Clipping Internacional

Clipping Internacional - 04/05/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

04/05/2020 09:09

(Ueslei Marcelino/Reuters)

Créditos da foto: (Ueslei Marcelino/Reuters)

1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

A TRAGÉDIA BOLSONARO

Público, Portugal | O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, participou neste domingo numa manifestação em Brasília contra o Supremo Tribunal e o Congresso, fazendo ataques também ao ex-ministro da Justiça Sérgio Moro, que prestou declarações durante perto de nove horas no sábado, na superintendência da Polícia Federal de Curitiba, ao que se julga apresentando provas de que Bolsonaro interferiu na atividade da polícia. Mais uma vez, o Presidente fez a ameaça, nada velada de golpe militar. "Temos as Forças Armadas ao lado do povo, pela lei, pela ordem, pela democracia, pela liberdade”, afirmou aos apoiadores. "Chegamos no limite, não tem mais conversa, daqui para frente, não só exigiremos, faremos cumprir a Constituição”. | bit.ly/3dfYAvq

Diário de Notícias, Portugal | Paulo Guedes passa de "superministro" a "super superministro" de Bolsonaro. Com a saída de Sergio Moro, o outro pilar que atribuía credibilidade ao governo, Jair Bolsonaro desdobra-se em afagos ao titular da economia, que já dava sinais de descontentamento, à entrada daquela que pode ser a maior crise económica do Brasil | bit.ly/2YxpydV

Página 12, Argentina | O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, participou de um novo ato contra o Congresso e o Supremo Tribunal Federal, no qual houve ataques a jornalistas e fotógrafos presentes. Em um discurso improvisado dirigido aos milhares de simpatizantes concentrados em frente ao Palácio Presidencial do Planalto, Bolsonaro garantiu que as Forças Armadas e o povo estão do lado de seu governo e que ele aplicará a Constituição "a qualquer preço". O presidente aproveitou a oportunidade para atacar novamente os governadores que insistem em continuar o isolamento social no país. Embora Bolsonaro tenha mantido distância de seus seguidores, o ato produziu multidões em um momento em que o Brasil já tem 7.000 mortos e mais de 100.000 casos confirmados de covid-19. | bit.ly/2YxpxXp

The New York Times, EUA | Bolsonaro encabeça manifestação antidemocrática em meio a alarme sobre a atuação contra o coronavírus. O presidente brasileiro Jair Bolsonaro atacou o Congresso e os tribunais em um discurso para centenas de apoiadores no domingo, quando o número de casos de coronavírus passou de 100.000 no Brasil, sublinhando o crescente isolamento do ex-capitão do exército, ao minimizar os impactos da pandemia. Bolsonaro, de direita, recebeu críticas de todo o espectro político por descartar a ameaça do vírus no Brasil, que registrou 101.147 casos confirmados e 7.025 mortes, de acordo com os dados mais recentes do Ministério da Saúde. No domingo, dezenas de figuras públicas assinaram uma carta aberta ao governo brasileiro pedindo às autoridades que protejam os povos indígenas do país, que costumam viver em locais remotos com acesso limitado aos cuidados de saúde. | nyti.ms/2z5zMr6

El País, Espanha | O ex-ministro Sergio Moro foi interrogado neste sábado por oito horas na sede da Polícia Federal em Curitiba. O ex-juiz da operação anticorrupção Lava Jato apresentou mensagens e áudios para comprovar as acusações, confirmadas por este jornal com fontes legais, que ele executou contra Jair Bolsonaro de tentar interferir politicamente com a Polícia Federal, órgão que realiza investigações que poderiam afetar a três filhos do presidente. Moro chegou ao prédio, acompanhada de gritos de protesto e de apoio da demissão do então diretor. Geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo. | bit.ly/2YxpxGT

La Diária, Uruguai | Bolsonaro participou ontem de uma mobilização convocada por seus seguidores para exigir o fim da interferência do Congresso e, principalmente, da Justiça nas políticas governamentais, bem como da intervenção militar desses dois poderes, para defender o Executivo. O presidente já participara dessas marchas - a última em meados de abril - e sua presença havia recebido críticas, reiteradas ontem. Moro apresentou evidências apoiando suas reivindicações contra o presidente. | bit.ly/3dfmIy2

