Clipping Internacional

Clipping Internacional - 08/10/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

08/10/2020 09:15

(Dida Sampaio/Estadão)

Créditos da foto: (Dida Sampaio/Estadão)

 
1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

LULA. Video: o EL PAÍS entrevista ao vivo o ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva. Em meio a um cenário político que inclui as eleições municipais brasileiras, as eleições presidenciais nos Estados Unidos e uma sequência de eleições na América Latina, o referente do Partido dos Trabalhadores responde a jornalistas e leitores do jornal. Lula, que governou o gigante latino-americano entre 2003 e 2010, continua sendo um dos políticos mais populares da região. (El País, Espanha) | bit.ly/33DNgau

COVID-19. O Brasil ultrapassou a marca de cinco milhões de casos de COVID-19 nesta quarta-feira em pouco mais de sete meses de pandemia, que ainda tem uma taxa de incidência de 2.364 positivos a cada 100.000 habitantes, um dos mais altos da América e da Europa. (La Vanguardia, Espanha; El Mundo, Espanha; La Presse, Canadá; Jornal de Notícias, Portugal; El Mercurio, Chile; Diario Correo, Peru; Global Times, China) | bit.ly/2Id0tyR | bit.ly/33CXjfU | bit.ly/2SzAgME | bit.ly/33EBJaM | bit.ly/3lmmGbJ | bit.ly/2SDqole | bit.ly/3jUXjOd

BOLSA-FAMÍLIA. No Brasil, Jair Bolsonaro quer seu grande programa social. O presidente quer substituir o Bolsa Família, programa social criado por Lula e que permitiu tirar 28 milhões de brasileiros da pobreza, por um sistema próprio. Mas seu financiamento é complicado pela crise ligada à Covid-19. O Bolsa Família, criado em 2004 e emblemático dos anos Lula, continua sendo um pilar do sistema de redistribuição de riqueza do país. Hoje, 43,7 milhões de pessoas se beneficiam (ou uma em cada cinco), ganhando em média 168,75 reais por mês (cerca de 26 euros). (Le Monde, França) | bit.ly/2SCOxbs

MINERAÇÃO. A mineração de ouro tem grande impacto nas comunidades indígenas da Amazônia. Um novo relatório expôs a escala e o impacto da mineração nas reservas indígenas dos países amazônicos à medida que os preços do ouro disparavam durante a pandemia de Covid-19. Mais de 20% das terras indígenas são sobrepostas por concessões de mineração e mineração ilegal. O relatório, divulgado na quarta-feira pelo Instituto de Recursos Mundiais, disse que os povos indígenas deveriam ter mais direitos legais para administrar e usar suas terras, e pediu melhores salvaguardas ambientais. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2SC6eI3

GOVERNO BOLSONARO. O ministro da Educação do Brasil, Milton Ribeiro, terá que responder a um interrogatório policial por um possível crime de homofobia relacionado a declarações em que vinculou a homossexualidade a "famílias desequilibradas". Em entrevista publicada no final de setembro pelo jornal Estadão, o ministro da Educação havia dito que os adolescentes às vezes "escolhem o caminho da homossexualidade". Ele acrescentou que isso ocorre porque são filhos de "famílias pobres, onde falta a atenção do pai ou da mãe". O ministro é o quarto a presidência. (Página 12, Argentina; Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/2GQjR3D | bit.ly/2SC19Q5

BOLSONARO. Bolsonaro diz ter acabado com a Lava-Jato por não haver corrupção no Governo brasileiro. “É um orgulho, é uma satisfação que eu tenho, dizer a essa imprensa maravilhosa que eu não quero acabar com a Lava-Jato. Eu acabei com a Lava-Jato porque não tem mais corrupção no Governo”, afirmou o Presidente brasileiro. Sérgio Moro pediu demissão do executivo em Abril, após acusar Bolsonaro de tentar interferir na autonomia da Polícia Federal, situação que é agora investigada pelo próprio STF. (Público, Portugal; La Vanguardia, Espanha; El Periodico, Espanha) | bit.ly/2Fch3gV | bit.ly/2GBYQdr | bit.ly/3nwjXOQ

QUEIMADAS. "Quase 100% do desmatamento no Brasil é criminoso", diz cientista. Em plena onda inédita de calor no país e com os incêndios no Pantanal e as queimadas na Amazônia batendo recordes em 2020, o pesquisador Carlos Nobre diz que, no governo Bolsonaro, "o mundo do crime ambiental sente-se muito mais empoderado". (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/3d6T7rW

