Clipping Internacional

Clipping Internacional - 08/09/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

08/09/2020 10:00

Praia lotada no Rio de Janeiro neste domingo (Bruna Prado/AP)

Créditos da foto: Praia lotada no Rio de Janeiro neste domingo (Bruna Prado/AP)

 

1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

LULA. ‘Estamos entregues a um governo que banaliza a morte’, disse o ex-presidente Lula. Ele acusou Bolsonaro de transformar o coronavírus em uma ‘arma de destruição em massa’. ‘Teria sido possível, sim, evitar tantas mortes’, disse o ex-presidente. Bolsonaro sabotou as medidas de isolamento impostas por governadores e prefeitos para conter a propagação do que ele considerou uma ‘gripezinha’. Para o presidente brasileiro, o prejuízo econômico dessas medidas é ‘pior do que a doença’. O ex-presidente acusa Bolsonaro de fazer da Covid-19 ‘uma arma de destruição em massa’. Lula se colocou ‘à disposição dos brasileiros’ pensando nas eleições de 2022. (Página 12, Argentina; La Diária, Urugua; La Presse, Canadá) | bit.ly/3ibpOpU | bit.ly/2DE3JRG | bit.ly/3h6MA0R

MORO. Suprema Corte: o juiz Moro, apoiado pelos EUA, interferiu na eleição de 2018 para eleger Bolsonaro. Em um dia de importantes vitórias do ex-presidente Lula no Supremo Tribunal Federal, concluiu-se que o “herói anticorrupção”, em desgraça, e ex-ministro da Justiça do Bolsonaro, Sérgio Moro, atuou para influenciar o resultado da eleição de 2018 e violou o sistema legal . Isso ocorre à medida que a escala e a influência do envolvimento dos Estados Unidos na Operação Lava Jato se tornam mais claras, com mais evidências vindo à luz de agentes do FBI que se reuniam com promotores brasileiros com frequência e em segredo durante o processo de acusação de Lula. (Brasil Wire, EUA) | bit.ly/3kcFMBo

PANDEMIA. Brasil: praias lotadas em meio à pandemia de coronavírus. Milhares de pessoas desafiaram as proibições e se amontoaram na areia. As imagens de centenas de visitantes em um espaço comprimido sem máscaras dispararam o alarme das autoridades sanitárias, durante um fim de semana em que foi questionada a existência de uma pandemia, em um país onde seu presidente Jair Bolsonaro minimizou a doença ao denomine-a de "gripezinha". (Página 12, Argentina; The New York Times, EUA; La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/32eijcl | nyti.ms/35gUrXp | bit.ly/2R5neFV

BOLSONARO. As comemorações dos 198 anos da independência do Brasil foram reduzidas devido à pandemia, mas estão a gerar polémica por causa da decisão do atual presidente em se rodear de crianças, sem ele próprio tomar as mais básicas precauções sanitárias. Bolsonaro desfila em carro cheio de crianças e sem máscara. Presidente brasileiro está a ser criticado por não ter tomado precauções sanitárias nas comemorações da independência do Brasil. Jair Bolsonaro testou positivo à Covid-19 e terá já recuperado. (Diário de Notícias, Portugal; La Vanguardia, Espanha; El Periódico, Espanha; Diario Correo, Peru) | bit.ly/3m0Ijj8 | bit.ly/3bBpGNK | bit.ly/3bB20JD | bit.ly/3bB0maG

CAETANO VELOSO. Documentário sobre prisão de Caetano Veloso durante ditadura estreia no Festival de Veneza. O filme Narciso em Férias teve sua estreia internacional no 77° Festival de Veneza na Itália. Conta o período que Caetano passou na prisão em 1968 durante a ditadura militar, quando ele e Gilberto Gil foram retirados de suas casas em São Paulo por agentes a paisana, duas semanas depois de decretado o Ato Institucional número 5, e foram levados para um quartel no Rio de Janeiro. Caetano Veloso relembra seu cativeiro na ditadura como um alerta atual. (RFI, França; La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/2FjpLtj | bit.ly/328Lu01

COVID-19. Equipe médica do Instituto de Infectologia Emilio Ribas durante traqueostomia em paciente com coronavírus. Mais de 240 médicos brasileiros morreram de Covid-19, aponta sindicato. Um levantamento feito pelo Sindicato dos Médicos de São Paulo mostrou que 244 médicos brasileiros morreram em decorrência da Covid-19 desde o início da pandemia. (Sputnik News, Rússia) | bit.ly/3hf2sOB

