Clipping Internacional

Clipping Internacional - 11/09/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

11/09/2020 09:28

(Reprodução/contretemps.eu)

Créditos da foto: (Reprodução/contretemps.eu)

 
1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

EDUARDO CUNHA. Eduardo Cunha, o iniciador do processo de impeachment contra Dilma Rousseff, foi condenado a 15 anos de prisão. É sua segunda condenação. O ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, promotor do julgamento de impeachment contra a ex-presidente Dilma Rousseff, foi condenado a 15 anos e 11 meses de prisão. Ele foi acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no âmbito da operação Lava Jato. Segundo a Justiça, ele solicitou e recebeu propina em contratos de construção de petroleiros da estatal Petrobras. É a segunda condenação contra Cunha neste caso. O ex-deputado cumpre atualmente pena confirmada em segunda instância de 14 anos e seis meses. (Página 12, Argentina; La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/3kb3s8i | bit.ly/2FkpAhV

BOLSONARO. O relatório da ONU critica a gestão do Bolsonaro em face do Covid-19. O texto do relator das Nações Unidas, Baskut Tuncak, que será apresentado ao Conselho de Segurança em meados de setembro, critica o governo de Jair Bolsonaro na luta contra a pandemia covid-19 no Brasil. O relatório, que se baseia em uma pesquisa, indica quais Estados podem ter cometido violações de suas obrigações legais em direitos humanos devido ao comportamento que adotaram diante da crise. Nesse sentido, a inclusão do Brasil responde às reivindicações feitas por organizações e fatores sociais e de direitos humanos perante a comunidade internacional pela forma como o Bolsonaro respondeu à pandemia. (Últimas Notícias, Venezuela) | bit.ly/35tcSrQ

INDÍGENAS. Um funcionário do governo federal e especialista em tribos isoladas da Amazônia foi morto por uma flecha ao se aproximar de um grupo indígena que procurava proteger. Rieli Franciscato, 56, passou sua carreira na Funai, agência governamental de assuntos indígenas, trabalhando para estabelecer reservas para proteger tribos isoladas. Kanindé, uma ONG que Franciscato ajudou a fundar na década de 1980, disse que o grupo indígena não tinha capacidade de distinguir entre amigos ou inimigos do mundo exterior. Os povos indígenas no Brasil estão sob crescente ameaça de invasões por grileiros ilegais, madeireiros e garimpeiros encorajados pelas políticas do presidente de extrema direita, Jair Bolsonaro, que quer desenvolver a Amazônia e reduzir o tamanho das reservas indígenas. (The Guardian, Inglaterra; El Mundo, Espanha; The Sydney Morning Herald, Austrália; El Telegrafo, Equador) | bit.ly/2Zs5KrU | bit.ly/3hiuLvH | bit.ly/35xvDdT | bit.ly/3mcnlhd

GOVERNO BOLSONARO. O vice-presidente Mourão e o ministro do meio ambiente do Brasil Ricardo Salles publicaram um vídeo a garantir que não há queimadas na Amazónia, como vem sendo noticiado no país e no estrangeiro com base em dados de institutos oficiais. Na publicação de Hamilton Mourão, também replicada pelo ministro do ambiente, surge em destaque um mico-leão-dourado, animal que jamais habitou a floresta amazónica e vive noutro ecossistema do país, a Mata Atlântica. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/35qDWYF

GOVERNO BOLSONARO. O ministro da Educação do Brasil, pastor evangélico Milton Ribeiro, disse quinta-feira que os jovens sem fé são "zumbis existenciais" e que a falta de valores é uma das principais causas do alto índice de suicídio nessa idade. “Não há mais jovens que acreditam em coisas como Deus, política, religião e família. Eles perderam totalmente as referências. (…) Temos hoje no Brasil, por causa, na minha opinião, desse desaparecimento do absoluto e das certezas, verdadeiros zumbis existenciais ”, disse o ministro durante evento sobre prevenção ao suicídio e automutilação. (Tribune de Genève, Suíça) | bit.ly/3bN6DjL

INFLAÇÃO. O preço dos alimentos dispara em um Brasil afogado pela crise. Arroz e feijão, fundamentais na dieta dos brasileiros, subiram mais de 20% até agora neste ano. (El Clarín, Argentina) | bit.ly/33m9rjR

