Cinema

Pedir o impossível

 

01/06/2020 14:08

 

 
Existe um considerável acervo de filmes sobre o Maio de 1968. Cineastas europeus de ponta como Jean-Luc Godard, Louis Malle, Bernardo Bertolucci, Chris Marker e Olivier Assayas se voltaram para o tema, no calor da época ou em visões retrospectivas. Pedir o impossível, como propunham os estudantes, tornou-se o slogan de uma utopia que, se não se realizou, alimentou os sonhos de pelo menos uma geração.



Dos muitos filmes sobre o tema, destaco dois que expressam bem, de um lado, um pensamento cinematográfico produzido a quente, apenas dois meses depois das escaramuças, e de outro, uma reflexão bem posterior, a partir de imagens recolhidas em arquivos. No primeiro, o filme-greve de Godard, plenamente integrado ao espírito daquele Maio. No segundo, o ensaio de João Moreira Salles, exemplar de uma burguesia consciente que, à distância, procura enxergar as contradições do movimento.

:: Leia mais:: Godard - Um filme como os outros
:: Leia mais:: É Tudo Verdade: No Intenso Agora




Conteúdo Relacionado