Clipping Internacional

Clipping Internacional - 04/01/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil, notícias do mundo e artigos

04/01/2021 10:00

Justiça britânica nega pedido de extradição de Julian Assange aos EUA (Peter Nicholls/Reuters)

Créditos da foto: Justiça britânica nega pedido de extradição de Julian Assange aos EUA (Peter Nicholls/Reuters)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

CARTA DE INTENÇÕES. A Índia enfrentou questionamento de especialistas da indústria e legisladores da oposição no domingo, depois de aprovar uma vacina sem publicar dados de eficácia. A aprovação do COVAXIN da Bharat Biotech, anunciada pelo controlador geral de drogas da Índia (DCGI), foi saudada pelo primeiro-ministro Narendra Modi e seus ministros como um sucesso no esforço de autossuficiência do país. (...) COVAXIN foi desenvolvida em conjunto com um instituto governamental e significa que a Índia se junta a uma pequena lista de países que aprovaram suas próprias vacinas contra o coronavírus. A Bharat Biotech fez parceria com a desenvolvedora de medicamentos Ocugen Inc para co-desenvolvê-la para o mercado dos EUA, e o Brasil assinou cartas de intenção não vinculantes para comprar a vacina. (The Sydney Morning Herald, Austrália) | bit.ly/3hNgKIj

MEIA APROVAÇÃO. Brasil vai importar 2 milhões de doses da vacina AstraZeneca Covid-19, ainda não aprovada para uso no país. A agência reguladora de saúde do Brasil, Anvisa, disse na noite de sábado (2) que aprovou a importação de 2 milhões de doses da vacina Covid-19 desenvolvida pela AstraZeneca e pela Universidade de Oxford, embora a injeção ainda não tenha sido aprovado para uso no país. A Anvisa informou que aprovou o pedido de importação do Centro Biomédico Fiocruz, afiliado ao governo federal, nesta quinta-feira. A importação das doses antes da homologação permitirá que a vacinação comece assim que a Anvisa autorizar o seu uso, disse o órgão regulador. O Brasil ainda não aprovou nenhuma vacina. (The Straits Times, Cingapura) | bit.ly/3b78Gks

28 DE SETEMBRO. As mulheres argentinas que lutaram pelo aborto legal - e venceram. Mulheres pioneiras que passaram décadas lutando pelo direito ao aborto na Argentina se lembram de sua luta vitoriosa. O caminho para a legalização do aborto na Argentina é pavimentado com suor, lágrimas e devoção de mulheres que passaram grande parte de suas vidas lutando por mudanças. Eles são reverenciados como “las historicas” - ativistas, advogadas e médicas pioneiras que ocuparam o espaço solitário nas esquinas nos anos 1990, agitando cartazes que exigiam que as mulheres tivessem o direito de determinar o destino de seus corpos. (...) Nina Brugo acompanhava mulheres que haviam abortado, mas na época ela ainda não via como um direito. Nesse mesmo encontro, ela ouviu com atenção as experiências compartilhadas por mulheres brasileiras que propuseram o dia 28 de setembro como o dia do aborto legal na América Latina. Naquela data, em 1871, o Brasil declarou que todas as crianças nascidas de escravos eram livres. “Eles queriam igualar a liberdade do útero com o direito ao aborto”, disse Brugo. "Isso me impactou." Depois disso, ela procurou Dora Coledesky e acrescentou sua assinatura à causa. (Al Jazeera, Catar) | bit.ly/3nf4Nw9

JURADO BRASILEIRO. Concurso de arte 'Palestina Não Está Só' anuncia júri internacional. O Concurso Internacional de Cartum, Caricatura e Cartazes "Palestina Não Está Só" anunciou os membros de seu júri internacional. Luiz Carlos Fernandes do Brasil, Cristina Bernazzani da Itália, Izabela Kowalska da Polônia e Balai Kartun Rossem da Malásia julgarão as inscrições para a competição internacional. (...) O Escritório de Arte da Organização de Disseminação da Ideologia Islâmica do Irã organizou o concurso para mostrar solidariedade ao povo oprimido da Palestina. (...) "A questão da Palestina e sua identidade é um dos principais tópicos durante estes dias, quando acordos entre alguns estados árabes e Israel estão sendo enquadrados para parecerem normais, enquanto pessoas e artistas de países cujos governos estão tentando normalizar suas relações, discordam destes relações”, explicou Shojaei-Tabatabai, diretor do Escritório. (Tehran Times, Irã) | bit.ly/3rQ9oIL

