Clipping Internacional

Clipping Internacional - 13/08/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

13/08/2020 09:27

Sala de terapia intensiva de um hospital em Manaus (Michael Dantas/AFP)

Créditos da foto: Sala de terapia intensiva de um hospital em Manaus (Michael Dantas/AFP)

 

1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

SUS. Hospitais públicos brasileiros fortalecidos apesar da alta mortalidade. Enquanto a Covid-19 infectou três milhões de brasileiros e matou mais de 100.000, o serviço público de saúde (SUS) é saudado por sua acessibilidade e sua mobilização. Modelo para alguns, acabou por ser um colosso por falta de meios. Em São Paulo, os árbitros de futebol dão o exemplo. Para a final do campeonato local, eles usaram a logomarca “SUS” costurada nas camisetas, como uma homenagem ao sistema público de saúde. “É uma medida solidária, que projeta uma imagem positiva de um serviço público há muito criticado pela elite brasileira e pela mídia”, avalia Arthur Chioro, ex-ministro da Saúde de Dilma Rousseff. (Les Echos, França) | bit.ly/2PRebHX

BOLSONARO. Verdadeiro ou falso: a corrida do presidente Bolsonaro para negar a Covid é uma estratégia política? O Brasil ultrapassou a cifra de 100 mil vítimas de Covid no sábado. Um limiar que em nada abalou o presidente Bolsonaro, que segue a mesma retórica: a negação da gravidade do vírus e de sua própria responsabilidade. (Le Soir, Bélgica) | bit.ly/2DSg0C2

BOLSONARO. Bolsonaro diz que é mentira que a Amazônia brasileira esteja pegando fogo O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, afirmou nesta terça-feira que "essa história de que a Amazônia está pegando fogo é mentira" e reclamou das duras críticas da comunidade internacional à gestão do seu Governo em questões de política e preservação ambiental. (Últimas Notícias, Venezuela; Euronews, Portugal) | bit.ly/2CsnsmW | bit.ly/33XYZBo

CLÃ BOLSONARO. Mulheres do clã Bolsonaro roubam protagonismo dos maridos nos noticiários. Além da revelação dos 21 depósitos recebidos pela primeira-dama Michelle do operador do esquema de desvio de salários de assessores de Flávio, as ex-cônjuges, que compraram imóveis em dinheiro vivo, e as noras do presidente da República também tomaram de assalto a atualidade política. Avó de Michelle Bolsonaro morre de covid-19. Primeira-dama brasileira não tinha contato com Maria Aparecida Ferreira, de 81 anos, que morava numa das favelas mais pobres e violentas do país e, segundo a imprensa, teria sido detida em 1997 por tráfico de drogas. (Diário de Notícias, Portugal; La Vanguardia, Espanha; El Clarín, Argentina) | bit.ly/2FdCBJE | bit.ly/3iID3hL | bit.ly/3kG70kb | bit.ly/3iwv7Qm

CLÃ BOLSONARO. Michelle Bolsonaro recebeu mais 21 cheques de ex-assessor do filho. O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, afirmou que o ex-assessor do seu filho Flávio, estaria a pagar um empréstimo pessoal. Mas os extratos bancários desmentem esta versão, um desenvolvimento. No total, Michelle Bolsonaro, mulher do presidente brasileiro Jair Bolsonaro, recebeu 72 mil reais (cerca de 12 mil euros) entre 2011 e 2016, em 21 cheques depositados pelo ex-assessor de Flávio Bolsonaro, conforme comprovam os extratos bancários de Fabrício Queiroz. (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/2Fn49fV

VACINA RUSSA. Estado brasileiro concorda em produzir vacina russa COVID-19. Um instituto de tecnologia brasileiro disse na quarta-feira que espera produzir uma polêmica vacina russa contra o coronavírus até o segundo semestre de 2021, logo após o estado do Paraná assinar um memorando de entendimento com Moscou. O Instituto de Tecnologia do Paraná, conhecido como Tecpar, disse que pode importar a vacina antes da data de produção, se o órgão regulador federal de saúde da Anvisa aprovar a vacina. O Tecpar assinou o acordo de cooperação com o Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF), que afirmou em nota de Moscou que seu objetivo era "organizar a produção da vacina Sputnik V e sua distribuição no Brasil e em outros países da América Latina". (The New York Times, EUA; La Presse, Canadá; Le Soir, Bélgica; RT, Rússia) | nyti.ms/30Tf1dN | bit.ly/2DFpalB | bit.ly/2DNZZNC | bit.ly/31NjYEf

