Clipping Internacional

Clipping Internacional - 14/01/2021

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo e a crise política dos EUA; e Artigos

14/01/2021 10:17

Ampliação de área reservada às vítimas do Covid-19 no cemitério Nossa Senhora Aparecida, em Manaus, 8 de janeiro de 2021 (Michael Dantas/AFP)

Créditos da foto: Ampliação de área reservada às vítimas do Covid-19 no cemitério Nossa Senhora Aparecida, em Manaus, 8 de janeiro de 2021 (Michael Dantas/AFP)

 
1. NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

BOLSONARO/genocida?. Bolsonaro colocou vida de brasileiros em risco, diz Human Rights Watch. O novo relatório mundial da ONG Human Rights Watch (HRW) de 2021 acusa o presidente Jair Bolsonaro de ter tentado “sabotar os esforços de proteção contra a disseminação da Covid-19 no Brasil” e investir em políticas que prejudicam os direitos humanos no país. Segundo o documento, a Suprema Corte brasileira e outras instituições democráticas têm sido frequentemente forçadas a intervir para proteger esses direitos, por causa da ingerência de Bolsonaro, especialmente durante a crise sanitária. (RFI, França; La Diária, Uruguai; El Diário, Espanha; Cubasí, Espanha; El Desconcierto, Chile) | bit.ly/35GbqSf | bit.ly/2KiobuS | bit.ly/3nMouLY | bit.ly/39u0SXz | bit.ly/3i9dJCo

CORONAVÍRUS/Brasil contaminado. Governo britânico baniu voos do Brasil em meio à nova variante do Covid. O anúncio é esperado para hoje, após o primeiro ministro Boris Johnson ser instado para o assunto. (The Guardian, Inglaterra; Diário de Notícias, Portugal; Jornal de Notícias,Portugal) | bit.ly/3nMovj0 | bit.ly/3oNuxl0 | bit.ly/3iaP9RF

Covid-19/o positivo do negacionista. Um apresentador de TV brasileiro, Stanley Gusman, que minimizava a pandemia, criticando as restrições sanitárias e era contra o uso de máscaras, morreu após contrair o coronavírus. Ele era seguidor de Bolsonaro e tinha 49 anos. Na sua emissora ele desinformava seus telespectadores e chegou a afirmar que ‘os termômetros infravermelhos danificavam o cérebro”. (Página 12, Argentina) | bit.ly/39tx8tW

MEIO AMBIENTE/Cerrado. Monocultura da soja destruiu mais de 30% do cerrado brasileiro entre 2004 e 2017, alerta WWF. Os 24 principais focos de desmatamento no mundo provocaram a perda de uma superfície equivalente ao tamanho do Paraguai em menos de uma década, aponta um relatório do Fundo Mundial para a Natureza. A degradação se deve principalmente à expansão dos territórios destinados à agricultura e pecuária, mas também a outras causas, como a construção de estradas, a mineração e os incêndios florestais. (RFI, França) | bit.ly/2LQBP8I

VACINA CHINESA/frustração. Resultados decepcionantes de vacinas chinesas representam um revés para o mundo em desenvolvimento. O Brasil diz que CoronaVac tem uma taxa de eficácia de pouco mais de 50 por cento, muito menor do que o anunciado anteriormente. Mais de 380 milhões de doses já foram encomendadas. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/35EQ8V7

COVID-19. O Brasil, um dos países mais afetados pela covid no mundo, registrou 1.274 novos óbitos pela doença nas últimas 24 horas e acorrentou dois dias consecutivos com mais de mil mortes por dia, elevando o número total de óbitos já próximo ao 206.000, informou o governo na quarta-feira. O gigante latino-americano havia registrado 1.110 mortes na terça-feira, registrando assim mais de mil mortes diárias em seis dos últimos nove dias e agora tem uma média de 863 mortes diárias nos últimos 14 dias. (El Diário, Espanha; Xinhuanet, China) | bit.ly/39tx8Ks | bit.ly/2LAHRum