VACINA PESQUISADA PELA FIOCRUZ. AstraZeneca diz que a vacina protege 100% contra a Covid-19 mais graveO responsável máximo da farmacêutica britânico-sueca afirmou ter sido finalmente encontrada, após pesquisas adicionais, "a fórmula vencedora” que torna a chamada vacina de Oxford - sobre a qual a agência reguladora britânica deve pronunciar-se nos próximos dias - equiparável às outras. | "Acreditamos ter encontrado a fórmula vencedora e descoberto como obter uma eficácia que, com duas doses, está à altura das demais”, afirmou o director executivo da empresa, Pascal Soriot, ao jornal Sunday Times. Com base nos resultados provisórios de testes clínicos em larga escala realizados no Reino Unido e Brasil, o laboratório britânico anunciou, em Novembro, que a sua vacina tinha uma eficácia média de 70%, face aos mais de 90% dos fármacos da Pfizer/BioNTech e Moderna. (Jornal de Angola, Angola) | bit.ly/3b7cF0j

CLÍNICAS PRIVADAS BUSCAM VACINA. Clínicas privadas brasileiras buscam ofertas para a vacina Covid da Índia. Uma associação brasileira de clínicas de saúde privadas disse no domingo que estava negociando com a empresa farmacêutica indiana Bharat Biotech para comprar cinco milhões de doses de sua vacina Covid-19, que a Índia acaba de autorizar para uso emergencial. (...) O governo do presidente de extrema direita Jair Bolsonaro enfrenta crescentes críticas por protelar a campanha de vacinação no Brasil, que tem o segundo maior número de mortes na pandemia, depois dos EUA. Isso deixou alguns governos estaduais, e agora o setor privado, lutando para tentar lançar campanhas de vacinação por conta própria. (Times of India, Índia) | bit.ly/3hGQD5F

MAIS DE 200 MIL INCÊNDIOS FLORESTAIS. Os incêndios florestais no Brasil aumentam novamente em 2020. O número de incêndios florestais no Brasil aumentou 12,7% no ano passado para o número mais alto em uma década, de acordo com números oficiais que provavelmente aumentarão a pressão sobre o governo do presidente Jair Bolsonaro sobre a destruição da floresta amazônica. Houve um total de 222.798 incêndios florestais em todo o Brasil em 2020, o maior número desde 2010, de acordo com a agência espacial brasileira, INPE. Isso incluiu mais de 103 mil incêndios na Amazônia brasileira, um aumento anual de quase 16%, disse o INPE, que usa imagens de satélite para rastrear incêndios e desmatamento. (Nepal24Hours, Nepal) | bit.ly/3n7iIEs

DIVA. Os diálogos da vagina: obras de arte de 33 metros atraem a ira da extrema direita no Brasil. A escultura de Juliana Notari em uma encosta causa um choque entre a comunidade cultural de esquerda e a direita que apoia Bolsonaro. Uma vagina de concreto armado de 33 metros provocou uma reação dos bolsonarianos no Brasil, com partidários do presidente de extrema direita do país entrando em confronto com admiradores de arte de esquerda por causa da instalação. A escultura feita à mão, intitulada Diva, foi inaugurada pela artista plástica Juliana Notari no sábado em um parque de arte rural no terreno de uma antiga usina de açúcar em Pernambuco, um dos estados mais vibrantes do Brasil culturalmente. (The Guardian, Reino Unido) | bit.ly/359l0N5

IMAGENS VERGONHOSAS. Comissário da UE critica 'imagem vergonhosa' da pandemia no Brasil. Declaração foi publicada no Twitter do italiano Paolo Gentiloni. O comissário para a Economia da União Europeia (UE), Paolo Gentiloni, criticou neste sábado (2) os números da pandemia do novo coronavírus Sars-CoV-2 registrados no Brasil nos últimos dias. "Tenho visto imagens vergonhosas do Brasil. Média da última semana: 36 mil casos e 700 mortes por dia pela pandemia", escreveu o ex-primeiro-ministro da Itália em sua conta no Twitter. (Agenzia ANSA, Itália) | bit.ly/3opKehK

RETORNO À VELHA POLÍTICA. "Nova política brasileira" caducou em dois anos. Dois governadores eleitos na onda de Bolsonaro já foram alvo de impeachment. O prefeito do Rio de Janeiro está preso. Deputados perdem relevância. E o eleitor vira-se, afinal, para a "velha política". (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/357vYms