MERCOSUL-UNIÃO EUROPEIA. O Parlamento Europeu recusa ratificar o acordo UE-Mercosul "no estado em que se encontra". O Parlamento Europeu (PE) avisou nesta quarta-feira que não vai ratificar o acordo entre a União Europeia (UE) e o Mercosul "no estado em que se encontra" por conta da política ambiental do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, que já causou vários países recusam dar luz verde a este pacto comercial. A emenda inclui "profunda preocupação com a política ambiental do (presidente brasileiro) Jair Bolsonaro", que, alertam, "contradiz os compromissos assumidos com o Acordo de Paris". (La Diária, Uruguai; La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/3dgUfcv | bit.ly/2SCqIR1

ARMAS. A propensão a armas cresce no Brasil de Bolsonaro. Incentivados pelo presidente Jair Bolsonaro, muitos brasileiros têm se concentrado em lojas de armas e clubes de tiro. O registro de novas armas no Brasil cresceu quase 60% entre janeiro e agosto de 2020, em relação ao mesmo período de 2019, aumento que preocupa várias ONGs devido ao possível ressurgimento de mortes por armas de fogo. (La Vanguardia, Espanha; El Espectador, Colômbia; El Desconcierto, Chile) | bit.ly/3jKMspG | bit.ly/3nrHCjr | bit.ly/3jTIQBK

QUEDA DE GENERAL. O governo de Jair Bolsonaro destituiu o general da reserva Otávio Rego Barros do cargo de porta-voz da Presidência da República, que ocupava desde o início do mandato do líder de extrema direita, em janeiro de 2019. (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/2Facqnw

ENEAS. "Meu nome é Eneas": no Brasil, a popularidade renovada do ex-guru da extrema direita. Há anos Jair Bolsonaro tenta por todos os meios estabelecer um vínculo com seu antecessor, falecido em 2007, e apelidado de "Jean-Marie Le Pen do Brasil". (Le Monde, França) | bit.ly/3lpxzJV

BOLSONARO. O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, doou irregularmente 10.000 reais (cerca de 1.500 euros) a seu filho Carlos Bolsonaro durante sua campanha eleitoral para a Câmara Municipal do Rio de Janeiro, contrariando uma resolução do TSE que limita a doações de pessoas físicas em dinheiro no valor de 1.606 reais (cerca de 250 euros). O filho do presidente brasileiro garantiu que se trata de "um engano" e que sua equipe de campanha se pôs "imediatamente" a resolver o problema, "respeitando, como sempre, as regras estabelecidas".(El Telégrafo, Equador) | bit.ly/3nrHmRv

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

POBREZA. Outros 150 milhões de pessoas podem ser empurradas para a pobreza extrema até o final do próximo ano, à medida que o conflito, as mudanças climáticas e a Covid-19 se combinam para encerrar duas décadas de progresso na elevação dos padrões de vida das pessoas com rendas mais baixas, afirma o último Banco Mundial estimativas. A organização com sede em Washington disse que a proporção da população mundial que vive com menos de US $ 1,90 por dia deve aumentar de 9,1% para 9,4% durante 2020, com o aumento concentrado em países com taxas de pobreza já altas. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/33GoN4r

EUA. Os candidatos a vice-presidente dos EUA, Pence e Harris se enfrentam sob a sombra de uma pandemia em expansão. Harris foi atrás dos esforços de Trump para conter o coronavírus, suas tentativas de derrubar o programa de saúde do presidente Barack Obama, suas políticas comerciais e sua relutância em condenar os supremacistas brancos no primeiro debate presidencial na semana passada. Ela chamou o tratamento de Trump da pandemia de "o maior fracasso de qualquer administração presidencial na história do nosso país" e aludiu à sua declaração ao autor Bob Woodward de que ele queria minimizar a ameaça porque não queria criar pânico. (The Washington Post, EUA; The New York Times, EUA) | wapo.st/2GtXCkA | nyti.ms/3iF5i0b

BOLÍVIA. Evo Morales alerta para possível "golpe ou fraude" nas eleições bolivianas, nas quais o MAS deve "vencer por uma grande diferença" para evitar que a direita volte a falar em fraude. O ex-presidente sabe que seu país está, mais uma vez, diante de um dilema histórico. Ele também acredita que a direita, que já orquestrou o golpe que a retirou do poder em novembro de 2019, fará todo o possível para que o Movimento pelo Socialismo (MAS), favorito em todas as urnas, não consiga prevalecer nas eleições do 18 de outubro. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3iIFFf5

