Clipping Internacional

Clipping Internacional - 06/07/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

06/07/2020 09:20

 

 

1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

GOLPE MILITAR. O golpe não passava de um ‘bluff’. “Não estiquem a corda”, advertia Bolsonaro, apoiado pelos ministros militares do seu governo. Até que o Queiroz foi preso e tudo mudou numa frenética semana. Os militares do governo emudeceram e Bolsonaro entregou a cabeça do ministro da Educação ao Supremo Tribunal. Durante meses, o presidente Jair Bolsonaro fez pairar sobre o Brasil o fantasma do golpe militar. Seria uma espécie de autogolpe desferido contra os outros poderes – o Legislativo e, sobretudo, o Judiciário – que, no seu entender, estariam comprometidos com uma política de afastá-lo da Presidência. Uma “intervenção militar com Bolsonaro no poder”, como pediam os bolsonaristas nas manifestações contra o Judiciário e o Legislativo. (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/3izv7Qv

RACHADÃO. Randolfe diz que pedirá investigação sobre suposta rachadinha em gabinete de Bolsonaro na Câmara. O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) disse neste domingo (5) que acionará o MP para investigar suposta prática de rachadinha no gabinete do então deputado Jair Bolsonaro. Análise de documentos relativos aos 28 anos de atividade parlamentar de Bolsonaro, de 1991 a 2018, mostra rotatividade salarial atípica de funcionários, que atingiriam cerca de um terço das mais de 100 pessoas que trabalharam em seu gabinete. (Sputnik News, Rússia) | bit.ly/2ZHbBZJ

ÍNDIOS. Sem os índios Kayapó não há trem de grãos. O projeto Ferrogrão, um dos mais ambiciosos para expandir o agronegócio na Amazônia brasileira, gera mais oposição quanto mais a rota se aproxima do coração de uma selva cujos povos indígenas defendem há décadas. “O Ferrogrão só será construído se os Kayapó forem consultados e se a Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho [sobre os direitos dos povos indígenas] for cumprida. Caso contrário, haverá uma briga da nossa parte ”, diz o líder indígena Dotô Takakire. (El País, Espanha) | bit.ly/3iwNTbc

COVID-19. Brasil soma mais de 1,6 milhões infeções e 64 mil mortes. Os números divulgados este domingo apontam para mais de 26 mil novos casos e 602 mortes causadas pelo coronavírus nas últimas 24 horas. O Brasil já registou um total de 1 603 055 de casos confirmados de infeção e 64 867 óbitos provocados pela Covid-19, segundo a última atualização de dados realizada este domingo pelo Ministério da Saúde brasileiro. (Diário de Notícias, Portugal; El Mercurio, Chile; La Jornada, México) | bit.ly/31VCTOV | bit.ly/2Cd5Meh | bit.ly/2VNKRp5

EDUCAÇÃO. Ministro da educação convidado por Bolsonaro rejeita o cargo. Renato Feder anunciou recusa nas redes sociais depois de o seu nome ter sofrido resistências das ala ideológica, representada pelos filhos do presidente, e evangélica do governo. E a pasta continua sem titular. Em causa, as pressões que sofreu nas últimas 48 horas da parte da ala ideológica do governo, representada pelo astrólogo e filósofo Olavo de Carvalho, considerado o guru da nova direita brasileira, e dos filhos do presidente, sobretudo Carlos e Eduardo Bolsonaro. A influente ala evangélica também não aprovara o nome. (Diário de Notícias, Portugal; La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/2O0Vu3W | bit.ly/38x0neh

SAÚDE. Brasil, desde maio com um ministro interino da Saúde e 1.000 mortes por dia. O Brasil continua há quase dois meses com um ministro interino da Saúde, sem experiência na área, e que questiona o caminho contra a estratégia do coronavírus em um país que desde maio registra uma média diária de 1.000 mortes por Covid-19. O número de infecções ultrapassou 1,6 milhão de infecções neste domingo, com 26.051 no último dia, enquanto o número de mortes subiu para 64.867, com 602 novas mortes após cinco dias acima de mil, de acordo com o último balanço do Ministério da Saúde. (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/3faN1XS

