Cinema

Cinema e Realidade em Casa 8

Festejamos neste fim de semana a caravana Lula pelo Brasil e a energia criativa do novo cinema produzido no nordeste sem os vícios da influência da TV

25/08/2017 13:42

Arte/Carta Maior

Créditos da foto: Arte/Carta Maior

 
Há dois meses o projeto Cinema e Realidade em Casa está em cartaz com altos índices de acessos. Mais de 28 mil visualizações de internautas buscando informações sobre os filmes sugeridos a cada sete dias, durante as sete semanas recentes, foram registradas. O projeto procura oferecer entretenimento e promover estímulo à reflexão sobre o mundo de hoje e, em particular sobre o assustador drama econômico, social e político que se desenrola no Brasil com cores cada dia mais sombrias.  Reflexão que se torna madura quando acompanhada de ações concretas e urgentes.
 
Neste fim de semana acompanhamos a caravana histórica do presidente Lula na dimensão cinematográfica do Cinema e Realidade em Casa, iniciada faz uma semana, da Bahia ao Maranhão passando por Sergipe, Alagoas, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Piauí, Paraíba e Ceará.
 
Impressionante demonstração da potência, firmeza e energia do povo nordestino no encontro com a sua mais vibrante liderança. Na cidade sergipana de Nossa Senhora da Glória, Lula reforçou a necessidade da participação política se dirigindo aos moços. "Eu quero dizer a cada jovem: temos condições para mudar o país. O Brasil será o que a gente quiser que ele seja. Basta a gente participar."
 
O périplo está sendo fartamente noticiado em influentes jornais estrangeiros e acompanhado pelos seus correspondentes no Brasil passo a passo e in loco. Aqui, ele é noticiado pela velha mídia, no esquema do jornalismo de guerra - no caso, contra um inimigo declarado, mas difícil de vencer. A caravana é noticiada de forma pífia. Sonegam informação ao leitor.
 
Festejamos então neste fim de semana a caravana Lula pelo Brasil e a energia criativa do novo cinema brasileiro produzido no nordeste sem os vícios da influência da cartilha da televisão. Filmes de qualidade, com narrativas potentes e linguagem original. Um desses títulos mais recentes, Aquarius, é um estrondoso sucesso nas telas ao redor do planeta. O filme de Kleber Mendonça é o ‘’bônus’’ cinematográfico deste fim de semana quando costumamos sugerir três produções.
 
Resultado de imagem para tatuagem filme 
Tatuagem (2013), de Hilton Lacerda, levou sete anos para ficar pronto. Traz consigo uma bagagem de quatro Kikitos ganhos em Gramado, cinco premios no Festival do Rio e menções honrosas. Roteirista respeitado de festejados filmes como Amarelo manga, Baile perfumado e Febre do rato, todas elas produções pernambucanas, Lacerda faz parte do grupo nordestino autor de um cinema de raiz distante da estetização influenciada pela linguagem das novelas globais.
 
Elenco coeso, com um trio de talentosos atores. Irandhir Santos, Jesuíta Barbosa (faz um recruta do exército que seduz e se deixa seduzir pelo personagem de Clécio, vivido por Santos) e Rodrigo Garcia (o Paulette, ex-amante de Clécio). Tatuagem conta também com o reconhecido montador Mair Tavares que trabalhou como assistente de montagem de Terra em transe e Macunaíma,  e montador de Bye Bye Brasil e Quarup, de Rui Guerra. Lacerda é companheiro do diretor cearense Halder Gomes, cujo filme Cine Holiúdy faturou 40 milhões de reais apenas no Ceará. Pagou-se e rendeu 30 milhões antes de chegar às telas do sul/sudeste. Uma proeza. Ele também é do grupo de Karim Aïnouz, de Fortaleza, outro cineasta brilhante, autor de O abismo prateado.
(CLIQUE AQUI PARA LER A RESENHA DO FILME)
 
 Resultado de imagem para filme cine holliúdy
Cine Holliúdy é uma comédia. Legendado em português, é falado em cearês – ou cearense -, o quase/dialeto da região e tem diálogos recheados de palavras e expressões como vixe, macho, ôxente, alfinins, mariolascoxinhas. Detalhe: Gomes penou para levantar fundos e realizar o projeto. Foi rejeitado quatro vezes em editais dos quais participou e só conseguiu concluir a produção em 2012. Depois, foi convidado de Mostras na Ásia,  Europa, Los Angeles e no Uruguai. O público adora.
 
