Cartas do Editor

UMA NOVA PARCERIA PARA REFORÇAR A COMUNICAÇÃO PROGRESSISTA:

Carta Maior e Democracia no Ar - Rede de Resistência Democrática

Esta conjuntura política exige muita unidade das forças democráticas, progressistas e de esquerda. Em especial no campo da comunicação alternativa

10/05/2017 16:09

.

Esta conjuntura política exige muita unidade das forças democráticas, progressistas e de esquerda. Em especial no campo da comunicação alternativa.
 
O golpe que afastou a Presidenta Dilma Rousseff não entregou as promessas de redenção econômica e estabilidade política. E já exibe fraturas convulsivas ao completar um ano de governo.
 
Apesar do apoio praticamente unânime da grande mídia conservadora, a farsa do impeachment não se legitimou. Mas os ataques profundos aos direitos sociais conquistados, o crescente autoritarismo e as claras tendências repressivas de cunho fascista ameaçam profundamente todos os setores e interesses populares.
 
O movimento de massas cresce a cada dia. A greve geral de 28 de abril e a ampla mobilização de ontem e de hoje no "Ocupa Curitiba" em defesa da democracia e do ex-presidente Lula, para ficar em apenas dois exemplos atuais, já são marcos desse processo.
 
Forma-se uma nova correlação de forças na sociedade e o momento conjuntural tende a passar por inflexões importantes.
 
É neste contexto que Carta Maior (com seus mais de 16 anos de contribuições à democratização da comunicação e ao pensamento progressista e de esquerda) e Democracia no Ar - Rede de Resistência Democrática (uma iniciativa de web radio e redes sociais, criada há nove meses para somar forças contra o golpe e ampliar a audiência junto aos setores populares) formam uma parceria política e editorial para potencializar e fotalecer conteúdos, audiências, capacidades e recursos, unidade indispensável à travessia desta quadra da história.
 
Juntos, ambos os projetos, além de se complementarem, vão reforçar a comunicação da Campanha Um Brasil Justo pra Todos e pra Lula, da Frente Brasil Popular, da Frente Povo sem Medo, da CUT, de outras Centrais Sindicais, do Fórum 21, entre várias iniciativas.
 
Contribuir prioritariamente para fazer convergir as manifestações das ruas e o debate engajado de um plano de emergência para tirar o Brasil da crise convulsiva que se desenha é nossa obrigação histórica.
 
Temos certeza de que esta iniciativa contará com a solidariedade e o apoio efetivos de leitores, ouvintes e forças democráticas, progressistas e de esquerda no Brasil e no exterior.
 
Fora Temer. Diretas Já!
 
 
 
Joaquim Palhares, Carta Maior e Carlos Tibúrcio, Democracia no Ar - Rede de Resistência Democrática.







Conteúdo Relacionado