Clipping Internacional

Clipping Internacional - 16/11/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil, especial eleições; Notícias do Mundo; e Artigos

16/11/2020 09:59

Guilherme Boulos (PSol) e Bruno Covas (PSDB) disputarão a prefeitura de São Paulo no próximo dia 29 (EFE)

Créditos da foto: Guilherme Boulos (PSol) e Bruno Covas (PSDB) disputarão a prefeitura de São Paulo no próximo dia 29 (EFE)

 
1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

AS ELEIÇÕES MUNICIPAIS

The Guardian, Inglaterra | Revés para Bolsonaro após resultados ruins nas eleições municipais. Os resultados, que incluíram derrotas dolorosas para os candidatos bolsonaristas em cidades-chave e o ressurgimento de políticos de partidos tradicionais, sugerem que é uma força em dificuldades. O presidente brasileiro Jair Bolsonaro - já sofrendo com a derrota de Donald Trump - sofreu mais um revés depois que os candidatos que ele havia defendido tiveram péssima performance nas eleições municipais. | bit.ly/2KdsHud

Tribune de Genève, Suíça; El Diário, Espanha; La Jornada, México; Le Nouvel Observateur, França | As eleições municipais de ontem tiveram um gosto amargo para Bolsonaro. Os partidos tradicionais do centro e da direita conservadora emergem fortalecidos no primeiro turno das eleições municipais de domingo, um teste de meio de mandato para o presidente Bolsonaro, que não conseguiu eleger seus "rebentos". | bit.ly/32RXT8S | bit.ly/35AzHcU | bit.ly/36V5apJ | bit.ly/2UwsYdv

Pagina 12, Argentina | O candidato evangélico Celso Russomanno perdeu em São Paulo e Marcelo Crivella ficou em segundo no Rio bem atrás do ex-prefeito Eduardo Paes nas eleições municipais. Jair Bolsonaro não passou no primeiro teste eleitoral. O presidente brasileiro foi esmagado em São Paulo e não obteve bons resultados na maioria dos quase 5.600 municípios que elegeram prefeitos. Oito dias fatídicos para o Bolsonaro. A derrota em São Paulo e a queda de Donald Trump anunciada em 7 de novembro deixaram o presidente e ex-capitão do Exército de joelhos. | bit.ly/3kEllMG | bit.ly/3nx3U2m

La Vanguardia, Espanha; Sputnik News, Rússia; El Diário, Espanha; El Periódico, Espanha | Filho do presidente, Carlos Bolsonaro teve 34% menos votos do que na última eleição. Ele foi o segundo vereador mais votado da cidade do Rio de Janeiro. Sua votação, porém, apresentou uma queda de 34% em comparação com a última eleição. Em 2016, foram 106.657 votos. Desta vez, 70.990. | bit.ly/3kC23rs | bit.ly/2K5MTOs | bit.ly/3pBifg7 | bit.ly/3kC29iO

El País, Espanha | Brasil votou nas suas eleições municipais marcadas pela pandemia e escalada da violência contra políticos. A candidato Solange Freitas em São Vicente/SP, sobrevivente de um atentado desta semana, encarna o perigo durante a campanha eleitoral em que 82 candidatos e militantes foram mortos. | bit.ly/2UxJRVi

Público, Portugal | Sondagens colocam os atuais prefeitos de São Paulo e Rio de Janeiro no segundo turno das eleições municipais. O Brasil realizou este domingo eleições para escolher os prefeitos e vereadores das câmaras legislativas de 5567 cidades. | bit.ly/3ntO74G

La Vanguardia, Espanha; Jornal de Notícias, Portugal | O atual prefeito Bruno Covas, que disputa a reeleição, e o progressista Guilherme Boulos, líder do movimento dos sem-teto, vão disputar um segundo turno para o prefeito de São Paulo, por serem os mais votados nas eleições municipais deste domingo. Com 99,67% dos votos concluídos, o conservador Celso Russomanno, candidato apoiado pelo presidente do Brasil, o de extrema direita Jair Bolsonaro, terminou em quarto lugar com apenas 10,50% dos votos. Na verdade, A maioria das grandes capitais brasileiras no domingo deu as costas aos candidatos apoiados pelo presidente do país, o ultraconservador Jair Bolsonaro, e favoreceu os aspirantes do centro e da direita moderada. | bit.ly/3pxL9xN | bit.ly/32MMgQm | bit.ly/32OZ2Ox

