Clipping Internacional

Clipping Internacional - 15/05/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

15/05/2020 10:01

(Fabrice Coffrini/AFP)

Créditos da foto: (Fabrice Coffrini/AFP)

 
1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

A PANDEMIA E A TRAGÉDIA BOLSONARO

Página 12, Argentina; La Vanguardia, Espanha; Tiempo Argentino, Argentina | Encurralado pelos números da pandemia no Brasil, Bolsonaro disse que a Argentina está "no caminho do socialismo", quando apontou as diferentes medidas sanitárias adotadas pelos dois estados. Irritado com a pergunta de um jornalista que comparou o progresso do coronavírus no Brasil e na Argentina, o presidente brasileiro Jair Bolsonaro garantiu que a diferença de mortes entre as duas nações se devia ao fato de seu país ter um número maior de habitantes e declarou que a Argentina está no "caminho para o socialismo". Cobrado pelos mais de 13 mil mortes pelo vírus, Bolsonaro atacou os governadores e prefeitos que ordenam medidas de distanciamento social e afirmou que o Brasil caminha para uma realidade de "pobreza" e "miséria" semelhante à da "África subsaariana" se atividade econômica não é mantida. | https://bit.ly/2ZiqdQT | https://bit.ly/3fTJJZN | https://bit.ly/2Z82SAX

The New York Times, EUA | A Colômbia intensificou as medidas na noite de quinta-feira com o objetivo de interromper as infecções por coronavírus perto da fronteira com o Brasil, à medida que os hospitais ficam sobrecarregados e os casos aumentam em uma parte vulnerável da Amazônia, lar de muitos grupos indígenas. | https://nyti.ms/2AwIDTw

The New York Times, EUA; La Diária, Uruguai; La Presse, Canadá | O Brasil registrou um recorde diário de 13.944 novos casos do novo coronavírus na quinta-feira, quando o presidente Jair Bolsonaro pediu aos líderes empresariais que pressionassem pelo levantamento de bloqueio no centro financeiro de São Paulo para ajudar a economia. "É uma guerra", disse. O Brasil é o país mais atingido da América Latina, com 202.918 casos confirmados do vírus e 13.933 mortes, desde o início do surto, segundo dados do Ministério da Saúde. Bolsonaro criticou os danos econômicos causados pelas medidas de distanciamento social dos governos estaduais e municipais, levando sua campanha para reabrir a economia à comunidade empresarial brasileira na quinta-feira. Em uma videoconferência, ele disse a uma reunião de líderes empresariais para "jogar duro" com o governador de São Paulo, João Doria, que emitiu ordens de distanciamento social e disse que não cumprirá o mais recente decreto de Bolsonaro para reabrir academias e salões de beleza. | https://nyti.ms/2y8BYOw | https://bit.ly/2Z4sjU2 | https://bit.ly/3fRBihC

Diário de Notícias, Portugal | Lula teme "genocídio" no Brasil por causa de Bolsonaro. O ex-Presidente brasileiro Lula da Silva teme um "genocídio" no país devido à oposição do atual chefe de Estado ao confinamento, e defendeu a sua destituição numa entrevista divulgada esta sexta-feira pela agência de notícias. "O Governo transforma as pessoas que estão preocupadas com o vírus em inimigos", lamentou. "Sou católico e rezo para que o povo brasileiro seja salvo de um genocídio provocado por Bolsonaro", declarou Lula da Silva, defendendo a destituição do atual Presidente. Para Lula, Bolsonaro "ameaça a democracia, as instituições, o povo brasileiro" e "nem sequer respeita as pessoas que morreram por causa do coronavírus". | https://bit.ly/361dxix

The Washington Post, EUA | No Brasil, uma busca desesperada por um leito disponível. O fracasso do Brasil em fornecer leitos hospitalares suficientes para o crescente número de pacientes críticos com coronavírus está produzindo resultados cada vez mais sombrios em todo o país, mas particularmente em Manaus, uma cidade de 2 milhões de pessoas no rio Amazonas, nas profundezas da floresta tropical. Mais de 2.000 pessoas morreram em Manaus em abril, mais de quatro vezes a média mensal. Agora, a cidade está ficando sem caixões. Centenas estão morrendo em casa, porque não podem receber tratamento nos hospitais ou porque temem que não o façam. Ambulâncias correm pelas ruas sem destino claro, esperando alguém morrer e abandonar uma cama de hospital. | https://wapo.st/3fRkUNZ

El Periódico, Espanha | Bolsonaro cambaleia pela epidemia e pelas acusações de corrupção. O 'mandarim' queria interferir na polícia em favor de seus filhos investigados. O Brasil já tem quase 14.000 mortos e é o sexto país no mundo mais afetado pela covid-19 | https://bit.ly/3byXFVD

Financial Times, Inglaterra | Crise na Amazônia: 'O coronavírus não espera, eles morrem nos barcos'. Grupos indígenas em risco na região emergem como pontos de expansão da pandemia no Brasil. | https://on.ft.com/2WWCBDf

