial!

José Luiz Del Roio é Escritor, ex-senador da República da Itália



Conteúdo Relacionado