PESADELO. O drama das brasileiras que sofrem com violência de maridos estrangeiros na Europa. (...) Imigrantes, vítimas de violência física e psicológica praticada pelo companheiro: assim é a realidade de muitas mulheres que sonham viver um conto de fadas com um amor europeu, mas acabam vítimas dos próprios sonhos. (BBC, Inglaterra) | bbc.in/38TQTug

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

ASSANGE PODE SER LIBERTADO HOJE. O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, venceu sua luta para evitar a extradição para os Estados Unidos e pode ser libertado hoje. A juíza distrital Vanessa Baraitser disse em Old Bailey na segunda-feira que, devido ao risco real de suicídio, O jovem de 49 anos não deveria ser extraditada por "motivo de saúde mental". (…) Os advogados retornarão a Old Bailey mais tarde hoje para um pedido de fiança, e se a equipe jurídica de Assange for bem-sucedida, seu cliente pode ser um homem livre esta tarde. (The Telegraph, Inglaterra) | bit.ly/3ngiDhI

EXONERADAS. Processos judiciais contra mulheres criminalizadas por aborto devem ser suspensos. Isso é assegurado por advogados e especialistas. A entrada em vigor da nova lei sobre o aborto legal terá consequências retroativas para os casos em andamento, portanto a Justiça deve suspender automaticamente aquelas que forem processadas por aborto clandestino. (IzquierdaWeb, Internacional) | bit.ly/3b7DaCY

ATAQUE À DEMOCRACIA. Em uma chamada extraordinária de uma hora, Trump pressiona o secretário de estado da Geórgia a recalcular a votação. Em um telefonema de uma hora no sábado com autoridades eleitorais da Geórgia, o presidente Trump ameaçou consequências legais vagas se as autoridades não agissem. (áudio obtido pelo Washington Post). O presidente Trump instou o colega republicano Brad Raffensperger a "encontrar" votos suficientes para reverter sua derrota. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/3rS3OWh

ISRAEL: TESTEMUNHAS CONTRADIZEM MILITARES. Witnesses dispute IDF (Israel Defense Force) account after Palestinian shot during West Bank operation. Neighbors say troops were only attacked by crowd after shooting that left Haroun Abu Aram, 24, paralyzed; claim troops roughed up family to confiscate ‘illegal’ generator. Palestinian witnesses to a shooting by Israeli troops on Friday that reportedly left a 24-year-old Palestinian man paralyzed disputed the army’s account that a violent, massive demonstration had preceded the shooting. Haroun Abu Aram, 24, was shot in the neck by an Israeli soldier during a scuffle over a generator allegedly used in illegal construction. Abu Aram, who witnesses said was unarmed, was engaged in a tug-of-war over the electric generator with the troops seeking to confiscate it. The Palestinian Health Ministry later said that Abu Aram was left paralyzed from the neck down following the shooting. (The Times of Israel, Israel) | bit.ly/38aKtaN

DESIGUALDADE SISTÊMICA. MacKenzie Scott doou mais de US $ 4 bilhões nos últimos 4 meses. “Esta pandemia tem sido uma bola de destruição na vida dos norte-americanos que já lutam”, escreveu Scott em um post no Medium anunciando as doações. "As perdas econômicas e os resultados de saúde foram piores para as mulheres, para as pessoas não brancas e para as pessoas que vivem na pobreza. Enquanto isso, aumentou substancialmente a riqueza dos bilionários." Scott é a ex-esposa do fundador da Amazon, Jeff Bezos; ela fez parte da fundação da empresa e a primeira contadora da Amazon. De acordo com a Forbes, Scott é a terceira mulher mais rica do mundo, estimando seu valor em US$ 55,1 bilhões após suas doações mais recentes. (NPR, EUA) | n.pr/3pMVdT0

TRÊS PROBLEMAS CRUCIAIS. Armas atômicas, questões climáticas, pandemia, todas exigem ação e compromisso. Uma placa, “Uma Mensagem de Nagasaki”, foi colocada em 10 de abril do ano passado na entrada do Museu da Bomba Atômica de Nagasaki. O museu decidiu intensificar as campanhas para livrar o mundo das armas nucleares em 2020, quando o Japão homenageou o 75º aniversário dos bombardeios atômicos. Mas foi forçado a fechar temporariamente suas portas no mesmo dia devido à nova pandemia de coronavírus. A mensagem cita armas nucleares, problemas ambientais e o novo coronavírus como três “questões globais”. (The Asahi Shimbun, Japão) | bit.ly/3rTuiGY