Expresso, Portugal | Manifestantes pró-Bolsonaro agridem e ameaçam jornalistas. Vários jornalistas, um fotógrafo e um motorista foram agredidos com socos e ofendidos verbalmente, tendo saído do local sob escolta policial. Enquanto o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, acenava este domingo da rampa do Planalto aos seus apoiadores, alguns deles agrediram, ameaçaram e expulsaram vários jornalistas que cobriam o acontecimento. Bolsonaro tinha ido até à rampa do Planalto para observar a manifestação a seu favor, que criticava o Supremo Tribunal Federal e o Congresso, quando pouco depois foi alertado para aqueles incidentes. "Expulsaran os repórteres da Globo, expulsaram os repórteres da Globo", disse uma pessoa ao Presidente, segundo a "Folha de S. Paulo". Ao que Bolsonaro respondeu "pessoal da Globo vem aqui falar besteira, essa TV foi longe demais". | bit.ly/3fmaypg

The Statesman, Índia | O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, mais uma vez desafiou as recomendações de seu próprio governo sobre distanciamento social para se misturar com apoiadores nas ruas, já que as mortes e os casos do COVID-19 continuam subindo no país. Durante uma excursão no sábado a Cristalina, a 150 km de Brasília, Bolsonaro partiu do programa oficial para visitar várias lojas, cumprimentar os apoiadores e posar para fotos - tudo em violação às recomendações do Ministério da Saúde, de acordo com os relatórios. Na sexta-feira, Bolsonaro disse que gostaria que todos os cidadãos voltassem ao trabalho em meio a um bloqueio contínuo imposto após a pandemia de coronavírus. | bit.ly/2zXbksu

Tribune de Genève, Suíça | Jair Bolsonaro se faz de avestruz contra o Covid-1. O presidente se opõe ao confinamento para garantir que a economia continue girando. Uma loucura que custa muito caro ao país. Funcionários do hospital que protestam para aumentar a conscientização sobre a contenção. Seu ato é silencioso: em jaleco branco, cerca de trinta cuidadores simplesmente seguram cruzes negras. Enquanto isso, os apoiadores do presidente os insultam verbalmente: "comunistas", "preguiçosos", eles gritam, antes de atacar jornalistas e conspirá-los tanto para "disseminar pânico ”. A cena reflete claramente a esquizofrenia em que o Brasil está desde o início da pandemia. Por um lado, médicos e cientistas que alertam para os perigos do vírus; por outro, ativistas que seguem cegamente um presidente como "cético em relação à corona" e "cético em relação ao clima". | bit.ly/3fj6xBO

Le Journal du Dimanche, França | Coronavírus: o gerenciamento de crises de Jair Bolsonaro no Brasil é altamente criticado. O ex-jogador de futebol Raí se junta ao campo de governadores e prefeitos que exigem a renúncia ou demissão do presidente brasileiro Jair Bolsonaro. | bit.ly/2YuM8DS

El Clarín, Argentina | bit.ly/3fenUnr

El Mercúrio, Chile | bit.ly/2Ws6omL | bit.ly/3c2EjJE

El País, Uruguai | bit.ly/2SyOJsO

Al Jazeera, Catar | bit.ly/3dfiJBQ

OUTRAS NOTÍCIAS DO BRASIL E DA PANDEMIA

CORONAVÍRUS. 'Missões pedagógicas' no Brasil para conscientizar sobre o coronavírus devido à inação de Bolsonaro. Enquanto Bolsonaro responde "E o que você quer que eu faça?" diante da recuperação do vírus, ativistas brasileiros atuam como "comunicadores populares" em áreas das periferias. (El Diário, Espanha) | bit.ly/3b3lmVR

CORONAVÍRUS. COVID-19: mais de 100.000 casos e 7.000 mortes no Brasil, onde os números oficiais são amplamente subvalorizados. É agora o nono do mundo em termos de pessoas infectadas, com 101.147 casos, segundo o último relatório oficial do Ministério da Saúde. (La Presse, Canadá) | bit.ly/3dbP1xq

