Clipping Internacional

Clipping Internacional - 16/10/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

16/10/2020 09:46

Apoiadores do candidato presidencial Luis Arce no ato que fim de campanha, na quarta, em El Alto, Bolívia (Aizer Raldes/AFP)

Créditos da foto: Apoiadores do candidato presidencial Luis Arce no ato que fim de campanha, na quarta, em El Alto, Bolívia (Aizer Raldes/AFP)

 
1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

CORRUPÇÃO. Polícia encontra dinheiro escondido entre as nádegas do aliado Bolsonaro. O senador brasileiro Chico Rodrigues foi pego com 30 mil reais durante uma busca em sua casa, no âmbito de uma investigação sobre o desvio de dinheiro destinado a ações contra a pandemia do coronavírus no Brasil Os esforços de Jair Bolsonaro para se retratar como um cruzado anticorrupção sofreram outro golpe depois que a polícia supostamente apreendeu um maço de notas de banco entre as nádegas cerradas de um de seus aliados. O senador é íntimo da família presidencial. (The Guardian, Inglaterra; Diário de Notícias, Portugal; Público, Portugal; Página 12, Argentina; La Vanguardia, Espanha; La Diária, Uruguai; El Diário, Espanha; Jornal de Notícias, Portugal; La Jornada, México; El Desconcierto, Chile) | bit.ly/351HGOF | bit.ly/3lQu6nX | bit.ly/3dxuPY9 | bit.ly/342cFur | bit.ly/37jYP8K | bit.ly/3nX7Z13 | bit.ly/3dvlzUD | bit.ly/3dJi4dr | bit.ly/2IDAnFh | bit.ly/31dDydn | bit.ly/3lNCHaQ

BOLSONARO. Outro ataque Bolsonaro à Argentina. O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, provoca novamente a Argentina e seus vizinhos latino-americanos. Por meio de sua conta no Facebook, o presidente compartilhou a foto de uma mulher segurando um banner com a legenda: “Há um modelo econômico que conseguiu o impossível: Argentina sem carne, Venezuela sem petróleo, Cuba sem açúcar”. (Página 12, Argentina; El Clarín, Argentina) | bit.ly/2FyUH9A | bit.ly/3iYL9SY

FAVELAS. O "novo normal" se impõe nas favelas cariocas. As ruas voltaram à dinâmica na Maré. Em meio a um comércio lotado e congestionamento de trânsito, esse complexo de favelas do Rio de Janeiro vive um "novo normal" em meio a uma pandemia. A pobreza e a violência persistem, mas a solidariedade agora é mais visível. (La Vanguardia, Espanha; El Espectador, Equador; El Clarín, Argentina) | bit.ly/3iYiWf6 | bit.ly/3k3kJRu | bit.ly/3dywo8g

CORONAVÍRUS. Ministro das Comunicações do Brasil infetado com novo coronavírus. O ministro das Comunicações do Brasil, Fábio Faria, tornou-se o décimo primeiro membro do Governo de Jair Bolsonaro a estar infetado com o novo coronavírus, após informar que teve resultado positivo no teste na quinta-feira. (Expresso, Portugal) | bit.ly/3nX81WJ

GOVERNO BOLSONARO. Mandetta: as revelações do ex-ministro de Bolsonaro sobre os bastidores de 90 dias contra a Covid-19. Em entrevista ao Expresso, Mandetta fala nos desafios da crise sanitária no país, descreve um “Presidente de impulso” que é negacionista e que revela raiva pelo "carteiro" que leva as más notícias - e como isso prejudicou o combate à pandemia. (Expresso, Portugal) | bit.ly/3lNCPHm

COVID-19. O Governo brasileiro informou na quinta-feira que o país somou 713 mortes e 28.523 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, momento em que a taxa de letalidade da doença no país desceu para 2,9%. Após várias semanas com a taxa de letalidade da Covid-19 fixada em 3%, o Brasil conseguiu esta quinta-feira descer para 2,9%, enquanto que a taxa de incidência é agora de 72,5 mortes e 2.459,9 casos por cada 100 mil habitantes. (Jornal de Notícias, Portugal) | bit.ly/3lU6sag