ÍNDIOS. Os povos indígenas ameaçados pelo Covid-19 e por Bolsonaro. Os 800 mil autóctones do Brasil estão abandonados pelo governo Bolsonaro, acusado de desmantelar seus direitos desde o começo de seu mandato. (Tribune de Genève, Suíça) | bit.ly/31WiFEm

AMAZÔNIA. O retorno dos incêndios na Amazônia. O Brasil teve o maior número de incêndios em junho nos últimos 13 anos. Eles são causados pelo desejo de expandir pastagens ou culturas de soja. (La Croix, França) | bit.ly/2W7x2lV

ANTONIO BIVAR. Covid-19. O dramaturgo brasileiro António Bivar, autor de "Alzira Power", um dos protagonistas da "nova dramaturgia", morreu no domingo, em São Paulo, aos 81 anos, por complicações respiratórias resultantes da Covid-19, informou o hospital Sancta Maggiore, onde estava internado. "Neste domingo o Brasil perdeu um de seus grandes escritores", autor de clássicos do teatro nacional, como "Cordélia Brasil", de 1967, a sua peça de estreia, e "Abre a Janela e Deixa Entrar o Ar Puro e o Sol da Manhã", que lhe garantiu o Prémio Molière, no ano seguinte. (Expresso, Portugal) | bit.ly/2Azxu4B

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

CHILE. Livro ilustrado "Niños" lembra menores executados e listados como nomes em relatórios frios. Homenagem às crianças vítimas do Chile de Pinochet. Havia 33 meninos mortos na ditadura e um foi sequestrado e dado para adoção por pais argentinos ligados a Videla. "Não há parque para se lembrar deles, nem memorial, nada", diz a autora María José Ferrada. Trinta e duas crianças, entre um mês e treze anos, foram executadas pela ditadura de Pinochet. Um, Pablo Athanasius, fazia parte dessa lista terrível até 2013, quando as avós da Plaza de Mayo o contataram e concordaram em passar pelo exame imunogenético que provou ser filho dos chilenos desaparecidos Frida Lashan e Miguel Athanasiu, estudantes pertencentes ao Movimento. da Esquerda Revolucionária (MIR) que foi exilada em Buenos Aires em 1974. (Página 12, Argentina) | bit.ly/2ZBH4MU

COLÔMBIA. O ano horrível das forças militares colombianas. A imagem de uma das instituições mais respeitadas e intocáveis de um país que acabou de emergir de uma guerra entra em colapso em meio a uma sucessão de escândalos do Exército. Após 12 meses de escândalos no Exército, variando de uma rede de espionagem a uma sucessão de denúncias de estupro de menores, uma pesquisa esta semana refletiu a opinião dos colombianos sobre seus soldados. A percepção historicamente favorável entrou em colapso: de 85% para 48%, o número mais baixo desde que há um recorde, segundo a Gallup. (El País, Espanha) | bit.ly/3e7QeG6

VENEZUELA. Juan Guaidó, reconhecido presidente internacional interino, desperta desaprovação na Venezuela. A decisão de um juiz britânico de dar acesso ao ouro venezuelano ao oponente Nicolas Maduro contrasta com o descrédito a que é submetido em seu país. (Le Monde, França) | bit.ly/2BLGDHM

BOLÍVIA. A Bolívia sucumbe à pandemia e os corpos começam a aparecer nas ruas. A situação na Bolívia devido ao Covid-19 é cada vez mais preocupante, com mortes nas ruas, protestos sociais diários e contágios no próprio governo interino do país. A imagem de um cadáver abandonado por quase um dia no meio da rua em Cochabamba, uma das principais cidades do país, revelou neste domingo o colapso do sistema de saúde e os crescentes problemas para enterrar ou incinerar os mortos por coronavírus. (El Desconcierto, Chile) | bit.ly/38xS8Pc