ÍNDIOS. Vídeo de Sebastião Salgado pede proteção dos povos primitivoss do Brasil diante do Covid. O fotógrafo brasileiro está fazendo um apelo global para instar o governo Bolsonaro a proteger as comunidades indígenas, que são particularmente vulneráveis ao coronavírus. (Le Nouvel Observateur, França; La Repubblica, Itália) | bit.ly/2YxpsTB | bit.ly/2A03BKl

ÍNDIOS. Célebre fotógrafo Sebastião Salgado pede medidas urgentes para a Amazônia. Brad Pitt, Sylvester Stallone, Alejandro González Iñárritu, Pedro Almodovar, Paul McCartney e Madonna, entre outros, apoiaram seu pedido. (La Jornada, México) | bit.ly/2Yxpsmz

ÍNDIOS. "Estamos na véspera de um genocídio": o Brasil pediu para salvar as tribos amazônicas da Covid-19. Carta aberta do fotojornalista Sebastião Salgado e figuras globais alertam que doença pode dizimar povos indígenas. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2ypK9pJ

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

VENEZUELA. Ex boina verde dos EUA ligado à tentativa de 'invasão' da Venezuela. O governo do presidente Nicolás Maduro disse que frustrou uma "invasão" de manhã cedo na costa do Caribe no domingo, dizendo que suas forças de inteligência descobriram uma conspiração, emboscaram os agressores e capturaram ou mataram 10. Mas mais tarde no domingo, um ex oficial do exército venezuelano eo antiga boina verde dos EUA Jordan Goudreau divulgaram um vídeo anunciando o início da "Operação Gideon", que eles descreveram como um esforço para capturar membros seniores do governo de Maduro e apelando aos soldados venezuelanos para se juntar a eles. (The Sydney Morning Herald, Austrália) | bit.ly/2Wok5mW

VENEZUELA. Em que consistiu a "operação Gideon" neste domingo contra a Venezuela? O Governo da Venezuela informou neste domingo que a Força Armada Nacional Bolivariana, juntamente com as Forças de Ação Especial da Polícia Nacional Bolivariana, neutralizaram a incursão por mar de um grupo armado que tentava se infiltrar no país, chamado "operação Gideon". Oficialmente denominada "Operação Black First", as forças de segurança venezuelanas relataram a morte de oito pessoas, incluindo um dos líderes do ataque, Robert Colina Ibarra, também conhecido como Pantera, bem como a prisão de outras duas pessoas. (Telesur, Venezuela) | bit.ly/3fj6rdq

VENEZUELA. Venezuela repele incursão marítima vinda da Colômbia. Acusam a Colômbia, Estados Unidos e quadrilhas de traficantes. O governo venezuelano desativou parte de uma operação mercenária no início da manhã de domingo. Um grupo, cujo número exato de membros ainda não é conhecido, tentou entrar com dois barcos ao longo da costa de La Guaira, a zona marítima mais próxima de Caracas. O governo informou que oito pessoas foram mortas e duas foram detidas. Diosdado Cabello, presidente da Assembleia Nacional Constituinte, anunciou que as informações sobre a operação vieram da Colômbia, ponto de partida dos barcos. (Página 12, Argentina) | bit.ly/2Swh1Eg

EUA. Os amigos ricos de Trump procuram lucrar durante a crise dos coronavírus. Grupos observadores dizem que os laços estreitos de Trump com doadores e apoiadores merecem escrutínio, à medida que são entregues trilhões em fundos federais. Por exemplo, o aliado principal de Trump, Tommy Fisher, que no ano passado assinou um contrato de US $ 400 milhões do Corpo de Engenheiros do Exército para construir 49 quilômetros do muro na fronteira de Trump no Arizona, em abril recebeu outros US $ 7 milhões do exército - apesar de uma investigação ativa por um observador do Pentágono sobre alegações de favoritismo depois que Trump supostamente pressionou por Fisher. E outros. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3fj6qWU