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

EUA/ELEIÇÕES. Rastreador das pesquisas eleitorais dos EUA: quem está liderando nos estados indecisos? Enquanto a campanha presidencial esquenta, o Guardian acompanha as últimas pesquisas em oito estados que podem decidir a eleição. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3dEdWv1

EUA/ELEIÇÕES. O tema do coronavírus domina os temas de Trump e Biden, em debates autônomos na Flórida. Donald Trump elogiou a resposta de seu governo à pandemia e disse que "denunciou" a supremacia branca. Em um evento separado, Joe Biden criticou o que ele descreveu como a resposta "em pânico" de Trump ao surto. (Deutsche Welle, Alemanha) | bit.ly/357BOTM

MÉXICO. Preso nos EUA o chefe do Exército mexicano no governo de Enrique Peña Nieto. Salvador Cienfuegos, chefe do Secretário de Defesa durante o último governo, foi preso em Los Angeles a pedido da agência norte-americana de controle de drogas. Cienfuegos, o general que ninguém ousava tocar, está sendo investigado, por supostas ligações com o crime organizado. Salvador Cienfuegos, o general que ninguém se atreveu a tocar. Ele gozava de enorme prestígio entre as tropas e impediu qualquer investigação sobre o envolvimento dos militares em casos como Tlatlaya e Ayotzinapa (El País, Espanha) | bit.ly/3lSw1Iz | bit.ly/37jYJOq

BOLÍVIA. Em meio a um clima político e social rarefeito, as eleições gerais bolivianas serão realizadas no domingo. Salvador Romero, presidente do Tribunal Supremo Eleitoral, disse que o que está por vir será o processo eleitoral "mais complexo" da história do país. A incerteza é a nota predominante na Bolívia, onde no domingo, após dois adiamentos por conta da pandemia do coronavírus, serão realizadas as eleições gerais. O partido do ex-presidente Evo Morales, exilado na Argentina, lidera as pesquisas antes das de domingo, em um país mais polarizado do que nunca. (La Diária, Uruguai; Le Monde, França) | bit.ly/2HbSDEO | bit.ly/2H8aug0

BOLÍVIA. Golpe de Estado e guerra das ondas. Determinado a silenciar vozes independentes, o executivo usou a censura ao interromper a transmissão de 53 rádios comunitárias. Essas antenas teceram no território e mesmo nas áreas mais isoladas do país uma valiosa teia de vínculos sociais, debate político, expressão cultural. A Bolívia tinha, até o bloqueio eleitoral do ano passado, 94 emissoras de rádio de povos indígenas transmitindo programas em espanhol e nas línguas nativas: a lei de telecomunicações atribuía a essas filiais comunitárias 17% das frequências. (L’Humanité, França) | bit.ly/3nX84BT

CHILE. O Ministério Público e os carabineros realizaram nesta quinta-feira violentas batidas contra a população Lo Hermida, procedimentos em que vizinhos denunciam a tortura de menores e a prisão de onze pessoas, acusadas de atacar uma delegacia de Peñalolén que, curiosamente, estava na mira de “Giovany”, um policial infiltrado que incitou os moradores da área a realizarem ações violentas contra os uniformizados. (El Desconcierto, Chile) | bit.ly/2GWgsB3

COLÔMBIA. Vítimas do exército pressionam para expulsar ex-chefes militares do tribunal de paz da Colômbia. Parentes de civis assassinados exigem que o ex-comandante Mario Montoya e o coronel Publio Mejía, acusado de execuções extrajudiciais, percam seus benefícios por não fornecerem a verdade. (El País, Espanha) | bit.ly/34ZgIqQ