AMAZÔNIA. Brasil experimenta pior início de temporada de incêndios na Amazônia em 10 anos. Mais de 10.000 incêndios vistos até agora em agosto, um aumento de 17% em relação ao ano passado, com a resposta do presidente Bolsonaro condenada como ineficaz. Vindo um ano depois que os crescentes incêndios na Amazônia causaram uma crise internacional, os novos números levantaram temores de que a temporada de incêndios deste ano possa ser ainda pior do que a do ano passado. Os números devem aumentar o sentimento de alarme crescente entre líderes empresariais e investidores sobre o impacto negativo causado pela destruição contínua da floresta amazônica do Brasil. E Bolsonaro afirma que os 10 mil novos focos de incêndio são uma mentira. (The Guardian, Inglaterra; Sueddeutsche, Alemanha; The Sydney Morning Herald, Austrália; Al Jazeera, Catar) | bit.ly/31SBree | bit.ly/3iE2mRT | bit.ly/30SF2d5 | bit.ly/3izx66D

CORONAVÍRUS. Traços de coronavírus detectados em asas de frango importadas do Brasil. As autoridades da cidade de Shenzhen relataram que encontraram restos em amostras de um lote desses produtos e os testes deram positivo. (El Periódico, Espanh; El Mercúrio, Chile; diário Correo, Peru) | bit.ly/2FgrpMl | bit.ly/2FciuLV | bit.ly/2XWyVCJ

COVID-19. O Brasil registou 1.175 mortos e 55.155 infetados nas últimas 24 horas. Está ainda sob investigação a eventual relação de 3.454 óbitos com a covid-19, informou hoje o executivo. No total, o país sul-americano contabiliza 104.201 óbitos e 3.164.785 casos confirmados desde o início da pandemia. De acordo com o Ministério da Saúde, 555 das 1.175 mortes ocorreram nos últimos três dias, mas foram incluídas nos dados de hoje, quando a taxa de letalidade da doença no país está fixada em 3,3%. Em relação ao número de recuperados, 2.309.477 pacientes conseguiram superar a doença causada pelo novo coronavírus, sendo que 751.107 infectados continuam sob acompanhamento. (Diário de Notícias, Portugal) | bit.ly/3izYp0w

MICHEL TEMER. Jair Bolsonaro usa Michel Temer para enviar ajuda humanitária ao Líbano. O Brasil, com um grande colono libanês, manda seis toneladas de ajuda humanitária e 4.000 de arroz para Beirute. O ex-presidente Michel Temer pode ser a chave para a abordagem de Bolsonaro à política tradicional que domina Brasília. (El Mundo, Espanha) | bit.ly/33SrK2d

Rio de Janeiro. Reabertos o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar para visitas. (El Clarín, Argentina) | bit.ly/3at885Z

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

EUA. Um órgão internacional de monitoramento de eleições levantou preocupações sobre o voto dos EUA em novembro, dizendo que a “integridade dos procedimentos do dia das eleições” poderia estar sob ameaça e recomendou o envio de observadores novamente para monitorar a eleição. O setor da democracia e dos direitos humanos da Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE) divulgou uma avaliação das condições eleitorais durante as eleições presidenciais e para o congresso de 3 de novembro e recomenda o envio de 500 monitores para as eleições americanas "mais desafiadoras" nas últimas décadas. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/2POKwzd

EUA. Quem é Kamala Harris? Para uns, a senadora da Califórnia é uma progressista com provas dadas. Para outros, uma justicialista e defensora dos interesses dos poderosos. Branko Marcetic sintetiza a figura dizendo que tem “duas caras”, mas acaba por ser o “par neoliberal” ideal para Biden. (Esquerda.net, Portugal) | bit.ly/31QWjT4

BOLÍVIA 1. A solução da Bolívia diante do aumento do número de mortes de Covid-19: um crematório móvel. A Bolívia considera uma opção pragmática, se não macabra, enquanto luta para acompanhar as mortes de Covid-19. Os crescentes casos de Covid-19 em toda a América Latina deixam cemitérios e casas funerárias lutando para acompanhar o ritmo, os engenheiros da Bolívia descobriram uma solução tão pragmática quanto macabra: um crematório móvel. (The Guardian,Inglaterra) | bit.ly/2Co1jpI

BOLÍVIA 2. A situação na Bolívia é cada vez mais tensa, entre a mobilização de organizações do MAS e ameaças da extrema direita de Santa Cruz. A Igreja Católica, a União Europeia e as Nações Unidas emitiram uma declaração conjunta apelando ao diálogo entre as partes. A realidade boliviana nos dias de hoje é marcada pela incerteza, violência e ameaças cruzadas, enquanto o governo de fato de Jeanine Áñez, com a pandemia do coronavírus como pano de fundo, está promovendo através dos canais judiciais para prejudicar o Movimento para Socialismo em vista das eleições presidenciais marcadas para 18 de outubro. Precisamente, a definição da data das eleições foi um dos destaques que agravou o conflito social na nação andina. (La Diária, Uruguai) | bit.ly/3gTCVex

