Clipping Internacional

Clipping Internacional - 17/05/2020

Notícias internacionais sobre o Brasil; Notícias do Mundo; e Artigos

17/05/2020 11:04

Enterro de vítima de Covid-19 em São Paulo. Cemitérios do Amazonas recorreram a valas comuns (Victor Moriyana/NYT)

Créditos da foto: Enterro de vítima de Covid-19 em São Paulo. Cemitérios do Amazonas recorreram a valas comuns (Victor Moriyana/NYT)

 
1 - NOTÍCIAS INTERNACIONAIS SOBRE O BRASIL

A PANDEMIA E A TRAGÉDIA BOLSONARO

The New York Times, EUA | Brasil, outrora um modelo, luta para conter vírus em meio a turbulência política. O trabalho pioneiro do país em crises de saúde passadas, incluindo AIDS e Zica, ganhou elogios globais. Mas a resposta caótica do governo ao coronavírus diminuiu a capacidade do país de lidar com a pandemia. Bancos lotados. Carros de metrô embalados. Ônibus cheios de fervorosos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, indo para comícios que pedem aos brasileiros que deixem de lado as ordens de ficar em casa de prefeitos e governadores e, em vez disso, sigam a diretiva do presidente para voltar ao trabalho. Cenas como essas são um reflexo da resposta contraditória e caótica do Brasil à pandemia de coronavírus. A confusão nacional ajudou a alimentar a propagação da doença e contribuiu para tornar o Brasil um centro emergente da pandemia, com uma taxa de mortalidade diária perdendo apenas para a dos Estados Unidos. | https://nyti.ms/2WDv8tz

The Guardian, Inglaterra | 'O navio está afundando': Bolsonaro luta para bloquear o vídeo do da reunião dos palavrões. Uma transcrição parcial da reunião em Brasília oferece um vislumbre da paranoia e obsessões ideológicas do presidente do Brasil. 'Teorias da conspiração ... questões ideológicas, batalhas inventadas e guerras culturais - tudo bem no coração do governo', diz um colunista. "Eu não vou esperar [a polícia federal] foder minha família e amigos apenas por merdas e risadinhas", Bolsonaro fumou em um momento, segundo o relato oficial, aparentemente em referência a investigações policiais envolvendo seus filhos políticos. Mas parece reconhecer o caos que envolve seu governo, pois enfrenta um colapso econômico e uma crise de saúde pública que já matou mais de 14.000 vidas brasileiras. Enquanto isso, o ministro da Saúde, empossado há um mês, renuncia. | https://bit.ly/2yf1bXG

Página 12, Argentina; The New York Times, EUA;; La Vanguardia, Espanha; El Clarín, Argentina; The Sydney Morning Herald, Austrália; El Periódico, Espanha; El Mundo, Espanha; La Repubblica, Itália; Il Messaggero, Itália; El Mercurio, Chile; Últimas Notícias, Venezuela | Um militar sem experiência assume o Ministério da Saúde no Brasil que já é o quarto país do mundo com mais casos de coronavírus. O país registrou 15 mil casos novos e 816 mortes em 24 horas e ultrapassou Espanha e Itália. Bolsonaro teima na oposição ao isolamento. | https://bit.ly/3fUi9vf | https://nyti.ms/3bIUGtI | https://bit.ly/2LGI9fD | https://bit.ly/2zIoKbC | https://bit.ly/2yXp1aO | https://bit.ly/2TdiyiN | https://bit.ly/367CfO2 | https://bit.ly/3bGG6CS | https://bit.ly/360IFyy | https://bit.ly/2ACFwJJ | https://bit.ly/2Z703Am