2. NOTÍCIAS DO MUNDO

A CRISE POLÍTICA DOS EUA

EUA/simbologia da direita decifrada. Decodificando os símbolos de extrema direita no motim do Capitólio. Havia bandeiras e estandartes de milícias de grupos extremistas, além de imagens absurdas de dinossauros e logotipos de quadrinhos que desmentiam a violência que se desenrolaria. Os milicianos apareceram orgulhosamente carregando os emblemas de seus grupos - bandeiras americanas com as estrelas substituídas pelo algarismo romano III, emblemas onde se lê "Oath Keepers". Os tipos Alt-right usavam máscaras Pepe, o Sapo, e os adeptos do QAnon podiam ser vistos em camisetas pedindo às pessoas que "confiassem no Plano". Os supremacistas brancos trouxeram sua variante da cruz cruzada. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/2XBNNpD

TRUMP/fúria e isolamento. Trump 'ordena que seus assessores não paguem a taxa de $ 20.000 por dia de Giuliani' enquanto ele se volta contra seus aliados mais próximos em fúria por ter sido impeachment pela segunda vez e chafurda em 'autopiedade' e 'isolamento' (Daily Mail, EUA) | http://dailym.ai/38KrvZc

TRUMP/Impeachment pela Câmara. A Câmara dos Representantes na quarta-feira votou pelo impeachment de Donald Trump por incitar uma violenta insurreição contra o governo dos Estados Unidos uma semana depois que ele encorajou uma multidão de seus apoiadores a invadir o Capitólio dos EUA, uma condenação histórica que o torna o único presidente americano a ser acusado duas vezes com o cometimento de crimes graves e contravenções. Dez republicanos, desta vez, votaram pelo impeachment. (The Guardian, Inglaterra; The New York Times, EUA; The Washington Post, EUA; The Wall Street Journal, EUA;) | bit.ly/3qh4HpN | nyti.ms/2N4D70F | wapo.st/3icohk8 | on.wsj.com/2N69En5

IMPEACHMENT DE TRUMP/5 elementos chaves. Há sinais de uma divisão profunda dentro do Partido Republicano; 2 O impeachment mais bipartidário da história americana; A grande maioria dos republicanos recusou-se a admitir qualquer falta; O Senado é um mistério; As preocupações dos democratas com a segurança parecem bem fundadas. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3nJHTxl

POLÍCIA DOS EUA/política. A polícia dos Estados Unidos tem três vezes mais probabilidade de usar a força contra manifestantes de esquerda do que contra manifestantes de direita, de acordo com novos dados de uma organização sem fins lucrativos que monitora a violência política em todo o mundo. Nos últimos 10 meses, as agências de aplicação da lei dos EUA usaram gás lacrimogêneo, spray de pimenta, balas de borracha e espancamentos em uma porcentagem muito maior nas manifestações do Black Lives Matter do que em pró-Trump ou outros protestos de direita. Os policiais também eram mais propensos a usar a força contra os manifestantes de esquerda, quer os protestos continuassem pacíficos ou não. (The Guardian, Inglaterra; La Repubblica, Itália) | bit.ly/3idB8m5 | bit.ly/35FYpIg

EXTREMA DIREITA NOS EUA/QAnon. QAnon remodelou o partido de Trump e radicalizou os seguidores. O cerco ao Capitólio pode ser apenas o começo. A teoria da conspiração online, que retrata Trump como um guerreiro messiânico lutando contra os satanistas de "estado profundo", ajudou a alimentar um extremismo militante do mundo real que poderia assombrar a era Biden. O cerco terminou com a polícia retomando o Capitol e Trump sendo repreendido e perdendo sua conta no Twitter. Mas a insurreição fracassada ilustrou como a teoria da conspiração paranoica QAnon radicalizou os americanos, reformulou o Partido Republicano e ganhou um controle vigoroso sobre a crença da direita. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/38FN1hB

TRUMP/derrocada. As grandes empresas viram as costas para Donald Trump. O ataque ao Capitólio atingiu os negócios do presidente e custou-lhe um bom apoio da comunidade empresarial. (El País, Uruguai) | bit.ly/2KdwtEa

OUTRAS NOTÍCIAS DO MUNDO

CORONAVÍRUS NO MUNDO. Equipe da OMS chega a Wuhan. Reino Unido começa a vacinar em farmácias. Prefeito de New York reclama de que precisa mais vacinas. China tem a primeira morte em seis meses e há crescimento na infecção. Moscou prorroga restrições por mais uma semana. (The Guardian, Inglaterra; Global Times, China) | bit.ly/39wc9GO | bit.ly/3ijrlLl