EQUADOR. O ex-presidente Abdalá Bucaram foi preso no Equador. A prisão foi transmitida pela televisão como um espetáculo midiático. O Ministério Público informou que ele está sendo investigado por suposto "crime organizado" em relação à venda de material médico durante a pandemia. Um de seus filhos também estaria envolvido. É a segunda prisão em três meses de Bucaram, que em 1997 foi afastado da presidência pela Assembleia. Para o sociólogo e professor da Universidade Central do Equador, David Chávez, o caso Bucaram desvenda uma lógica corrupta que o governo de Lenín Moreno restabeleceu. “O presidente precisava do apoio de grupos de poder e achou isso distribuindo o Estado. A família Bucaram faz parte dessa estratégia ”, disse Chávez. (Página 12, Argentina) | bit.ly/2FpdeVD

CHILE. Filha de Bachelet levanta a voz pela causa Mapuche. A solidariedade com os povos indígenas cresce apesar da surdez do governo Piñera. Francisca Dávalos é uma feminista, esquerdista, crítica do atual governo chileno. Ela foi presa nesta segunda-feira por se manifestar em Santiago a favor da reivindicação indígena. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3iCidAl

MÉXICO. A Odebrecht também financiado campanha de ex-Presidente do México. Antigo diretor da petrolífera estatal representante ao Ministério Público que Peña Nieto e um ex-ministro aceitaram milhões da construtora brasileira para financiar uma campanha eleitoral de 2012 e subornar congressistas. (Público, Portugal) | bit.ly/31LsN1a

FRANÇA. Fratura étnica francesa afeta até médicos. Controvérsia sobre listas que circulam de ginecologistas negros. A grande diversidade étnica e sociocultural na França causa contínuas tensões. A última fonte de polêmica foi saber da existência de listas de médicos negros que circulariam na internet porque há pacientes que preferem não ser atendidos por médicos brancos para evitar comentários inadequados e conotações racistas. A Liga Internacional contra o Racismo e o Antissemitismo (Lycra), uma das organizações mais antigas do mundo na área, fundada em 1927, deu o alarme. (La Vanguardia, Espanha) | bit.ly/3aybBQZ

VACINA 1. A vacina Covid-19 será até dez vezes mais cara, dependendo da empresa farmacêutica que a fabrica. Embora não tenham grandes diferenças, a procura de maior ou menor benefício económico faz com que a empresa Moderna pretenda vender as suas doses por cerca de 30 euros enquanto o soro Oxford rondar os três euros. (El Diário, Espanha) | bit.ly/2FciD1V

VACINA 2. Argentina e México produzirão vacina contra Covid-19. O presidente argentino Alberto Fernández anunciou esta noite que a Argentina e o México produzirão a vacina contra o coronavírus desenvolvida pela Universidade de Oxford, para distribuição na América Latina com exceção do Brasil e que poderá ser utilizada no primeiro semestre de 2021, que criou grandes expectativas, não só aqui, mas também nos países do Cone Sul. (La Jornada, México) | bit.ly/3iFZfcm

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Emir Sader – Brasil (El Diário, Espanha) | “Só Lula pode salvar o Brasil de sua pior crise” | bit.ly/31JogfI

Vijat Prashad – Brasil (Counterpunch, EUA) | “Por que uma força crescente no Brasil está acusando o presidente Jair Bolsonaro de cometer crimes contra a humanidade” | bit.ly/3fUvPVK

Derecka Purnell – EUA (The Guardian, Inglaterra) | “Por que as mulheres negras progressistas se sentem divididas por Kamala Harris” | bit.ly/3iCnmbB

Thiago Amparo – Brasil (Americas Quaterly, EUA) | “A falha batalha legal ara salvar os indígenas do Brasil de Covid-19.” | bit.ly/2PRtdh6

Francesc Peirón – EUA (La Vanguardia, Espanha) | “A dualidade de Kamala Harris. A senadora da Califórnia é duplamente minoritária, forjada na cultura negra, mas como promotora foi tolerante com a violência policial.” | bit.ly/31SnYmI

Jesús A. Núñez – Líbano (El Diário, Espanha) | “Clientelismo, corrupção e pobreza: havia motivos para a crise no Líbano antes da explosão” | bit.ly/2Fn44ZF

Frédéric Lordon – Comunismo (Le Monde Diplomatique, França) | “Por um comunismo luxuoso” | bit.ly/2PRpNuO

Pedro Filipe Soares – Espanha (Esquerda.net, Portugal) | “Xeque ao Rei. Juan Carlos de Bourbon não é a maçã que apodreceu, é o exemplo maior de uma casta que deve ser combatida.” | bit.ly/2XYzRX5

Alex Hern – Big Tech (The Guardian, Inglaterra) | “Facebook e os outros gigantes tecnológicos ‘são grandes demais para falir’. Pesquisadores demandam novas regulações para proteger usuários e a sociedade em caso de colapso.” | bit.ly/2XXjZ7b

Conteúdo Relacionado