VACINA. Até um quarto dos brasileiros não pode tomar vacina contra o Covid-19, aponta pesquisa. E cinco por cento se recusariam em qualquer circunstância a tomar a vacina contra o coronavírus e outros 20% indicaram que podem não tomá-la. As razões apresentadas pelos receosos de tomar uma vacina incluíam dúvidas sobre sua segurança e eficácia, e teorias de conspiração infundadas, como o medo de manipulação genética, ter um chip implantado ao tomá-la e que ela é feita com fetos abortados. A pesquisa ocorre depois que o presidente de direita Jair Bolsonaro, que tem minimizado a gravidade do surto de coronavírus, reiterou na semana passada que as vacinas Covid-19 não serão obrigatórias quando estiverem disponíveis. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/3mbPdSO

COVID-19. Brasil aproxima duas 127 mil mortes após 310 mortes em 24 horas. O Brasil contabilizou 310 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 126.960 mortes desde ou desde o início da pandemia, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde do país. Este foi o dia com o menor número de fatalidades desde 3 de maio, 127 dias atrás, quando as autoridades de Saúde registraram 289 mortes diárias por dia. Face ao número de infectados, ou país, existem 10.273 casos nas últimas 24 horas, num total de 4.147.794 pessoas com diagnóstico de Covid-19. (Diário de Notícias, Portugal; La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/32aKtVe | bit.ly/2DEBoe2

INDÍGENAS. Decisão da Justiça brasileira desperta temor sobre terras indígenas. O povo Parakana há décadas luta para proteger suas terras dos mineiros, madeireiros e agricultores ilegais. Há mais de três décadas, o povo parakana luta para proteger suas terras na reserva Apyterewa, no norte do estado do Pará, de garimpeiros, madeireiros e fazendeiros ilegais que derrubam grandes áreas de árvores. Em maio, o ministro Gilmar Mendes abriu as portas para negociações entre o governo brasileiro e o município de São Félix do Xingu, que quer reduzir o tamanho do território indígena em nome de uma associação de agricultores local. (Al Jazeera, Catar; Global Times, China) | bit.ly/2DInZ4M | bit.ly/3jYo9oc

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

JULIAN ASSANGE. O julgamento do jornalista e ativista australiano foi retomado em Londres. Julian Assange rejeitou novamente sua extradição para os Estados Unidos. A juíza britânica Vanessa Baraitser recusou-se a adiar o julgamento, depois que a defesa pediu mais tempo para examinar as novas alegações dos EUA. A primeira testemunha no caso prestou seu depoimento, o acadêmico Mark Feldstein. (Página 12, Argentina; The New York Times, EUA; El Diário, Espanha; El Periódico, Espanha) | bit.ly/3h7y6gX | nyti.ms/2Zz8Dr9 | bit.ly/329a40T | bit.ly/35eq0Ry

VENEZUELA. Divisão da oposição venezuelana para as eleições legislativas. A não participação deixa os venezuelanos "sem opções", criticou o ex-candidato à presidência Henrique Capriles. A figura de Juan Guaidó como líder da oposição na Venezuela enfraqueceu em ritmo acelerado na semana passada, na qual dois importantes dirigentes saíram publicamente para criticar o que consideram uma estratégia malsucedida para acabar com o governo de Nicolás Maduro. (La Diária, Uruguai; L’Humanité, França) | bit.ly/2R7LEPg | bit.ly/32a7msg

BOLÍVIA. Evo Morales acata sua desqualificação do Senado, embora a considere "ilegal". De Buenos Aires, Morales anunciou no Twitter que aceitaria a decisão da justiça apesar de discordar. “Vamos acatar essa decisão porque nosso compromisso e prioridade é que as pessoas saiam da crise. Não cairemos em nenhuma provocação, o povo voltará a se governar, de forma pacífica e democrática ”, tuitou. “Sob ameaças e pressões de processos, o julgador tomou uma decisão política ilegal e inconstitucional. A história mostra que eles vão conseguir desqualificar Evo, mas não vão poder proscrever o povo ”. (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/3h7mSZX

COLÔMBIA. Massacres continuam na Colômbia, agora oito pessoas são assassinadas. As autoridades colombianas informaram que isso aconteceu nos departamentos de Antioquia e Bolívar em dois eventos violentos nos quais presumem que estão envolvidos grupos criminosos. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/2FjWrTS

PARAGUAI. A lagoa fica roxa: atores e modelos denunciam o desastre ambiental. Graças a estrelas como Leonardo DiCaprio, a foto de Jorge Saenz do Ap é tirada nas redes sociais mostrando ao mundo todo o caos produzido por uma indústria de curtumes em Cerro, a 30 quilômetros de Asunciòn. O Judiciário suspendeu o curtume. (La Repubblica, Itália) | bit.ly/3bH5TfV