Corriere della Sera, Itália; Il Messagero, Itália; La Stampa, Itália | Estudo da Universidade de Washington prevê 88 mil mortos em agosto no Brasil. Dois meses de quarentena suave e sem resultados. De fato, o pior ponto da "curva" do contágio e das perspectivas sombrias. O Brasil está se tornando o caso mundial de coronavírus. Sobe na classificação dos positivos e das vítimas e, embora todos os indicadores indiquem que seria hora de um aperto real no movimento de pessoas, as pessoas estão de volta às ruas, fala-se em reabertura e os políticos estão lutando. Revolta dos governadores contra Bolsonaro. | https://bit.ly/2T4LZDy | https://bit.ly/360IFyy | https://bit.ly/2X3hJtS

Expresso, Portugal | No Brasil de Jair Messias Bolsonaro, onde o confinamento é uma ideia de quem quer parar o país, o chefe de Estado fez três testes à covid-19. O mais fantástico, que quase supera o realismo mágico de García Márquez, é que não usou o seu nome nos exames médicos, mas os de Airton Guedes e Rafael Augusto Alves da Costa Ferraz. Ninguém imagina Marcelo Rebelo de Sousa, Emmanuel Macron ou Pedro Sánchez a utilizar nomes fictícios. Boris Johnson anunciou no Twitter que estava infetado, tal como a vice-primeira-ministra espanhola Carmen Calvo. O homem que comparou a pandemia a uma "gripezinha" parece ter medo do vírus que já provocou 13.149 mortes e 188.974 contágios confirmados. O Brasil ocupa a sexta posição na lista de afetados pela pandemia, segundo dados da Universidade Johns Hopkins. | https://bit.ly/3fQplbO

OUTRAS NOTÍCIAS DO BRASIL

MORO. O juiz de Lula, mais tarde ministro e agora enfrentando Bolsonaro, abriu as portas do Brasil para o FBI. Reuniões de alto nível, apoio a uma unidade de vigilância de fronteiras e o intercâmbio de dados biométricos de cidadãos dos Estados Unidos e Brasil mostram a aproximação. Sergio Moro, deixou seu cargo à frente do Ministério da Justiça em 24 de abril, pedindo a independência da Polícia Federal. Mas uma análise de seus 16 meses no Ministério mostra uma inclinação muito diferente em relação à influência do FBI na Polícia Brasileira. Vários meses de investigação da Agência Pública em documentos oficiais revelaram que, assumindo sua responsabilidade como Ministro da Justiça e Segurança Pública, Moro e o ex-diretor da Polícia Federal assinaram acordos com o FBI que expandem a influência americana em diferentes áreas, incluindo a presença de agentes estrangeiros em um centro de inteligência na fronteira, investigações de corrupção e acesso a dados biométricos brasileiros. (El Diário, Espanha) | https://bit.ly/3bxFiQY

EMPRESÁRIO A NU. Um empresário se despiu na frente da câmera em uma videoconferência com Jair Bolsonaro. Ele pensou que a câmera estava desligada. É assessor do presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo. (El Clarín, Argentina) | https://bit.ly/2WXTCwT

EXTRADIÇÃO DE TORTURADOR. O Brasil extradita ex-militar acusado de sentir falta de Rodolfo Walsh. Por esforços do governo argentino, a Justiça Federal do Brasil extraditou o ex-prefeito Gonzalo "Chispa" Sánchez, acusado de crimes contra a humanidade durante a última ditadura militar (1976-1983), quando era membro da mais importante força-tarefa da Escola de Mecânica de la Armada (Esma) e foi um dos responsáveis pelo seqüestro e desaparecimento do jornalista e escritor Rodolfo Walsh, símbolo do jornalismo na Argentina e na região. Sánchez havia fugido para o Brasil por 20 anos e trabalhava em Angras Do Reis e outros estados como engenheiro naval. Em 2017, os juízes que julgam aqui os crimes da ditadura passada solicitaram sua extradição. (La Jornada, México) | https://bit.ly/3byXGZH

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

ARGENTINA. Mãos a obra. Alberto Fernández lançou a Argentina Constroi. Em meio à paralisação imposta pela quarentena, o governo aposta na recuperação do emprego através da construção de casas e na renovação de outras nos bairros populares. Prevê a participação de organizações sociais e investimentos de 29 bilhões de pesos e a criação de 750.000 empregos. Fernández insistia no conceito de "solidariedade" que a sociedade deve recuperar neste momento. "A palavra solidariedade adquire imenso valor neste momento. Quando pensamos que alguém tem um banheiro decente ou constrói mais um quarto para viver um pouco mais confortavelmente, estamos novamente demonstrando solidariedade", disse o presidente, pedindo o "enorme desafio de pense em qual sociedade queremos quando a pandemia termina". (Página 12, Argentina) | https://bit.ly/2zCmNO3