CUBA. Cuba reabre suas fronteiras e depois de sete meses voltará a receber turistas em seu balneário mais famoso. Embora a maioria dos aeroportos tenha reaberto suas portas, o terminal de Havana permanece fechado, pois a capital da ilha ainda não entrou na fase de "novo normal". (El Mercurio, Chile) | bit.ly/3542Zin

CORONAVÍRUS. Haveria 77 milhões de mortes se fosse confiar na chamada "imunidade de rebanho" asseguram 80 cientistas no The Lancet em carta de especialistas de todo o mundo. Diante da segunda onda da doença que abala a Europa, ganha impulso a proposta de contar com a "imunidade de rebanho" como estratégia de enfrentamento. A última expressão foi a “Declaração do Grande Barrington”, que dá origem a expressões políticas conservadoras que a levam a se opor aos cuidados de saúde. Cientistas de todo o mundo alertam sobre seus perigos. (Página 12, Argentina) | bit.ly/2Iv2Lt2

TRUMP. Trump se recusa a repudiar a teoria conspiratória do QAnon. O presidente sustenta seu retweet controverso como candidato ao tomar parte numa conferência televisionada . (Financial Times, Inglaterra) | on.ft.com/3dvKFTc

ISRAEL. Israel nega visto a funcionários da ONU nos Territórios Palestinos. O Estado judeu pressionou a equipe internacional do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos a sair, decapitando o escritório da agência da ONU em Ramallah. (Libération, França) | bit.ly/340n1v0

TAILÂNDIA. Em Bangkok, os jovens desafiam o poder tailandês. Em um raro ato de desafio ao poder, milhares de tailandeses se reuniram no centro de Bangkok na quinta-feira. Na quinta-feira de manhã, o governo tailandês declarou estado de emergência em Bangkok: reuniões de mais de cinco pessoas foram proibidas e a mídia ordenou que não cobrisse os protestos. Eles querem a saída do governo, uma nova constituição e o que ninguém ousou fazer antes deles, uma reforma da instituição monárquica. (Libération, França) | bit.ly/3jbkhzq

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

David Smith – EUA (The Guardian, Inglaterra) | “Os auditórios de Trump e Biden: dois canais, dois candidatos, dois planetas” | bit.ly/3nYLgBx

Lois Beckett – QAnon (The Guardian, Inglaterra) | “QAnon: uma linha do tempo da violência ligada à teoria da conspiração” | bit.ly/2FxxRPA

Emir Sader – América Latina (Página 12, Argentina) | “A terceira década latino-americana” | bit.ly/3k6KIar

Gustavo Veiga – AL/direita (Página 12, Argentina) | “Marcham com o pé direito. A direita sem medo das ruas” | bit.ly/3lYYrRv

Paul Krugman – EUA (The New York Times, EUA) | “Como os republicanos ainda podem afundar os EUA. Mesmo se Trump perder, o partido pode causar danos imensos.” | nyti.ms/3444CNZ

L’Humanité, editorial – Bolívia (L’Humanité, França) | “A lição boliviana” | bit.ly/345cn6a

Fanny Privat – Guerra tecnológica (Le Monde Diplomatique, França) | “Batalha geopolítica em torno de 5G. Uma corrida pela inovação liderada pela China” | bit.ly/3dvKIhQ

Celso Rocha Barros – Brasil (Americas Quaterly, EUA) | “Como morreu a Lava Jato - e o que vem a seguir. O político que mais se beneficiou com a investigação anticorrupção do Brasil colocou o prego final em seu caixão.” | bit.ly/3j4JI5x

Paul Street - EUA (Counterpunch, EUA) | “O golpe já em andamento” | bit.ly/3lTONj2

Alessandra Ciattini e Marco Antonio Pirrone – Capitalismo (Sinistra in Rete, Itália) | “Pandemia no capitalismo do século XXI” | bit.ly/2SWMuzf

Marco Consolo – Bolívia (Rifondazione Comunista, Itália) | “Bolívia entre o voto e ameaças de um novo golpe” | bit.ly/37boUHh



Conteúdo Relacionado