CHILE. O empurrão de um agente num menor, arremessando-o de uma ponte, reacende as críticas à brutalidade policial no Chile. Um policial permanece em prisão preventiva após "causar" a queda de um adolescente de uma ponte durante uma manifestação em Santiago. O episódio desencadeou uma nova onda de críticas à força policial, seriamente questionada durante o surto de demonstrações sociais de 2019. (El Diário, Espanha) | bit.ly/3iI7zHO

COLÔMBIA. 'Estamos sendo massacrados': Colômbia acusada de não conseguir impedir o assassinato de ativistas. Pelo menos 223 líderes sociais foram assassinados este ano. Ativistas na Colômbia alertaram que continuam a enfrentar o extermínio, apesar da pandemia do coronavírus e que a Anistia Internacional acusou o governo do país de fazer pouco para protegê-los. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3nsc1y9

COSTA RICA. Os protestos contra um possível acordo do Governo da Costa Rica e do Fundo Monetário Internacional (FMI) por 1,75 bilhão de dólares, entraram em sua segunda semana nesta quarta-feira com uma intensificação da intervenção policial nos bloqueios de estradas, violência e sem sinais de diálogo entre as partes. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/33HYXN6

EQUADOR. Acordo com FMI obriga Equador a aumentar o IVA para 15% e cortar gastos públicos. O Governo de Lenín Moreno receberá 4 mil dos 6,5 bilhões em financiamento este ano, mas as reformas mais exigentes estão previstas para 2021. (El País, Espanha) | bit.ly/2SGwqkI

GRÉCIA. Tribunal considera Aurora Dourada uma organização criminosa e condena dirigentes. Após cinco anos de julgamento, o tribunal grego conclui que o partido de extrema direita funcionava como uma organização criminosa, condenando os seus líderes e restantes membros, incluindo o autor do assassinato do rapper Pavlos Fyssas. No banco dos réus sentaram-se 68 pessoas pertencentes ao partido neonazi fundado na década de 1980, que consolidou a sua presença no sistema político, apesar do envolvimento em assassinatos e do julgamento da sua direção por associação criminosa. (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/3decIq3

GUERRA FRIA. Em visita a Tóquio, Mike Pompeo busca consolidar uma frente antichinesa. O chefe da diplomacia americana gostaria de institucionalizar o “Quad”, formato que reúne Estados Unidos, Japão, Índia e Austrália na desconfiança de Pequim. (Le Monde, França) | bit.ly/3db5vag

CHINA. O Ministério das Relações Exteriores da China disse que a China recebeu apoio de cerca de 70 condados em sua postura e políticas sobre questões relacionadas a Hong Kong e Xinjiang no Terceiro Comitê da 75ª Assembleia Geral da ONU. O Paquistão fez uma declaração conjunta sobre questões relacionadas a Hong Kong em nome de 55 países, e Cuba fez uma declaração conjunta sobre questões relacionadas a Xinjiang em nome de 45 países, apoiando a posição e medidas da China. (Global Times, China) | bit.ly/2SCiCYH

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Aldrich e outros – EUA (The Guardian, Inglaterra) | “A mídia dos EUA declarará o vencedor certo na noite da eleição? Não se conte com isso.” | bit.ly/3iF97mc

Eric Nepomuceno – Brasil (Página 12, Argentina) | “Bolsonaro afunda o acordo entre a União Europeia e o Mercosul” | bit.ly/3lrhNOJ

Daniel Trilling – Grécia (The Guardian, Inglaterra) | “Por que os líderes neonazistas da ‘Aurora Dourada’ se safaram por tanto tempo? A campanha de violência do partido remonta à década de 1990, mas a classe política da Grécia parecia fechar os olhos” | bit.ly/3nu0SwS

Evgeny Morozov – 5G (Le Monde Diplomatique, França) | “A batalha geopolítica em torno da 5G. Quem controlará a tecnologia da internet?” | bit.ly/34G0Mtg

María Jaraquemada – Chile (Americas Quaterly, EUA) | “O Chile não pode esperar mais tempo por uma nova Constituição” | bit.ly/36Ip4p8

Evo Morales, entrevista - Bolívia (Jacobin, EUA) | “Ainda estamos lutando contra as multinacionais que conduziram o golpe” | bit.ly/3jIuaph



Conteúdo Relacionado