El País, Espanha; The Guardian, Inglaterra; The Wall Street Journal, EUA Público, Portugal; Diário de Notícias, Portugal; La Diária, Uruguai; La Vanguardia, Espanha; El Clarín, Argentina; La Repubblica, Itália; ABC, Espanha; Financial Times, Inglaterra; La Presse, Canadá; La Repubblica, Itália | O Brasil perde seu segundo ministro da Saúde em meio à pandemia de coronavírus, às portas do pico de infecções. O Ministério da Saúde anunciou nesta sexta-feira a renúncia do médico Nelson Teich, quando ele está no cargo há um mês e as divergências com o presidente sobre como lidar com a crise da saúde estão se acentuando. Ele será temporariamente substituído pelo número dois, um general, numa época em que o Brasil é o sexto país do mundo em mortes e infecções. Bolsonaro havia demitido o ex-ministro em abril. A renúncia abre uma enorme via navegável no governo de um presidente que é investigado pelo Supremo Tribunal por interferência política na polícia para proteger sua família. | https://bit.ly/3bEDju7 | https://bit.ly/3cDq6TK | https://on.wsj.com/2WC4W2K | https://bit.ly/2WC4T74 | https://bit.ly/2X2LcnL | https://bit.ly/3cDGKT2 | https://bit.ly/3cGrDIC | https://bit.ly/2X3tnoF | https://bit.ly/364wjpg | https://bit.ly/2zHfeFI | https://on.ft.com/2WDS8c9 | https://bit.ly/3cFxCND | https://bit.ly/364wjpg

Público, Portugal | No Brasil, a pandemia só deve atingir o pico em Julho. Em muitas cidades brasileiras, os hospitais já não aguentam a pressão de tantos doentes de covid-19, mas a situação vai agravar-se. Mas falta "o incentivo para que as pessoas fiquem em casa", dizem os especialistas. | https://bit.ly/2LzH75f

Diário de Notícias, Portugal | Afinal, Bolsonaro vai ou não ser denunciado? Perguntas e respostas de mais um caso de polícia na política brasileira. Em que ponto está o inquérito às acusações de Moro contra o presidente, quais as provas, os crimes eventualmente cometidos, os eventuais desfechos e quem é o homem que vai decidir tudo. | https://bit.ly/2yaBpDL

La Presse, Canadá; La Jornada, México | O presidente brasileiro Jair Bolsonaro voltou a criticar as medidas de contenção no sábado, quando seu país ultrapassou o limite de 15.000 mortes por coronavírus. O Brasil, com pelo menos 233.142 casos detectados e 15.633 mortos, é atualmente o quarto país do mundo mais afetado em termos de contaminação. Mas os especialistas estimam que, se não houver testes suficientes, os casos podem ser quinze vezes mais numerosos. O presidente Bolsonaro pede um "retorno ao normal" com argumentos econômicos. | https://bit.ly/2ydAGBS | https://bit.ly/367CatI

HuffPost, EUA; El Mercúrio, Chile; La Jornada, México | Ministro da Saúde se demite após recusar demanda de Bolsonaro para autorizar a cloroquina. O presidente de extrema direita já teve dois ministros da saúde em um mês, enquanto que os casos de coronavírus no país explodem. Há uma obsessão pela cloroquina em Bolsonaro. | https://bit.ly/3fWTO8k | https://bit.ly/2TbucKQ

Al Jazeera, Catar | Pandemia de coronavírus atinge dezenas de grupos indígenas. Uma pesquisa encontrou 446 casos de novos coronavírus e 92 mortes entre grupos indígenas, principalmente na Amazônia brasileira. | https://bit.ly/2LyHbC7

OUTRAS NOTÍCIAS DO BRASIL

ESTADO POLICIAL. Uma operação policial mortal no Rio de Janeiro contra suspeitos de tráfico de drogas atraiu multidões para as ruas de um bairro em quarentena, provocando críticas de moradores e ativistas. "Distanciamento social? Para quem?" Fábio Felix, um parlamentar de esquerda, perguntou no Twitter. "É incrível que a vida dos pobres não valha nada, mesmo durante uma pandemia!" (The New York Times, EUA) | https://nyti.ms/3cHVwbt