EQUADOR/censura na campanha presidencial. O órgão eleitoral do Equador proibiu spots nos quais Rafael Correa aparece. O candidato presidencial Andrés Arauz falou em caso de "censura aberta". No regulamento do Conselho Nacional Eleitoral “só existe a proibição de usar imagens de crianças e adolescentes, mas nenhuma proibição de mostrar a imagem de um líder político”, reclamou o presidente Arauz. (Página 12, Argentina) | bit.ly/39yqgeM | bit.ly/3nIGLdd

CHILE/liberalização do aborto. Depois da Argentina, o Chile legalizará o aborto? Duas semanas após a aprovação da lei permitindo o acesso ao aborto na Argentina, o parlamento chileno começou a considerar um projeto de lei para descriminalizar o aborto. Isso seria mais um relaxamento da lei do que uma autorização, mas nas atuais circunstâncias é improvável que a lei seja aprovada. (La Croix, França) | bit.ly/39vVm6P

ÍNDIA/Protestos contra a lei agrária. Índia, a Suprema Corte suspende a reforma agrária. Mas os camponeses não desistem. O protesto contra as leis pretendidas pelo governo de Modi continua. Uma demonstração impressionante está marcada para 26 de janeiro. A suspeita dos manifestantes é que a paralisação temporária dos juízes é apenas uma tentativa de aliviar a pressão sobre o premiê. (La Repubblica, Itália) | bit.ly/3bHzKXE

CHINA/Avanço econômico. A economia da China avança enquanto o resto do mundo cambaleia. A China é a única grande economia com expectativa de crescimento em 2020, ajudando a fechar a lacuna com os EUA. Elevada por sua rápida recuperação da Covid-19, ela também expandiu sua função no comércio global e reforçou sua posição como o chão de fábrica mundial. (The Wall Street Journal, EUA) | on.wsj.com/3bAUhxb

BOLÍVIA/greve evitada. Bolívia chega a acordo com trabalhadores de transportes após greve de 24 horas. O governo boliviano conseguiu ratificar nesta quarta-feira um acordo com uma parte dos grupos e sindicatos de motoristas e transportadores após uma primeira greve de 24 horas, após aceitarem a moratória de seis meses oferecida para cancelar os termos de seus empréstimos, já vencidos. em dezembro, após refinanciamento. (La Jornada, México) | bit.ly/39xW2bz

3. ARTIGOS/ENTREVISTAS

Lou Beckett – EUA/Extrema direita (The Guardian, Inglaterra) | “Motins, efígies e uma guilhotina: o ataque ao Capitólio pode ser um vislumbre da violência que está por vir.“ | bit.ly/2XH8AIq

Francine Prose – EUA/extrema direita (The Guardian, Inglaterra) | “Qualquer um que se espantou pelo ataque ao Capitólio, ignorou muitos sinais de alerta” | bit.ly/2XCwEvZ

Eric Nepomuceno – Brasil (Página 12, Argentina) | “Outro perigo à vista com Bolsonaro” | bit.ly/39AGwvA

Sylvie Kaufmann – EUA (Le Monde, França) | "Em 6 de janeiro, a vulnerabilidade da democracia americana deixou os europeus tontos" | bit.ly/2Khhg56

Global Times, editorial – China e EUA (Global Times, China) | “Enquanto a China luta contra o vírus, os Estados Unidos se entregam a uma luta pelo poder” | bit.ly/3ieMGW4

Jeet Heer – Redes sociais/Big tech (The Nation, EUA) | “Gigantes da tecnologia não podem ser confiáveis para discurso político. A tarefa de regular o discurso incendiário pertence a governos eleitos democraticamente, não a poderosos interesses privados.” | bit.ly/3ieOqis

Laurent Cordonnier – Mundo pós-pandemia (Le Monde Diplomatique, França) | “À frente o mundo de antes” | bit.ly/3idshkk

Brian Winter – Brasil (Americas Quaterly, EUA) | “Bolsonaro segue aliado a Trump. Isolamento pode estar à frente” | bit.ly/2KcMnyz



Conteúdo Relacionado