La Vanguardia, Espanha | A viúva de Marielle Franco, eleita vereadora do Rio de Janeiro. Mónica Benicio, viúva da icônica vereadora brasileira Marielle Franco, assassinada em 2018, conquistou uma vaga na Câmara Municipal do Rio de Janeiro durante as eleições municipais realizadas neste domingo no Brasil. | bit.ly/2UyS23v

Diário de Notícias, Portugal; El País, Uruguai | Novo líder de esquerda e sobrinho de Edir Macedo na 2.ª volta em São Paulo e no Rio. Segundo as sondagens à boca da urna, Guilherme Boulos, líder do Movimento dos Sem Teto, e Marcelo Crivella, o atual prefeito, vão defrontar os favoritos Bruno Covas e Eduardo Paes, respetivamente, nas duas metrópoles. No Recife, duelo de primos como esperado | bit.ly/32Rjtdo | bit.ly/3cA1cVF

La Diária, Uruguai | Uma falha no sistema de informática atrasou o resultado das eleições municipais no Brasil. Em São Paulo, o esquerdista Guilherme Boulos, do PSOL, foi para o segundo turno com 20,35 %, onde disputará com o atual prefeito, Bruno Covas com 32,8 %. Celso Russomanno, da direita republicana, que era o candidato que contava com o apoio de Bolsonaro, ficou em quarto lugar com 10,49%; Arthur do Val Mamãe Falei, da direita Patriota, ficou com cerca de 10%; e mais atrás, com apenas 8,58% das adesões, estava Jilmar Tatto, candidato do Partido dos Trabalhadores (PT). | bit.ly/32PBGYX

Expresso, Portugal | E leições municipais do Brasil. Candidatos apoiados por Bolsonaro perderam, mas Presidente distancia-se e desvaloriza. Esta foi, aliás, uma tendência clara destas eleições: dos 13 candidatos a prefeito que Bolsonaro apoiou durante a campanha, 11 foram derrotados nas urnas, nota o jornal “Folha de São Paulo”. Além disso, o atual Presidente fez campanha ativamente por 44 candidatos a vereadores por todo o Brasil: pelo menos 33 não conseguiram ser eleitos. | bit.ly/2IIouxE

OUTRAS NOTÍCIAS

COVID-19. O Brasil contabilizou 140 mortes e 14.134 novos casos de infeção pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, informou hoje o Ministério da Saúde no seu boletim epidemiológico. No total, o país sul-americano concentra 165.798 óbitos e 5.863.093 casos de infeção desde o início da pandemia de covid-19, registada oficialmente no Brasil no final de fevereiro. Geograficamente, São Paulo (1.168.640), Minas Gerais (382.882), Bahia (374.009) e Rio de Janeiro (326.956) são os estados brasileiros com maior número de infeções. (Diário de Notícias, Portugal; Jornal de Notícias, Portugal) | bit.ly/2UuoOTl | bit.ly/2IICOpW

NEGRITUDE. Alguns brasileiros há muito se consideram brancos. Agora, muitos se identificam como negros, pois a luta por igualdade inspira redefinições raciais. (The Washington Post, EUA) | wapo.st/32PBKrF

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

PERU. O novo presidente do Peru, o direitista Manuel Merino, eleito na terça-feira após o afastamento de Martín Vizcarra, renunciou neste domingo depois que dois jovens morreram na noite de sábado em Lima, supostamente por tiros da polícia. O Congresso planeja se reunir para considerar duas opções: a eleição de um novo chefe do Congresso –entre alguns dos únicos 19 deputados que não votaram a favor da destituição de Vizcarra; ou cancelar a sessão plenária da última segunda-feira em que o impeachment foi debatido e votado. As celebrações tomam conta do país.(La Vanguardia, Espanha; The Washington Post, EUA) | bit.ly/3kBPOuI | wapo.st/3lCZ0jU

