Cinema

Radiografia de um Brasil enfermo

Realizado por um argentino e disponível no Youtube, EL ODIO nos assusta e entristece, mas se faz necessário para entendermos outra enfermidade coletiva que assolou grande parte do país

17/03/2020 11:02

(Reprodução/Youtube)

Créditos da foto: (Reprodução/Youtube)

 
Mesmo para quem acha que já viu e sabe tudo sobre a tragédia política brasileira corrente, o documentário EL ODIO reserva um bocado de interesse. O filme está na íntegra no Youtube (veja abaixo).

Há, antes de tudo, o olhar estrangeiro. A direção é do argentino Andrés Sal.lari, em cujo currículo se destaca a cobertura do ciclo progressista e das mudanças políticas recentes na América Latina. Mas há principalmente o diferencial de um enfoque voltado para a construção do clima de ódio que se formou no país desde que Lula chegou ao poder. Primeiro nas sombras, depois cada vez mais aberta e ferozmente até a eleição de Jair Bolsonaro.

Além de contar com depoimentos de análise política esclarecedora, o filme faz uso de uma vasta compilação de materiais, sobretudo do Youtube, que mostram claramente como a sanha antipetista mergulhou o país num pesadelo de maus sentimentos. As cenas de partidários do golpe de 2016 e de eleitores de Bolsonaro urrando diante das câmeras, em surtos histéricos, são desesperadoras. A violência passava da voz para os corpos, como nas imagens de escolas militarizadas e policiais espancando estudantes dentro de salas de aula.

A narrativa apresentada por Sal.lari não se esquiva de apontar os erros da esquerda, mas não se perde em falsas dicotomias. Trata-se de apontar claramente o papel da mídia como último baluarte da defesa do capital e a farsa judiciária que conduziu o Brasil à caverna do fascismo. Um filme que nos assusta e entristece, mas se faz necessário para entendermos a enfermidade coletiva que assolou grande parte do país pela via da ignorância, da ganância e da brutalidade.







Conteúdo Relacionado