TRUMP. Precisamos fazer algo': rebeldes republicanos se reúnem para enfrentar Trump. Assim como em 2016, uma facção do partido republicano surgiu para tentar derrotar Donald Trump nas próximas eleições presidenciais. O esforço deles funcionará? Mas, diferentemente da última corrida presidencial, onde o esforço nunca realmente decolou, desta vez esses republicanos rebeldes formaram grupos mais bem organizados - e alguns até apoiam abertamente o oponente democrata de Trump, Joe Biden. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2ZBH67u

EUA/DESIGUALDADE RACIAL. O olhar mais completo até agora sobre a desigualdade racial do coronavírus. Novos dados federais adquiridos pelo The Times mostram até que ponto o vírus está afetando desproporcionalmente negros e latinos. Os negros e latinos têm quase duas vezes mais chances de morrer do vírus do que os brancos, uma disparidade que se estende pelas fronteiras e regiões do estado. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/2AD7t4y

MIGRANTES. Mundo em desenvolvimento perde bilhões em dinheiro de trabalhadores migrantes. Um pilar econômico das economias em desenvolvimento está desmoronando por causa dos impactos do coronavírus; "Estou com medo doentio". Os trabalhadores migrantes que perderam o emprego por causa do impacto econômico da pandemia estão ficando sem dinheiro para enviar para casa, causando um golpe na saúde econômica frágil de o mundo em desenvolvimento. Dezenas de milhões de indianos, filipinos, mexicanos e outros de países em desenvolvimento que trabalham no exterior enviaram um recorde de US $ 554 bilhões para seus países de origem no ano passado. É uma quantia maior que todo investimento estrangeiro direto em países de baixa e média renda e mais de três vezes a ajuda ao desenvolvimento de governos estrangeiros, segundo o Banco Mundial. (The Wall Street Journal, EUA) | on.wsj.com/3f4RaMR

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Erica Nepomuceno – Brasil (Página 12, Argentina) | “O ministro que não foi” | bit.ly/3e8fE6l

Robert Reich – EUA (The Guardian, Inglaterra) | “Donald Trump se apressou para reabrir os EUA – agora o Covid-19 está se aproximando dele” | bit.ly/2ZGMR3I

Joseph Stiglitz – Crise Econômica (Project Syndicate, EUA) | “Prioridades para a economia do Covid-19” | bit.ly/38xgfxB

Eduardo Aliverti – Argentina (Página 12, Argentina) | “A militância do ódio” | bit.ly/2BHUZJn

Jorge Alemán – Argentina (Página 12, Argentina) | “Essa mulher, Cristina, e o ódio” | bit.ly/3izvgDx

Lauren Aratani – Crise econômica (The Guardian, Inglaterra) | “Por que a crise financeira de Covid-19 deixará cicatrizes duradouras na geração Z” | bit.ly/2AypSzk

José Manuel Pureza – Portugal (Esquerda.net, Portugal) | “A direita portuguesa é igual às outras – a direita tradicional está a incorporar o essencial do programa da extrema direita” | bit.ly/2Z1Tuyn

Martin Wolff – Capitalismo (Financial Times, Inglaterra) | "A democracia falhará se não pensarmos como cidadãos" | on.ft.com/3e1tZSk

Richard Keiser – EUA (Le Monde Diplomatique, França) | “Um país minado pelos policiais homicidas. Expressão brutal das desigualdades raciais nos Estados Unidos.” | bit.ly/2ZAiV9i

Matt Bruenig – EUA (Jacobin, EUA) | “A diferença na riqueza entre raças diz respeito às classes altas” | bit.ly/31OSn6Z




Conteúdo Relacionado