EUA. O presidente Trump previu na noite de domingo que o número de mortos pela pandemia de coronavírus que assola o país pode chegar a 100.000 nos Estados Unidos, muito mais alto do que ele havia previsto há algumas semanas, mesmo quando pressionou os Estados para começar a reabrir a economia fechada. Trump, que no mês passado previu que 60.000 vidas seriam perdidas, reconheceu que o vírus se mostrou mais devastador do que ele esperava, mas disse acreditar que os parques e as praias devem começar a reabrir e as escolas devem retomar as aulas pessoalmente neste outono. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/2YxSGli

CORONAVÍRUS. O Enigma Covid-19: Por que o vírus atinge forte em alguns lugares e poupa outros? Especialistas estão tentando descobrir por que o coronavírus é tão caprichoso. As respostas podem determinar como nos proteger melhor e quanto tempo se precisará. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/2SA8yjk

COLÔMBIA. A espionagem do exército colombiano chegou ao secretário da Presidência de Ivan Duque. O escândalo convulsiona a política do país. As Nações Unidas condenam o uso da inteligência militar para violar os direitos humanos de jornalistas e políticos. A trama de espionagem militar organizada por unidades do Exército colombiano vai além do monitoramento de jornalistas e correspondentes estrangeiros e atingiu o coração do poder político do país: a Casa de Nariño, sede da Presidência da República. (El País, Espanha) | bit.ly/3fimLuZ

ITÁLIA. Itália atinge o menor número de mortos em oito semanas. O país começa nesta segunda fase de desescalonamento na segunda-feira com a abertura do comércio atacadista. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/2YtyXTH

ESPANHA. A situação é crítica': a crise de agonia dos pobres da Espanha pelo coronavírus. Instituições de caridade lutam para ajudar os grupos mais marginalizados do país, incluindo profissionais do sexo. Caritas registrou um aumento de pedidos de ajuda desde que a Espanha entrou em confinamento nacional em 14 de março. Ele afirma que a demanda na região de Madri triplicou nas últimas semanas e 85% dos pedidos recebidos são de alimentos, remédios ou assistência para cobrir os custos básicos de vida. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3frYYZI

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Robert Reich - EUA (The Guardian, Inglaterra) | “O plano em quatro passos de Donald Trump para reabrir a economia dos EUA – e porque será letal” | bit.ly/2YALW5Z

John Harris – Renda mínima (The Guardian, Inglaterra) | “Porque a renda básica universal poderia nos ajudar a combater a próxima onda de choques econômicos” | bit.ly/2YuyD70

 | João Ruela – América Latina (Público, Portugal) | “Covid-19 deixou as crises do Chile e da Bolívia em suspenso, mas não as enterrou” | bit.ly/2ysAkHv

Eduardo Aliverti – Argentina (Página 12, Argentina) | “Mentiras, mídia e como daremos sustentação a Alberto” | bit.ly/2A03tul

Juan Manuel Boccacci – Equador (Página 12, Argentina) | “Equador, entre o coronavírus e o neoliberalismo” | bit.ly/2WnWZgd

Nancy K. Bristow – Distanciamento social (El Diário, Espanha) | “O distanciamento social: lições da pandemia de 1918. A imposição do distanciamento social em 1918 funcionou em 1918, reduzindo taxas de mortalidade e atrasando o ritmo da pandemia” | bit.ly/2WiltqY

Martin Guzmán – Argentina (Financial Times, Inglaterra) | “A Argentina não tem condições de pagar mais a seus credores” | on.ft.com/2yf1P7z

Jeannie Suk Gersen – EUA (The New Yorker, EUA) | “A Suprema Corte confronta o desafio de Trump à separação de poderes” | bit.ly/2SAQ0PR

Laurent Cordonnier – Crise econômica (Le Monde diplomatique, França) | “Quem vai pagar a dívida pública?” | bit.ly/3fimtnN

Anne Applebaum – EUA (The Atlantic, EUA) | “O resto do mundo está rindo de Trump. O presidente criou um vacum de liderança. A China tenta preenche-lo.” | bit.ly/2Ws6o6f

Joshua Cho – EUA (Common Dreams, EUA) | “Pilhagem corporativa como ‘Plano de Resgate’. Os ‘barões ladrões’ como salvadores” | bit.ly/2W2YjWR

Conteúdo Relacionado