Clipping Internacional

Clipping Internacional - 10/08/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

10/08/2020 09:14

 

 
1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

BOLSONARO. Bolsonaro comemora o Campeonato Paulista de Futebol no dia em que o Brasil ultrapassa 100.000 mortes por Covid-19. O presidente compartilha uma mensagem da presidência comemorando "uma das menores taxas de mortalidade por milhão entre as grandes nações". (El País, Espanha) | bit.ly/2DPTd9I

ELEIÇÕES 2022. Moro, Lula, Bolsonaro. Eleição de 2022 pode reunir um trio de inimigos. Caso o Supremo Tribunal Federal decida, como parece plausível, que ou ex-juiz, o próprio pré-candidato, foi parcial não integrante do ex-presidente, ele será proibido e poderá concordar com voto que o atual locatário do Palácio do Planalto tentará reeleição. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/3ivsRZR

100 MIL MORTOS. Imprensa europeia critica silêncio de Bolsonaro sobre os 100 mil mortos por Covid-19 no Brasil. O Brasil é destaque em toda a mídia europeia devido à chegada aos 100 mil mortos por Covid-19. Jornais, TVs e rádios do Velho Continente lembram que o país é o segundo em número de contaminações e óbitos, atrás apenas dos Estados Unidos, que registram 162 mil mortos. A ausência de reação por parte de Jair Bolsonaro sobre o trágico recorde não passou despercebida. (RFI, França) | bit.ly/30JTLXD

HOMENAGEM. O Brasil homenageia aqueles que morreram desde Covid-19. A Praia de Copacabana estava repleta de cruzes e balões em memória das vítimas do coronavírus. Bolsonaro remove sua máscara novamente ao retomar a atividade pública. A praia de Copacabana no Rio de Janeiro (Brasil) foi preenchida neste final de semana com cruzes pretas e balões vermelhos em uma homenagem às pessoas que morreram de covid-19 no país. A iniciativa, promovida pela ONG Rio de Paz, também serviu de protesto contra a gestão do presidente, Jair Bolsonaro, da crise do coronavírus, que já deixou quase 100 mil mortos e três milhões de infecções no Brasil. (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/3adeHcJ

INDÍGENAS. Artistas como Caetano Veloso e Ai Weiwei se unem para ajudar os índios no Brasil. Músicos e artistas nacionais e internacionais como Caetano Veloso, Gilberto Gil e Ai Weiwei participaram neste domingo, em uma apresentação virtual ao vivo para arrecadar fundos e apoiar os povos indígenas afetados pela pandemia do coronavírus no Brasil. Segundo o último boletim da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB), 559 indígenas morreram em aldeias devido ao coronavírus e mais de 17.000 foram infectados, a maioria deles na Amazônia, um dos mais afetados pela pandemia. (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/2XPwXUK

AMAZÔNIA. Os incêndios na Amazônia no ano passado geraram indignação internacional. A estação seca deste ano começou pior. Um ano depois que uma onda de incêndios provocados pelo homem na floresta amazônica atraiu condenação internacional e envergonhou o governo brasileiro, o presidente Jair Bolsonaro intensificou a aplicação da lei contra as queimadas ilegais. Em julho, o primeiro mês da temporada, os incêndios aumentaram quase 30% em relação ao ano passado. Os 6.803 incêndios relatados pela agência de satélite do governo foram a segunda maior contagem em 15 anos. Isso aconteceu depois que os incêndios de junho atingiram o máximo em 13 anos. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/3krAYIJ

COVID-19. A pandemia no Brasil aumenta e ultrapassa 101.000 mortes por Covid-19. A situação neste país é muito complicada enquanto Jair Bolsonaro atacou alguns meios de comunicação por sua forma de abordar a crise e pede para virar a página. O Brasil somou 572 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total para 101.049 mortes, enquanto o número de casos confirmados ultrapassa os três milhões, informou o governo neste domingo. De acordo com o último boletim do Ministério da Saúde, foram notificados 23.010 novos casos no último dia, elevando o número de infectados pelo novo coronavírus para 3.035.422. (El Periodico, Espanha; El Mundo, Espanha; Le Soir, Bélgica; El Mercurio, Chile) | bit.ly/31zZi2g | bit.ly/33GUmex | bit.ly/2F3Lnda | bit.ly/3a8zG0i