PARAGUAI/ARGENTINA. Argentina exige explicação para a morte de dois 'rebeldes' de 11 anos. A Argentina pediu explicações ao Paraguai sobre as mortes em uma operação policial e militar contra um grupo rebelde, de duas meninas de 11 anos que, segundo ela, eram cidadãs argentinas. O governo paraguaio disse que um confronto no norte do país com membros do Exército do Povo Paraguaio (EPP) deixou dois "rebeldes" mortos. (The Sydney Morning Herald, Austrália) | bit.ly/2R2B7ot

TRUMP. Michael Cohen alega explosões racistas de Trump e papel na recompensa de Stormy Daniels em novo livro. A Casa Branca considera "ficção de fã" as memórias reveladoras do ex-advogado ‘quebra galhos’ de Trump, que foi condenado à prisão e que afirma que Trump é culpado dos mesmos crimes que ele. Ele também alega que Trump fez vários comentários racistas, de acordo com o Washington Post, incluindo dizer que Barack Obama só entrou na Universidade de Columbia e na Faculdade de Direito de Harvard por causa de uma “porra de ação afirmativa”. Trump tinha “ódio e desprezo” por Obama, diz o livro. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2Fc3WMq

ESPANHA/CORONAVÍRUS. Espanha já está na segunda vaga e outros países europeus estão por dias. O documento chamado “Análise e previsão da covid-19 para a União Europeia” alerta que o atual momento é essencial para travar uma segunda vaga de covid-19, caso nada seja feito, a situação pode ser semelhante à de março. (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/3bB0mrc

BIELORÚSSIA. Perguntas intermináveis %u20B%u20Bcercam a prisão de Kolesnikova, líder da oposição na Bielo-Rússia. Fontes oficiais em Minsk afirmam que ela estava tentando cruzar a fronteira ilegalmente, enquanto seus parentes dizem que ela foi "sequestrada" no dia anterior por homens mascarados. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/3ibhwOM

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

John Pilger – Assange (Counterpunch, EUA) | “O julgamento stalinista de Julian Assange” | bit.ly/3ia7ygH

Sergio Halimi – Assange (Le Monde Diplomatique, França) | “Por Julian Assange” | bit.ly/3bBpNZG

Akram Belkaïd e Lamia Oualalou – Evangelismo (Le Monde Diplomatique, França) | “A internacional reacionária.” | bit.ly/2R2bCn4

Paul Krugman – EUA (The New York Times, EUA) | “A miséria doméstica bruta está aumentando. A recuperação está ignorando aqueles que mais precisam.” | nyti.ms/3hbCbke

Paul Vallely – Desigualdade (The Guardian, Inglaterra) | Como a filantropia beneficia os superricos” | bit.ly/3id230x

Robert Reich – EUA (The Guardian, Inglaterra) | “No dia do Trabalho, lembre-se disto: Os Estados Unidos de Trump trabalha apenas para os ricos” | bit.ly/3hbCbAK

Mario Wainfeld – Argentina (Página 12, Argentina) | “Coronavírus na Argentina: duas concepções sobre o cuidado com a vida. A fúria santa vs. critérios racionais” | bit.ly/3bC15sh

Diego Rubinzal – Neoliberalismo (Página 12, Argentina) | Uma série para a Netflix: ética e economia” | bit.ly/3ibDgtV

Álvaro Garcia Linera, entrevista – Bolívia (Página 12, Argentina) | Entrevista a Ignacio Ramonet: ‘Estamos vivendo um empate catastrófico entre projetos progressistas e neoliberais’” | bit.ly/3hbCbRg

Francisco Louçã – Neoliberalismo (Esquerda.net, Portugal) | “Coitados dos velhos liberais. Os velhos liberais que se cuidem, o seu tempo passou. A milícia das propostas liberais está agora na extrema-direita.” | bit.ly/3hbCc7M

Beatriz Miranda - Brasil (El Espectador, Colômbia) | Querido Brasil” | bit.ly/2Fd6TMS

Angela Davis, entrevista – EUA (Democracy Now, EUA) | “Luta pela liberdade. Angela Davis sobre as convocações à desidratação da polícia, do racismo e do capitalismo e as eleições de 2020” | bit.ly/2R87LFb

David Sirota – Trabalho (Jacobin, EUA) | Eis o gráfico que todos deveriam ver no dia do trabalho” | bit.ly/2R6pxsw

Conteúdo Relacionado