EQUADOR. Justiça interrompe corte na educação de Lenín Moreno. Em defesa das universidades públicas do Equador. No contexto da pandemia causada pelo coronavírus Moreno, ele está promovendo um plano de ajuste econômico. O mesmo contemplava a redução de quase 100 milhões de dólares no orçamento da universidade. Mas a justiça suspendeu a medida. (Página 12, Argentina) | https://bit.ly/3cyCu7i

CHILE. Quarentena total de Santiago após aumento drástico nos casos de coronavírus. O governo decretou a medida, tomada em meio a disputas entre o partido no poder e a oposição, que entrará em vigor na sexta-feira em grande parte da Região Metropolitana. Às 22h desta sexta-feira, uma quarentena rigorosa entrará em vigor na capital chilena e em grande parte da Região Metropolitana, uma decisão adotada nesta quarta-feira pelo governo liderado por Sebastián Piñera, após os casos de covid-19 naquela região. do país registrará um aumento drástico. Os diagnósticos positivos do novo vírus haviam se estabilizado em cerca de 500 casos por dia no final de abril, levando as autoridades a falar sobre a superação do contágio e a necessidade de retornar ao que o presidente chamou de "novo normal". (La Diária, Uruguai; El Mundo, Espanha) | https://bit.ly/2WY7F5r | https://bit.ly/2Z6ioxu

CORONAVÍRUS. Covid-19: Pelo menos 100 mil trabalhadores da saúde infectados em todo o mundo. Muitos países da Europa e de outras zonas especialmente afetadas pelo novo coronavírus, que provoca a doença covid-19, informaram que mais de 10% dos seus afetados são trabalhadores do sector da saúde, com Espanha a divulgar a taxa mais alta, 19%. (Público, Portugal) | https://bit.ly/3fRkW8z

EUA. Senador republicano renuncia com suspeitas de tirar vantagens na bolsa de valores no surto do coronavírus. Richard Burr ganhou milhões na bolsa depois de receber instruções confidenciais sobre a pandemia. Ele deixa a presidência do poderoso Comitê de Inteligência um dia depois que o FBI apreendeu seu celular. (El Periódico, Espanha) | https://bit.ly/2AzLLy5

EUA. Enquanto pandemia destroi orçamentos, os Estados cortam e tomam empréstimos para equilibrar o balanço. A Casa Branca ameaça vetar uma conta de pandemia de US $ 3 trilhões, e um estudo sugere que mesmo falar pode impulsionar as gotículas que espalham o vírus. O esboço inicial das diretrizes foi rejeitado pela Casa Branca. A Casa Branca ameaçou vetar a conta de alívio de US $ 3 trilhões dos democratas na véspera de uma votação na Câmara. (The New York Times, EUA) | https://nyti.ms/3czSo1t

EUA. Os trabalhadores essenciais da América estão subprotegidos diante da covid-19. O governo federal deixou a segurança principalmente nas mãos dos empregadores. Um gráfico mostra que estes se responsabilizam pouco pela proteção de seus trabalhadores (The Economist, EUA) | https://econ.st/3fRkWFB

CHINA. A indústria chinesa se recupera das perdas devidas ao coronavírus em abril. | https://on.ft.com/2T9rhT8

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Eliane Brum – Brasil (El País, Espanha) | "O homem mau" | https://bit.ly/2WAvKA8

Michele Bachelet, entrevista– Crise econômica (El Desconcierto, Chile) | "Bachelet diz que a pandemia de Covid-19 mostrou que o atual sistema econômico não funciona" | https://bit.ly/2X0ck72

Eduardo Febbro – França (Página 12, Argentina) | "França: as esquerdas renovam o desejo de uma aposta em comum" | https://bit.ly/3dP0CCO

Paul Krugman – EUA (The New York Times, EUA) | "O covid-19 tem um desvio liberal. Infelizmente, o vírus não se preocupa com o giro político" | https://nyti.ms/2ZcKzLj

Ishaan Tharoor – EUA/China (The Washington Post, EUA) | "A guerra fria EUA-China já está acontecendo?" | https://wapo.st/3fRkXt9

Flávia Coelho, entrevista – Brasil (Le Monde, França) | "O Brasil está à beira da ditadura " | https://bit.ly/2X1S2K7

Elisa Griswold- EUA (The New Yorker, EUA) | "Como o coronavírus está matando a classe média norte-americana" | https://bit.ly/2WxJADu

Cédric Durand e Razmig Keucheyan – Meio Ambiente (Le Monde Diplomatique, França) | "A hora do planejamento ecológico" | https://bit.ly/2AzLTxz

Cristiano Zanin, entrevista – Brasil (Brasil Wire, EUA) | "Moro 'escondeu a colusão da Lava Jato com os EUA'" | https://bit.ly/2T8sqKN

Nancy K. Bristow – Coronavírus (The Guardian, Inglaterra) | "O que a gripe espanhola de 1918 nos diz sobre se o distanciamento social funciona" | https://bit.ly/2WS0cEQ

Pablo Rodríguez Masena – Uruguai (Página 12, Argentina) | "Coronavírus a la uruguaio" | https://bit.ly/2Z66jrT



Conteúdo Relacionado