PT. O PT decidiu apresentar uma iniciativa de impeachment contra Bolsonaro. O partido pedirá novas eleições no Brasil para impedir que Mourão entre na presidência. Ele argumenta que Jair Bolsonaro cometeu crimes de responsabilidade política em meio à pandemia de 19 deles. Além disso, da liderança do PT foi anunciado que a aprovação de uma proposta de emenda constitucional, que garante a convocação de novas eleições no caso de aprovação da remoção de Bolsonaro, será promovida. O PT anunciou que também percorrerá outras rotas previstas na Constituição para acabar com o governo Bolsonaro. Conforme relatado em comunicado, "o Supremo Tribunal Eleitoral tentará processar as quatro ações que existem contra a fórmula de Bolsonaro-Mourão, por crimes cometidos durante a campanha eleitoral de 2018, além da abertura de ações legais contra Bolsonaro por os crimes denunciados contra ele perante o Supremo Tribunal Federal ", a instância mais alta da Justiça brasileira. | https://bit.ly/3fV8kgF

SOLIDARIEDADE. Coronavírus: em São Paulo, a solidariedade exemplar dos refugiados sírios. Privados de renda, os migrantes que chegaram nos últimos anos estão se mobilizando, apesar de tudo, preparando refeições ou máscaras prontas, para ajudar os brasileiros mais vulneráveis durante a pandemia. (La Croix, França) | https://bit.ly/3bFLbva

2 - NOTÍCIAS DO MUNDO

AMÉRICA LATINA.
'Focos de infecção': como o Covid-19 se espalhou pelos mercados da América Latina. As autoridades têm se esforçado para impor o distanciamento social nos centros comerciais. Em um mercado de Lima, 79% dos fornecedores tinham coronavírus. Setenta e nove por cento dos detentores de barracas no mercado atacadista de frutas de Lima apresentaram resultado positivo para o Covid-19, enquanto testes em cinco outros grandes mercados de alimentos frescos da cidade revelaram que pelo menos metade estava portando o vírus. Os resultados foram obtidos quando as autoridades locais da Cidade do México ao Rio de Janeiro lutam para impor medidas sanitárias e de distanciamento social nos mercados de atacado e varejo, que são os pilares das economias locais. (The Guardian, Inglaterra) | https://bit.ly/2X8bSUp

ARGENTINA. O dólar que voou. Investigação sobre os dólares que se foram. O Banco Central informou que durante o governo Macri, US $ 86 bilhões se foram. A Afip já identificou 950 milhões de contas no Uruguai que não foram declaradas, cujos proprietários foram notificados. A próxima etapa é cruzar dados com a Central e avançar mais de 300.000 contas nos destinos mais comuns: Estados Unidos, Panamá e Suíça. Dois bancos de dados altamente sensíveis: 300 mil contas de residentes argentinos no exterior e a lista de empresas e pessoas que escaparam de US $ 129 bilhões nos quatro anos de Macristas. (Página 12, Argentina) | https://bit.ly/3cFqiSn

EUA. Entre os que ganham menos, a taxa de desemprego chega a 40%. Desemprego nos EUA como um mapa da pobreza. Os Estados Unidos têm trinta milhões de novos desempregados e uma das conclusões que circulam entre os comentaristas econômicos é que a pandemia "destruiu uma década inteira de construção de empregos". Mas a próxima conclusão é que grande parte desse trabalho era "lixo", não apenas sem benefícios, mas com miséria. Se a taxa geral de desemprego na maior economia do mundo é de 14,7%, a taxa real entre os piores pagamentos chega a 40%. E entre os melhores ganhadores, mal chega a 1,5%. (Página 12, Argentina) | https://bit.ly/3dUw9Uc