CAETANO VELOSO. Com Caetano Veloso, Brasil é Brasil. O músico e seus filhos transmitiram ao vivo seus maiores sucessos, delicadas surpresas e um pouco de política. (El País, Espanha) | bit.ly/31xXE18

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

BOLÍVIA. Manifestantes da Bolívia paralisam país com atrasos nas eleições. Manifestantes aliados de Evo Morales dizem que as autoridades estão usando Covid-19 para atrasar a votação. Manifestantes na Bolívia dinamitaram passagens andinas, espalharam pedregulhos em rodovias e cavaram trincheiras ao longo de estradas rurais para protestar contra os repetidos atrasos em uma repetição da eleição profundamente contenciosa de outubro passado, que levou à queda do presidente de esquerda Evo Morales. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/31F7Chc

CHILE. Ex-militares condenados por crimes durante a ditadura chilena. O Tribunal de Apelações de Santiago condenou um general aposentado e três outros ex-militares pelo assassinato de 12 pessoas na chamada Caravana da Morte, em outubro de 1973, após 46 anos de impunidade. A decisão, emitida no último sábado, estabelece para o general Santiago Sinclair cinco anos e um dia de prisão, como autor de homicídios qualificados; e três anos para Robert de la Mahotiere, como ocultador da execução, e com isso revogou a sentença de primeira instância que absolveu os dois soldados aposentados. (La Jornada, México) | bit.ly/33M4Cm4

CHILE. Um suicídio de duas mulheres mapuches que ninguém acredita no Chile. Iris Rosales Quiñilén denunciou a militarização da Araucanía: ela parecia morta como sua filha. Duas mulheres mapuches, Iris Rosales Quiñilén (53) e sua filha Rosa Quintana Rosales (17) foram encontradas mortas nesta sexta-feira por parentes em sua casa na comunidade Juan Pinoleo de Ercilla, região de Araucanía no Chile. Quiñilén foi uma ativa líder mapuche que denunciou a militarização por que vivia seu povoado e foi presidente do Centro de Pais e Tutores do único estabelecimento técnico-profissional da região, até que foi fechado para se tornar um centro improvisado de operações policiais. (Página 12, Argentina) | bit.ly/2DwVSpc

PERU. Três indígenas morrem por disparos policiais no Peru. As mortes ocorrem durante um protesto contra o Estado por falta de atendimento à saúde na Amazônia. Um grupo de indígenas protestava há seis dias contra o Estado na região amazônica de Loreto, por falta de assistência médica e medicamentos em meio à pandemia. "Polícia amigo, a greve não é com você", gritaram desde o primeiro dia. A maioria eram jovens do grupo étnico Kukama. Como não obtiveram resposta do Estado, na noite de sábado os manifestantes ameaçaram ocupar a sede da empresa canadense Petrotal, que atua naquela área petrolífera. (El País, Espanha) | bit.ly/3aavE7A

CORONAVÍRUS. Relatório global: Os casos do Covid em todo o mundo perto de 20 milhões enquanto a Austrália sofre o dia mais mortal. Os casos na Grã-Bretanha aumentam mais de 1.000 por dia pela primeira vez desde junho; um em cada 65 americanos testou positivo. Cinco meses desde que a Organização Mundial da Saúde declarou a crise do coronavírus uma pandemia global, o número de casos de Covid globalmente está se aproximando de 20 milhões, com quase 730.000 mortes conhecidas. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/31BOctD

EUA. As ordens de Trump para o alívio do coronavírus criam confusão e incerteza. Representantes do governo ficaram na defensiva sobre as ações executivas legalmente questionáveis do presidente Trump, às vezes contradizendo-se. As empresas e os desempregados enfrentaram incertezas enquanto funcionários do governo defendiam as diretrizes do presidente. Os democratas rapidamente criticaram as diretivas como um exemplo de exagero do executivo, dizendo que as medidas ofereciam pouco apoio para os Estados Unidos. (The New York Times, EUA; The Washington Post, EUA; Los Angeles Times, EUA) | nyti.ms/3gIPXLS | wapo.st/2DBC5EQ | lat.ms/30Jtn0j