NA MÃO DE BILL GATES. A África do Sul, membro do BRICS, pode não receber vacinas da COVAX financiada por Bill Gates até junho. A África do Sul, membro do bloco BRICS das principais nações em desenvolvimento, incluindo Rússia e China, está contando exclusivamente com o consórcio COVAX para o fornecimento de suas vacinas, em vez de comprar diretamente de produtores no leste e no oeste. A África do Sul pode não receber suprimentos de vacinas COVID-19 até junho, apesar de pagar centenas de milhões à vista. O fracasso do governo do Congresso Nacional Africano (ANC) em fornecer vacinas na nação mais rica e mais atingida da África Subsaariana atraiu críticas de um grupo de médicos e acadêmicos no domingo, incluindo membros do Conselho de Pesquisa Médica do país. (Sputnik News, Rússia) | bit.ly/389PvEK

COMÉRCIO EXTERIOR EM MOEDAS NACIONAIS. Desdolarização em alta: Rússia e China aumentam as liquidações em moedas nacionais para 25%. Moscou e Pequim aumentaram a participação dos acordos em moedas nacionais para 25 por cento este ano, contra os modestos 2 por cento registrados há sete anos, de acordo com o embaixador russo na China, Andrey Denisov. “A participação das moedas nacionais em nossas relações [comerciais] com a China está aumentando constantemente. Chegou a cerca de um quarto nos nove meses desde o início do ano. É um avanço bastante grande ”, disse o embaixador, citando os parceiros chineses. (RT – Rússia) | bit.ly/3pMVe9w

UM ANO DO ASSASSINATO DE SOLEIMANI. Os iraquianos exigem a retirada das tropas americanas no aniversário do assassinato de Soleimani. Milhares condenam os "ocupantes americanos" um ano depois que o ataque de drones dos EUA matou o principal general iraniano e comandante iraquiano. Milhares de enlutados iraquianos condenaram os “ocupantes americanos”, um ano depois que um ataque de drones dos Estados Unidos matou o reverenciado general do Irã Qassem Soleimani e o comandante da milícia iraquiana, Abu Mahdi al-Muhandis. O aniversário de suas mortes em Bagdá - que trouxe os arquiinimigos dos EUA e do Irã à beira da guerra - também foi rememorado no domingo no Irã e por apoiadores na Síria, Líbano, Iêmen e em outras partes do Oriente Médio. (Al Jazeera, Catar) | bit.ly/3b63cq1

GUERRA SEM FIM. Catar ajudará a facilitar o cessar-fogo no Afeganistão. O presidente de Cabul (BNA), Mohammad Ashraf Ghani, falou por telefone com o xeque Tamim bin Hamad al-Thani, emir do Qatar, ontem de manhã, disse um comunicado da assessoria de imprensa do presidente. O Emir do Catar apresentou condolências ao presidente Ghani pela morte do embaixador afegão no estado do Golfo, o engenheiro Abdul Hakim Dalili. Ambos os lados também discutiram o processo de paz e enfatizaram o cessar-fogo imediato, acrescentou o comunicado. O emir do Catar, conforme citado no comunicado, prometeu que seu país faria mais para facilitar o cessar-fogo no país. (Bakhtar News Agency, Afeganistão) | bit.ly/388OBIt

QUEM GANHOU FOI O ISIS. O ISIS é o único lado que se beneficiou com o assassinato do general Soleimani pelo "terrorista-chefe": Zarif. O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, escreveu em uma mensagem no Twitter na noite de domingo que os únicos que se beneficiaram com o assassinato do tenente-general Qasem Soleimani pelos Estados Unidos foram os terroristas do Daesh (ISIS). "Hoje, um ano atrás, o Inimigo nº 1 dos terroristas extremistas foi covardemente assassinado pelo terrorista-chefe”, tuitou Zarif. “Enquanto nossa região rememora solenemente seu falecimento há um ano, um lembrete de que o único beneficiário de seu assassinato é o Daesh (ISIS), que só aumentou sua atividade desde então”, acrescentou. (Islamic Iranian News Agency, Irã) | bit.ly/3b57cHc