COVID-19. Brasil ultrapassa 129 mil mortos e 4,2 milhões de casos confirmados. O Brasil chegou hoje aos 129.522 mortos e 4.238.446 casos de infeção pelo novo coronavírus, informou o executivo, acrescentando que a taxa de letalidade da doença no país está fixada em 3,1%. Desse total, 983 mortos e 40.557 novos infetados foram contabilizados nas últimas 24 horas no país sul-americano, que ocupa a segunda posição na lista de nações com maior número de mortos e a terceira com mais casos. (Diário de Notícias, Portugal; El Periódico, Espanha) | bit.ly/2GUJXmt | bit.ly/3mcfeBn

STF. O juiz Luiz Fux, conhecido pela intransigência diante da corrupção, assumiu a presidência do Supremo Tribunal Federal nesta quinta-feira e se comprometeu a defender e fazer cumprir a Constituição em favor da sociedade como um todo. (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/3k9alY4

MEIO AMBIENTE. Um incêndio florestal atingiu um parque estadual brasileiro conhecido por sua grande população de onças e está sendo combatido por bombeiros, ambientalistas e fazendeiros nos maiores pântanos do mundo. O fogo cercou o parque Encontro das Águas, no Pantanal, localizado nos limites dos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, mas os rios ajudaram a manter as chamas afastadas. No final das contas, no entanto, eles fizeram progressos e estão causando estragos por mais de uma semana. (La Jornada, México) | bit.ly/35svND2

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

ARGENTINA. O governo de Buenos Aires avalia responsabilidades internas após a resolução do conflito com a Polícia de Buenos Aires. O governador da província de Buenos Aires, Axel Kicillof, anunciou sua decisão de equiparar a tabela salarial da Polícia Provincial à da Polícia Federal e conseguiu pôr fim aos protestos que as tropas vinham realizando desde segunda-feira. Agora, com o conflito desativado, dentro do Gabinete do Governador argumentam que “chegará a hora da autocrítica e da avaliação de responsabilidades” e se abstiveram de confirmar ou negar alterações na cúpula de segurança. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3k7kZyj

CHILE. O Chile vive um setembro polarizado e às portas de um plebiscito importante. Maioria é a favor da mudança da Constituição de Pinochet, segundo pesquisas. Enquanto o governo Piñera tenta reativar a economia desconfiando rapidamente do país, a campanha de "rejeição" da reforma constitucional, que tem tudo a perder, está sendo protegida pela polícia. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3bPCnVC

CHILE. Última batalha contra a ditadura de Pinochet: três mulheres lutam na Justiça para condenar a tortura sexual. Das 3.400 ex-presas políticas que testemunharam perante a comissão de investigação da tortura, quase todos disseram ter sido estuprados, mas houve apenas seis queixas. (El Diário, Espanha) | bit.ly/2Fnylro

COLÔMBIA. A ira pela brutalidade policial contra Javier Ordóñez, um advogado que morreu após receber choques de uma pistola de choque ao implorar aos agentes que parassem, alimentou uma chama que se acumulou em Bogotá desde os protestos de 2019 e que, entre outras coisas, paralisou a pandemia. Dez pessoas morreram e 248 ficaram feridas, 66 delas com armas de fogo, durante confrontos com a polícia em protesto pela morte de Ordóñez: “Um massacre contra jovens”, nas palavras da prefeita da capital colombiana, Claudia López. (El País, Espanha) | bit.ly/3me6jPK

AMÉRICA LATINA. A perda de empregos na América Latina é três vezes mais comum entre famílias pobres. O BID alerta para o “impacto desproporcional” da pandemia sobre os mais vulneráveis e incentiva a reforma dos sistemas de proteção social. A América Latina levará anos para retornar aos níveis de bem-estar de 2019. Após uma década de redução dramática na desigualdade, a crise do coronavírus irá reabrir a lacuna. (El País, Espanha) | bit.ly/3k8ULeM

BOLÍVIA. Human Rights Watch denuncia "perseguição política" contra Evo Morales na Bolívia. A entidade acredita que as acusações de "terrorismo" contra o ex-presidente e ex-membros de seu governo são infundadas e "politicamente motivadas". (Le Monde, França; El País, Espanha; Financial Times, Inglaterra) | on.ft.com/3k0mIWe | bit.ly/3mbyKho | on.ft.com/3k0mIWe