O pano de fundo é a década de 70 com a ditadura civil-militar no país comendo solta. A todo instante alguém indaga a outro alguém: “você é comunista? será que aquele é comunista?” Para obter um alvará e abrir seu cinema poeira, Francisgleydisson, um apaixonado pelo cinema, ouve a explicação do burocrata da ditadura sobre o documento com o nada consta do qual precisa. “Nada consta é quando não consta nada contra o senhor; não constando nada contra o senhor pode receber o nada consta. Aí é que começa todo o processo para tirar o alvará.”
(CLIQUE AQUI PARA LER A RESENHA DO FILME)
 
Resultado de imagem para som ao redor filme
A terceira sugestão é O som ao redor (2013), de Kleber Mendonça. “Um retrato tão cruel como preciso deste Brasil contemporâneo, que assiste à ascensão das classes populares e o surgimento de uma “nova classe média”, escreveu em uma bela resenha quando o filme estreou, quatro anos atrás e publicada no seu blog, o crítico de cinema Luiz Zanin. ‘’Os alicerces da rígida estrutura da sociedade de classes deslocam-se um pouquinho, como placas tectônicas, e mesmo esse movimento mínimo parece suficiente para provocar enorme incômodo nos andares de cima. Por ter intuído e radiografado esse momento, O Som ao Redor se inscreve no reduzido rol de filmes que se transformaram em logotipos da sensibilidade de uma época. ’’
(CLIQUE AQUI PARA LER A RESENHA DO FILME)
 
Resultado de imagem para AQUARIUS FILME YOUTUBE
Sobre Aquarius, quase tudo já foi dito e continua sempre havendo mais  para comentar. Multidões assistiram ao filme cuja resenha de Carta Maior se intitula A energia para continuar a lutar. No jornal britânico The Guardian, Peter Bradshaw escreveu sobre o filme de Mendonça:
"(...) rica e misteriosa história brasileira sobre desintegração social. Metáfora do Brasil com temas sobre nepotismo, corrupção e cinismo.” Para o respeitado crítico inglês “o filme é de resistência e é um pouco um filme de sobrevivência.” Mas “trata-se de um filme sobre a energia necessária para existir. Às vezes cansa, mas há que encontrar mais energia para continuar a lutar.“ O trabalho poderoso de Sonia Braga é um capítulo à parte.
(CLIQUE AQUI PARA LER A RESENHA DO FILME)
 
---
 
Antes de assistir a esses filmes vigorosos, repare no espírito resistente e forte do povo nordestino. Uma agricultora de 51 anos viajou da sua cidade, Feira Nova, em Sergipe, para chegar às 14 horas na Praça de Eventos da cidade vizinha de Nossa Senhora da Glória onde começou, cinco horas depois, o ato Sertão com Lula. "Queria ficar na frente, ver de perto", ela explicou, encostada à grade que separava o público estimado em mais de 10 mil pessoas. Estava a poucos metros do ex-presidente Lula da Silva. Havia conquistado seu objetivo.
 
Por último, lembramos que, na qualidade de Mídia Alternativa, e com poucos recursos, nós estamos lutando pela democratização da comunicação.  Carta Maior está nesta trincheira há mais de 16 anos e hoje depende, integralmente, da colaboração de seus leitores. Para que possamos continuar nesta luta precisamos que você se torne nosso parceiro. (saiba como aqui
 
Confira os filmes desta semana. Não deixe de chamar os seus amigos e parentes para debatê-los e, se quiser, envie um texto para nós, um resumo dessa discussão.
 
Desejamos um ótimo fim de semana, parceiros, e com bons filmes. Na próxima semana esperamos não  sugerir filmes de terror.


* Os filmes Tatuagem e Cine Holliúdy são encontrados no NOW. O som ao redor, em youtube e também no NOW. Aquarius está no Netflix Internacional,  iTunes, NOW e Google Play. Estas produções estão disponíveis em DVD.





Conteúdo Relacionado