DESPROPORÇÃO. Depois que um colono israelense foi supostamente ferido por uma pedra, soldados invadem uma vila da Cisjordânia e atacam residentes. Soldados israelenses invadiram hoje (3/1) a vila de Deir Nitham, ao norte de Ramallah, e agrediram seus residentes após uma alegação de que um colonizador israelense foi ferido por uma pedra nas proximidades da vila. O Exército presumiu que a pedra foi atirada por um palestino e invadiu a aldeia mais próxima ao suposto incidente. Os soldados invadiram casas, atacaram e assediaram residentes e detiveram pelo menos 15 palestinos, segundo testemunhas. (Wafa News Agency, Palestina) | bit.ly/3b3GU8o

HERÓI. Soleimani foi um herói da luta contra o imperialismo: Morales. O ex-presidente da Bolívia, Juan Evo Morales Ayma, disse que a luta contra o imperialismo tem heróis e mártires no mundo, como o general Qasem Suleimani, assassinado há um ano. “O povo reconhece sua luta pela justiça e pela defesa da soberania das nações que sofrem agressão estrangeira”, tuitou Morales Ayma. “Vamos nos juntar aos iranianos para prestar homenagem a ele”, acrescentou Morales. (Al-Manar, Líbano) | bit.ly/3ne1yVR

PÓS-ELEIÇÃO. Os rebeldes capturam a cidade de Bangassou, na República Centro-Africana. Bangui - Os rebeldes capturaram a cidade de Bangassou, no sul da República Centro-Africana, no domingo, semanas depois de serem acusados de uma tentativa de golpe e antes dos resultados parciais de uma eleição presidencial tensa. Uma coalizão de grupos rebeldes armados, que controlam dois terços do país golpista, lançou uma ofensiva em 19 de dezembro com o objetivo de atrapalhar as eleições do último fim de semana e "marchar sobre Bangui". (Independent online, África do Sul) | bit.ly/357vZqw

INDULTO. Após o perdão, o soldado mercenário da empresa Blackwater desafia: ‘Eu agi corretamente’. Evan Liberty estava lendo no beliche de cima de sua cela uma noite, no final do mês passado, quando um supervisor de prisão deu as notícias que ele esperava. “Ele diz:‘ Você está pronto para isso?’”, Lembra Liberty. “Eu disse: 'Uh, não tenho certeza. O que está acontecendo?’ Ele disse: ‘Perdão presidencial. Empacote suas coisas.'” Liberty é um dos quatro ex-contratados da Blackwater perdoados pelo presidente Donald Trump em um dos atos finais de Trump no cargo, libertando-os da prisão após um tiroteio em 2007 em Bagdá que matou mais de uma dúzia de civis iraquianos. Mesmo para um presidente que repetidamente exerceu seu poder de perdão para associados pessoais e apoiadores políticos, a clemência de Trump para os mercenários foi recebida com condenação especialmente intensa, tanto nos Estados Unidos quanto no Oriente Médio. (Egypt Independente, Egito) | bit.ly/358IMJd

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS/REPORTAGENS

Hu Xijin- A China deve reagir com sobriedade aos ataques do Ocidente sobre direitos humanos - (Global Times, China) | bit.ly/389uQAD

Manuel Cabieses Donoso - Good bye, míster Guaidó – (Punto Final, Chile) | bit.ly/3562LrU

Pedro Vallín - As preces atendidas do Podemos - (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/392MfKi

Gemma Altel - A derrota de 'O Herói': Trump e a masculinidade prevalecente - (El Periódico, Espanha) | bit.ly/3b63htP

Michael Heinrich - Como fazer a crítica da economia política? Releia Engels (e Marx) - (Contretemps, França) | bit.ly/3odFETW

Marine Turchi - Extradição para os Estados Unidos: a sorte de Julian Assange será definida na segunda-feira - (Mediapart, França) | bit.ly/393vSNX

Roberto Savio - A Segunda Guerra Fria está chegando - (Other News, Itália) | bit.ly/3rSaPX6

Luca Colaninno Albenzio - A longa marcha em direção a Brexit - (Sinistra in Rete, Itália) | bit.ly/3hKt77V

Ivan Giovi - A grande atualidade de Piero Sraffa - (Osservatorio Globalizzazione, Itália) | bit.ly/2KYCEfL

Peter E. Gordon - As cicatrizes da democracia: Theodor Adorno e as crises do liberalismo - (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/3b3GYVG

Gail Collins, Bret Stephens - É tarde demais para abrir um processo de impeachment contra Trump de novo? - (The New York Times, EUA) | nyti.ms/3rVkNHo

Ignacio Ramonet - A entrevista completa de Ignacio Ramonet com Nicolás Maduro - (Página 12, Argentina) | bit.ly/38X4zVf



Conteúdo Relacionado