EUA. Com a demissão do inspetor do Departamento de Estado, Trump intensifica purga retaliatória. O término de Steve A. Linick novamente mostrou ao presidente normas desafiadoras da governança dos EUA em seu esforço para livrar a burocracia federal de funcionários que ele considera insuficientemente leais ou protetores a ele e à sua administração. (The Washington Post, EUA) | https://wapo.st/2LzgNbg

VENEZUELA. Caos de oposição na Venezuela: adeus Juan Guaidó, Henrique Capriles está de volta? Os venezuelanos se cansaram de Juan Guaidó? Segundo a agência Bloomberg, um grupo de deputados da oposição parece não querer mais ele na vanguarda da oposição e pediu uma mudança ao Departamento de Estado dos EUA. Seriam três membros da Primero Justicia, partido de Henrique Capriles, o eterno líder da oposição de Nicolás Maduro, que estava prestes a derrotá-lo nas eleições presidenciais de 2013. (El Espectador, Colômbia) | https://bit.ly/366aDZO

ESPANHA. A renda vital mínima será de 462 euros, não exigirá uma busca ativa de emprego e isentará a primeira casa. O auxílio que deve ser aprovado na próxima semana terá um máximo de 1.015 euros por família. (El Diário, Espanha) | https://bit.ly/369okac

EUA. O drama do coronavírus em Nova York: dos mortos pela fome. A pandemia causou uma saúde, mas também uma crise social: dois milhões de nova-iorquinos estão em situação de insegurança alimentar. (ABC, Espanha) | https://bit.ly/3cFMSu9

ALEMANHA. Berlim teme que populistas explorem movimento de protesto. Uma minoria vocal na Alemanha se opõe às restrições impostas para impedir a disseminação do coronavírus, incluindo os radicais de direita, mas também as pessoas no centro da sociedade. (Der Spiegel, Alemanha) | https://bit.ly/2WDb4Yi

3 - ARTIGOS/ENTREVISTAS

Eric Nepomuceno – Brasil (Página 12, Argentina) | "Brasil: a maior calamidade se chama Bolsonaro" | https://bit.ly/3g6ZRaq

George Monbiot – Crise civilizatória (The Guardian, Inglaterra) | "O coronavírus está nos mostrando que é tempo de repensar tudo. Vamos começar pela educação" | https://bit.ly/3cH8dmL

Barry Eichengreen – Crise Financeira (Project Syndicat, EUA) | "Administrando a próxima crise da dívida" | https://bit.ly/3bDB5er

Simon Wren-Lewis – Crise Econômica (The Guardian, Inglaterra) | "As histórias dos temores sobre o débito governamental estão de volta. Ignore-as." | https://bit.ly/3cIC2Ui

Rafael Bielsa – Política (Página 12, Argentina) | "Dois que compreenderam. Idele Tonelli e Lula da Silva" | https://bit.ly/2ACWYhh

Robert Reich – Capitalismo (The Guardian, Inglaterra) | "A elite corporativa norte-americana precisa parar de tratar o coronavírus como um obstáculo ao lucro." | https://bit.ly/2WDb6iS

Simon Tisdall – Pandemia (The Guardian, Inglaterra) | "Trump, Putin e Bolsonaro foram complacentes. Agora a pandemia os tornou vulneráveis." | https://bit.ly/2y9gBwq

Carlos Noriega – Peru (Página 12, Argentina) | "Coronavírus no Peru: o modelo entrou em terapia intensiva. A pandemia expôs um programa neoliberal que se vangloriava de ter sucesso devido a seus bons dados macroeconômicos." | https://bit.ly/2X1sInG

Ariel Dorfman, entrevista – Desigualdade (Página 12, Argentina) | "Este vírus desnudou com mais nitidez a desigualdade" | https://bit.ly/3bIUCtY

Daniel Aarão Reis, entrevista - Brasil (Esquerda.net, Portugal) | "As milícias bolsonaristas não vão aceitar a derrota e as esquerdas precisam se precaver" | https://bit.ly/2WE3Q6v



Conteúdo Relacionado