BOLÍVIA. Um ano após o massacre, Sacaba lembra de suas vítimas. Pelo menos dez pessoas foram mortas pelo exército e pela polícia do regime de Áñez. A Assembleia Legislativa aprovou o início de um julgamento de responsabilidade contra o presidente interino e vários de seus ex-ministros. Além disso, uma missão da CIDH chegará ao país para investigar os acontecimentos. (Página 12, Argentina) | bit.ly/3pw0wXr

VENEZUELA. A Venezuela vai comprar 10 milhões de doses da vacina russa Sputnik-V. O presidente venezuelano, Nicolas Maduro, anunciou no domingo que seu governo havia concordado com a Rússia para comprar 10 milhões de vacinas contra o Sputnik-V. (La Presse, Canadá) | bit.ly/3lHyy96

EUA/TRUMP. Trump busca se agarrar ao poder. Apesar do risco para a nação, Trump resiste à transição e às conspirações dos fãs. A recusa do presidente em conceder entrou em uma fase mais perigosa, pois ele bloqueia a transição de seu sucessor, retendo briefings de inteligência, informações sobre pandemia e acesso ao governo. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/3f3HoLG

EUA/GEORGIA. Candidatos democratas afirmam que eleições para o Senado da Geórgia serão decisivas para os EUA. Jon Ossoff e Raphael Warnock enfrentam votos para segundo turno em 5 de janeiro A vitória em ambas as disputas pode transferir o controle do Senado para os democratas. Essas eleições são decisivas para o futuro dos EUA. Antes dos votos da Georgia, o Senado está 50-48 para os Republicanos. Se os dois democratas forem eleitos fica 50-50, uma situação que, embora precária, isso daria a Joe Biden mais esperanças de implementar sua agenda legislativa. (The Guardian, Inglaterra) | bit.ly/3kuCkBa

CORONAVÍRUS/EUA. Autoridades nos Estados Unidos relataram mais de 11 milhões de casos totais de coronavírus até domingo, à medida que os surtos no país levam a novos níveis agonizantes de hospitalizações. Os casos passaram de 10 milhões apenas uma semana atrás, e mais de 1 em 400 americanos tiveram resultados positivos desde então. A última onda de vírus começou a se acelerar em grande parte do país em meados de outubro. Demorou pouco mais de duas semanas para o país passar de oito milhões de casos para nove milhões em 30 de outubro; de nove a 10 milhões levou apenas 10 dias. (The New York Times, EUA) | nyti.ms/2UtG37q

CORONAVIRUS. Recorde mundial de infecções diárias por covid-19 e nos EUA ultrapassa 11 milhões de casos A OMS registrou, pela primeira vez, mais de 9.500 mortes em 24 horas no mundo pelo terceiro dia consecutivo. (El Mercurio, Chile) | bit.ly/3kAv6M6

CHINA. China e 14 outros países assinam o maior acordo comercial do mundo. O RCEP, que cobrirá 30% do PIB e da população mundial, representa um impulso econômico e político para Pequim, seu principal promotor. (El País, Espanha) | bit.ly/2K2Ye1J

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS/REPORTAGENS

Robert Reich – EUA (The Guardian, Inglaterra) | “A recusa de Trump em ceder é apenas a última jogada para agradar aos doadores republicanos” | bit.ly/38JG67r

Ed Pilinton, reportagem – EUA (The Guardian, Inglaterra) | “A falha democracia norte-americana: cinco áreas chave onde ocorre” | bit.ly/2UxQEOE

Alfredo Zaiat – Argentina (Página 12, Argentina) | “A mentira do ajuste” | bit.ly/35xZbYa

François Vergniolle de Chantal – EUA (Le Monde, França) | “Estados Unidos: O sistema eleitoral dá uma vantagem estrutural ao Partido Republicano". | bit.ly/2H56hKk

Paolo Cacciari - Crise do coronavírus (Sinistra in Rete, Itália) | “Plano de recuperação: restauração ou arrependimento?” | bit.ly/32QevxI



Conteúdo Relacionado