EUA. Legisladores exigem a remoção do postmaster general DeJoy por causa dos esforços "nefastos" para destruir o serviço postal e "ajudar na reeleição de Trump". "Ele está trabalhando para desmantelar uma instituição fundamental de nossa democracia. Ele precisa renunciar ou ser removido, agora." (Common Dreams, EUA) | bit.ly/31GIOFP

BIELORÚSSIA. Um morto, dezenas de feridos e mais de 100 detenções na Bielorrússia. Comissão eleitoral confirmou vitória de Lukashenko, com 80% dos votos. Milhares saíram às ruas para contestar resultado e a polícia respondeu com canhões de água, gás lacrimogéneo e balas de borracha. (Público, Portugal) | bit.ly/3ivTD4h

ISRAEL. Israelenses de diferentes convicções políticas unem-se em protestos de rua em Balfour, Jerusalém. As acusações de corrupção contra Netanyahu e as ações do governo em face da crise econômica levaram às manifestações. A Rua Balfour, no bairro residencial de Rehavia, em Jerusalém, viveu muitos momentos históricos, recebeu visitantes ilustres e viu inúmeras manifestações. O bairro abriga a residência oficial do primeiro-ministro israelense, que é habitada há 11 anos por Benjamin Netanyahu, líder do partido de direita Likud. Por isso a Balfour Street e seus arredores tornaram-se o epicentro de constantes mobilizações, que exigem a renúncia do governante. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/30KhKWK

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Eric Nepomuceno – Brasil (Página 12, Argentina) | “Os dois únicos êxitos de Bolsonaro” | bit.ly/3gIOBAY

Natalia Pasternak, entrevista - Brasil (The Guardian, Inglaterra) | “’Falhamos‘: o desespero de uma cientista quando as 100 mil mortes pelo Covid-19 foram atingidas” | bit.ly/3gNDpDc

Ho-fung Hung – EUA/China (Esquerda.net, Portugal) | “A concorrência intercapitalista por trás da rivalidade entre Estados Unidos e China” | bit.ly/33JalZA

Peter Stone – EUA/eleições (The Guardian, Inglaterra) | “As grandes petrolíferas lembram o ‘amigo’ Trump despejando milhões em seus fundos de campanha” | bit.ly/3gKhXyP

Jaime Iturri Salmón – Bolívia (Página 12, Argentina) | “Bolívia: a violência poderá transbordar. Crescem os pedidos para que a ‘presidente de fato’ Jeanine Áñez renuncie” | bit.ly/3kyfN7y

Evo Morales, entrevista – Bolívia (Página 12, Argentina) | “Evo Morales denuncia um golpe dentro do golpe” | bit.ly/2PEp7c7

Alfredo Zaiat – Argentina (Página 12, Argentina) | “Dívida: o êxito de Guzmán confundiu os economistas da ‘City’ e sua mídia e nos aliviou” | bit.ly/31wPYfy

Matías Vernengo e Pablo Manzanelli – Argentina (Página 12, Argentina) | “Dívida: o novo horizonte que se abre” | bit.ly/3kuNgzV

Andre Francisquinho – Argentina (Esquerda.net, Portugal) | “Argentina: a coragem de dizer ‘não’” | bit.ly/33LYV7l

Ron Lieber e Stacy Cowley – EUA/Trump (The New York Times, EUA) | “As diretivas de Trump supõe-se oferecer alívio. Mas elas podem não ser.” | nyti.ms/3ksSGvb

Daniel Coronell – Colômbia (El Diário, Espanha) | “O método de Álvaro Uribe” | bit.ly/30J1Hsf

Anitta, entrevista - Brasil (The Guardian, Inglaterra) | “’Candidatar-me a presidente. Eu? Tenho apenas 27 anos’. Nascida nas favelas do Rio, Anitta ela fala sobre Bolsonaro, ‘Black Lives Matter’ e bissexualidade” | bit.ly/2XGO9f1



Conteúdo Relacionado