PERU. O Presidente do Peru garante que não renunciará depois de áudios seus terem sido difundidos no Congresso. Nas gravações aparentemente, ele tenta esconder sua ligação a um caso de corrupção, que considerou uma "farsa" e uma "vil tentativa de desestabilizar o Peru", declaração que está em rota de colisão com o Congresso. (El Periódico, Espanha) | bit.ly/3ilfegb

IRÃ. Reino Unido, França e Alemanha concordam em rejeitar a demanda dos EUA por sanções retaliatórias ao Irã, Os ministros das Relações Exteriores do Reino Unido, França e Alemanha concordaram em resistir às exigências dos EUA para cancelar todas as sanções da ONU contra o Irã, apesar da pressão intensificada dos EUA especificamente para que o governo do Reino Unido se alinhe. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3k7l0lR

ALEMANHA. Alemanha se prepara para a segunda onda do COVID-19. Na Alemanha, o número de infecções por coronavírus está aumentando novamente, mas a doença está matando menos pessoas. Ainda assim, os epidemiologistas alertam que a pandemia pode sair do controle novamente neste inverno. (Der Spiegel, Alemanha) | bit.ly/32iv99a

CALIFORNIA. Um balanço climático na Califórnia, atingida pelo fogo. Se a mudança climática era uma noção um tanto abstrata há uma década, hoje é tudo muito real para os californianos que fogem de incêndios florestais e são sufocados por uma camada de fumaça, o pior ano de incêndios já registrado. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/2ZoLUxG

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Richard Wolffe – Trump (The Guardian, Inglaterra) | “Trump contou a um repórter seu maior segredo: que ele é um perigo para o povo norte-americano” | bit.ly/2Zw0xPY

Carljuan Anderson, entrevista – Meio Ambiente (Democracy Now, EUA) | “’Isto é mudança climática’: os incêndios na Costa Leste dos EUA queimam milhões de hectares e bloqueiam o sol” | bit.ly/32ivatK

Rejane Carolina Hoeveller – Brasil (Brazil Wire, EUA) | RenovaBR: a privatização da política brasileira” | bit.ly/3k5ZxtA

Comuna Argentina, manifesto – Argentina (Página 12, Argentina) | Momentos de perigo: em defesa da vida democrática” | bit.ly/32lXbAN

Michel Husson – França (Esquerda.net, Portugal) | ’France Relance’ de Macron não é um plano” | bit.ly/3k7l0Cn

Lu, Huang, Seshagiri, Park e Griggs – EUA (The New York Times, EUA) | “As faces do poder: 80 % são brancos, mesmo que os Estados Unidos se tornam mais diversificados” | nyti.ms/35t9yx2

Susan Glasser – Trump (The New Yorker, EUA) | “Bob Woodward finalmente pegou Trump para dizer a verdade sobre o Covid-19” | bit.ly/32liYsw

Robert Fisk – Arábia Saudita (The Independent, Inglaterra) | “O final do caso Jamal Khashoggi deixou uma série de perguntas - mas sempre iria mesmo.” | bit.ly/3mbxta3

ESPECIAL: CHILE, 47 ANOS DO GOLPE

Emir Sader – Chile (Página 12, Argentina) | “Salvador Allende: a 47 anos de uma morte heroica” | bit.ly/2Zw0io2

Mario Bomheker – Chile (Página 12, Argentina) | Chile: a queda para o descrédito do modelo vigente desde o golpe de 1973” | bit.ly/33gTUC0

Frédéric Lordon – Chile (Le Monde Diplomatique, França) | “Chile, 73” | bit.ly/2ZqwSaA

Felipe Lagos-Rojas – Chile (Jacobin, EUA) | “Um processo de acumulação popular chamado Allende - Os protestos dos últimos meses no Chile rapidamente tiveram como alvo os 30 anos de neoliberalismo que oprime o país” | bit.ly/3k57BuA

Franck Gaudichaud – Chile (Contretemps, França) | 50 anos após a eleição de Salvador Allende, retorno ao ‘caminho chileno para o socialismo’" | bit.ly/3m9vtyZ



Conteúdo Relacionado